Sociedade de Genética endossa crítica de biólogo a Malafaia

Nota da entidade diz que não se
pode ignorar meio século de avanço
A SBG (Sociedade Brasileira de Genética) publicou em seu site nota endossando a resposta do biólogo Eli Vieira ao pastor Silas Malafaia.

Em vídeo, Vieira contestou a afirmação que Malafaia fez em uma entrevista ao SBT segundo a qual “ninguém nasce gay, homossexualismo é um comportamento”.

O biólogo, que está fazendo doutorado em genética em Cambridge (Reino Unido), afirmou que estudos comprovam haver uma contribuição do gene na manifestação sexual, a exemplo do que ocorre com o meio em que se vive.

Na nota, a SBG afirmou que a orientação sexual humana é, de fato, “influenciada tanto pelos genes como também pelo ambiente”.

“Há fortes evidências de que o substrato neurobiológico para a orientação sexual já esteja presente nos primeiros anos de vida”, afirmou a nota. “Não há evidência de nenhuma variável ambiental controlável capaz de modificar de maneira permanente a orientação sexual de um indivíduo.”

Em vídeo, em uma tréplica, Malafaia acusou Vieira de ter cometido “erros que chegam a doer” ao confundir descoberta científica (que pode ser comprovada em laboratório) e teoria científica. O pastor foi agressivo ao chamar o biólogo de “rapazinho” e de “pseudo doutor em genética”, entre outras coisas.

Depois, embora estivesse desprezado as fontes mencionadas por Vieira, Malafaia deu crédito ao vídeo de um anônimo que acusou o biólogo de ter distorcido dados científicos, de omitir informações e manipular números. O site “Verdade Gospel”, do pastor, reproduziu o vídeo com o título “Pseudo geneticista que combateu pr. Silas é desmascarado”.

A nota da SBG ressaltou que “alegar que a genética nada tem a contribuir na compreensão da origem deste comportamento é ignorar meio século de avanços na nossa área”.

Para a SBG, trata-se de uma questão científica e, como tal, está desvinculada do debate ético sobre orientação sexual e identidade de gênero. Mesmo assim a entidade se mostrou preocupada com esse debate, citando o caso de Alan Turing (1912-1954), o pai do computador, que sofreu incompreensão, inclusive do governo britânico, por ser homossexual.

“Desejamos um mundo mais igualitário, em que as pessoas não sejam julgadas pela sua orientação sexual ou identidade de gênero, mas apenas pela firmeza de seu caráter”, finalizou a nota.

Íntegra da nota.






Biólogo contesta afirmações de Malafaia sobre orientação sexual
fevereiro de 2013

Malafaia acusa biólogo de usar a ciência em causa própria
fevereiro de 2013

Comentários

  1. Acho que as ofensas e ira do Malafaia não são nada contra argumentação científica. O problema e que ainda existe um público de leigos que acha que se vence pelo grito e pela ofensa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. «O problema e que ainda existe um público de leigos que acha que se vence pelo grito e pela ofensa...»

      Eu diria «… um público de ignorantes…» porque sendo leigo em física quântica não saio por aí gritando.

      Isto acontece porque o custo em energia e tempo para compreender a simples “Teoria da Evolução” é muito mais elevado do que para compreender fábulas e contos da idade média, razão pela qual existe gente que acredita em superstições.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Demorou, mas finalmente o CGB se manifestou. Então:


      #ChupaMalafaia(2)

      Excluir
  3. malafaia eu nem perco tempo com este sujeito, ele precisa de ajuda serio mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Ainda estão dando bola para esse geneticista? O cara foi desmascarado pelas próprias fontes, que alegavam que os estudos sobre preferência sexual baseada em genes eram inconclusivos.

    Esse embusteiro é uma vergonha para qualquer alfabetizado, pois é ridículo citar um texto que diz o contrário do que se quer provar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inconclusivos?
      Então qual a hipótese CIENTÍFICA para o fato de que uma dupla de irmãos são homossexuais com muito mais frequência quando eles são heterozigotos?

      Até imagino que poderia existir uma explicação grotesca e surreal para isso que só convence olavetes e malafaietes(como predisposição químicas para as drogas se dividir entre gêmeos idênticos e facilitar a entrada da Pomba Gira igualmente nos dois), mas qual artigo científico na face da Terra apoia essa ou qualquer outra maravilhosa explicação alternativa?

      Excluir
    2. Me prove cientificamente que o seu deus do ódio existe! Desmascarado foram vcs!

      Excluir
    3. A sbg apoiou o eli. Malafaia tem um video de um anonimo. A conclusao deste estudo é:

      CHORA MAIS CRENTALHAO

      Excluir
    4. O melhor que vocês podem mostrar são argumentos de autoridade?

      O vídeo do anônimo mostrou que a própria fonte que o imbecil cita diz que os estudos sobre gêmeos homossexuais são inconclusivos. Foda-se que é um anônimo, ele mostrou a versão impressa do livro e desmascarou esse geneticista por suas próprias fontes.

      Mesmo que porcentagens altas de gêmeos sejam mutuamente gays, isso só prova que homossexualismo é adquirido. Só será provado que homossexualismo é de berço quando todos os gêmeos univitelinos forem gays. Só o que temos hoje é uma indicação de que existe certa influência genética que favorece que certos indivíduos sejam gays, mas o caráter de comportamento adquirido permanece.

      Excluir
    5. Olavete, esse argumento malafaiano já era. Pode chorar à vontade. E agora você vai desmerecer o Conselho Brasileiro de Genética também? Já sei! Lá está cheio de "gayzistas" como o CFP ,né? Vai chorar na cama. seu anormal preconceituoso. Querer usar a ciência para justificar preconceitos é algo extremamente vil e absurdamente anti-ético.

      Excluir
    6. Quer dizer que uma hipótese só é provada quando TODAS as amostras dão o mesmo resultado?

      Excluir
    7. "O melhor que vocês podem mostrar são argumentos de autoridade?"

      O melhor que você pode mostrar é argumento de autoridade anônima?

      Excluir
    8. Quanta barbárie nesses comentários. Refutarei um a um.

      Primeiro chega um indivíduo e me chama de olavete sem eu nem ter mencionado o Prof. Olavo de Carvalho. Até aí tudo bem, mas o problema é que o mesmo indivíduo me chama de preconceituoso. Será que ele não reparou que ele mesmo fez usos de preconceitos para me qualificar como olavete? Esse ou é imbecil, ou é doente mental, ou talvez ambos. Só posso sugerir a esse apedeuta que vá atrás de um dicionário para ver o significado de preconceito.

      E a SBG não precisa estar cheio de gayzistas, só precisa ter uns dois ou três em postos de comando.

      Depois vem um indivíduo questionando a necessidade da totalidade das amostras. Bem, para se fazer uma afirmação categórica de que certas pessoas são invariavelmente homossexuais, será necessário provar que algo acontece com todos os indivíduos desse grupo. O que acontece é que alguns cientistas se apressam ao vender como verdade o que é incerto.

      Por fim, vem um terceiro que não deve ter mais de 12 anos de idade falando que eu estou apresentando um argumento de autoridade anônima. Esse nem merece resposta porque não faz a menor idéia do que seja um argumento de autoridade.

      Viram a barbárie? Não dou mais dez anos para que essas pessoas percam noções básicas de matemática e de linguagem. O mundo será salvo por papa-hóstias e alunos do Prof. Olavo.

      Excluir
    9. Desculpe me intrometer nessa discussão, mas acho que quando alguém estima que uma teoria só é cientificamente aceita quando ela tem 100% de amostras positivas isso indica que a pessoa jamais conduziu um trabalho de pesquisa. Talvez sequer tenha entrado algum dia em um laboratório para compreender as variáveis que condicionam um estudo na área da Genética.

      Ao meu ver Eli Vieira não fez nenhuma afirmação categórica, ele apenas reportou aquilo que a maioria dos estudos confiáveis disponíveis também aponta. Se um ou outro biólogo tem conclusões diferentes isso é natural, afinal não estamos falando de dogmas religiosos - definitivos e imutáveis - e sim de Ciência.

      O pressuposto básico da Ciência é testar hipóteses e confrontar resultados. Mas geralmente para que uma teoria prevaleça sobre a outra é necessário consenso - que é diferente de unanimidade.

      Até o momento há muito mais indicativos favoráveis - em termos de literatura - para a versão defendida pelo Eli Vieira (e referendada pela Sociedade Brasileira de Genética) do que o contrário.

      Ademais sou obrigado a crer que se ele tivesse cometido um erro grosseiro de interpretação (ou uma tentativa infantil de manipulação de dados) pelo menos 1 professor de genética ou biologia - aqui ou no Reino Unido - haveria de oferecer uma tréplica fundamentada, e não um ilustre desconhecido qualquer bradando um artigo em específico.

      Esse vídeo do Eli circulou bastante pelo Twitter. E lá nós temos alguns cientistas renomados (o palmeirense - e gênio da raça - Miguel Nicolelis é um deles). Interativos como eles são no Twitter, duvido que deixassem passar alguma bobagem sem ao menos um comentário crítico.

      Sem falar que a SBG não é uma seita religiosa ou um clubinho de pôquer: eles têm uma tradição e uma reputação a zelar.

      Excluir
    10. Nem toda pesquisa requer 100% de amostragem, mas algumas requerem sim, é normal, depende o que se quer provar ou obter. Se você começar a dizer que determinados traços genéticos justificam certas condutas, abrirá espaço para dizer que algumas pessoas não são culpadas por seus crimes, visto que conduta criminosa está associada ao hormônio da testosterona, mais abundante em algumas etnias, portanto, genético.

      Eli Vieira fez um vídeo para contestar a afirmação de Silas Malafaia de que ninguém nasce gay. O geneticista embusteiro então ficou mostrando dados sobre gêmeos para tentar induzir um raciocínio de que o homossexualismo fosse algo além de uma mera conduta, que fosse algo instrínseco da pessoa. Para isso ele citou uma fonte que o contradizia, o vídeo mostrou claramente os parágrafos do livro.

      No mais, todos esses argumentos de que "a SBG não faria isso", "tem gente séria lá" e afins não passam de argumentos de autoridade ou de verossemelhança, argumentos fracos que não se sobrepõem a nenhum fato.

      Excluir
    11. Ok. Queimemos todas as pesquisas que corroboram com Eli Vieira, desprezemos a nota oficial de uma entidade científica e fiquemos com a opinião de quem nunca entrou em um laboratório.

      Excluir
  5. “Desejamos um mundo mais igualitário, em que as pessoas não sejam julgadas pela sua orientação sexual ou identidade de gênero, mas apenas pela firmeza de seu caráter”
    Malaceia: "So por cima do meu cadaver"

    ResponderExcluir
  6. Nosso o povo tem graves problemas culturais e mentais.não lê, não estuda,não pesquisa.Eles nem prestam atenção no que acontece a nossa volta!Ex;cientistas,geneticista,biólogos são pessoas que tem anos e anos de trabalho e são responsaveis por praticamente tudo que beneficia nossas vidas como celulares,medicamentos, carros e por ai vai, ou seja, nos prova o tempo todo que tem uma mente previlegiada!.Quando esse mesmo cientista fala alguma coisa baseado em estudos simplesmente é desmentido por um individou que não sabe nem mesmo usar todos os recursos de seu smartfone ou pior ainda não consegue nem mesmo tirar uma CNH sem pagar o quebra da auto-escola e a maioria da massa da ouvidos a esses individuos mentalmente descualificados(pastores) !!È duro ter que conviver com doentes mentais a solta pelas ruas e não poder fazer nada!!

    ResponderExcluir
  7. "Desejamos um mundo mais igualitário, em que as pessoas não sejam julgadas pela sua orientação sexual ou identidade de gênero, mas apenas pela firmeza de seu caráter", finalizou a nota da SBG ("Sociedade Brasileira de Genética").

    Que lindo!

    Pelo discurso, vemos que a tal SBG é tão "científica" quanto o CFP (Conselho Federal de Psicologia).

    Deve ter bandeira do arco-íris no site deles.

    E assim como o CRP, a organização científica SBG já merece ter também seu carro alegórico na Parada Gay, cheio geneticistas-blogueiros entendidos, garotos sarados e muito brilho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha nossa, a neurose da olavete esta chegando a tal ponto que ela enxerga conspirações gays em qualquer um que se posiciona contra sandices malafaianas. Vai se tratar cara.

      Excluir
    2. Chora olavete!!!

      Excluir
    3. Não é pq A SBG diz que é a favor da igualdade entre homossexuais e heterossexuais, que significa que os geneticistas são gays!!
      afffffffff...
      pior é esse pastorzinho de merda que não entende poha nenhuma de homossexualidade e nem de genética afirmar que homossexualidade é escolha, a ponto de contestar um phd em genética, e o pior , o tratando com desdém...
      mais não é a primeira vez que esse Malacheia trata um profissional cm desdém, lembremos do caso da jornalista ateia, onde o mesmo a chama de vagabunda, por ter escrito um artigo que não foi de seu agrado....

      Excluir
    4. "E assim como o CRP, a organização científica SBG já merece ter também seu carro alegórico na Parada Gay, cheio geneticistas-blogueiros entendidos, garotos sarados e muito brilho."

      Ai menina, pelo jeito vc está bem interessada, eim! Quer que eu te apresente uns:
      "garotos sarados"
      "garotos sarados"
      "garotos sarados"?

      Excluir
    5. marcha para o amigo imaginário8 de março de 2013 12:34

      Que feio!

      Pelo discurso, vemos que a tal SBG é tão científica quanto o CFP (Conselho Federal de Psicologia).

      NÃO poderá ter crucifixo com jesus nú no site deles.

      E assim como o CRP, a organização científica SBG já NÃO merecerão ter também seu trio elétrico na Marcha para Jesus, cheia pastores-blogueiros fiscais do fiofó alheio, garotas com saia até o chão e muita gritaria de ódio.

      Excluir
    6. Procure ajuda, fiscal de rosquinha.

      Excluir
    7. Rapaz, isso já está ficando ridículo demais para vocês. É uma peça de tecido que rasgou e não tem mais remendo. Vocês são previsíveis demais com essa história de delirar que todo mundo está a serviço da causa gay. O dr Francis Collins, diretor do projeto Genoma, disse algo muito parecido ao que diz o CBG , algo que, inclusive, está aqui na internet para quem quiser ver. Vai arranjar outros argumentos porque esses aí já eram.

      Excluir
    8. Nessa lógica, todo cristão é criminoso, pois defende que criminosos convertidos foram transformados em nome de jesus e não devem mais ser julgados pela sociedade. Assim, defendem a própria laia.
      Ou todo defensor do fim dos rodeios é um touro.
      Ou todo protetor de animais abandonados é um animal abandonado.

      Viu como é absurdo enquadrar um grupo com base na opinião que ele defende?

      Excluir
    9. genética militante8 de março de 2013 17:06

      Não precisa ser gay para apoiar incondicionalmente o movimento gay.

      O importante é ser gayzista.

      Excluir
    10. nazismo militante8 de março de 2013 20:09

      Não precisa ser catílico/evangélico para apoiar incondicionalmente o movimento teocrata.

      O importante é ter fé em deusu.

      Excluir
  8. Quando servi à nossa complicada Pátria, no nosso Exército sucateado, desde o primeiro dia os instrutores me obrigavam a assumir certas posturas físicas (ficar na posição de sentido, fazer continência, etc). Todo o tempo eles doutrinam o Soldado para gostar do Combate. A Linguagem é a linguagem da Guerra. Os erros são punidos com castigos físicos (flexões de braço, marcha do pato, correr em volta do quartel...). Com o tempo, o Recruta se enquadra e passa a defender os valores da Guerra, a usar a Língua do Combate, a defender as idéias que lhe são impostas por seus superiores. Você sai do Exército pensando que a Revolução de 64 salvou o Brasil da doença comunista; você defende o uso da força para resolver o problema do Jovem inserido na Criminalidade; você não gosta de gays. Tudo isso é fruto de um comportamento imposto. E se um indivíduo de 18 anos pode mudar seu comportamento por imposição, uma criança também o pode. O Homossexualismo é um comportamento imposto que encontra reforço numa genética que ressalta um fenótipo considerado delicado. Portanto, contribuem para esse comportamento os dois fatores: ambientais e genéticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Argumento estúpido!

      Excluir
    2. Imposto pot quem?

      Excluir
    3. UAuahuahua É tanta falta de lógica que chega a ser hilariante!

      Excluir
    4. Faltou deixar claro que "revolução de 64" é uma expressão dos milicos. Golpe militar não é revolução. Quanto à imposição, também pergunto, imposto por quem?

      Excluir
    5. Se tu gostas de sofrer lavagem cerebral, azar o teu.

      Mas não queiras impor isso aos outros.

      Excluir
    6. Eu acho que ele não estava fazendo apologia à versão dos milicos para o GOLPE DE 64, mas sim colocando a questão da doutrinação - que é uma espécie de lavagem cerebral difícil de não interferir (seja em quarteis, seja em igrejas).

      Mas a parte que traçou comparativo com o homossexualismo ficou confusa mesmo. Tão confusa que é melhor voltar aqui e explicar melhor isso.

      Excluir
    7. Muito bem! Eu explico.
      Conheci gays cujas mães queriam uma criança com sexo diferente do(a) filho(a). Também vi a situação em que um dado sexo era privilegiado em relação ao outro na relação familiar. A criança, cujo sexo era exaltado pela mãe, se tornava a pessoa especial, sendo inclusive imitada pela criança do outro sexo. Os anos se passaram e pelo menos três, das sete crianças que vi crescer, tornaram-se gays assumidos e outras duas com comportamento acentuado do sexo oposto. Então, percebi que o comportamento homossexual foi imposto pela família e pela situação em que a criança estava inserida.

