Dodge aceita queixa-crime de Caetano Veloso contra Marco Feliciano


Marco Feliciano
disse que Caetano
é pedófilo

Raquel Dodge, procuradora-geral da República, aceitou a queixa-crime proposta por Caetano Veloso (na foto à direita) contra o deputado e pastor Marco Feliciano (Podemos-SP), que é acusado pelo artista de difamação. 

Ao final de 2017, Feliciano escreveu nas redes sociais posts dizendo que Caetano é pedófilo por ter se casado com uma mulher de 13 anos quando tinha 40.

“Todos sabemos que isso é crime, é estupro de vulnerável, é pedofilia...”, escreveu o pastor.


Feliciano resolveu atacar Caetano em setembro de 2017, quando o artista saiu em defesa da performance de artista se que se apresentava nu a uma plateia. no MAM-SP.

Em uma das apresentações, uma menina, com a autorização da mãe, tocou no pé do artista, o que desencadeou uma onda de protestos de conservadores, principalmente de evangélicos.

O relator do processo do STF será Luís Roberto Barroso, um ministro tido como progressista.

Ticiano Figueiredo, advogado de Caetano, elogiou a decisão de Dodge com títulos de músicas do compositor:

“Nessas horas Raquel mostra que “é linda”, que esse caso não é “qualquer coisa”, que Feliciano não ficará berrando como um “leaozinho” tampouco fará um “panis et circensis” no Congresso nem em “Sampa”. Eis o encontro da mais “fina estampa”, da “beleza pura” do direito. “

Com informação de Lauro Jardim, de "O Globo".



Fundamentalismo religioso é distúrbio mental, diz cientista

Livro orienta como curar a Síndrome do Trauma Religioso




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários