Canadá condena líder religioso por ter 24 esposas e 149 filhos


Entre as 'esposas
celestiais' de Blackmore
há menores de idade

A Justiça canadense condenou Winston Blackmore (foto) por ele ter 24 esposas e que com as quais  ele possui 149 filhos. 

Blackmore é ex-líder de seita fundamentalista mórmon.


Ele se defendeu no Tribunal dizendo que em sua fé não é pecado ter muitas mulheres e que nem a lei canadense proíbe a poligamia informal.

O problema é que algumas das “mulheres celestes” do mórmon são menores de idade, e isso a lei não admite.

Das esposas do religioso, 10 tinham 17 anos quando se casaram, três estavam com 16 e uma com 15.

Blackmore foi sentenciado a uma pena leve: seis meses de prisão domiciliar e mais um ano de liberdade condicional. 

O que significa que ele vai continuar sendo fiel a Deus, tendo um harém e com preferências para as "novinhas".

Com informação do Yahoo e de outras fontes e foto de captura de tela do Youtube.


Era insano, afirma Joanne, ex-mulher de mórmon polígamo

Foto mostra 50 mulheres das 78 de profeta americano

Igreja Mórmon admite que seu fundador teve 40 esposas




Missionário mórmon questiona sua própria pregação e vira ateu

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site