Justiça anula portaria de passaporte especial de pastor



A Justiça Federal em São Paulo anulou a portaria do ex-ministro de Relações Exteriores José Serra (PSDB) que concedeu em 2016 passaporte diplomático ao pastor da Igreja Internacional da Graça de Deus, R. R. Soares.

A decisão é mais uma derrota de líderes religiosos na Justiça que foram beneficiados com o documento que, na prática, permitia ao pastor e sua mulher, também beneficiada com o documento especial, a ter acesso à fila de entrada separada nos países e vistos gratuitos, quando necessários aos brasileiros.

A Justiça já havia determinado a suspensão e o recolhimento dos passaportes dos pastores.

Agora, o juiz anulou o ato do Poder Executivo que concedeu o benefício. 

A rigor, o documento deveria ser concedido apenas a autoridades que viajam para representar os interesses do país.

Com informação da Época.

Envio de correção



Gays querem passaporte especial igual ao de pastores



Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato