Pular para o conteúdo principal

Temer nomeia pastor da Assembleia de Deus para a Secretaria-Geral


Ronaldo de Souza
já foi presidente da
Convenção Geral
de sua igreja

[opinião]

Michel Temer nomeou o deputado Ronaldo Fonseca de Souza (foto) como ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. O cargo estava vago.

Do Distrito Federal e atualmente sem partido, Souza é pastor da Assembleia de Deus e está ligado ao CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil).

Nada contra um evangélico ser ministro. Ele poderia ser católico, umbandista ou ateu.

O problema é que a maioria dos políticos evangélicos no poder, no Executivo ou Legislativo, tem um histórico de dar mais atenção as suas ovelhas do que à população.

Na Câmara dos Deputados, no lugar de Souza, entrou Vitor Paulo (PRB), pastor da Igreja Universal.

Com informação do Planalto e de outras fontes e foto de divulgação.


6 dicas da Assembleia de Deus para se vestir com 'decência'

AD vende réplica de mala dos fundadores por R$ 350




Nos EUA, Assembleia de Deus cresce mais rápido que a população

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil