Arquidiocese obtém liminar que proíbe em festa sátira à Igreja

Para o juiz, essas 'freirinhas' são um "vilipêndio à liberdade de culto"
A Arquidiocese de Goiânia obteve ontem (10) do juiz Carlos Luiz Damascena, a pedido do Ministério Público, a proibição pela festa M.I.S.S.A (Movimento dos Interessados em Sacudir a Sua Alma) do uso de símbolos católicos e de fantasias de padre e do papa. 

A festa se realizará hoje e até ontem os ingressos continuavam à venda. Se desobedecer a liminar, a 2 Produções e Eventos Ltda., a organizadora da festa, terá de pagar multa de R$ 60 mil.

Em dezembro de 2011, em Manus (AM), já tinha havido a proibição de uma festa M.I.S.S.A, cuja divulgação foi feita pelas "freirinhas" acima. A promoção ocorre também em outras cidades.

No convite da festa de Goiânia há referências à religião católica, como “M.I.S.S.A também é lugar de cometer pecado”, “Cansei de homem galinha. Por isso, todo domingo vou à M.I.S.S.A”, “Quando entrar na M.I.S.S.A esqueça que já foi santo” e “Ajoelhou tem de rezar”.

Festa M.I.S.S.A já foi realizada no 
Rio de Janeiro e em São Paulo 

O Ministério Público aceitou o argumento da arquidiocese de que a festa ofende os católicos, com o que o juiz Damascena concordou.

Para o juiz, “o desrespeito começou com a publicação da festa em outdoors com promoters vestidos com trajes provocantes imitando freiras e com par de chifres na cabeça (em alusão ao demônio), recepcionistas vestidas de anjo (anões), padres e demônios, além de um palco decorado como altar e um fotógrafo fantasiado de papa”.

Damascena concluiu que se trata de um “vilipêndio à liberdade de culto”, mas o mérito de sua liminar é questionável porque cerceia a livre manifestação de pensamento e opinião.


Íntegra da liminar


Com informação da íntegra da liminar, entre outras fontes.

Cartunista recria Jesus como punk ateu; religiosos protestam.
junho de 2012

Religião contra liberdade de expressão.

Comentários

  1. hah, cambada de viado esses idiotas, ficam ofendidos com qualquer coisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É igual os homossexuais... bando de idiotas, que ficam ofendidos por qualquer coisa... verdade?

      Ridículo é usarem a igreja para promover isso...

      Excluir
    2. Caro Nix4u,

      guarde distância entre manifestar-se intelectualmente sobre sua Santa Igreja e alguém ofender fisicamente os homossexuais.

      Ademais sua Santa Igreja já anda pra lá de pecados incorporado a carcomida Igreja.

      Excluir
    3. Interessante que os dois comentários foram preconceituosos. Um chama de viado os que reclamam, o outro chama os homossexuais de idiotas porque reclamam. Um bando de gente que nem presta atenção do que diz. O cara que quer defender acaba sendo preconceituoso, apesar de depois ter remediado a situação.

      Excluir
  2. Obrigado Paulo Lopes por atender e publicar minha denúncia do autoritarismo da ICAR em relação à liberdade de Lazer. Vai quem quer. E se não podemos usar as roupas deles (hábitos) porque eles usam as nossas (secular)?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. usar alusão ao papa, freiras, igreja católica para promover festas?
      Fala sério...

      Porque é tão dificil para as pessoas festarem sem desrespeitarem a religião alheia?

      Aposto como você é um dos que defende os homossexuais, no direito que eles tem de não serem usados como piada ou serem desrespeitados, mas quando a igreja vem defender os mesmos princípios, que são o de respeito, as pessoas ficam contra... que tipo de "justiça" e "igualdade" é essa?

      Excluir
    2. Tua religião desrespeita a sexualidade e integridade de nossas crianças.

      Excluir
    3. Tua religião desrespeita homossexuais, mulheres, negros, crianças e todos aqueles que ela explora ou explorou no passado.

      Tua Igreja queimou pessoas. Apoiou ditaduras. Teve papas pedófilos, tua bíblia é repleta de crime e desconfia-se que teu Jesus foi afeminado, mas ainda assim desrespeitam os demais?

      Excluir
    4. Esse Nix tem tanta raiva de homossexuais q me leva a pensar q deve estar louco pra sair do armario...

      Excluir
    5. usar alusão ao papa, freiras, igreja católica para promover festas?
      Fala sério...


      Fala sério você, Nix4u. Crentes querem respeito e não respeitam? Mas, de certa forma, não concordo muito com isso. Ninguém gosta de ter as crenças zombadas, ou será que nunca apareceu um ateu/sem-religião enfurecido com zombarias da ausência de crença religiosa/ateísmo?

      Porque é tão dificil para as pessoas festarem sem desrespeitarem a religião alheia?
      O que você quer dizer com pessoas festejarem sem desrespeitar? Transar pode ser ofensivo para alguns religiosos, como fica? Deixarei de transar só por que ofende? E a minha liberdade? Pense um pouco...

      Aposto como você é um dos que defende os homossexuais, no direito que eles tem de não serem usados como piada ou serem desrespeitados, mas quando a igreja vem defender os mesmos princípios, que são o de respeito, as pessoas ficam contra... que tipo de "justiça" e "igualdade" é essa?

      Você não conhece o MAZUK11 para concluir que ele defende direitos dos homossexuais. Zombar do movimento homossexual é completamente diferente de zombar o homossexual por ser homossexual.
      Apesar de todo o "desrespeito" pelas crenças católicas feitas pelo "M.I.S.S.A", em nenhum momento uma pessoa foi diretamente discriminada por ser católica.

      Pense um pouco no que disse. E não afirme as mesmas asneiras afirmadas aqui. Afinal, errar é humano, mas permanecer no erro é burrice.

      Excluir
    6. >>Ninguém gosta de ter as crenças zombadas, ou será que nunca apareceu um ateu/sem-religião enfurecido com zombarias da ausência de crença religiosa/ateísmo?

      Não soube de nenhum ateu que tenha ido a justiça censurar um religioso.

      Excluir
    7. >>Ninguém gosta de ter as crenças zombadas<<

      Dane-se a crença. É apenas idéia. Ninguém tem o direito de se sentir ofendido por expressão de idéias, seja crente ou sem crença! Ninguém se propôs ali a atacar pessoas. As pessoas (crentes) tem o direito às suas crenças, celebrada pela lei. Agora se acharem no direito de calar idéias opostas, já é querer impor a ditadura da religião pra toda sociedade!
      Esses crentes são muito dodoizinhos!

      Excluir
    8. "usar alusão ao papa, freiras, igreja católica para promover festas?
      Fala sério...

      Porque é tão dificil para as pessoas festarem sem desrespeitarem a religião alheia?"

      Tá... E você respeita o hinduísmo comendo aquela picanha naquele churrasco do fim de semana...

      Excluir
    9. O Questionador De Tudo

      >> "Ninguém gosta de ter as crenças zombadas, ou será que nunca apareceu um ateu/sem-religião enfurecido com zombarias da ausência de crença religiosa/ateísmo?"

      Não msm. Eu - sendo atéia - não fico ofendida com pessoas zombando o ateísmo. Tem uns que são até engraçados.

      A minha falta de crença não é imune à zombarias e críticas assim como as religiões tb não o são. Se a pessoa - sendo ela atéia ou religiosa - se sente pessoalmente ofendida por uma zombaria, crítica, gozação, etc, relacionados à sua falta de crença e crença respectivamente, paciência. Isso é mais problema dela do que de quem teceu a crítica ou fez a zombaria.

      O que me tira do sério são a interferência de pessoas não respeitando ou querendo tirar o direito de outras de crer e não crer naquilo que quiser. Isso sim vai contra a liberdade de credo (e falta de credo) religioso.

      E cá entre nós: não é como se os organizadores da M.I.S.S.A estivessem impedindo os católicos de serem católicos, de exercerem e manifestarem sua fé, não é msm?

      Excluir
    10. E quem aqui respeita o judaísmo ao comer um lombinho assado? Quem aqui respeita o islamismo ao tomar uma cervejinha no bar ou um pilequinho de leve numa boate? hehehe

      Excluir
    11. Nix4u: "Aposto como você é um dos que defende os homossexuais, no direito que eles tem de não serem usados como piada ou serem desrespeitados, mas quando a igreja vem defender os mesmos princípios, que são o de respeito, as pessoas ficam contra... que tipo de "justiça" e "igualdade" é essa?"

      É do tipo "humana", baseada em regras, leis, e razão humanas, dentro do espírito de justiça e equilíbrio. Por isso é permitido gozação com seres imaginários, mas não ofensa com seres reais.

      Para que entenda melhor, um exemplo prático: você tem o direito de fazer gozação com o Super-Homem, ou dizer que o Batman tem um caso com o Robin. Mas não tem o direito de chamar seu vizinho, que é gay, de pervertido sem vergonha, safado, criminoso, e outras ofensas diversas. Seu vizinho existe, o Super-Homem não.

      Assim, respeitamos as pessoas, e pessoalmente não tentaria fazer graça com freiras ou papai do céu. Mas não há, em respeito a liberdade de expressão, restrição para que alguém o faça.

      Se alguém faz piada com o ateísmo, um conceito abstrato, ninguém se importaria, e se se importasse, não teria nada para fazer, ou reclamar. Mas se alguém ataca um ateu, ou ateus, estes existem, e nesse caso, se for algo que se enquadre nos crimes de calunia, difamação ou injúria, existem os devidos processos legais. E isso vale TAMBÉM para religiosos, para pessoas religiosas, se for ela a ofendida, e não seres imaginários, ou crenças genéricas.

      E tudo isso não é algo "fechado", absoluto, mas flexivel e relativo. Cada caso será um caso, e muitos estarão em uma "zona cinzenta", um degrade conceitual, que dependerá de julgamentos e de criação de jurisprudência.

      O recente caso da imagem do Papa com as vestes sujas é um desses. Os que fizeram a imagem alegam que ela ataca a idologia religiosa, não o Papa pessoalmente. O Papa, seus advogados, alegam que não, que a ofensa é pessoal, e portanto dentro dos limites das regras sobre isso. Dependendo da forma como o tribunal encarar a ação, o resultado pode ser a permissão da imagem, ou a proibição.

      Nosso direito, por exemplo, é mais restritivo ao avaliar essas questões, e o direito americano, bem mais amplo. Nos USA até a gozação pessoal, direcionada, identificada, é permitida dentro do conceito de "liberdade de expressão". Mas embora seja ampla, o direito de reparação também o é, e se o ofendido "provar" dano pode receber quantias altas como reparação (e isso criou uma "industria de processos por lá, com todo mundo acionando todo mundo por qualquer coisa). Por exemplo, lá pode chamar um apresentador de TV de viado safado e pervertido. Mas se este demonstrar que foi despedido por isso, vai ter de pagar caro, talvez até que ele arrume outro tramalho, o mais.:-)

      No Brasil é o seguinte: demontre que alguém com identidade jurídica, existência legal, foi ofendido, caluniado ou difamado, e poderá ganhar o processo. Se não demonstrar, ou se o objeto for um ser imaginário, ou o vago conceito de "respeito religioso", provavelmente perca o processo.

      Há, claro, muitas outras questões, complexas, envolvidas. Nada é tão preto no branco assim. Mas é isso que significa ser uma "justiça humana", flexivel, razoável, capaz de se ajustar e de melhorar com o tempo. O que é muito melhor que a justiça religiosa, e seus absolutos malucos.

      Cogita Tibi

      Excluir
    12. Pronto, apareceu (ou reapareceu) mais um candidato a Idiota do Ano, comparando liberdade de expressão com autorização para manifestar preconceito. Nix4u = nicks for you...

      Excluir
  3. Ah, que saudades da Santa Inquisicao.
    Imagina a religiao do idiota do Juiz.

    ResponderExcluir
  4. Eu faria a festa e levaria a processo a proibição, certamente ia ganhar nao só com a festa senão que tambem o juízo.

