Reitor do Santuário de Aparecida reza missa pela liberdade de Lula


Engajamento do
 padre João Batista
desagradou católicos
na rede social

O padre João Batista de Almeida (foto), reitor do Santuário de Aparecida, rezou no dia 20 de maio de 2018, um domingo, uma missa pela liberdade de Lula.

“O padre levantou um cálice e pediu orações por Lula e por sua libertação”, informa Lauro Jardim, de O Globo.

Na Basílica de Aparecida estavam petistas como o deputado federal Paulo Teixeira e o estadual Simão Pedro.

Na rede social, católicos criticaram o engajamento político da Igreja.

Com informação de Lauro Jardim.


Lula é torturado na Polícia Federal por programas evangélicos

Quem legitimou evangélicos na política foi Lula, diz sociólogo




Central Islâmica doou carro de R$ 170 mil a Lula, revela PF

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Quando Jesus voltar, como nós cristãos acreditamos, espero que ele venha acompanhado de uma legião de arcanjos determinados a expulsar das fileiras dos justos, primeiro, os vendilões do templo que hoje poderiam ser chamados de usurpadores do templo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site