Estudante expulsa acusa escola adventista de homofobia

Arianne Pacheco Rodrigues
Arianne disse ter pedido outra
com chance, mas a escola negou
com atualização

Arianne Pacheco Rodrigues (foto), 19, está acusando o Instituto Adventista Brasil Central — uma escola interna em Planalmira (GO) — de tê-la expulsada em novembro de 2010 por motivo homofóbico.

Marilda Pacheco, a mãe da estudante, está processando a escola com o pedido de indenização de R$ 50 mil por danos morais. A primeira audiência na Justiça ocorreu na semana passada.

A jovem contou que a punição foi decidida por uma comissão disciplinar que analisou a troca de cartas entre ela e outra garota, sua namorada na época. Na ata da reunião da comissão consta que a causa da expulsão das duas alunas foi “postura homossexual reincidente”.

O pastor Weslei Zukowski (na foto abaixo), diretor da escola, negou ter havido homofobia e disse que a expulsão ocorreu em consequência de “intimidade sexual” (contato físico), o que, disse, é expressamente proibido pelo regulamento do estabelecimento.

Conselho vai processar escola religiosa acusada de homofobia
4 de junho de 2012

Ata da expulsão diz: "postura
 homossexual reincidente"
Arianne disse que é mentira porque ela não teve com a namorada qualquer contato físico dentro da escola. Zukowski afirmou ao Fantástico de ontem (3) que as provas da escola estão baseadas no relato de colegas das duas expulsas.

A jovem contou que na época pediu uma nova chance para a escola, que se manteve inflexível. Abalada, ela foi morar com sua mãe em Orlando, nos Estados Unidos. Disse que não quer voltar para o Brasil.

Marilda afirmou que tentou evitar a expulsão da filha, mas ela ouviu de responsáveis pela escola que, para eles, o homossexualismo “é um crime tão sério como roubar ou matar”.

Ela informou que decidiu recorrer à Justiça para evitar que outras pessoas sejam vítimas das torturas da escola, as quais são “dignas da Idade Média, da época da Inquisição”.

Escola diz em nota que não visa reprimir

Nota oficial que a assessoria de imprensa do Instituto Adventista Brasil Central enviou a este site reafirmou que Arianne Pacheco Rodrigues teve contato físico com sua namorada, embora não cite o nome dela. Diz, também, que as normas do estabelecimento “não visam reprimir”. “Ao contrário, são um suporte essencial para a vida de tantos jovens em comunidade dentro de uma instituição de ensino.”

Segue a íntegra da nota

Weslei Zukowski, diretor de escola adventista
Pastor Zukowski diz que 
aluna infringiu regra 
 "O Instituto Adventista Brasil Central (IABC) é um colégio que oferece educação em regime de externato, em que os alunos comparecem às aulas e depois retornam aos seus lares; e, também, internato, em que os alunos residem em alojamento na escola. Os pais buscam o Instituto por ser uma escola conhecida por seus altos valores morais e pela educação integral que oferece aos alunos, fornecendo uma experiência educativa única na vida deles.

O colégio é responsável pela educação, integridade física e moral de todos os seus alunos, de modo que a observação de normas de conduta protege toda a coletividade estudantil, já que normas são para organizar e proteger a sociedade.

De acordo com o item 8 das Normas Internas da Instituição Adventista, são vedadas ao aluno, entre outras condutas:

“Furto; uso ou porte de cigarro, bebida alcoólica, droga ou armas; ato sexual; certos tipos de agressões físicas, verbais e outras, conforme considere a Comissão para Desenvolvimento Estudantil.”

Tais regras visam à segurança dos próprios alunos, sendo aceitas por eles e por seus pais quando se candidatam a uma vaga na escola. Dessa forma, a instituição de ensino busca impedir a propagação de situações que são prejudiciais à saúde e à moral no ambiente de estudo.

A aluna citada em reportagem de TV conhecia as regras disciplinares internas e sempre soube das permissões e proibições a que todos os alunos estão submetidos no ambiente escolar, já que estudava havia quatro anos na instituição e já tinha passado algumas vezes pela comissão disciplinar.

A letra “h” do subitem 1.1, do item 1 dos Itens Gerais, determina que:
“h. Lembre-se de que em seu namoro (que só ocorrerá com a permissão dos pais) não é permitido contato físico, seja nas dependências da escola ou em atividades externas em que você a esteja representando.”

A aluna tinha absoluta ciência de que seu comportamento contrariava diretamente as regras e as normas da instituição de ensino. O contato físico no namoro entre dois alunos da escola é considerado falta grave pelas normas dela, acarretando a rescisão do contrato de prestação de serviços educacionais. Essa iniciativa não é incomum na instituição, pois preza pelos altos valores morais, sendo essa uma característica bastante ressaltada pelos pais que confiam seus filhos à escola. Essa iniciativa não é incomum na instituição, e independe de opção sexual conforme destacado acima, pois preza pelos altos valores morais e desejo dos pais, sendo essa uma característica bastante ressaltada pelos pais que confiam seus filhos à escola.

Destaca-se, finalmente, que as normas não visam reprimir. Ao contrário, são um suporte essencial para a vida de tantos jovens em comunidade dentro de uma instituição de ensino, mantendo-os em harmonia enquanto desenvolvem-se acadêmica e socialmente."

Caroline Carnieto
Assessoria de Imprensa

Instituto Adventista Brasil Central
Escola religiosa fica no interior de  Goiás
Com informação do Fantástico.

Homofóbico chafurda no lamaçal de ódio, afirma ministro do STF.
julho de 2011

Homofobia.  Intolerância religiosa.

Comentários

Anônimo disse…
Já estudei em colégio adventista, ironicamente tem fama de boa escola, mas são bem radiais, tentam de doutrinar pesado, não é surpresa ter dado o que deu.
Anônimo disse…
*Já estudei em colégio adventista, ironicamente tem fama de boa escola, mas são bem radicais, ultraconservadores, e eventualmente, mentem.*
Anônimo disse…
Estou De acordo com o colégio. Se normas existem e preciso respeita-las. Os pais e alunos que Nao estiverem de acordo tem outras opções de estudo. Sempre estudei em escola adventista e atualmente meus filhos também estudam e sei que o valores e posturas sao ensinados da melhor maneira De acordo com a palavra de Deus.
Anônimo disse…
Procura uma escola onde os valores nao fazem mais sentidos,escola puclica por exemplo.
O pior é que a mãe ainda apóia .
Anônimo disse…
Essa escola já tá com mal reputação, já não basta aquele episódio dos fósseis e criacionismo cientifico.... agora isso?
Anônimo disse…
Quem concorda que deviam fechar a Escola Adventista?
Mujica disse…
Respeito/Educação não deveriam depender de um fiador.
Seu texto ficaria ótimo sem este complemento no final.
Principal motivo de discussão neste blog.
Mujica disse…
Pelo menos ela teve para onde fugir.
Anônimo disse…
Pelo jeito vc nao conhece o conceito da educação adventista... O que importa e que Ele nos da o exemplos e oriientações a serem seguidos E também o livre arbítrio. Desta forma de qualquer pessoa que nao concordar ou Nao quiser acatar com qualquer tipo de regra, tem a liberdade para tomar suas decisões. A família e a aluna com certeza deveriam saber como funciona, pois Nao tem nada escondido.
Anônimo disse…
Instituição muito seria, com mais de 100 anos de existência e unidades espalhadas pelo mundo, que alem do ensino das mAterias normais, ajuda a moldar o Bom caráter E os valores familiares.
Hesha Roberto disse…
Todas as pessoas que conheço que estudaram em escolas adventistas falam mal delas
pede pra sair disse…
A escola adventista é uma instituição privada, tem suas normas e seus princípios.

Quem não concorda não é obrigado a estudar lá. Pode, tranquilamente, não ingressar na escola, ou sair por conta própria, sem precisar ser expulso.

Mas talvez algumas pessoas prefiram provocar uma encrenca e aguardar uma expulsão para, em seguida, utilizar o discurso vitimista da moda ("homofobia") para processar a escola e descolar uma grana.
Anônimo disse…
Sem hipocrisiA. Por mais que sociedade esteja tentando difundir o Nao ao preconceito. Nenhum pai ou Mae deseja ou sonha que seus filhos sejam gays. Alem dos pais a escola tem o papel fundamental de orientar
Yuri disse…
Essa garota é uma tola de procurar educação numa escola adventista, lá eles devem ensinar que 2x2=4 pq deus nos ama KKKKK
Anônimo disse…
Se fosse tão ruim assim, a instituição nem existiria mais e nem teria a quantidade enorme de alunos que tem. O negocio e que as pessoas Nao estão dispostas a seguir algumas orientações. Neste caso e so mudar de escola, muito simples, o ser humano que adora uma confusão...
Anônimo disse…
Isso mesmo ela Nao deveria estar la. La e para pessoas que se preocupam tbem com a vida espiritual.
Hesha Roberto disse…
As coisas boas é que duram pouco amigo, não que eu seja pessimista, mas é um fato.

Tudo que é ruim dura mais, ditaduras, tiranias, oligarquias e religiões.
Anônimo disse…
Estupidez por parte desse colégio!!! cambada de dementes falsos moralistas!!!!!!!!!! igual a muitos q aqui comentam..... isso é uma vergonha.......
Anônimo disse…
Meu filho ninguém escolhe ter filho gay!! acontece.. antes um filho gay. do q um filho mal educado.. bandido... mal caráter"""
Anônimo disse…
O preconceito é cruel. Moradores da pequena cidade do interior dizem que a menina se jogou do carro por causa do preconceito. Ela era evangélica e a família também. Esse caso não entra na estatística dos políticos. E tem idiota afirmando que não há homofobia no Brasil........http://www.gazetainterior.com.br/index.php/jovem-que-pulou-do-carro-dizia-que-nao-queria-mais-viver-por-causa-do-preconceito-familiar/
Perfil da menina no face: http://www.facebook.com/profile.php?id=100003555588629

No site da reportagem um dos comentários diz o seguinte: "Pois é, a MÃE DELA UMA VEZ DISSE QUE PREFERIA VER A FILHA DENTRO DE UM CAIXÃO DO QUE NAMORANDO UMA OUTRA MENINA. AGORA A MÃE VAI SENTIR ESSA DOR ...."
Anônimo disse…
Se existem "normas" racista, homofóbicas ou machistas precisam ser exterminadas. Ninguém precisa respeitar o ERRO.
Anônimo disse…
Estudei em colégio adventista, na época vi um colega de classe ser expulso por ser homossexual, ao ver a reportagem não me espantei pois já conhecia a mente fechada e o "amor cristão" dessa instituição.
Eugênio disse…
"Tudo que é ruim dura mais"!!! Essa é ótima!!,..o cara é um filósofo muito engraçado... Agora eu pergunto: O que é que uma menina vinda de uma família tão liberal a ponto de expor a homossexualidade da fílha em rede nacional estava fazendo estudando em uma instituição "conservadora" como um colégio Adventista?!... Estuda lá quem quer... As regras são postas para qualquer um ver...

Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/06/estudante-expulsa-acusa-escola.html#ixzz1wowi5iOd
Reprodução deste texto só poderá ser feita com o crédito e link da origem.
Anônimo disse…
em 1982 estudei no IASP em primeiro lugar digo que os internatos adventista é uma referencia excelente para a educação brasileira, hoje me considero um grande homem sou grato ao colégio interno, acho que a mãe agiu errado ao colocar sua filha no colégio interno para que o colégio tivesse a responsabilidade de libertar a filha dela deste mal, e a menina agiu errada pois um colégio cristão não é o lugar ideal para esse tipo de prática. concordo plenamente com o colégio o colégio interno adventista é lugar para homens e mulheres que querem vencer na vida e não pessoas que querem viver em uma vida de derrota, de fracasso e de pecado. O mundo pode aceitar a homofobia, Deus não, e eu como Cristão tenho que ter os meus direitos também. e outra tenho grande consideração pelos internatos adventista e não sou adventista. parabéns diretor desta escola continue agindo com firmeza.
Eugênio disse…
Matou a pau!!!...
Sem falar que a Globo adora se postar de guardiã dos direitos dos homossexuais... e nós agora estamos sendo vitimas da "heterofobia"... Vai chegar o dia (anotem!...) que a homossexualidade vai ser considerada compulsória e obrigatória...
Abbadon disse…
Anonimo das 01:22 (os crentes NUNCA se identificam), seus filhos sao ensinados de acordo com as regras do Levitico, Juizes, Numeros, Deuteronomio, etc ? Nessas "lindas palavras de deus", é ordenado o assassinato de mulheres gravidas, crianças, idosos, estupro de meninas jovens, exterminio e genocidio de povos, etc ?

Favor me esclarecer...
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Engraçado, eu sempre achei que uma instituição de ensino deveria respeitar as pessoas como elas são. Se a aluna fosse negra e não deixassem ela fazer a matrícula, seria mais visível o preconceito. Agora, com uma homossexual expulsa, a maioria dos comentários aqui aplaudem a atitude do colégio. Só mostra como a homofobia e a intolerância é enraizado na cultura religiosa e brasileira. Indenização é pouco, não vai acabar com o problema. O melhor seria o MEC fechar a rede por esse e outros casos de ignorância (como ensinar o dilúvio nas aulas de história).
Caruê disse…
Fechem logo essa porcaria...
AlyneS2 disse…
Estudar logo em um colégio assim, já seria quase previsível que acontecesse isso. Acho que qualquer aluno que tenha algo que não se encaixe nas normas deve se preparar, ou nem entrar para um colégio desse tipo.
Igor disse…
Um dos objetivos de nossa República é promover o bem de todos, sem preconceito e qualquer forma de discriminação. E tem gente que ainda acha que uma regra discriminatória de uma instituição privada vale mais do que nossa Constituição? Qualquer prática hedionda e repudiável passa a ser aceito por causa da chancela de “instituição privada”? Ou então por ser religioso?

Então não sei por que existe a Lei de Diretrizes e Bases para os colégios. Aliás, não sei nem porque os colégios precisam de autorização do MEC e as secretarias de educação, que são órgãos estatais, porque o que importa são as regrinhas do colégio privado!

E se alguma escola começar a discriminar negros sob a chancela do Kardecismo, tudo bem, né? Afinal, é instituição privada, então tudo pode...

Essa idéia de que só porque é privado pode tudo é risível. É de uma enorme mentalidade tacanha...

É óbvio que o colégio não pode discriminar dessa forma. Se existe a tal regra, então a tal regra não deve ter validade para o judiciário. Se a expulsão da aluna foi realmente por esse motivo, torço pela condenação do colégio!
Eugênio disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Eugênio disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ritchelli disse…
Ninguém fez mau a menina, foi solicitado que ela se retirasse como qualquer aluno que quebrar regras. Engraçadoo, homosexualismo é quebra de regra :"ó coitada" mas se uma aluno quebrar classes e for expulso é bonito? É TUDO QUEBRA DE REGRAS.
Não há humilhação em ser convidado a se retirar... A Constituição zela pelo bem comum, e se um adventista pensa que homosexual não é bom para seu filho, você vai obrigá-lo a botar um dentro de caso? Assim como você acha que homosexuais merecem respeito pessoas Adventista também merecem ISTO É O TAL BEM COMUM QUE PREZA NA CONSTITUIÇÃO, se eu não sou catatólica não vou na igreja católica afrontar seus princípios, se eu não sou EVANGELICA nao vou até lá afrontar os principios deles. SE EU SOU HOMOSSEXUAL não vou até a Escola afrontar os princíos deles. ISTO É CONSTITUIÇÃO.
Anônimo disse…
Que valores? Viver infeliz e reprimido?
Anônimo disse…
Eugenio, vc conseguiria ser homo se alguem te dissesse que isso é o certo só pq leu num livro? Deixa de falar besteira , rapaz.
Cristian Z. R. disse…
Fato é que a religião não se enquadra aos dias de hoje.
Anônimo disse…
De novo essa conversa fiada de "ditadura gay"? Estragou o seu argumento com isso.
Anônimo disse…
Só que por R$50.000 não precisa ser liberal, não. Viu?
Igor disse…
Primeiro, segundo a reportagem ela não foi convidada a se retirar: ela foi expulsa. Documento postado aqui no Paulopes deixa claro que foi votada a “não matrícula” da aluna por ter “postura homossexual reincidente”.

Segundo que houve sim mal a menina, que foi discriminada por sua condição sexual, ou seja, tão somente por ser homossexual. Quer você queira, quer não, já é pacificado que a discriminação causa mal ao ser humano, atingindo sua honra moral. Isso não somente no Brasil, mas em praticamente todo o mundo ocidental. Achar que discriminação não causa males é forçar muito a barra...

Terceiro que quando se cita a Constituição, deve conhecê-la. Logo no início, mais precisamente no artigo 3°, inciso IV, deixa bem claro que é objetivo fundamental da República Federativa do Brasil “promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”. Se observar todo corpo constitucional, verá que a discriminação é sempre repudiada, o que deixa bem claro que não há justificativas para tal atitude hedionda – nem ao menos uma suposta regra estúpida de um colégio privado. Não há como se concluir que a Constituição zela pelo “bem comum” aceitando que se discrimine determinada pessoa por sua condição sexual, até porque esse objetivo fundamental vem de norma cogente – não está ali para ser aplicada ou não a mero gosto das pessoas.

E quarto, finalizando, o colégio, se quiser existir, deve seguir as normas de direito público. Acima de qualquer regra privada, religiosa ou não, existem normas de direito que a instituição deve seguir, e uma delas é não discriminar. Se a garota quebrou regra do colégio, o colégio quebrou regra do Estado, então deve ser punido. Não concorda com isso, não fecha o colégio! Porque preconceito e discriminação, para qualquer pessoa com um pingo de discernimento, nunca é e nunca será forma de respeito...
Mello disse…
Só em ter ensinamento segundo a palavra de Deus já é prova de que o Colégio deve ser homofóbico. a favor de assassinatos, escravidão, desvalorização da mulher, contos de fada apresentados como verdades, lavagem cerebral ... a lista é longa. Se quiserem posso citar cada um destes itens na Bíblia. Mas voces sabem do que falo, é um assunto que voces religiosos adoram fingir que não é assim, que depende de interpretação e outras baboseiras.
O mão é existir entidades educacionais nas maos de religiosos.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Ritchelli disse…
Então me diz, se eu não for católica devo entrar em uma igreja católica e ter conduta contrária da que a igreja pede, e depois processá-los por preconceito a mim?
Mello disse…
Seria ótimo tirassem das mãos do religiosos TODAS as instituições de ensino. Não fechar.
Pois a religião sempre foi e continua a ser contra a ciência e a boa moral.
A moral cristã é criminosa e só serve para as ovelhas de Cristo. Ovelhas mesmo, porque são burras, fracas e dependente do pastor, e nofina, só servem para churrasco.
Anônimo disse…
Quero ver se uma escola recusa aluno por ser negro alegando que isso vai contra "a moral e os bons constumes dela". Ela vai ser enquadrada por preconceito do mesmo jeito.
Anônimo disse…
Pouco importa o que a escola alegue no caso de homossexuais. O que importa é o tipo de discriminação que configura crime na sociedade. A escola racista poderia igualmente dizer "ah, eu não acho que estou discriminando humanos, porque negros não são humanos" como você justificou.