    ResponderExcluir
  5. Se fosse um padre comendo crianças podia né?

    ResponderExcluir
  6. Qualquer coisa ofende a Igreja... putz...

    ResponderExcluir
  7. Espanta-me que uma "arquidiocese" seja considerada parte legítima, personalidade jurídica. É, tipo, uma quadrilha reconhecida pela outra.

    ResponderExcluir
  8. cerceia a liberdade de culto? Sério, ele podia ter dado qualquer justificativa, menos essa. O culto, no caso a missa, não está lá com seu lugar garantido?

    Cercear significa impedir. Em que momento a missa (real) está sendo impedida?

    Essa liminar não existiria em um país civilizado tipo Suécia e Canadá.

    ResponderExcluir
  9. Pode ver a festa como um carnaval onde as pessoas se fantasiam segundo suas vontades. É provável que no próximo carnaval a polícia(sic) fique de plantão pra ficar de olhos nas fantasias , pra ver se ninguém vai vestido de padre bispo freira etc.. E vestido de terno pode? Pois esta e a vestimenta dos pastores..não é?

    ResponderExcluir
  10. Quando a igreja falar mal de satanás pode ofender a fé de satanistas..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bobagem, a Igreja sempre falou mal de Lorde Satã, não se preocupe não ficamos irritados, tão pouco ofendidos, muito pelo contrário, nos divertimos muito vendo esses velhos retardados falarem asneiras e se ajoelharem a um deus tão torpe.

      Excluir
  11. Eu sou ateu pessoas que se dizem represetantes de um ser mágico na terra ofende meu sentimento vou processar essas pessoas que atentam contra meus sentimentos pessoais.

    ResponderExcluir
  12. Faço minhas as palavras do Baphomet. É realmente irritante como a ICAR se dói por qualquer coisa. São muito chatos!

    Winston Smith

    ResponderExcluir
  13. Que mudem o nome da festa, simples! "G.E.N.O.C.Í.D.I.O - A festa" venha fazer parte da nação do Senhor e ajude-nos a matar amalequitas! Seja um cordeiro de Deus, defensor do que é certo, da bondade e se alguém criticar ameaçe-o com fogo e enxofre do inferno, se insistirem aproveite-se da leviandade de a lei brasileira e afirme-se um perseguido, injustiçado e requeira a defesa do "SEU" direito de culto.

    ResponderExcluir
  14. Quando é para se deixar crucifixos e afins em espaços públicos, eles são "manifestações culturais", e portanto não ferem a laicidade do Estado e não desrespeitam outras denominações religiosas nem quem não tem religião, mas na hora da simbologia religiosa ser de fato usada como uma manifestação cultural (no caso, uma festa, onde certamente a maioria dos participantes é cristã) os cristãos ficariam ofendidinhos?

    Hipocrisia...

    ResponderExcluir
  15. Peraí, cara. Com essas freirinhas gostosas? Os puritanos pedófilos estão preocupados que não podem fazer uma festinha pra comer criancinhas e isso é uma afronta à moral!!!! Comer criancinhas, ok, mas transar com freirinhas safadas é crime? Que mundo é esse? Onde vamos chegar?

    ResponderExcluir
  16. "Roma locuta est, causa finita est."

    ResponderExcluir
  17. A do meio é a mais gostosa.

    ResponderExcluir
  18. "O Ministério Público aceitou o argumento da arquidiocese de que a festa ofende os católicos".

    Mas o que é que não ofende os religiosos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. dinheiro.

      ¬¬

      Excluir
    2. ^^^^ kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  19. Bacana. A Igreja está no direito dela. Acho justo. Mas e quando a igreja é que ofende os outros, ninguém toma providência?

    ResponderExcluir
  20. "“A liberdade de pensamento é a única garantia contra a infecção dos povos pelos mitos de massa, que, nas mãos de hipócritas e demagogos traiçoeiros, pode se transformar em ditaduras sangrentas.”"

    — Andrei Sakharov
    cito http://livrespensadores.net/citacoes/

    ResponderExcluir
  21. A igreja tem todo o direito de usar a imagem de homossexuasi como santos. Ninguém vai se ofender.
    :D

    ResponderExcluir
  22. Deliciosas as freirinhas da foto....
    Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado com as feministas seu machista huakakakaka

      Excluir
  23. Só eu não vejo problema algum nesta festa?

    ResponderExcluir
  24. Nem a igreja, nem a festa, nem um de vocês tem razão. A igreja não pode proibir nada. A festa não deveria falar de religião (mas pode usar o traje que quiser). O jurista com retardo, não deveria se meter. Os ateus não deveria comentar. Os religiosos, deveriam estar rzando pela alma de todos nós. E "Eu" não devia perder meu precioso tempo com tanta bobagem. MAS como não sou SANTO, Não aguentei. kkkk

    ResponderExcluir
  25. Quero mulheres boas pra transar boas de cama, vou na missa hehe

    ResponderExcluir
  26. No halloween que se deve usar estas fantasias kakaka

    ResponderExcluir
  27. A ICAR é uma porcaria, mas essa festa é um abuso de direito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo anonimo, um abuso de direito!Vamos proibir qualquer manifestação de idéias. Vamos impor uma ditadura cristã no Brasil.Vamos fuder com as idéias e com as pessoas. Uma nova Alexandria já!
      Espero que agora fique satisfeito!

      Excluir
  28. Agora, impedir missa porque ofende aos ateus e o catolicismo porque ofende os direitos humanos, isso o ministério não proíbe né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado, a missa não ofende os ateus pq acontece em espaço privado: isso é liberdade de culto, está na Constituição. A missa ofenderia os ateus se invadisse os espaços desses e/ou convocasse cristãos-católicos a gritarem na porta deles palavras de ordem. O ateu não está sendo privado de seu direito porque a missa existe. Se fosse assim, só pelo fato do ateísmo pregar contra a religião (qualquer uma), também seria ofensa.
      Acho que vc não entende mto de Direitos Humanos, meu caro... Com todo respeito, leia mais. Na Declaração Universal a liberdade de culto é garantida, e nossa Constituição é inspirada nela. Um abraço!

      Excluir
  29. eu vou processa-los por vilipendio à liberdade de expressão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fazer sátira a cristãos for liberdade de expressão, manifestar contragosto por homossexuais também seria, não?

      [Eu não penso assim, mas estou questionando porque em Direitos Humanos não se pode ter 2 pesos e 2 medidas.]

      Excluir
    2. Melissa Rocha

      Não, não seria. Em primeiro lugar pq sátira e contragosto são duas coisas completamente diferentes. Segundo pq manifestar contragosto por homossexuais geralmente se trata de agressão física e/ou verbal, discriminação e/ou que não tenhamos acesso aos mesmos direitos civis que o resto da sociedade tem garantido.

      Ao se fazer uma sátira com uma determinada religião, não se está proibindo os religiosos de exercerem seu credo; não está tirando deles o direito de cultuarem o deus adotado pela religião que seguem; não está agredindo verbal e/ou fisicamente os religiosos ou sendo contra que eles tenham acesso aos direitos civis garantidos pela Constituição.

      Da mesma forma que os religiosos têm o direito constitucional de exercício e manifestação de sua fé, nós tb temos o direito constitucional de liberdade de expressão e manifestação de pensamento.

      Como eu disse em um comentário anterior, não é como se a M.I.S.S.A estivesse perseguindo e oprimindo os católicos, impedindo-os de exercer sua religião ao fazer uma festa satírica.

      Excluir
  30. Engraçado isso.

    Mas para a ICAR, padre abusar sexualmente de menores pode né?

    Seria cômico, não fosse antes deplorável.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  31. Se cuidem, comprar fantasias de freirinhas em sexshop pode dar processo. Vai que algum falso freguês apareça lá com a decisão do juiz que a coisa ofende os católicos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa como vocês são bons com piadas e ruins de argumentos...

      Excluir
    2. Ah, é? Então apresente um ARGUMENTO aí, Católico.

      Excluir

Postar um comentário