Igrejas obtêm R$ 20,6 bi por ano com dízimo, venda e aplicação

Do total, R$ 14,2 bi vieram de dízimo e doações
e R$ 6,3 bi de vendas e aplicações financeiras
As igrejas evangélicas, católicas e das demais denominações arrecadaram em 2011 dos fiéis, vendas e aplicações financeiras R$ 20,6 bilhões, o que corresponde a metade do Orçamento de São Paulo, a cidade mais rica do país. O montante é superior à soma do orçamento de 15 ministérios e equivale a 90% dos recursos deste ano do Bolsa Família.

Em cinco anos, as igrejas obtiveram o crescimento de 12% na soma do dízimo e doações aleatórias.

A informação é de Flávia Foreque, da Folha de S.Paulo, que conseguiu dados da Receita Federal valendo-se da Lei de Acesso à Informação.

A legislação tributária exige que as igrejas declarem anualmente a quantidade e a origem de seus recursos. O jornal não teve acesso ao volume de arrecadação por igreja porque os declarantes estão protegidos pelo sigilo fiscal.

Em tese, a arrecadação total pode ser maior, no caso de ter havido declaração de valores subestimados.

A fiscalização é quase inexistente por causa da falta de empenho da Receita e da imunidade fiscal das igrejas, que não pagam impostos sobre os recursos que obtêm com as suas atividades e bens, como imóveis e veículos, além dos templos.

Do total arrecadado em 2011, R$ 14,2 bilhões vieram do dízimo e das doações aleatórias. O restante é resultado da venda de bens e serviços (R$ 3 bilhões) e dos rendimentos de aplicações financeiras e no mercado de ações (R$ 460 milhões).

O sociólogo Ricardo Mariano, da PUC-RS, escreveu um artigo dizendo que a legislação não está preparada para impedir a proliferação de “de igrejas-empresas, conglomerados cujos líderes fazem fortuna, adquirindo jatinhos, helicópteros, mansões, fazendas, gravadoras, editoras, emissoras e redes de TV”. E isso, observou, “sempre à custa de rebanhos esmagadoramente pobres e socialmente vulneráveis”.

Ele disse que há a necessidade de uma regulação de modo a acabar com a religião como “negócio ou atividade econômica”.

Com informação da Folha de S.Paulo.





Universal diz que a fé é a única riqueza do bispo Edir Macedo
janeiro de 2013

Governo da Itália confirma que Igreja Católica vai  pagar imposto
novembro de 2012

Isenções fiscais da Igreja


Comentários

  1. Essa máfia de malandros da fé e da credulidade tem de pagar impostos. Os governos federal, estaduais, municipais e distrital compactuam explicitamente com toda essa sacanagem e escrotice sem tamanho. A lavagem de dinheiro e tráfico de poder correm frouxas, tudo em nome dos votos do curral eleitoral dos otários fieis financiadores e da conveniente e oportuna lavanderia da isenção fiscal, graciosamente oferecida pela indústria dos mafiosos mercenários da fé e da credulidade, em troca de plena e total proteção, blindagem e guarida dentro do executivo e do legislativo, já adentrando às portas do judiciário, em todas as esferas públicas; agora com o abusado e afoito "direito" a passaporte diplomático, para a plena garantia da evasão fiscal eficiente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Robson já fui igual a você mas esse vídeo mudou a minha vida, e hoje tenho mais fé.

      http://www.youtube.com/watch?v=zWO0RkgmYWI

      Como não se render ao pedido das minhas irmãs na fé?

      Sérgio

      Excluir
    2. Poderia se adotar no Brasil o sistema alemão. Lá os contribuintes já no Imposto de Renda pagam uma pequena quantia e o governo distrbui esse dinheiro entre as igrejas. Inclusive existe a figura do administrador. Assim a igreja é administrada como se fosse uma empresa, um condomínio. Acontece que na Alemanha que eu saiba não existem, ou devem ser pouquíssimas igrejas pentecostais. Igrejas históricas (luterana, Presbiteriana (calvinistas) são contrária ao dízimo obrigatório, ou como produto de barganhas, o que acontece com as IGREJAS PENTECOSTAIS (nascidas nos Estados Unidos (final do século 19)atrvés de CHARLES FOX PARHAM.
      Ou seja: cOM AS IGREJAS PENTECOSTAIS e prinipalmente as NEOPENTECOSTIAS, com a famigerada TEOLOGIA DA PROSPERIDADE, não seria possível....

      Excluir
  2. Isso é revoltante!!

    Eu não sei se tenho mais raiva de pastores vigaristas-vagabundos-capitalistas-engadores etc,etc....ou dos crentes-fieis-alienados-retardados-zumbis etc,etc....
    Nem "deus" nem os crentes sabem pra onde vai esse dinheirama todo,até porque eles não estão muito interessados em saber.
    Os pastores acreditam em paraiso "fiscal"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu enxergo os fieis mais como vítimas de um golpe, não cúmplices.

      Excluir
  3. Certamente os “dedicados” crentes também têm acesso a este tipo de notícias e já perceberam qual o tipo de evangelização a que estão sujeitos, mas desistir é optar pela exclusão porque esses “tribos” são exímias em pressão, da repressão, intimidação e até agressão.

    Como já foi “postado” aqui, neste mesmo espaço, o crente só é solidário com pessoa da mesma fé mas, como tudo tem um preço, não é por acaso que surgem certas inanidades debitadas por iluminados promover, entre os crentes, a cegueira voluntária á verdade.

    ResponderExcluir
  4. Imagine os recursos que poderiamos tirar dessas igrejas e transferir pra educação e saúde.

    IGRJA pagando impostos Já!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine os recursos que poderíamos tirar dessas igrejas e transferir pra educação e saúde.

      Para educação e saúde os crentes alegariam dificuldades económicas ou que os seus impostos já seriam suficientes ou que essa é uma obrigação do Estado.
      Os pobres de espírito continuarão acreditando em “espiritualidade divina” (o que quer que isso seja) e viverão sempre em negação promovendo novas épocas de obscurantismo preconceituoso.

      A religião negaria qualquer contribuição para educação e saúde porque, como conhecimento e ciência que, como oposto ao “ferro arbítrio” da doutrina, libertaria através da “independência da mente” toda a dependência preconceituosa.

      Excluir
  5. Mesmo tendo amparo constitucional expresso, a imunidade tributária de templos pode ser arguída perante o STF sob muntos argumentos bem consistentes e, como cabe ao STF a interpretação da CF, poderíamos ter alguma esperança de vermos essa bagunça se acabar. Um dos motivos é devido ao desvio de finalidade com que a norma tem sido aplicada, possibilitando o cometimento de fraudes, como por exemplo, a confusão patrimonial entre essas associações (igrejas)e os seus dirigentes. O Outro motivo é a evasão de divisas, posto que há indícios e provas de que muito dinheiro oriundo dessas igrejas vai parar no exterior (talvez a maior parte). O outro detalhe é que as atividades comerciais que vêm a reboque dos cultos, deve ser tributada e quase nunca isso acontece.

    Porém, considerando que o governo dá a esses caras regalias absolutamente indevidas, como por exemplo, passaportes diplomáticos, tudo com fins eleitoreiros e, também, considerando que, devido a esses mesmos fins, as bancadas religiosas se proliferam nas casas legislativas municipais, estaduais e federais; considerando que eles têm comprado os veículos de comunicação e cooptado até a Rede Globo, devido ao seu alto poder econômico o o que ajuda a impedir que a informação e a crítica cheguem ao povo que, com todo o respeito, parece cada vez mais imbecilizado, prevejo que nada mudará.

    Agora imaginem o quanto os serviços essenciais poderiam melhorar se fossem arrecadados impostos dessas máfias. Ou, pelo menos, o quanto deixaríamos de pagar de impostos. BRASIL, UM PAÍS QUE, DEFINITIVAMENTE, NÃO PODE SER LEVADO A SÉRIO E QUEM SE FERRA SOMOS NÓS!

    ResponderExcluir
  6. É uma piada ver um site de ateus, que se colocam como seres superiores e mais inteligentes que todo o restante da sociedade, defender o poder do Estado sobre o direito de escolha das pessoas.

    Querem que o Estado controle tudo, desde o que as pessoas pensam, até no que as pessoas acreditam, passando pelo que as pessoas ensinam aos seus filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se refletimos mais e isso frustra a pretensão de espertalhões que se aproveitam da credulidade e da ignorância alheia, isso nada tem a ver com a apuração, a fiscalização e a tributação dessas fortunas que esses curandeiros auferem e que delas se aproveitam pessoalmente. Piada é alguém adulto e potencialmente tão esperto quanto os líderes que seguem, tanto que diversos criam os seus próprios negócios, acreditar nesses "ungidos homens de deus". Não me venha!

      Excluir
    2. Por favor explique como exigir impostos das igrejas é querer controlar o que as pessoas pensam.

      Excluir
    3. Nada tem a ver "pensar", crer, etc, com a cobrança de impostos dos templos. O que defendia foi a minha opinião de que essas associações devem ser tributadas, porque desviam os recursos que arrecadam para a locupletação de determinadas pessoas que as comandam e não para o que justificaria a imunidade tributária da qual elas se beneficiam, ou seja, há desvio de sua finalidade e, portanto, justificável a tributação conforme incide sobre qualquer outra atividade lucrativa.

      Excluir
    4. Desde quando defender cobrança de impostos para aproveitadores é querer controlar a escolha das pessoas, crentalhão?

      Excluir
  7. e essas merdas nem pagam imposto!! até quando o brasil vai ter de conviver com isso?

    ResponderExcluir
  8. Esse povo que alimenta esses vermes de púlpito, pelo visto, nunca parou para pensar que o dinheiro que ofertam nessas igrejas poderia pagar um plano de saúde, um plano dentário para os filhos, ir para uma poupança para garantir a faculdade dos mesmos... Mas não: esses alienados preferem doar à "obra de deus" (leia-se: conta bancária dos malandros). Já o Governo, esse tem o dever constitucional de zelar pela população, notadamente a mais pobre e desprovida de formação - justamente a que mais sustenta essa máfia, esses criminosos da pior espécie (porque exploram quem já tem pouco). Se provesse uma educação decente, haveria uma população com maior senso crítico, capaz de se dar conta de que não precisa de igreja alguma para demonstrar amor ao próximo.

    Ruggero

    ResponderExcluir
  9. Nunca vai haver legislação apropriada porque os evanjegues e os católicos tem poder político. Por isso jamais, NUNCA devemos eleger crentelhos não importam quanto "gente boas" eles pareçam. Quanto mais deputados e senadores eles elegeram, a tendencia é só esse estado de coisas se agravarem.

    ResponderExcluir
  10. Tragédia no RS, incêndio em boate mata em torno de 245 pessoas, a maioria jovens universitários! Eu acho que este não é o momento de falarmos de religião, ou porque estavam ali e não em outro lugar, o que estavam usando ou fazendo, é hora de orarmos e pedirmos a DEUS o consolo imediato, afinal, são centenas de famílias que foram atacadas naquilo que mais amamos, os nossos entes queridos. Não me importam se são gaúchos, se são do sul ou o que que seja, são seres humanos e principalmente, são brasileiros. Que todas as pessoas que nessa hora estão envolvidas nessa dor, procurem confiar em DEUS e que mantenham a esperança de que dias melhores virão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 245 pessoas morreram de maneira estúpida e vc vem pagar de advogado de deus? Ah, vá!

      Excluir
    2. O professor do colégio ensina para não ouvir som muito alto, mas o que os estudantes fazem nas boates é o contrário.

      Excluir
    3. "são seres humanos e principalmente, são brasileiros."

      Wow, o patriotismo acima da humanidade, que maravilha! És um cristão de verdade, cheio de "deus no coração", certamente.

      Excluir
    4. Deus (na hipótese de existir) estava cagando pros mais de 200 que morreram. É um personagem nojento.

      Excluir
    5. Ser brasileiro, aparentemente, é mais importante que ser humano...

      E que bosta de deus é esse que deixa 245 pessoas, muitas delas cristãos, morrerem asfixiadas?? Vai confiar nele como??

      Excluir
    6. E o SENHOR sentiu o suave cheiro,
      Gênesis 8:21

      Excluir
    7. Wickedman,

      Você só não é mais estúpido porque deve ter sido só um teclando esse "arjumento", digo, argumento.

      Cerca de 1.500 pessoas, quase todas universitárias, entram em um ambiente com apenas uma porta para entrar e sair, onde deveriam estar só 1.000 pessoas, segundo os frequentadores, e ainda atiram sinalizadores que, para quem não sabe, é um artifício portátil que libera um objeto em chamas, e então, ocorre um incêndio, pessoas morrem queimadas e pisoteadas, em razão da irresponsabilidade do proprietário da boate, e, também da coragem de pessoas que, em tese deveriam avaliar que não era mais possível entrar em um local como, mas mesmo assim assumiram o risco de frequentar um local desses e,
      VOCÊ TEM A IMPROPRIEDADE INTELECTUAL DE DIZER QUE:
      - ISSO É CULPA DE DEUS!?
      - Isso é o mesmo que você dizer que Deus é culpado pelo sujeito que atropela e mata alguém ao volante, ou morre ele mesmo batendo em uma árvore, poste ou capotando o veículo, quando dirige embriagado!
      - É verdade que existem poucos ateus inteligentes, mas você deu um banho de estupidez "argumentativa".
      ENTENDA UMA COISA:
      - O "homo sapiens" é responsável pelos seus atos, pois não é robô ou um ser autômato! Entende?

      Excluir
    8. Retificando minha fala sobre a boate>
      Ao contrário desses números que citei, os quais vi na TV, hoje, 31, informa-se que, a boate tinha capacidade para 691 pessoas, mas a casa distribuiu 830 convites. Porém, uma funcionária da boate afirma que, distribui cerca de 1000 comandas.
      Continua como falei: RESPONSABILIDADE, ou melhor, irresponsabilidade de quem gerenciava a boate e não de Deus!

      http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/story-rs.aspx?cp-documentid=256012331

      Excluir
  11. Puro lixo, o que tem os deuses com isto? Eu digo sempre, deus é uma muleta só isso..em portugal um terremoto matou milhares de pessoas que estavam rezando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este daí ficou louco pra dizer que foi deus que castigou aquelas pessoas, o deus bondoso aquele mesmo que afundou o titanic só porque disseram que nem deus o afundaria, mais que ele resolveu afundar só pra se auto afirmar que é extremamente mau. Na boate o que aconteceu foi uma total imprudência daqueles que deveriam zelar pela segurança e integridade física dos frequentadores, e uma imprudência ainda maior do banana que acendeu fogos de artifício lá dentro..

      Excluir
    2. Terremoto de 1755 em Lisboa, perto de 200.000 mortos, 9:00 da manhã do dia 1 de novembro, dia de Todos os Santos (e as missas estavam todas lotadas, principalmente pela prévia do dia de finados). Estavam todos em plena oração, quando o padre da Catedral da Santíssima Trindade (única construção gótica do oeste ibérico) recitava o Ora pro Nobis o imenso crucifixo de cedro brasileiro cai por sob ele o matando e o teto da igreja desaba matando perto de 350 pessoas e deixando dezenas de feridos. E não satisfeito com isso ocorrem incendios por toda a cidade onde os escombros são queimados e transformados em cinzas junto com seus moradores, e pra piorar ainda ocorre un tsunami, forte o suficiente pra fazer a cidade baixa de Lisboa emergir por sob a água e atingir cidades próximas como Óbidos e Cintra e também destruiu o recém inaugurado porto real de D. José I, forrado em mármore branco e detalhes em granito negro e diopsito vermelho (até hoje ninguém encontoru os vestígios deste porto, nem ao menos as placas de mármore que indicariam aonde estaria o tal porto real ninguém achou devido a força do tsunami). E os sobreviventes realmente pensaram que o armageddon estava abatendo Lisboa, ainda mais inflamada com as pregações do monge franciscano Malagrida (não pode contar com a benevolência divina que tanto pregava, foi enforcado por ordem do Marquês de Pombal).
      Até hoje se tem um ditado para alguém, ou algo, que esteja em mal estado ou muito bêbado: "Está a cair como o Carmo e a Trindade". Em referência tanto a Catedral da Trindade (agora em ruínas) quanto o Mosteiro do Carmo que desabou do alto do penhasco e saiu deslisando arrastando todas as casas queestavam pelo caminho e, por fim, seus escombros caindo encima de vários prédios na cidade baixa.
      Daí vem a pergunta: onde é que estava o tal deus que os protegeria e os salvaria do terremoto? Porque ele mataria 200.000 pessoas somente pra dizer que é o tal? Isso o tornaria um ser mesquinho e egoísta, igual a um menino mal-criado com uma lupa encima de um formigueiro: se divertindo enquanto as formigas queimam em sua toca. Mas sei que isso nada mais foi que um desastre natural devido a uma acomodação da Placa Européia com a Placa do Atlântico. E que esse deus nada mais é que um produto da imaginação humana e que o mesmo só existe dentro do imaginário de quem acredita nele. E se vier um fielzinho me condenando dizendo que vou pro inferno só digo: como você pode me condenar a uma coisa que só existe na sua imaginação? Isso é ridículo!
      Portanto nada a se preocupar, somente quando os mesmos querem impor seu ódio contra nós por conta da institucionaização do delírio.

      Excluir
    3. Estima-se que cerca de 6.178 pessoas morram no mundo por hora. Isso significa que, diariamente, 148.272 seres humanos falecem.

      Estaria Deus as "punindo"? Ou estaria as levando por ser "boas"?

      Ateus morrem, católicos morrem, evangélicos morrem, mulçumanos, budistas, TODO MUNDO morre um dia. Seja por doença, acidente, desastre natural, assassinato...

      Dizer que Deus mata alguém como "castigo" é tão idiota quanto dizer que "chegou a hora dessa pessoa e Deus levou alguém tão bom...". Os que realmente acreditam nisso, então que façam um abaixo-assinado pedindo para que os donos da referida boate nao sejam punidos já que eles eram apenas "instrumentos da vontade do Senhor".

      Excluir
    4. Claro que não é obra de deus maninho. Deus é so uma ficção de mentes doentias. Essa acusação é tão somente um recurso de linguagem que se não me engano se chama ironia.
      Quanto ao abaixo assinado, se não fizemos quando a igreja assassina desabou, porque o faríamos agora?
      Caralho, crentóides tem cada argumento!!!


      Estuprador do espírito santo.

      Excluir
  12. Paulopes saiu lá blog do reaçionario despota do júlio severo que um neuro cirurgião teve uma visão do paraíso. E acredite o paraíso é GAY .Como descreve o neuro cirurgião o paraíso e cheio de nuvens cor de rosa e borboletas coloridas e arco-irís..Os gays vão adorarrrrr o céu.. Viu amados o Senhor vós ama ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso me lembra aquele episódio do South Park que satiriza os mormons, que dizem que apenas quem pertence a sua religião irá para o céu. Pois acontece isso mesmo, todo mundo, por melhor que seja, inclusive o Gandhi vão para o inferno. No céu só tem mormons.

      Sadan Hussein apronta tanto no inferno, que Satan fala com Deus e consegue mandar Hussein pra lá, para o Céu, onde evidentemente, só há MORMONS. Ou seja, é o verdadeiro INFERNO porque mormons são chatos pra cacete!

      É da mesma forma que penso sobre os evanjegues. Não acredito em vida após a morte, e nem me assusto com a possibilidade de estar errado (o que iria contra toda lógica do universo), porque evanjegues são chatos pra cacete e eu prefiro morrer de uma vez (já que a bíblia tão adorada por eles não fala de inferno mas sim que os "infiéis" conheçarão a morte eterna - mas evanjegues não leem a bíblia, afinal são todos ANALFABETOS).

      Excluir
    2. E você ainda vem fazer propaganda daquela pocilga que ousam chamar de blog?

      Excluir
  13. E quando é que o governo vai passar a exigir o seu "dízimo" desses picaretas?

    ResponderExcluir
  14. Amparo constitucional da imunidade não é absoluto.
    Não se trata de garantia fundamental do homem, logo não poderia ser alegada a tal cláusula contra-reforma. Exemplos a se seguirem são países como Alemanha, onde paga-se imposto.

    Chega do Estado fechar os olhos!

    Porém, no país em que Deus está no preâmbulo e uma breve passada de olhos nas normas constitucionais e diplomas infraconstitucionais é possível identificar elementos religiosos, sabemos que uma mudança é difícil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O político que combater os crentes estará ferrado, e não se elegerá nem pra sindico. Infelizmente o poeta estava certo quando diz que "cada povo tem o governo que merece". Os políticos só fazem o jogo do povo, e o que o povo quer muitas vezes é justamente a omissão e a alienação.

      Excluir
    2. A imunidade de imposto na Constituição é interpretada como uma forma de proteção à liberdade religiosa. Por isso mudá-la seria bem complicado...

      Excluir
    3. Essa constituição é cheia de emendas. E , muitas delas, prejudicam todo o povo. Por que não fazem uma emenda alterando isso? Políticos, padres, bispos e pastores são farinhas do mesmo saco!

      Excluir
    4. Políticos querem votos, e crentes votam qem quem o pastor mandar. Se politicos fazem leis pra beneficiar pastores, adivinha em quem eles vão pedir pra votar? É assim que funciona qualquer "democracia" na base do lobby.

      Excluir
  15. Amparo constitucional da imunidade não é absoluto.
    Não se trata de garantia fundamental do homem, logo não poderia ser alegada a tal cláusula contra-reforma. Exemplos a se seguirem são países como Alemanha, onde paga-se imposto.

    Chega do Estado fechar os olhos!

    Porém, no país em que Deus está no preâmbulo e uma breve passada de olhos nas normas constitucionais e diplomas infraconstitucionais é possível identificar elementos religiosos, sabemos que uma mudança é difícil.

    ResponderExcluir
  16. enquanto os fies que andam de onibus lotado, pagam aluguel, e compram carro popular em 60x, os liders religiosos andam de land rover,posche,bmw...,jatinhos de luxo,grandes barcos luxousos e mansoes milhonarias.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Detalhe: os fies que possuem um certo bem,tem que declarar imposto.
    Ja os lideres religiosos possuem varios bens de luxo,porem estar em nome da igreja,dai ja sabe ne?kkkk
    Enquanto as igrejas nao declarar imposto o luxo sera evidente cada vez mais.

    eles deveriam doar suas fortunas para instituiçao de tratamento de cancer,amparo aos usuarios de drogas,moradores de rua,instituiçoes serias como a AACD entre outras..

    mais isso é meio ruim de acontecer pois esse tipo de doaçao nao havera retorno finaceiro,pq so é salvo de qualquer enfermidade quem estar dentro da instituiçao religiosa.

    esses pastores deveriam ir no hospital do cancer na area de pacientes terminais,e com os seus ritos e cacuetes curar os pacientes do cancer,mais isso nao vai acontecer porque ali nao é o templo deles.

    dando dizmo ou qualquer ajuda a uma instituiçao religiosa a unica coisa que ira mudar sera a vida do lider dessa instituiçao.

    ResponderExcluir
  17. Os devotos deveriam destinar o valor do dizimo para suas previdencias ou poupanças. A unica salvação vira de suas economias. É mais seguro ficar com elas. A igreja te jogara no lixo quando precisar dela. Sua falta de dinheiro esta aliada a sua falta de fé.

    ResponderExcluir
  18. charlatanismo até umazóra...




    eta mundão cheio de malandrão...

    ResponderExcluir
  19. No Brasil existem cerca de 45 milhões de evangélicos para alguns institutos de pesquisas. Para outros, mais de 50 milhões.
    Nesse grupo existem pessoas, que se escondem para praticar o mal. Até mesmo falsos pastores. Porém, a maioria esmagadora, mais de 80% é formada por pessoas, que buscam o bem social comum. E, isso inclui principalmente, a ausência de comportamento de risco, que sempre é incentivado nos cultos desse segmento. Claro que muitos não seguem essa orientação e, a crônica policial está aí para mostrar isso. Não estou sendo aqui um falso moralista.
    - Porém, nesse segmento, há um número incontável de pessoas recuperadas de drogas como o álcool, maconha, crack, cocaína, cigarro comum, etc. O custo Brasil desse grupo social ao país, nesse caso é baixíssimo, bastando ver os dados de gastos do Estado anualmente com as consequências advindas do uso dessas substâncias citadas, que levam a comportamento de risco, e que acarretam graves acidentes por embriaguez ao volante ou mesmo alteração de consciência por substãncias entorpecentes, para citar apenas esse tipo de comportamento.
    Citando apenas o álcool, eu que sou policial aposentado, quando na ativa, trabalhei em um Batlhão de Trânsito e, pude verificar "in loco" que, a maioria esmagadora dos acidentes com vítimas em óbito ou gravemente feridas, quase sempre advém da mistura de álcool + volante ou outra substância que altere significativamente a higidez perceptiva de um indíviduo.
    --------
    "No Brasil os acidentes de trânsito matam cerca de 40 mil pessoas por ano e deixam hospitalizadas em torno de outras 130 mil [04], perfazendo um total anual de mais de 170 mil vítimas. É muita gente morrendo ou ficando sequelada/traumatizada. Uma parcela dessa cifra envolve motoristas que dirigiam sob efeito de álcool e/ou substâncias análogas. Esses acidentes causam anualmente à sociedade brasileira um custo de mais de 37 bilhões de reais [05]."

    Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/17941/alcool-e-direcao-a-aplicabilidade-da-legislacao-penal-e-a-diminuicao-dos-acidentes-de-transito#ixzz2JI9VyvjU
    ----
    Falo com conhecimento de causa que, desses 37 bilhões de reais de custo ao Estado, pelo menos a metade disso(18,5 bilhões de reais) é gasto com indivíduos sequelados ou mortos em razão da combinação álcool + volante. E, posso asseverar que, entre a maioria dos evangélicos não o incentivo ao uso de álcool. Aliás, a maioria das seitas evangélicas proíbem peremptoriamente o álcool. E não estou incluindo aí, outros comportamentos de riscos. Aqui só citei o trãnsito. Outros danos causados pelo álcool em outras searas da sociedade são ainda maiores.
    - Portanto, é um completo e integral preconceito dizer que, essa cifra citada na matéria, que acredito estar bastante inflada, seja um mal ao Brasil, quando tudo isso é proveniente de doações e não de assaltos ao Erário, como ora fazem os mandatários do poder central do Brasil(na figura de seu ParTido), e principais vetores de fábrica de falácias contra esse segmento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mimimi... mimimi... mimimi... apelo ao falso moralismo...
      Ser podre não é característica de grupo humano X ou Y, mas sim de todos! Eu não me isento de culpa poistenho um preconceito danado contra militares, administradores de empresas , militantes de direita e extrema-direita e bombadinhos de academia. Pra mim tais grupos não fariam diferença nenhuma ao mundo se sumissem, portanto a culpa no geral é do ser humano que não possui caráter. E o que conheço de evangélico que vive enfurnado na igreja mas tem uma língua que é capaz de atravessar a rua e a língua ainda estar na igreja de tão grande que é, isso sem contar os que são capazes de roubar seus irmãos de sangue. Fofoquinhas e intrigas é o que mais ocorre nestas igrejas, por isso o tanto de dissidências e subdivisõesem seitas das mais diversas portanto evangélico não é melhor que ninguém nesse mundo. É tão humano quanto, merece ser respeitado como indivíduo mas não são melhores, isso posso garantir.

      Excluir
    2. Conheço vários crentes que estão piores em termos de alienação e disturbio mental do que na época que usavam drogas. Na verdade, eles continuam drogados, só trocaram uma droga por outra.

      Excluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site