Hospital ensina a pacientes oração de cura pelas mãos


Defesa do método
 de "canalização
 de energia vital
 do universo"

No elevador de um hospital de São Paulo que tem um selo internacional de excelência, deparei-me com um convite a pacientes e acompanhantes para participar de sessão de Johrei.

O convite [ver acima] explica que se trata de um “método de canalização da infinita energia vital do universo para o aperfeiçoamento espiritual e físico” e bla-blá.

A tal “energia”, informo, foi “descoberta” por Meishu-Sama, fundador da Igreja Messiânica Mundial.

O Johrei é a oração feita com a imposição das mãos, com o potencial de promover cura, acreditam seus adeptos.


O que esse hospital deveria fazer era homenagear a habilidade  das mãos de seus profissionais, dos enfermeiros e médicos, que são representantes da ciência, a qual, ali, é o que efetivamente salva vidas.

Como escreveu Richard Sloan, pesquisador de medicina comportamental na Universidade de Columbia (EUA), não há nenhuma evidência de que a fé ou “energia transcendental” faça bem à saúde.

E quem associa uma coisa a outra, afirmou ele, é porque tem o interesse de promover alguma religião.

Com informação sobre Johrei do Wikipédia e foto deste site.


Não há ligação entre ciência e religião, afirma Neil Tyson

Na República do Congo, infectados com ebola buscam a cura na oração




Milagreiro Valdemiro procurou médico para curar seu joelho

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site