Pular para o conteúdo principal

Se dependesse só da crença, não haveria civilização, afirma Shermer

'Somos felizes em pensar que deuses cuidam de nós; não nos sentimos sós'


Se o homem tivesse apego só pela crença religiosa, pelo sobrenatural, e não também pela ciência, pelo raciocínio lógico, ele ainda estaria na floresta e não haveria civilização. 

A afirmação é do psicólogo americano Michael Shermer, que vem ao Brasil na próxima semana para divulgar o lançamento de seu livro “Cérebro e Crença” (JSN, R$ 58)

Shermer foi um evangélico que por algum tempo pregou para aumentar o rebanho de sua igreja. Ele se tornou cético e hoje, como divulgador da ciência e desmascarador de charlatões, procura afastar as pessoas da igreja, embora acredite que a crença religiosa sempre vai existir porque muitas pessoas precisam dela.

“Ficamos felizes em imaginar que seres místicos, sejam eles deuses ou extraterrestres, se preocupam e cuidam de nós”, disse ele em entrevista ao site da revista Veja. “Não nos sentimos sós.”

Para ele, a crença no sobrenatural teve utilidade na sobrevivência do homem primitivo, mas hoje é prejudicial à humanidade, porque “é intolerante, fixa uma verdade e não abre espaço para perguntas”.

O ateu Shermer é um
ex-evangélico que se tornou
desmascarador de charlatões 

Ele afirmou que a neurociência já demonstrou que o cérebro está treinado para encontrar uma explicação para tudo, o que tem possibilitado o desenvolvimento da ciência, mas também tem sido a fonte das crendices e das alucinações, incluindo as de caráter religioso.

“Em situações extremas, como as enfrentadas por quem está no limite da resistência física ou próximo à morte, o cérebro reage com a redução da atividade na área responsável pela consciência e o aumento em regiões ligadas à imaginação”, disse. “E essa reação natural está na origem das alucinações.”

Ele disse que a religião atrai muitas pessoas não por si mesma, mas porque tem um forte apelo social. Ela acaba constituindo uma “comunidade que ajuda a afastar as dúvidas até daqueles que não acreditam plenamente no sobrenatural e nos dogmas religiosos”.

Shermer criou uma organização que discute as superstições e é o responsável pela Skeptic Magazine, uma revista que é referência entre os céticos.

A editora JSN lançou no Brasil o livro de Shermer “Por que as Pessoas Acreditam em Coisas Estranhas" (384 págs,).

• Quem crê em divindades gosta de ser enganado, diz Shermer

Notas de um ateu: maçonaria não me quer, nem eu a aceito

Comentários

Maycon disse…
Não há como negar que somente crenças não gerá conhecimento. Enquanto os deuses não passarem pelo crivo da experimentação eles vão continuar sem existir. Muitos religiosos menosprezam a ciência quando se refere a seu deus ou deusa. Mas o que eles esquecem que a muito mais a agradecer pela cosias que existem por causa da ciência e aumentaram nossa qualidade e expectativa de vida ao passar dos últimos séculos.
Maycon disse…
Desculpem os erros de português pessoal...to no trampo...huahua
Anônimo disse…
Sem a ciência estariam curando enfermidades com orações ou tratando as mesmas como maldição tendo que matar o enfermo, como faz alguns tribais ignorantes..usar métodos medicinais com ervas é bruxaria como foi na idade média.. Sem ciência de fato a humanidade já teria desaparecido
Anônimo disse…
belo!
Spike disse…
Cuidado amigo, a farmacologia moderna extrai substâncias de plantas (como a dipirona, que é obtida apartir da casca de uma árvore). A diferença é que hoje em dia se usa ciência e não o místico, como se fazia anteriormente. Benzer com plantinha não funciona, é coisa de gente ignorante (assim como achar que oração cura), mas extrair quimicamente um princípio ativo é um dos passos na produção de medicamentos.

Bruxaria também não existe. É coisa de gente ignorante.
Anônimo disse…
O sujeito disse alguma coisa que vocês já não sabiam?
Unknown disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Izaque Bastos disse…
ateus sao ex-pertos, estao sempre usando a religiao pra ganhar dinheiro, e como tem otarios no meio religioso, tem os otarios, neo-ateus.hahaha.
Unknown disse…
Izaque Bastos

Ganhar dinheiro vendendo-se algo não é o problema, meu caro. O problema é a qualidade, veracidade, respeitabilidade e seriedade daquilo que é vendido.
Anônimo disse…
GAME OVER.
Anônimo disse…
Perdeu a oportunidade de ficar calado e não passar vergonha.
Paulo Lopes disse…
O blog promoveu o comentário do Willian Papp ao post Ter crenças não é problema, mas o que as pessoas fazem com elas.
Anônimo disse…
Se o homem tivesse apego só pela Ciência, pelas coisas objetivas e não, também, pela Religião, pelo Raciocínio Intuitivo ou Revelação, ele ainda seria um selvagem, envolvido na luta de todos contra todos (como diz Hobbes), com armas cada vez melhores e sem nenhuma demonstração de piedade.

Ficamos felizes em imaginar que não existem seres místicos porque isto nos assombra e, na maioria das vezes, exige um esforço sem retornos imediatos.

A Crença na Ciência teve utilidade para que o homo sapiens garantisse sua sobrevivência, criando instrumentos para exterminar humanos mais primitivos, mas hoje é prejudicial a todo o planeta, que jaz mergulhado na dúvida imposta pela Poluição e desaparecimento de várias espécies animais.

O Cérebro está treinado para encontrar uma explicação para tudo, o que tem possibilitado ampla difusão do sentimento religioso, mas também tem sido a fonte de abusos da indústria e da propaganda, inclusive de caráter científico.

Quando tem todas as suas necessidades satisfeitas, sem se submeter a estresse e sem medo da morte, o Cérebro reage com o aumento da atividade na área responsável pela Imaginação e redução em regiões ligadas à Consciência. e essa reação natural está na origem da agressividade e destrutividade.

A Ciência atrai muitas pessoas, não por si mesma, mas porque tem um forte apelo utilitário. Ela acaba constituindo comunidades virtuais que ajudam a sanar dúvidas até daqueles que não tem pleno domínio do Método Científico.






Anônimo disse…
Socorro: o Filósofo Espiritualista do Oitavo Dia voltou com sua pregação "nem tanto ao mar, nem tanto à terra", mas ele próprio sobrenadando na subjetividade cortante da... falta de objetividade! Esse cara deve ser casado com a Marina Silva, diva da retórica inócua.
Anônimo disse…
É, Izaque, evangélicos é que não são espertos, que não tentam se aproveitar da ingenuidade alheia e que não ganham dinheiro usando a religião...
Anônimo disse…
Nossa espectativa de vida tem diminuido a cada dia se vc não notou troll.
Anônimo disse…
Ei copiador de textos é você né! tipico pombo enxadrista.
Anônimo disse…
Anonimo pombo enxadrista e intolerante,precisa de um medico psicologo urgente.
Anônimo disse…
Não adianta ..levante -se estudioso apos estudioso,biólogo apos biólogo,assim como a ciência descobriu que o coração produz a própria energia e não depende de estímulos celebrais para funcionar,da mesma forma ela não pode explicar de onde vem esta energia chamada vida,que por sua vez está situada no coração involuntario e no sangue.
Sendo assim não adianta nenhum cético papagaio,dizer que Deus não existe, e que religião é alucinação ,pois o homem nem mesmo sabe o porque da própria existência tão pouco saberá explicar a existência de um DEUS.

Pensem nisso ativistas ateus.
Anônimo disse…
Hahhahahahahahah
Tô rindo até agora do comentário do Anônimo 21:48
Anônimo disse…
É isto que eles aprendem nas aula de ciências dominicais ensinados pelo pastor doutor em nada.. O psicólogo tem mesmo razão e os crente assina embaixo o que ele diz com comentários tão estúpido como o desse ai, que deve ser um analfabeto total em questões científicas.
Ryoko a grande disse…
com certeza é, e ficam fazendo mais choradeira que 'musica" de pagode
Anônimo disse…
Realmente, anônimo das 00:29: a vida não depende de estímulos cerebrais. Você escreveu e conseguiu provar isso num único comentário.
Anônimo disse…
WHAT??? A expectativa de vida tem aumentado década após década, século após século! E não é só no Brasil. E muito menos por causa de orações ou reencarnações, lógico.

