Crivella agradece a Deus por cair acusação de ofensa ao Estado laico


Câmara que quis
investigar a mistura de
religião com política
 do prefeito do Rio

A Câmara do Rio recusou na quinta-feira (12) dois pedidos de abertura de processo de impeachment do prefeito Marcelo Crivella (foto) sob a acusação de desrespeitar o Estado laico, com a concessão de facilidades a evangélicos.

No Twitter [ver abaixo], Crivella agradeceu a Deus em primeiro lugar e, depois, aos vereadores (a maioria) que ficaram do lado dele.

“Não esmoreceremos, seguiremos firmes no propósito de governar para todos”, escreveu.

Amém?

Ainda não, porque o Ministério Público do Estado do Rio está investigando pelo menos dez acusações, como a de que Crivella autorizou proselitismo da Igreja Universal em em escolas públicas.

Com informação do Twitter e de outras fontes.


Crivella afirma que só o ‘Brasil evangélico é que vai dar jeito nessa pátria’

MP apura se Crivella demitiu em massa para contratar fiéis da Universal

Crivella não aplica a Lei do Silêncio e mantem impunidade de igrejas evangélicas




Lula ajudou a Universal a se expandir na África, diz Crivella

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site