Pular para o conteúdo principal

Talibãs apedrejam mulher afegã acusada de traição, mostra vídeo

http://heavy.com/news/2015/11/taliban-stones-woman-to-death-for-eloping-adultery-ghor-province-afghanistan-full-uncensored-youtube-video/
Rokhahana foi martirizada
 até a morte; o amante não
Um vídeo mostra talibãs da província de Ghor, do Afeganistão, apedrejando uma mulher com idade entre 19 e 21 anos sob a acusação de que ela traiu o marido, com quem foi obrigada a se casar. Ela foi martirizada até a morte.

A jovem teria sido pega em flagrante quando fugia com seu amante, que, aparentemente, foi poupado do apedrejamento.

Alguns sites, como o Heavy, publicaram trecho do vídeo.

As imagens mostram Rokhahana (suposto nome da vítima) em um buraco com a cabeça para fora. É possível ouvi-la repetindo a shahada, que é uma profissão da fé muçulmana, com voz cada vez mais aguda.

O assassinado ocorreu há duas semanas.

Os líderes muçulmanos da região são notórios por impor normas sociais com base no Corão.

Em março, eles espancaram e queimaram Farkhunda, uma mulher acusada de ter queimado um Corão. Ela teria problemas mentais.

Um setembro, diante de uma plateia só de homens, uma idosa chicoteou uma mulher acusada de adultério.

Extremistas dominam a região do Afeganistão

Com informação das agências e foto de reprodução do Youtube.





Evangélicos são suspeitos de apedrejarem Iemanjá

Comentários

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Romualdo Panceiro cria a Igreja das Nações para concorrer com a Universal

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato