Morre padre brasileiro citado em filme premiado sobre pedofilia na Igreja


José Afonso Dé
era acusado
de molestar
coroinhas

O padre brasileiro José Afonso Dé (foto) morreu na quinta-feira (14) aos 82 anos em Franca (SP). Estava fazia tratamento de câncer de próstata e, hospitalizado, sofreu pneumonia.

Dé aparece em uma lista de nome ao final do filme americano Spotlight - Segredos Revelados, que conta a história da descoberta jornalística que descobriu que a Igreja Católica estava acobertando padres católicos.


Spotlight é vencedor do Oscar de melhor filme em 2016. Dé ameaçou processar os produtores do filme porque dizia ser inocente das acusações.

Pais de adolescentes acusavam o padre de ter molestado de coroinhas somente entre 2009 e 2010.

Em 2010, quatro adolescentes contaram à polícia que eles tinham sido acariciado pelo padre nas pernas e órgãos genitais por cima da roupa. Também falaram que foram beijados na boca.

Na época, Dé deu uma entrevista a uma emissora de TV se defendendo desses jovens: “Eles me xingaram de velho fedido e eu os mandei tomar no cu.”

O advogado José Chiachiri Neto, do padre, disse que seu cliente foi absolvido em sete das nove acusações de abuso sexual. Os dois processos restantes ainda estavam em andamento. Mas a Igreja o tinha afastado de suas atividades,

Familiares de supostas vítimas lamentaram que o padre tenha morrido sem ir para a cadeia pelos seus crimes nem pagado indenizações.

Com informação das agências


Bispos não precisam denunciar pedofilia à polícia, diz Vaticano

Igreja Católica do Brasil tem menos pedófilos do que outras?




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. O QUE ME ESPANTA É O PADRE PAULO RICARDO FALAR QUE AS DENUNCIAS DE PEDOFILIA NA IGREJA SÃO UMA CONSPIRAÇÃO DA MIDIA.ELE TA ME GOZANDO NE.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site