Cazaquistão suspende atividades das Testemunhas de Jeová


A Justiça do Cazaquistão suspendeu por três meses as atividades das Testemunhas de Jeová, sob a acusação de prática do crime de intolerância religiosa em relação aos seus ex-seguidores e a fiéis das demais religiões.

 A suspensão está em vigor desde julho de 2017.


Pela mesma acusação, as TJs foram extintas recentemente na Rússia, onde os religiosos tentam anular a decisão judicial.

A Cazaquistão fica na Europa Ocidental [mapa], tem 17 milhões de pessoas e 131 etnias, com a predominância dos cazaques.

O país deixou de ser uma república soviética em 1991.

Do total da população, 47% são islâmicos, 46% cristãos (ortodoxos, na maioria) e o restante é composto por outros religiosos e ateus e agnósticos.

As Testemunhas de Jeová reclamam de perseguição.

Alguns fiéis foram presos. Um deles foi pego em flagrante quando tentava pregar a doutrina da religião a um agente da polícia secreta.

Em  vários países as Testemunhas de Jeová são acusadas de intolerantes, inclusive no Brasil.

Com informações de sites internacionais e Wikipédia.




Associação apoia banimento das TJs da Rússia

Mais sobre as TJs

Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte