Universal se compara a uma empresa, a Globo, ao admitir uso de escolas públicas


Nota da igreja faz
defesa meia-boca
do prefeito Crivella
[opinião]

A Igreja Universal do Reino de Deus admitiu em nota que usou escolas públicas do Rio para a realização de eventos, mas julgou ter esse direito porque empresas, como a Globo, fazem o mesmo.

A nota desconhece que a Globo não é uma igreja, é uma empresa privada, sendo, portanto, laica, ainda que seus controladores tenham uma religião, a católica.

A comparação da Universal só faz sentido se ela própria se considera uma empresa, e, nesse caso, terá de abrir mão da isenção tributárias prevista em lei.


Na nota, a Universal defende o prefeito do Rio, o seu bispo Marcello Crivella, da acusação do Ministério Público e da Rede Globo de privilegiar igrejas evangélicas.

Trata-se de uma defesa meia-boca, sem citar o nome do prefeito, porque, se não fosse assim, seria contraditório a Igreja usar da contundência para dizer que o seu bispo respeita o Estado laico.

A Universal critica a Globo de censura, por não ter tido o direito de resposta como igreja desejaria, e diz que a emissora faz perseguição aos evangélicos.

Ela recorre a uma informação do jornal Extra, do grupo Globo, para afirmar que em 2017, das instituições religiosas, a Igreja Católica usou escolas públicas do Rio para eventos em 24 ocasiões e as igrejas evangélicas 16, sendo destas cinco da Universal.

Ora, se a Igreja Católica infringe a Constituição, o que ocorre, isso não significa que a Universal seja inocente.

Com informação da nota da Universal e foto alterada.


Rio vai ter ‘CPI da Márcia’ para apurar vantagens de Crivella a evangélicos

Crivella afirma que só o ‘Brasil evangélico é que vai dar jeito nessa pátria’

Crivella não aplica a Lei do Silêncio e mantem impunidade de igrejas evangélicas

Com apoio da Igreja Universal, Crivella diz que não mistura política com religião




Crivella muda nome de estação de ônibus para homenagear religioso

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site