      Excluir
    8. Então, vendo os 3 homossexuais que você acompanhou( e outros 2 com "comportamento acentuado do sexo oposto"), todos provavelmente criados no mesmo país e região, você é capaz de assumir que TODOS os outros (no mundo inteiro) são exatamente iguais: dependem de um fator de ambiente de criação (mesmo ignorando que a criação é quase sempre reflexo da cultura vigente - e as culturas vigentes no mundo são MUITO diferentes em muitos aspectos - exceto no fato de que também possuem homossexuais e violência contra eles apenas por serem homossexuais).......... Acha que é convincente o bastante pra uma maioria?

      Para falar de forma geral, você tem que pegar exemplos gerais. Não é porquê um indivíduo tem características "mais vistas" no sexo oposto que ele, necessariamente, vai se interessar pelo mesmo sexo. Deve-se lembrar também, que ao dizer "imposta" você vai ter que explicar como surgiram os primeiros homossexuais - que NÃO tinham nenhum outro para "impôr" uma outra forma de viver sua vida.

      Excluir
    9. Enumerar o maior número possível de casos para emitir uma conclusão é coisas para máquinas. A Inteligência Humana extrai princípios de um número limitado de casos; princípios esses a que estão, necessariamente, submetidos todos os casos possíveis. Então, a conclusão vem dos princípios e não dos casos.
      É sabido que todo ser humano tem uma estrutura genética; é sabido, também, que todo ser humano, após o nascimento, deve receber os cuidados de um ou mais indivíduos (chamemo-los pais).
      Se a estrutura genética dá hormônios que o "premiam" com o prazer em ver o falo de outros meninos, com grande probabilidade se pode dizer que ele é gay. Se os pais premiam, na menina, o comportamento masculino e reprimem o comportamento feminino, há mais de 50% de chance de que ela se torne gay ou pelo menos masculinizada. Essa última apresenta-se como mulher, mas comporta-se de modo a que outros venham a teorizar ser ela gay. Os exemplos acima podem ser aplicados a homens ou mulheres, fazendo-se as devidas seleções e flexões das palavras.
      Posso dizer que os primeiros homossexuais tinham pais; e não há como provar o contrário disso. E como todo ser humano é portador de uma estrutura genética, concluo que os primeiros homossexuais, também, resultaram de influência genética e/ou por imposição ou licença de seus pais.

      Excluir
    10. É importante frizar, que Ciência não se faz com número de casos e sim com princípios retirados de casos disponíveis. Com o simples caso de uma maçã caindo na cabeça de um Cientista, fomos levados ao princípio que faz as maçãs cairem em todos os planetas do Universo: Gravidade; com o simples caso de um arco de metal que respondeu, acidentalmente, à ligação de uma pilha do outro lado da sala, Hertz e Maxwell nos trouxeram os princípios que explicam o funcionamento de todos os transmissores eletromagnéticos já criados e que serão criados no futuro.
      Se os gays quiserem vir a ter respeito, independente de leis, justiça ou da vontade de quem quer que seja, eles devem se estudar; devem identificar os princípios que determinam seu comportamento; devem patrocinar e dar voz aos órgãos científicos que expressarão esses princípios científicos. Uma vez feito isso, Malafaia e todos da mesma laia se calarão.

      Excluir
  9. Não adianta nada publicar essa nota, os que são a favor das idiotices que o Malafaia dizem não vão mudar de idéia por que são um bando de ignorantes de mente fechada que têm medo de obter conhecimento científico e as pessoas que são contra provavelmente já tinham esse conhecimento. O problema dessa laia é que consideram a ciência como o próprio demômio, quando a ciência traz benefícios a eles, ficam calados mas, quando a ciência contradiz os seus dogmas e regras idiotas, ficam fazendo essa palhaçada.

    ResponderExcluir

  10. Meu comentário, Paulo, será modesto. Acho que a SBG não deve esquivar-se a esse debate, mesmo se tratando de uma "questão científica" sem vínculo imediato com o debate ético, como se acredita. Nesse caso, não é o princípio segundo o qual as ciências setorizam a realidade, de modo que cada uma deve ocupar-se com as questões que povoam a sua região que deve prevalecer, mas o princípio segundo o qual, especialmente, quando se trata de considerar a realidade humana, nenhuma dimensão pode ser separada de outra. Eu compreendo que um biólogo, em seu trabalho, possa não estar interessado em comprar uma briga no campo ético, mas ele não pode ignorar as consequências de suas afirmações para o debate nesse campo. E acho que ele tem muito a contribuir no sentido de acalorar o debate. É preciso fazer concessão. Particularmente nesse caso, que envolve este fanfarrão chamado Silas Malafaia, que tem um poder de influenciar justamente as camadas populares menos instruídas; se a genética dispõe de evidências que apontam para uma base genética para o comportamento homossexual, então este senhor falastrão terá de explicar por que Deus pre-dispôs geneticamente certos indivíduos a assim se comportar, ou seja, por que o plano de Deus incluía o homossexualismo. E terá de explicar por que ainda sustenta que a homossexualidade é pecado ou um comportamento contrário à vontade de Deus.

    ResponderExcluir
  11. Me supreendeu as declarações da SBG (embora demorada) pensei que esta ficaria calada, mas não foi o que aconteceu, pelo contrário. Parabéns ao posicionamento da instituição em combate à discriminação explícita de homossexuais por um fundamentalista lunático.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Há fortes evidências de que o substrato neurobiológico para a orientação sexual já esteja presente nos primeiros anos de vida”,

      Também existe fortes evidências que que o substrato neurobiológico do serial Killers já esteja presente nos prmeiros anos de vida.

      Ou seja se um pode porque o outro não?

      Excluir
    2. É sério que vc está tentando comparar serial killer com homossexual? UHAuhauha Pobre alma confusa...