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/06/29/pesquisa-do-ibge-mostra-que-brasileiros-vivem-25-anos-a-mais-do-que-em-1960.htm
Converso com espíritos: sou esquizofrênico disse…
E a torcida do Flamengo inteira canta: "O trololó voltooooouuuu... O trololó voltooooouuuu... O trololó voltooooooooooooooooooouuuuuuu..."
Anônimo disse…
Oração pode curar, mas é placebo.
Anônimo disse…
É claro que não existe reencarnação seu troll.
Mas a espectativa de vida esta diminuindo e não aumentando.
Hoje nos vivemos com sorte ate 60 anos,cada dia vivemos menos.
Dados? disse…
Anônimo: leia a matéria linkada. Ela é fulcrada no IDH, Índice de Desenvolvimento Humano.

A expectativa de vida dos brasileiros hoje é de 73 anos, 25 anos a mais do que era em 1960. E isso aumentou no mundo inteiro, não apenas no Brasil.

Não sou EU que estou dizendo isso: são as estatísticas. Se você tiver outros estudos - confiáveis - que atestem o contrário, apresente-os antes de me chamar de "troll" (como aliás também chamou o usuário Maycon).

Na verdade é deveras evidente a questão do AUMENTO da expectativa de vida. É só observar os nossos idosos, por exemplo.

Talvez você seja jovem demais para saber que há 40 anos atrás as pessoas morriam de tuberculose e de outras doenças que hoje estão praticamente erradicadas - ou que pelo menos já não matam mais.

Ciência é isso aí.
Anônimo disse…
O irônico é que sem a ciência a religião organizada também não existiria.

Edmundo Ricardo disse…
Hoje em dia, a maior parte das pessoas pensa pertencer a uma espécie que pode ser senhora do seu destino. Isso é fé,e não ciência. As espécies não podem controlar os seus destinos. As espécies não existem.E isso aplica-se igualmente aos seres humanos...( John Gray )
Edmundo Ricardo disse…
Milhões de pessoas viveram na Terra e nem sequer conhecemos os seus nomes.Aceite este facto tão simples- anda cá apenas por alguns dias e depois partirá. Esses poucos dias não são para ser desperdiçados com hipocrisias,com medo...
betoquintas disse…
E por falar em intolerância, o ateu não percebe a própria. Reduz religião ao cristianismo, esquecendo que a ciência surgiu nos templos, pelas mãos de sacerdotes.
Robert Saint disse…
Enquanto houver um analfabeto na face da terra haverá religião.

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Padre associa a tragédia das enchentes ao ateísmo de gaúchos. Vingança de Deus?

Deputado estadual constrói capela em gabinete. Ele pode?

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Ateu manda recado a padre preconceituoso de Nova Andradina: ame o próximo

No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

Santuário de Aparecida inaugura mosaicos de padre suspeito de abuso sexual

Marcha para Jesus no Rio contou com verba de R$ 2,48 milhões

A prefeitura do Rio de Janeiro liberou R$ 2,48 milhões para a realização ontem (sábado, 19) da Marcha para Jesus, que reuniu cerca de 300 mil evangélicos de diferentes denominações. Foi a primeira vez que o evento no Rio contou com verba oficial e apoio institucional da Rede Globo. O dinheiro foi aprovado para a montagem de palco, sistema de som e decoração. O pastor Silas Malafaia, um dos responsáveis pela organização da marcha, disse que vai devolver R$ 410 mil porque o encontro teve também o apoio de sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo. “O povo de Deus é correto”, disse. “Quero ver a parada gay devolver algum dinheiro de evento.” Pela Constituição, que determina a laicidade do Estado, a prefeitura não pode conceder verba à atividade religiosa. Mas o prefeito Eduardo Paes (PMDB), que compareceu à abertura da marcha, disse que o seu papel é apoiar todos os eventos, como os evangélicos e católicos e a parada gay. A marcha começou às 14h e contou com sete trios

Mescla da política e religião intimida ateus no Brasil. E defendê-los e defender a razão