Pular para o conteúdo principal

Polícia do Rio prende pastor que chefiava milicianos

O pastor da Igreja Deus é a Luz
era temido até pelos milicianos

A Polícia Civil prendeu hoje (6) o pastor Dijanio Aires Diniz, conhecido como Pastor, por ser o chefe da milícia “Liga da Justiça”, uma das mais violentas do Rio de Janeiro.

O Pastor usava o seu templo, a Igreja Pentecostal Deus é a Luz, em Campo Grande, para comandar a organização que atuava em cinco bairros da zona oeste do Rio.

Em conjunto com o Ministério Público do Estado, na operação batizada de “Pandora 2”, a polícia prendeu preventivamente 13 pessoas acusadas de serem da Liga, incluindo o ex-PM Carlos Henrique Garcia Ramos, o Henrique, que dividia o comando da organização com o Pastor.

Todos foram denunciados (acusação formal) à Justiça pelo Ministério Público por formação de quadrilha, agiotagem e extorsão. A Liga emprestava dinheiro com a cobrança de juros de até 30% ao mês.

A organização explorava o transporte alternativo (em peruas) e máquinas caça-níqueis, vendia ilegalmente combustíveis e cobrava dos moradores uma “taxa de segurança”.

A brutalidade do Pastor era tanta, que até os integrantes da Liga tinham medo dele.

Em uma conversa gravada com ordem judicial, o miliciano e ex-PM José Luis Cordeiro Cavalcante da Silva, o Bolt, do núcleo de agiotagem, disse que tinha uma granada para se defender do Pastor, no caso de haver um desentendimento sério entre eles.

Na mesma conversa, o miliciano afirmou que temia que Pastor mandasse matar um devedor.

Com informação da CBN, entre outras fontes.

Pastores da Igreja Mundial são pegos com sete fuzis do tráfico
março de 2010

Comentários

  1. não me impressiona isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo Lopes, você poderia postar essa noticia que acabei de ver:


      "Primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard anuncia fim do mundo"

      Excluir
    2. isto ai não é pastor nada, usa o titulo é um vagabundo.

      Excluir
    3. Olha a falácia do escocês aí, gente!

      Na hora que o circo pega fogo, ninguém era "cristão de verdade"! Sempre assim...

      Excluir
    4. Tragam as gaitas de fole.

      Excluir
    5. Pura mentira esses ai nunca foram citados no bairro...

      Excluir
    6. é para ver como religião não define caráter de ninguém!

      Excluir
  2. Como é lindo o amor evangelico pelo proximo, nao ? Depois me falam que religiao é uma grande formadora de carater e é fonte de moral e etica....

    PIADA DO SECULO !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de saber o que aquela repórter do SBT diria sobre esse caso.

      Excluir
    2. Diria que ele não é um "cristão de verdade", que utiliza a religião como máscara e muito provavelmente é ateu.

      Excluir
    3. vc não pode generalizar, tem ateus excelentes e tem prepotentes.

      em todo os lugares tem seus lixos.

      Excluir
  3. Igrejas neopentecostais são exatamente isso mesmo: milícias que extorquem dinheiros de fiéis. Umas poucas não são, mas o resto...

    ResponderExcluir
  4. http://apocalink.blogspot.com.br/2012/12/possessao-demoniaca.html

    ResponderExcluir
  5. Não culpem a religião e nem os pastores em geral. Esse pastor aí é um bosta, mas existem outros pastores bons.

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Sim, por isso foi um mau pastor.

      Excluir
    2. Discordo! Ele foi um ótimo pastor.
      É esse o propósito da religião: Cultivar medo no Ser Humano. E isso ele fez com maestria.

      Excluir
  7. Legal. Agora fale um pouco mais sobre Stálin, Pol Pot e Mao Tsé-Tung.

    Estou esperando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eram cristãos enrustidos.

      Excluir
    2. Stalin tinha uma capela particular (que raio de "ateu" é esse que tem capela e ora?!), tinha altos conchavos com a igreja ortodoxa, que até hoje manda e desmanda na Rússia. Pronto, crentelho, falei. E não me provoque que acabo descobrindo algo, hum, transcendental a respeito de Pol Pot e Mao, também...

      Ruggero

      Excluir
    3. Esse vagabundo de púlpito não é o único traste desse meio, não... Se a PF 'cavoucar', pode acabar achando mais dessa estirpe.

      Excluir
    4. Anônimo6 de dezembro de 2012 15:39
      Legal. Agora fale um pouco mais sobre Stálin, Pol Pot e Mao Tsé-Tung.

      Estou esperando



      Ok! não eram comunistas de verdade,eram crentes!!

      Excluir
    5. /\
      ||
      Ainda bem que você sabe e não precisa ficar esperando nada!

      Excluir
    6. Agora eu pergunto, esse anonimo 15:39 tá tentando defender um pastor que chefiava uma milicia usando essa velha historinha dos "comunistas ateus" ou ele só é idiota mesmo?

      Excluir
    7. É duplamente idiota. Primeiro por confundir comunismo com ateismo. Segundo pq nad tem a ver com a materia.

      Excluir
    8. Se está defendendo bandido, então é por que deve ter algum rabo preso e praticar a mesma coisa que o pastor praticava! Seria bom o Paulo Lopes solicitar o endereço IP desses anônimos que aparecem aqui pra defender criminosos religiosos, pois imagine a quantidade de vítimas que podem estar neste momento tendo a vida arruinada pela ação destes monstros canalhas!

      PS: Só estou usando a mesma "lógica" e discurso daqueles que não suportam ver uma DIscussão aqui no blog sobre relacionamentos inter-etários e já vão logo acusando a contra-parte ao senso comum de serem "pedófilos" e que devem ser identificados e punidos por fazerem o que eles chamam de "apologia da pedofilia".

      Se vale pra um, vale pra todos!

      Excluir
  8. Igreja comete todos os crimes possíveis de lavagem de dinheiro a estupro de crianças e adolescentes e tudo encoberto pelo manto intocável da religião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eles matam, fuzilam, mas você está mais preocupado com possíveis abusos sexuais, não é mesmo?

      Por que será que isso não me surpreende?

      Excluir
  9. Deus é Luz, e Eu sou a Concessionária!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É você Valdomiro?

      haushaushaushuashuashuasua

      Excluir
  10. Em nome de jesus!!!... KKK.
    Religiosos deveria ser o primeiro a querer o laicismo do estado, a afastar religiosos da política e vice-vera, e fiscalizar a ação de seus líderes.
    Mas como a bíblia é só um livrinho de propaganda para muitos dos religiosos, dá nisso.
    Comparado a bíblia, o livro "O Príncipe" de Maquiavel é fraquinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKK = Ku Klux Klan é o nome de várias organizações racistas dos Estados Unidos que apoiam a supremacia branca e o protestantismo (padrão conhecido também como WASP) em detrimento de outras religiões. A KKK, em seu período mais forte, foi localizada principalmente na região sul dos E.U.A., em estados como Texas e Mississipi.

      Excluir
    2. Tá, agora me diga o que a KKK tem a ver com o assunto tratado no texto.

      Excluir
    3. Anônimo 6 de dezembro de 2012 21:38
      Em nome de jesus!!!... KKK.

      Excluir
    4. Cara, se você não sabe isso é o mesmo que risada na internet, eu tenho esperanças que você estava só de brincadeira.

      Excluir
  11. Não é de estranhar a relação entre pequenas comunidades pentecostais brasileiras e a criminalidade. Desde que me entendo por gente, os estudos de antropologia e sociologia da religião apontam para essa sincronicidade; de uma base econômico-social pobre, infra-estrutura comum destas igrejas, muito próximas da miséria, da marginalidade social, e portanto da criminalidade. A expansão do neopentecostalismo de massa no Brasil, é um fenômeno de transição cultural do modelo agrário, dominado pelo padroado católico, para o urbano, metropolita, onde a periferia é terra de ninguém. Toda uma massa ignorante e iletrada, ao migrar do interior para as capitais, perde os vínculos comunitários com a religião e reestabelece os elos com as igrejas mais presentes em subúrbios, cortiços e favelas. Mesmo fenômeno aconteceu com a umbanda, religião de segmentos sociais desprivilegiados. O trabalho do frances Jean Pierre Bombart já chamara atenção para isso em 1969(!) na sua clássica obra "Les Cultes Protestants dans une Favela de Rio de Janeiro", e também é ontológica a literatura de Candido Ferreira de Camargo, autor de "Católicos, Protestantes, Espíritas"(1973). Parte significativa destes pastores de bolsões de pobreza urbana, são primos, irmãos, amigos de infância de contraventores e traficantes, pais-de-santo e distribuidores de droga, e toda uma gama de relações de ausência do Estado e de cidadania; a religião consistindo numa síntese maravilhosa de todas elas... Relações de poder entre desempoderados, ausência total de políticas públicas, saúde, educação e direitos fundamentais nunca assegurados; enfim, o território desterritorializado onde apelar para a superstição e referendá-la num suposto "deus", é um clamor improdutivo que não resolverá problema algum.

    ResponderExcluir
  12. A malandragem só se instala e acontece quando encontra um público de manés. Esse cara só é pastor pq está reodeado de manés que o colocaram neste posto. Ele seria capaz de ter qualquer outro cargo de liderança, desde que rodeado de otários.
    No caso, ele é um malandro preguiçoso, pois escolheu ser pastor. A meu ver, é um dos golpes mais simplórios: finge-se ser temente a deus, usa-se um livro que já é todo "torto", apoia-se em fábulas roubadas de outras religiões mais antigas, explora-se o problema das pessoas (todo mundo tem um probleminha, não importa em que área da vida), ameça-se em nome de uma divindade poderosa que pode tudo, isenta-se das responsabilidades de geração de resultados... taí, o golpe já tá todo pronto. É só vestir um terno feio num calor de 40 graus e andar com um bíblia grande embaixo do suvaco.

    ResponderExcluir
  13. Encontrei esse episódio de uma série, e pensei comigo, se essas coincidências acontecessem realmente, não tenho dúvida de que o veredicto ou a idolatria a esse homem seria iguais ou piores do que ocorreu nesse filme. http://www.youtube.com/watch?v=tOIRcO4MYh0
    Esse tipo de coisa, ou seja, igrejas sendo fundadas para pratica de crimes ou pessoas invocando sua religião, em regra cristã, para dizer que é uma pessoa boa, incapaz de cometer qualquer tipo de crimes, pois nossa sociedade foi criada para acreditar exatamente nisso, que só pessoas CRISTÃS são boas, pessoas não cristãs não prestam ou devemos desconfiar deles sempre, mesmo que demonstre o contrário.
    Se víssemos o outro independente de sua religião, simplesmente por sua atitude, por sua interação respeitosa com o próximo, as pessoas não teriam mais o porquê usar desse argumento tão frágil, pois para que alguém fosse confiável, respeitável ou acreditado, teria que ser realmente, fazer por onde obter esses tipos de consideração e não apenas ser ou dizer que é CRISTÃ.
    É por causa desse tipo de cultura que por melhor que seja uma pessoa, se ela disser que não tem religião ou que não acredita em CRISTO, a maioria desconfia dela ou acham que ela não deve prestar, etc. E, o que é mais surpreendente é que a história não cansa de provar que esse pensamento é equivocado. Fatima

    ResponderExcluir
  14. Tudo isso acontecendo e eu aqui parado, dando milho aos pompos............

    ResponderExcluir
  15. O pior bandido , é o que esta em cargos de confiança.Isso aconteçe na policia, na politica e na religião.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Em encontro com Bolsonaro, padre canta que 'Deus pode realizar o impossível'

Vereador critica repasse de verba às igrejas. E é acusado pela bancada evangélica de 'intolerante'