      Excluir
    3. Allan Santana8 de março de 2013 22:09

      Não foi vcs que disseram que esta no substrato neurobiolofico?

      Estudos feito por cientistas afirmam que existe um genes do mal

      Como vc pode dizer que existe para um e n existe para outro?

      Não inventei nada

      Excluir
    4. Pergunte ao próprio Eli Vieira, eu não sou geneticista.

      Excluir
  12. Essa "gibiblia", cada dia mais está sendo considerada um livro de ficção, um livrinho que foi escrito por pessoas ignorantes. Que credibilidade poderia dar a um livro onde um ser mata 99% das pessoas e é considerado justo e bom, onde apoia a escravidão. Essa seita chamada cristianismo está com os dias contados. Logo vamos nos livrar dessa seita de preconceitos. O "Malacheia", é uma verdadeira vergonha, tenta usar ciência para desacreditar a propria ciência, mas não consegue por maior que seja o contorcionismo, dar uma evidencia desse deus hebreu e seu ensinamentos. Isso é uma vergonha, só mesmo uma pessoa com inteligencia de ovelha, para seguir as ordens de um pastor. A Ciência nunca vai morrer pq ela não falha. Já os deuses criados pelos homens, não podem dizar a mesma coisa

    ResponderExcluir
  13. Esses gentios iriam queimar todos no inferno sendo hetero ou não e segundo a bíblia receberam GRATUITAMENTE a graça de ser judeu , e agora esses merda se acham ser a ultima bolacha do pacote , os paladino da moral alheia..E pior se acham no direito de julgar e condenar as pessoas , eles deviam de ler a bíblia pra lembrar que lugar de gentio era no inferno , mais nem eles acreditam nisso é por isso que eles não são humildes.

    ResponderExcluir
  14. Eu poderia escrever um grande texto para comentar sobre o post, mas... ahhh... #chupaMalafaia!

    ResponderExcluir
  15. Respostas
    1. Eu nunca entrei e entrarei em sites cristãos pra avacalhar eles, alías nem olho pras notícias deles (pra não me irritar e perceber que o Brasil é um país de gente sem educação e intolerante, prefiro a ilusão de uma sociedade educada e evoluída, por isso, eu gosto do site Paulopes e fico feliz com os comentários sensatos e inteligentes da maioria de seus frequentadores). Acho uma covardia "chutar as muletas" deste deficientes de racionalidade e lógica, vejam nossos trolls, até uma criança de 15 anos consegue derrubar tranquilamente as teses deles.

      Excluir
    2. Se uma criança de 15 anos consegue, imagina uma criança de 30 ou 40 anos, né?

      Excluir
    3. Eu não quero chutar sua muleta, criancinha!

      Excluir
    4. Tem que chutar sim. Ja chega dessa crentalhada pintando e bordando intocáveis.

      Excluir
    5. Anônimo8 de março de 2013 22:51, concordo, temos que meter a chibata nessas crendices imbecis que não levam a nada.

      Excluir
  16. Ainda assim parece pouco, as massas iletradas sempre preferirão dar ouvidos aos líderes "carismáticos" que falam de coisas sobrenaturais...

    ResponderExcluir
  17. Realmente, “alegar que a genética nada tem a contribuir na compreensão da origem deste comportamento é ignorar meio século de avanços na nossa área”. Isso é uma coisa, e a SBG tem razão em defender, agora defender uma sequencia de distorções utilizados pelo Eli, como pode se constatar nos próprios artigos defendidos por ele, ai fica difícil de apoiar o Eli. Dessa vez o Malafaia tem razão. O problema do Eli é que ele achou que ninguem iria conferir as fontes que ele usou, se deu mau! Para quem está fazendo doutorado e não sabe nem utilizar as fontes disponíveis, distorcendo o que se tem publicado a fim de defender suas ideias, é complicado confiar num futuro doutor como ele. Faço minhas críticas aqui ao método utilizado por ele para defender seus pressupostos e não ao assunto em si, e muito menos a ele, é só um garoto estudando, por isso do acompanhamento dos professores no doutorado, para depurar esses deslizes. Abraços a todos.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que eu pude averiguar não é bem isto , a fonte que o malafaia citou foi totalmente leviana , pois o dono da fonte emitiu um comunidado sobre isto dizendo que pessoas estavam usando seus estudos distorcidamente. Eu perdi o link senão colocava aqui pra você conferir.

      Excluir
    2. cala a boca malafeite.

      Excluir
    3. genética militante8 de março de 2013 13:53

      O que esperar de um "doutorando" cujo interesse e ocupação principal é ficar nas "redes sociais" fazendo campanha política contra o Malafaia, contra o Bolsonaro, contra o Papa, contra o Feliciano, contra os crentes, enfim contra todo mundo que ousar falar alguma coisa que contraria o movimento gay no qual ele milita?

      Excluir
    4. As fonte do silas mafaia são de um livro escrito por um pastor americano , e o Dr Francis collins já se desculpou com os homossexuais pelo uso indevido que os ativistas e militantes homofóbicos anti-gay fizeram com as frases de seu livro.


      http://www.exgaywatch.com/wp/2007/05/major-geneticist-francis-collins-responds-to-narth-article/.

      Isso é uma coisa, e a SBG tem razão em defender, agora defender uma sequencia de distorções utilizados pelo Eli, como pode se constatar nos próprios artigos defendidos por ele, ai fica difícil de apoiar o Eli.

      Quais delizes, ele não afirmou nada ,ele apenas citou estudos sobre isto , ciêntistas não fazem afirmação de nada , eles falam sobre estudos e sobre o que tem sido descoberto..seria o mesmo que eu dizer que deus existe sem poder afirmar isto de jeito nenhum , os criacionistas afirmam que deus é imaterial , mais que diabos é isto de imateria , onde esta os estudos sobre a imateria???

      Por exemplo a T.E só diz que as espécies evoluem e mais nada , não diz se elas foram criadas por um doende fumador de maconha que vive numa dimensão mágica , mais se você quer acreditar que é assim não há problema nenhum..Foi o que o eli vieira fez , ele apenas apontou como anda os estudos sobre isto , e deu o parecer do que eles tem obtido até agora.

      Mais segundo a bíblia foi deus que criou o homossexualismo pra castigar as pessoas como sempre , se você acredita nisto tudo bem , pois como se diz , cada um no seu quadrado.

      Até mais rsrs

      Excluir
    5. Anônimo 8 de março de 2013 13:27, a questão não está no estudo apresentado pelo Malafaia, e sim o proposto pelo Eli, o qual está sendo "endossado" pela SBG e que justamente utilizou de forma leviana as fontes citadas por ele mesmo, ou será que ninguém por aqui viu o vídeo que desmascarou as conclusões do Eli? Não adianta ficar só criticando os outros, tem que ter fundamentos para isso. Se o Malafaia distorceu também os estudos apresentados por ele, ainda não vi nada a respeito, também errou, mas dele pode-se esperar isso, pois não é representante dessa área de estudo. Agora, fica ridículo pro Eli, doutorando na área, distorcer os dados apresentados por ele mesmo e ocultar as conclusões do autor do estudo para defender suas teses, ai não dá!

      Excluir
    6. Eis Malafaia usando nick anônimo para tentar minimizar o fato da SOCIEDADE BRASILEIRA DE GENÉTICA ter mandado uma banana para ele...

      Excluir
    7. ele só apontou os estudos ,ele não afirmou nada , e afinal isto é ciência , não sair por ai afirmando coisas sem um minimo de estudo , a ciência é falseavél justamente por esta razão , ele não vive de achismo como pensa os religiosos como quando se fala sobre teoria ciêntifica..Eles confudem teorias com hipoteses rsrs

      Excluir
    8. Ele não afirmou nada???????? Se ele realmente não quisesse afirmar nada ele concluiria seu vídeo assim como o autor das pesquisas concluiu seus estudos. Ah! Por favor, estou vendo que aqui ninguem quer debater mesmo não! Estou convencido mesmo que a maioria aqui não se prontifica para o debate e sim para os xingamentos, tática dos esquerdistas e cia. Ainda bem que tem outros lugares na internet para se debater e conversar com respeito. Ainda mais, estou convencido que o público aqui é bem baixo-nível mesmo, tanto intelectualmente quanto no respeito e educação.

      Excluir
    9. Ele não afirmou nada???????? Se ele realmente não quisesse afirmar nada ele concluiria seu vídeo assim como o autor das pesquisas concluiu seus estudos. Ah! Por favor, estou vendo que aqui ninguem quer debater mesmo não! Estou convencido mesmo que a maioria aqui não se prontifica para o debate e sim para os xingamentos, tática dos direitolos e cia. Ainda bem que tem outros lugares na internet para se debater e conversar com respeito. Ainda mais, estou convencido que o público aqui é bem baixo-nível mesmo, tanto intelectualmente quanto no respeito e educação.

      Excluir
    10. Me engana que eu gosto, Wellingtroll.

      Excluir
    11. teu nível que é alto rsrs

      Excluir
    12. astrologia militante8 de março de 2013 22:16

      O que esperar de um "filósofo" cujo interesse e ocupação principal é ficar nas "redes sociais" fazendo campanha política contra o Jean Wyllys, contra o PT, contra os ambientalistas, contra os homossexuais, contra os ateus, enfim contra todo mundo que ousar falar alguma coisa que contraria a teocracia cristã no qual ele milita?

      Excluir
  18. não existe gene cristão , quem é cristão é porque escolheu ou porque foi violentado quando criança.. Portanto cristãos não tem direito de ser cristãos , se eles dizem que quem é homossexual , é porque escolheram ser , porque então que eles não podem ser se vocês podem ser cristãos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKK, engraçado hein, mas só falou merda!!!!!!! Tentativa infantil de utilizar técnicas primitivas e já ultrapassadas de Gramsci! KKKKKKKKKKKKK!

      Excluir
    2. troca gene cristão , por gene gay , foi exatamente o que o malafaia fez , se você tem direito de ser cristão sem gene cristão , porque um homossexual não pode ser homossexual sem gene homossexual , que supremacia racial é esta ?

      Excluir
    3. E onde é que o Malafaia falou que "homossexual não pode ser homossexual sem gene homossexual"?

      Ora, um suicida pode ser suicida sem "gene suicida"; um psicopata pode ser psicopata sem "gene psicopata"; um bandido pode ser bandido sem "gene bandido".

      Da mesma forma, um homossexual pode ser homossexual sem "gene homossexual".

      Excluir
    4. anônimo das 17:15 está por fora hein , o malafaia persegue os gays porque ele diz que não existe gene gay, mais afinal existe gene cristão ?

      Excluir
    5. Na falta de argumentos ( posto que já foram desmascarados ) os caras partem para a distorção e para a retorsão. Hehe olavetes!

      Excluir
  19. genética militante8 de março de 2013 13:53

    O que esperar de um "doutorando" cujo interesse e ocupação principal é ficar nas "redes sociais" fazendo campanha política contra o Malafaia, contra o Bolsonaro, contra o Papa, contra o Feliciano, contra os crentes, contra todo mundo que ousar falar alguma coisa que contraria o movimento gay no qual ele milita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nazismo militante8 de março de 2013 17:30

      O que esperar de um "doutorando" cujo interesse e ocupação principal é ficar nas "redes sociais" fazendo campanha política contra o jean willys, contra o eli vieira, contra a lola, contra o lihs, contra os espirítas, contra todo mundo que ousar falar alguma coisa que contraria o movimento nazipentecostal no qual ele milita?

      Excluir
    2. astrologia militante9 de março de 2013 00:23

      O que esperar de um "filósofo" cujo interesse e ocupação principal é ficar nas "redes sociais" fazendo campanha política contra o Jean Wyllys, contra o PT, contra os ambientalistas, contra os homossexuais, contra os ateus, enfim contra todo mundo que ousar falar alguma coisa que contraria a teocracia cristã no qual ele milita?

