Papa apoia continuidade de tratamento de criança com doença terminal


Alfie Evans
sofre de doença
degenerativa

O papa Francisco manifestou apoio à decisão do casal de britânicos de manter o tratamento de seu filho com doença terminal, mesmo contrariado a orientação de médicos.

Com 22 meses, Alfie Evans (foto) está hospitalizado desde dezembro de 2016.

Ele sofre de uma doença neurológica degenerativa rara que exige respiração artificial permanente.


Para aliviar o sofrimento da criança, médicos conseguiram da Justiça autorização para interromper o tratamento, com o desligamento das máquinas e suspensão de medicamentos.

Tom Evans e Kate James, os pais, rejeitam a decisão porque acreditam que possam haver salvação com outros tratamentos médicos ou ocorrer um milagre.

No Twitter, Francisco escreveu: "Espero sinceramente que se faça todo o possível para seguir acompanhando com compaixão o pequeno Alfie Evans, e que o profundo sofrimento de seus pais possa ser ouvido".

Os médicos estão mais preocupados com o “profundo sofrimento” da criança.

Com informação de agências e foto de divulgação
.


Médico ateu tende a abreviar sofrimento de paciente terminal

Hospital ensina a pacientes oração de cura pelas mãos

Bélgica submete pela primeira vez uma criança à eutanásia




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site