Muçulmano radical brasileiro quis envenenar comida de sem-teto


Abdien informou
 que comunidade já
 tinha expulsado o
muçulmano extremado

A Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio informou que já tinha expulsado do seu convívio o brasileiro Wellington Moreira de Carvalho. que agora está sendo acusado pela Polícia Federal de ter afinidades com o Estado Islâmico, planejando atentados no Brasil.

Mohamed Abdien (foto), presidente da sociedade, disse que Carvalho mostrou ter caráter violento “em 2004 ou 2005”, quando sugeriu envenenar os alimentos que a comunidade estava distribuindo a sem-teto, além de incentivar o apedrejamento da embaixada americana.

Se de fato Carvalho demonstrou tanta periculosidade. a Sociedade Muçulmana deveria ter feito uma denúncia à polícia, e não só decidido pela expulsão.

Com informação de O Estado de S. Paulo.


Brasil tem muçulmanos simpáticos ao Estado Islâmico, diz xeque

Grupos no Facebook pedem aplicação da sharia no Brasil




Muçulmanos têm planos de expandir sua fé no Brasil

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Mas o cara foi denunciado ! "Abdien disse que chegou a denunciá-lo à Polícia Federal", está escrito na própria matéria de sua fonte. não leu ???

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site