      Excluir
  20. Mesmo sendo positiva, a nota emitida por tal Sociedade não contribuiu muito para a elucidação da verdade. Acabou, de certa forma, calçando as afirmações do Biólogo com certo ar de autoridade, mas não refutando de vez as alegações do homofóbico Malafaia.

    E aqui se trata de uma questão da própria área do Biólogo! Está se tratando de genes, e o Biólogo é geneticista. Com o grau de formação que possui (específica e bem superior a do Malafaia), não creio ser difícil emitir um artigo com a apresentação mais profunda dos dados pesquisados, suas fontes e a demonstração das falhas do que foi dito pelo Malafaia e companhia. Não precisa ser uma tese; um estudo científico (pois isso demanda tempo e recursos), mas sim um artigo mais amplo que o vídeo (que fica muito no “existem estudos”).

    Mas ao que parece, o Biólogo sumiu! Para o convencimento das pessoas, em se tratando de teoria da argumentação, isso é péssimo, pois a tréplica sem resposta passa a imagem que o Malafaia (e Cia.) possui mais embasamento para o embate, e quem assiste aos vídeos sem posição firmada tenderá a se filiar ao pensamento do Pastor – por mais que ele não possua nenhuma razão. Trata-se de simples tática argumentativa, cujo Pastor parece ter mais experiência que o Biólogo (e tão somente nisto). Sem estipular um plano, entrar num debate com uma pessoa tão desonesta intelectualmente como Malafaia pode acabar sendo um tiro no pé!

    A não ser, claro, que a ideia do vídeo do Biólogo era atingir uma parcela pequena de pessoas mais esclarecidas (disso cumpriu sua função).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levando-se em conta a ignorância dos discípulos do Malafaia podem colocar uma universidade inteira contra os argumentos anti-científicos, manipulados e pífios dele( Malafaia ) que , ainda assim , os seus soldados atarefados e imbuídos para alienar o povão ainda vão distorcer os fatos da maneira mais cínica.

      Excluir
  21. O mais interessante é que a literatura do Eli diz exatamente o que ele disse.
    A primeira referencia é Genetic and Environmental Influences on Sexual Orientation.

    http://genepi.qimr.edu.au/contents/p/staff/NGMHandbookBehGen_Chapter19.pdf

    A conclusão do capitulo é:

    "...a growing body of evidence has accumulated suggesting that familial and genetic factors AFFECT both male and female SEXUAL ORIENTATION".

    Ou seja o cara faz um video de refutação e simplesmente diz que não é bem isso e a crentalhada adora

    ResponderExcluir
  22. malafaia fala tanto em democracia mais meus comentários lá no site dele nunca passa pela moderação, vai entender rsrs será que é medo de alguma coisa ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para de comentar naquela pocilga. O site do Malalixotóxico é uma verdadeira porcaria. Lorota gospel.

      Excluir
  23. Estou cada vez mais convencido que o cristianismo é uma doença mental, e que os cristãos precisam de algum tipo de tratamento.

    ResponderExcluir
  24. Carta Aberta aos Dirigentes da Sociedade Brasileira de Genética,

    Eu estou estupefato! Explico: ao entrar no site do Conselho Federal de Psicologia (CFP) é possível para qualquer pessoa, com o mínimo de discernimento, perceber que este órgão já promoveu, há muito tempo, uma ruptura com o PENSAMENTO CIENTÍFICO e abraçou o que identifico como sendo uma "ideologia putrefata".

    EM PRIMEIRO LUGAR - Eu não esperava que a SBG se prestasse a tal papel. Endossar o quê? As estatísticas apresentadas pelo estudo que o geneticista utilizou-se? Os senhores(as) não podem estar "falando" sério! Toda a argumentação, veiculada no YOUTUBE, pelo doutorando, foi ampla e, por que não dizer, satisfatoriamente refutada com vídeos respostas no mesmo site.

    Os dados reais da pesquisa foram distorcidos ou, para ser condescendente, grosseiramente interpretados. Havia uma variação na porcentagem, da ocorrência do comportamento homossexual, em gêmeos monozigóticos, ao longo das décadas. Esse valor teve como substituto uma porcentagem que não representava, nem de longe, fidedignamente, as variações reais. Fato que denunciou a forma tendenciosa da explanação do sr. Eli Vieira.

    E ainda tem mais: passagens que deveriam ter destaques, tais como: a ressalva sobre a problemática com o levantamento de dados, na primeira abordagem, e a consideração sobre o caráter inconclusivo da pesquisa. Foram descaradamente omitidos.

    Agora, eu pergunto: É A ISSO QUE A SOCIEDADE BRASILEIRA DE GENÉTICA VEM A PÚBLICO ENDOSSAR?

    EM SEGUNDO LUGAR - Vários nomes importantes (Para citar apenas alguns: Drª. Mayana Zats, Dr. Francis Collins Zats e Dr. Marcos Eberlin) no estudo da genética, tanto no Brasil quanto no mundo, já divulgaram que há uma impossibilidade de COMPROVAR CIENTIFICAMENTE a influência genética sobre o comportamento homossexual.

    Eu pergunto: quem está faltando com a verdade?

    Os doutores sabem, melhor do que eu, que EVIDÊNCIAS não são "verdades" irrefutáveis. Aliás, só quem é detentora das chamadas VERDADES ABSOLUTAS são as RELIGIÕES. O "cientista", que se apegar a tais "verdades", terá transformada a CIÊNCIA na sua RELIGIÃO e suas EVIDÊNCIAS serão seus DOGMAS.

    EM TERCEIRO LUGAR - De acordo com essa trivial nota da SBG, nós poderíamos inferir que o substrato neurobiológico, dos mais variados comportamentos sexuais, já estão presentes nos indivíduos desde os primeiros anos de vida. Assim como para pessoas com tendências violentas, suicidas, criminosas etc.

    Eu pergunto: Os doutores da SBG já podem identificar esses GENES? E eu que achava que ninguém acreditava mais no chamado "gene gay". Acabo de perceber que a SBG não só crê como, também, o defende ardorosamente.

    Todavia, o que me deixou mais preocupado foi a assertiva textual de que não há uma variável ambiental capaz de modificar a orientação sexual.
    Ou seja, fazendo uma analogia com outros comportamentos, os membros da Sociedade Brasileira de Genética acabaram de condená-los a padecerem por toda vida de seus comportamentos antissociais ou, em alguns casos, criminosos.

    QUE HORROR!!!!! Ressuscitaram Cesare Lombroso!!!

    QUARTO LUGAR - Pelo que eu percebi até o momento, os senhores fazem afirmações as quais não têm como PROVAR CIENTIFICAMENTE, pois suas explicações não possuem nenhuma consistência, do contrário, teriam apresentado FONTES de estudos que embasam a tese defendida neste manifesto. Bom, se há alguma contribuição genética para um COMPORTAMENTO HUMANO, mas que ainda não pode ser totalmente explicada pelos geneticistas.

    Eu pergunto: Como afirmar que não seja uma anomalia genética? E caso seja, QUAL O PROBLEMA? O que os homossexuais têm melhor do que milhões de outros seres humanos que sofrem de distúrbios de origem genética?

    E quem pode dizer que com o avanço da ENGENHARIA GENÉTICA não poderemos, no futuro, até desenvolver terapias genéticas para corrigi-las, sendo do interesse da sociedade. Contrariamente a posição da SBG esse deve ser um amplo debate vinculado ao campo da ÉTICA.

    (CONTINUA EM OUTRO)

    ResponderExcluir
  25. (CONTINUALÇÃO)

    Os doutores estão precisando fazer uma profunda autocritica... quem está querendo DOGMATIZAR o discurso científico? Quem está querendo impor ideias? Quem está querendo criar TABUS, isto é, assuntos que não podem ser discutidos e/ou debatidos? Ora, são vocês mesmos que tentam, de todas as formas, achincalhar todos aqueles que ousam trazer esta temática à tona.

    A pretensa NEUTRALIDADE CIENTÍFICA é um ideal inatingível, porque todos nós somos produtos de uma cultura que influencia nossas crenças e valores. Até mesmo a contestação, desta formação sociológica, pode ser atribuída ao ambiente em que fomos formados, isso é um FATO! Não obstante, qualquer CIENTISTA, intelectualmente honesto, deve ser compromissado em apresentar os FATOS, como eles realmente são, e nada mais.

    Infelizmente, o que temos visto, hoje, são "cientistas" querendo fazer com que os resultados de suas pesquisas, ou mesmo pesquisas alheias, estejam de acordo com suas crenças pré-estabelecidas em detrimento da CIÊNCIA e do MÉTODO CIENTÍFICO.

    Por fim, eu devo dizer que na condição de DEMOCRATA espero que a CIÊNCIA, "um dia", venha a ser usada em prol da coletividade. Que o maior número de pessoas possa usar o CONHECIMENTO CIENTÍFICO como um aliado para melhor compreender os fenômenos naturais e/ou sociais que nos cercam. E não em instrumento de manipulação usado por "grupelhos" que aparelham o Estado, e demais instituições, visando obter privilégios para alguns poucos.

    Sem mais, abraços!!

    Welington Gaetho Escola

    Em tempo: Não há ninguém pleiteando negar direitos aos homossexuais embasados em qualquer discurso cientificista. Essa foi uma tremenda falácia implicita no texto da SBG. Quem discordar que PROVE indicando as FONTES de onde podemos verificar tamanho desatino.

    * Enviado, originalmente, para o espaço destinado a comentarios da SBG


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pelo andar da carruagem vossa execelência sacal, lord wellingtroll gaiato colégio voltou para vosso reino.

      Excluir
    2. seriamente esse pobre coitado tá afunadando mesmo, igualzinho ao seu ídolo Darth Malafaia, Macho véi se trate enquanto é tempo, isso parece muito com TOC, esquizofrenia, psicopatia grave, paranóia.

      pena eu não poder te ajudar macho, se pudesse eu te indicava algum médico que possa tratar do que vc sofre, sei muito bem como se sente, caboco véi, FIKDIK.

      Excluir
    3. O pessoal da SBG, se leu esse monte de asneiras Malafaianas do Wellingtroll, deve estar se contorcendo de tanto rir, com tanta pretensão de um leigo (ou seria ignorante?) se achando expert em genética e também em ética. não duvido nada que esse daí dá o quadrízimo para o Malacheia.

      Ruggero

      Excluir
    4. Anônimo 10 de março de 2013 19:33

      Cara, a partir do seu comentário, eu só posso conjecturar o seguinte: vocês sentem ojeriza de serem patologizados, mas, diante da incapacidade de refutar meus argumentos, a única saída que encontrou foi insinuar que eu sofro de algum tipo de patologia.

      Você consegue ser apenas HILÁRIO...

      Anônimo 11 de março de 2013 20:21,

      A minha formação, realmente, não é na área das Ciências Biológicas. Entretanto, este é um debate público que envolve questões políticas. Eu, enquanto cidadão, tenho todo direito de ouvir os prós e os contras e formar meu ponto de vista e, caso seja da minha vontade, emiti-lo.

      Afinal de contas, no Brasil o direito à LIVRE MANIFESTAÇÃO DA OPINIÃO, ainda, é garantido.

      Quem sabe, algum dia, você aprenda a viver em uma DEMOCRACIA!

      Passem bem!!

      Welington Gaetho Escola

      Excluir
    5. Os argumentos do Welingtroll já foram refutados diversas vezes aqui no blogue.

      Mas como ele quer vencer pelo cansaço, continua insistindo nas mesmas asneiras.

      Excluir
  26. Malafaia pôs o vídeo de um anônimo com a intenção de refutar o biólogo Eli em seu site. Não colocou o vídeo do Eli nem uma tréplica do mesmo. Isso é clara tentativa de indução ao erro de seus fiéis. Alguém pensou em falsidade ideológica?

    Ruggero

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site