Foto mostra 50 mulheres das 78 de profeta americano


Sorriem, mas sofriam maus-tratos
A imprensa americana publicou uma foto com 50 das 78 mulheres do profeta Warren Jeffs, 55. Com roupa parecida, como estivessem usando uniforme, com diferença apenas no tom das cores, a mulheres sorriem, mas eram submetidas a maus-tratos.

Jeffs é o líder da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Últimos anos. Trata-se de uma cisão da Igreja dos Mórmons, religião que defendia a poligamia.

No principal templo da igreja, havia, como se fosse um altar, uma cama. Era ali que, na maioria das vezes, ele submetia suas mulheres a violências sexuais sob o argumento de que era o desígnio divino. Ele herdou a igreja do seu pai, que também era estuprador em nome de Deus.

Jeffs é líder de religião
oriunda dos mórmons
Na terça-feira (9), um Tribunal de Justiça de San Angelo (EUA) condenou Jeffs (foto) à prisão perpetua por violentar uma adolescente, que seria uma de suas esposas.

 Ele também foi condenado a 20 anos prisão por um outro caso de abuso. Também teria engravidado uma adolescente de 13 anos.

O MP (Ministério Público) apresentou ao Tribunal uma fita de áudio que seria a prova de um abuso a uma menina de 12 anos.

Jeffs se dizia representante de Deus na Terra. Tinha mais de 6 mil seguidores.  MP queria que a Justiça o condenasse à pena de morte.

Com informação das agências.

Panfletos em sinagogas de Israel estimulam a volta da poligamia.


Igreja dos Mórmons.

-------- Busca neste site