Nos Estados Unidos, igreja da paz mundial abençoa rifles AR-15


Cerimônia
com base
na Bíblia

O Santuário de Paz e Unificação Mundial abençoou rifles AR-15 e AK 47 (descarregados) em uma cerimônia de compromisso entre noivos, no dia 28 de fevereiro de 2018, em sua sede, em Newfoundland [mapa], Pensilvânia (EUA).

Tim Elder, porta-voz da igreja, disse que, inicialmente, as bençãos eram para os noivos, mas foram incluídos “objetos inanimados” por causa do clima de insegurança no país, em decorrência de ataques a escolas.

Pelo visto, para o Santuário de Paz, a proteção de rifles é mais eficiente do que a proteção divina.

A igreja também é conhecida como Santuário de Newfoundland.


É uma igreja que se considera cristã, porque o seu fundador, o reverendo Myung Moon (1920-2012) se comprometeu a divulgar os ensinamentos da Bíblia após, segundo ele, um encontro com Jesus, em pessoa, quando tinha 15 anos. Moon nasceu na Coreia do Sul.

Atualmente, a igreja é dirigida por Sean, filho de Myung.

Em cerimônias, os fiéis usam uma coroa porque eles se consideram pertencentes do reino do verdadeiro Deus, o deles.

Na benção dos rifles, algumas coroas eram feitas de balas.

A cerimônia teve como base dois trechos da Bíblia.

1 - “Disse-lhes pois: Mas agora, aquele que tiver bolsa, tome-a, como também o alforje; e, o que não tem espada [arma], venda a sua capa e compre-a." (Lucas 22:36)

2 - "E com vara de ferro [arma] as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai." (Apocalipse 2:27)

A igreja tem representação em vários países, incluindo o Brasil.

Por intermédio da Associação das Famílias para a Unificação e Paz Mundial, ela tem cerca de 100 mil hectares no sudoeste do Mato Grosso do Sul, em terras localizadas em seis cidades.

Tal extensão significa dois terços da área total da cidade de São Paulo. 


Com informação de USA Todaysite da igreja, Folha de S.Paulo e outras fontes e imagens do Youtube.




Fabricante cita Bíblia em arma para impedir uso por islâmicos

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários