Pular para o conteúdo principal

Universal fica com indenização de desempregada; Justiça manda devolver


Pastor coagiu
mulher doar
R$ 13,7 mil

Juizado Especial Cível de Vitória (ES) [mapa] condenou a Igreja Universal a devolver de R$ 13.790,00 doado em 2016 por uma mulher de 34 anos.

Naquela época, recém demitida, a mulher entregou o dinheiro da rescisão para a igreja, mas se arrependeu e entrou com uma ação na Justiça para reaver o valor.

A Universal também terá de pagar uma indenização por danos morais de R$ 3 mil.

Cabe recursos.


Na ação, a mulher disse que se consultou com os pastores sobre sua situação de desemprego e que foi orientada a doar tudo como "sacrifício à Deus".

“Perdi o emprego e fui atrás do pastor, pedir ajuda, mas eles falaram que não poderiam me ajudar. Então, eles disseram que Deus queria um sacrifício total, e eu doei toda minha rescisão contratual, que dava mais de R$ 13 mil”, disse ela à TV Gazeta do Espírito Santo.

“Eles [os pastores] falaram que, se eu pedisse o dinheiro de volta, tirariam minha vida das mãos de Deus.”

Com informação da Justiça de Vitória.


Justiça reafirma que Universal tem de restituir bens a fiéis



A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto