Pular para o conteúdo principal

Papa comete abuso ao fazer marketing com menino de pai ateu


Francisco tirou
proveito da fragilidade
de um garoto

O papa Francisco saiu bem na fotografia do episódio do garoto que lhe perguntou se seu pai ateu, recentemente morto, estava no Céu.

O menino italiano Emmanuele (foto) estava com a voz embargada, em lágrimas.

Francisco disse ao menino o que qualquer um diria, mesmo um papa, a uma criança chorando.

Com larga divulgação aos jornalistas [ver vídeo abaixo], Francisco deu a entender ao menino que o pai ateu está no Paraíso: “Deus não abandona as pessoas boas”.

Mas essa não é a ortodoxia da Igreja Católica.


Sim, Deus não abandona as pessoas boas, mas, para serem boas, é preciso ser cristãs, aceitar Cristo, rezar o pai nosso, ajoelhar-se.

Se não fosse assim, a Igreja Católica teria de admitir a razão de não existir, a sua inutilidade.

Pra que rezar se até ateu vai para o Céu?

No caso de Emmanuele, o que fica evidente é que a Igreja Católica continua atormentando o imaginário de crianças e adultos com a escatologia do Inferno.

É como se ainda estivéssemos sob as trevas da Idade Média.

Outra observação:

Muitos padres têm sido acusados de abusar sexualmente de crianças.

Agora, é o próprio papa que abusa da imagem de uma criança para fazer marketing.


Com foto de divulgação.


Jornalista italiano se torna ateu de estimação do papa Francisco

Sim, papa Francisco, o Inferno não existe. E o Paraíso também não




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil