Em vídeo, freira da ordem de Madre Teresa confessa ter vendido bebês


Madre Teresa de
Calcutá é uma santa

da Igreja Católica

Em um vídeo de 50 segundos [ver abaixo], a freira Koncilia, da Índia, confessa ter vendido dois bebês e de ter dado um terceiro.

Ela é da ordem Missionárias da Caridade, que foi criada pela Madre Teresa de Calcutá (1910-1997), fanática religiosa declarada “santa” pela Igreja Católica e ganhadora de Prêmio Nobel.

Antes da gravação do vídeo, a polícia já tinha prendido Koncilia por uma causa de acusação de um pai adotivo de que comprara da religiosa um bebê por US$ 700.

No vídeo, a freira admite: “Eu vendi mais dois bebês...”.


Ela afirma não saber onde as crianças estão agora.

Koncilia teria vendido o total de sete bebês de um abrigo de mães solteiras de Ranchi [mapa], Jharkhand, sob a administração das missionárias da Madre Teresa.

A polícia tem recebido outras denúncias envolvendo a ordem.

“Esse caso [o da Koncilia] não é isolado”, disse um porta-voz da polícia.

O governo mandou investigar todas as unidades da ordem. O  mercado de comercialização de bebês da Índia movimenta milhares de dólares anualmente.

A Igreja Católica está se omitindo, embora a ordem de sua santa esteja envolvida em um escândalo com repercussão internacional.

Em vez de ajudar a investigar as denúncias, a Igreja se coloca como vítima de perseguição da religião majoritária na Índia, o hinduísmo.

Com informação de sites internacionais, como o La Silla Rota, vídeo do Twitter e Youtube e foto de divulgação.

Madre Teresa desviava dinheiro de hospitais para o Vaticano

Padre se protegia de acusações de pedofilia subornando até o papa

Já está provado que 1º milagre de Madre Teresa foi uma farsa



Masoquismo fez irmã Dulce dormir 30 anos em cadeira

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site