Pular para o conteúdo principal

Jesus não é mencionado por nenhum escritor de sua época, diz historiador

O historiador americano Michael Paulkovich analisou textos de 126 escritores da época de Jesus e dos séculos seguintes e constatou que nenhum deles o menciona, embora ele devesse ser famoso por causa de seus milagres.

A conclusão do estudioso é de que Jesus não existiu.

Comparando com uma personalidade brasileira famosa, seria como um estudioso do futuro não encontrasse nos jornais e livros de hoje nenhuma referência a Pelé. Nem sequer em cartas de cunho pessoal. Isso só seria possível se o jogador não tivesse existido.

No livro No Meek Messiah, Paulkovich informou não haver no período entre o primeiro e o terceiro século nenhum registro sobre a suposta crucificação de Jesus, o que, para ele, prova que o “filho do Deus” judaico-cristão é uma “construção” de rabinos dos povos incultos do deserto. Nos dias atuais, Jesus seria uma lenda urbana.

Nem sequer Paulo, o responsável pela expansão do cristianismo (ele seria na verdade o inventor dessa crença), sabe quando e onde Jesus viveu. Para o apóstolo, a crucificação é uma metáfora.

Capa do livro

O historiador disse que a história fantasiosa da ressurreição de Jesus relatada em Marcos foi acrescentada na Bíblia por falsificadores. Os autores desse evangelho são desconhecidos. O nascimento de Jesus por uma virgem também foi uma falsificação tosca.

O mesmo teria acontecido com o livro “As Guerras Judaicas”, escrito em 95 anos depois de Jesus pelo historiador romano Flávio Josefo. A menção da divindade só aparece a partir da reedição do livro.

O certo é que o mito Jesus não é tão "manso" como se costuma pregar porque ele — está na Bíblia — veio não para trazer a paz, "mas a espada" e para "lançar fogo sobre a Terra".

Outros historiadores já tinham constatado não haver nenhum documento que prove a existência de Jesus.


Não há nenhum relato da época de Jesus sobre sua existência

Histórias da Bíblia derivam de lendas da Terra de Canaã

Jesus não fez objeção à prática da escravidão, afirma Harris 

Sete mitos do cristianismo que põem em xeque a existência de Jesus


Comentários

Unknown disse…
Amei esse site 👏👏👏👏
De Carvalho Luis disse…
Para se ter fé Em CRISTO JESUS não se precisa de provas humanas. Caso contrário, não é fé.
Damásio disse…
Cada um é livre para (não) acreditar no que quiser. Ame o próximo como a ti mesmo (é o mais importante) e deixa de conversa fiada. hehehe
Tenho 71 anos e desde jovem me dedico, através de meus atos, comportamentos e ideais humanitários, a promover o bem-estar das pessoas, ou seja, sempre segui o tal do "ame o próximo como a ti mesmo", lutei e sempre fui a favor do avanço das reformas sociais, enfim, me considero um filantropo no sentido do humanitarismo não teológico. Eu sou Ateu.
Unknown disse…
você deve ser um avô muito da hora. Hahaha haha"
Unknown disse…
Sêneca viveu do ano 4 a.C a 65. Escreu vários livros. Eu li pelo menos 4. Nenhum cita Jesus.
Sêneca nasceu em Córdoba, Espanha, e viveu em Roma. Foi preceptor do imperador Nero.
Anônimo disse…
Como assim? Acreditar no que inventaram? Complicado isso Luiz. A religião faz do homem "gato e sapato" por conta de pessoas que nem você.
Que Jesus não é citado por nenhum historiador de sua época é mentira! O único historiador da histótra do Hebreus do século 1, Flávio Josefo o cita como o Cristo! Inúmeros outros historiadores também o citaram como: Cornélio Tácito (120 d.C); Clemente de Roma (102 d.C.); Inácio (107 d.C.); Policarpo (156 d.C.); Papias (130 d. C.) ; Justino (165 d.C.); Tertuliano (221 d.C.); Minúcio Félix (Século III). Aliás Jesus é mais citado pelos antigos que Alexandre o Grande!
Mundo animal disse…
Os Evangelhos (plágio com outras palavras do AT para fazer cumprir as escrituras) não dizem palavra a respeito. A verdade é que não se esconde, simplesmente, um período tão longo de vida.
.A mais antiga literatura a respeito dele foi escrita pelo suposto Paulo, que nunca se soube que ele ou qualquer outra pessoa poderia tê-lo conhecido e que nunca ouviu nada sobre sua história de vida. Enfim, não há uma única notícia acerca da sua pessoa física. Cristo foi alto ou baixo? Barbado ou imberbe? Moreno ou loiro? Feio ou formoso? Existem estátuas? Parecido com o deus Apolo? Ninguém o disse, jamais, de um modo fixo e positivo, porque ninguém nunca o viu.
A imagem que se tem do suposto Jesus é um produto artístico de pintores europeus que viveram um milênio e meio depois de Cristo. Nessas pinturas ele tem cabelos castanhos e olhos claros, uma combinação altamente improvável. Na Bíblia, não há uma descrição do rosto de Jesus, se ele tinha ou não barba, por exemplo.
Na arte, as primeiras representações de Jesus mostram um homem com algumas feições femininas. Estudiosos afirmam que artistas cristãos passaram a representar Jesus em carne, osso e com barba tendo como modelo e parecer com a figura do deus pagão Zeus.
Não temos estátuas desse herói mito. Cientistas lançaram mão da medicina forense, e com base no crânio de um judeu palestino do século I crucificado. O resultado foi um Cristo com aparência levantina. Ou seja, teria o rosto arredondado, com o nariz grosso, barba mais espessa e, como não podia deixar de ser, uma vez que vivia sob o sol mediterrâneo, sua pele seria mais morena que a que se vê nas pinturas renascentistas que o retratam. Na verdade, nenhuma pessoa viva ou historiador pode provar que Jesus existiu, é filho de Deus, nasceu de uma virgem, se tinha barba, se ressuscitou ou se nasceu com cara de pombo.
Para os irreligiosos e céticos, na verdade, a maior PROVA de que de fato, Jesus Cristo nunca existiu, está na própria estorinha bíblica que contam, de como foi o seu nascimento. JESUS CRISTO NUNCA EXISTIU. Bem como, nunca vai existir uma mulher que dê à luz a um filho do sexo masculino com seu próprio material genético. No ano de 144 ainda se discutiu se a concepção fantasma bíblica, se o J CRISTO, deveria ter corpo ou não!
Mais PROVAS da inexistência de JC:
https://livrodeusexiste.blogspot.com/.../jesus-o-incomodo...

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Cientistas brasileiros e mexicanos descobrem pequena espécie de morcego

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Um em cada 4 brasileiros não tem acesso à coleta de esgoto, mostra IBGE

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Quatro séculos tentando provar a existência de Deus. E fica cada vez mais difícil

Contar o número de deuses é difícil porque são muitos, dezenas de milhares, milhões

Bíblia tem mais de 2,5 milhões de mortes em nome de Deus

Padre autor do mosaico de Aparecida é acusado de invocar a Trindade para ter sexo a três

Igrejas católicas alemãs estão sendo derrubadas. É a demolição da própria religião