Você acha que isso cola?
Igor disse…
Dependerá do que você for fazer dentro da Igreja! Se a Igreja te discriminar por sua cor de pele, tudo bem por ser regra privada?
Anônimo disse…
Igor matou a pau. Contra fatos não há argumento, só essas comparações idiotas.
Anônimo disse…
E o posconceito?
Pato Donald disse…
Quem sabe é o Mickey.
Analista Man disse…
O que surge primeiro o público ou o particular?
O particular, pois reunindo vários particulares teremos o público. Uma norma pública, antes de ser pública, ela foi particular.
Anônimo disse…
Vamos ignorar a lei e tentar apelar para a origem e a tradição? (Conhecido como a falácia do apelo à tradição)
Anônimo disse…
A postura da Escola 1:Adventista de não aceitar o homossexualismo é repugnante? É claro que sim. 2:A menina foi afetada pelo preconceito? É claro que sim. 3:Suas regras internas são antiquadas? É claro que sim. Mas certas coisas devem ficar claras: sua mãe e talvez até a garota, ao se matricularem, sabiam das regras da escola, assinaram o termo de matrícula e, deste modo, estavam sujeitas a seguir esta norma que elas, ao assinarem, concordaram. Querer processar a escola agora, que, pelo visto, só fez valer suas regras (ridículas, é verdade, mas aceitas pela própria queixante) é um equívoco. [continua]
Anônimo disse…
A postura da Escola 1:Adventista de não aceitar o homossexualismo é repugnante? É claro que sim. 2:A menina foi afetada pelo preconceito? É claro que sim. 3:Suas regras internas são antiquadas? É claro que sim. Mas certas coisas devem ficar claras: sua mãe e talvez até a garota, ao se matricularem, sabiam das regras da escola, assinaram o termo de matrícula e, deste modo, estavam sujeitas a seguir esta norma que elas, ao assinarem, concordaram. Querer processar a escola agora, que, pelo visto, só fez valer suas regras (ridículas, é verdade, mas aceitas pela própria queixante) é um equívoco. [continua]
Anônimo disse…
Mimimi
Anônimo disse…
E se a mãe na hora da matrícula não soubesse que a filha era homossexual? Acontece muito.
Anônimo disse…
Mas saber que você vai ser discriminado de antemão torna o crime de discriminação permitido?
Anônimo disse…
(...) é um equívoco. [continuando] A principal responsável por isso é a mãe da garota, que conhecia a orientação sexual dela, conhecia as regras da escola, que é privada (bem privada, mesmo, pois ensina o dilúvio como causador dos fósseis pré-históricos (desculpa, não podia perder a piada! hehe!)) e não pública, e ainda colocou a filha lá. Se fosse pública, seria outra história, mãe e filha estariam certas, mas a questão é que não é. Ass: Winston Smith
Ritchelli disse…
Sabe o que define o que a igreja pode descriminar ou não?
HUMANO: Animal racional, bípede capacitado de inteligência, construtor de ferramentas que habita a Terra, podendo variar entre cor, tamanho, anomalia fisica e mental, força, e Sexo, sendo este feminimo e masculino, esta é a definição de "humano".
A igreja ou Instutuição Privada não deve selecionar formas humanas, branco, negro, gordo, magro, mulher ou homem.
Tatuagem, brinco, homossexualismo, roupas, EMO, PUNK, ROCK, HIPPIE.. São adereços, e aquele que estiver neste meio deve se adecuar.
Engraçado é ninguém achar preconceito colégio de freiras, vamos deixar entrarem meninos GAYS e deixar que sejam freiras? Que tal? Cabível?...
Outra coisa, a tradição é o início do princípio que rege uma sociedade, antes da haverem leis por escrito, bandidos eram punidos, antes de haverem normas haviam princípios... A Instituição não é obrigado a tolerar adereços sociais.
Anônimo disse…
Onde está escrito na matéria que a mãe sabia da orientação sexual dela?
Anônimo disse…
Mais uma prova do famoso "amor cristão".

Att.,

Espancador de Pastores
Ritchelli disse…
Estranho que é bonito falar em “promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.
Mas você não receberia pra jantar em sua casa, um pedófilo que cumpriu sua pena. Ou quem sabe um assasino de mulheres que cumpriu seus 30 anos de cadeia.
Afinal estaria dentro de "quaisquer outras formas de discriminação"... Não comparando GAYS a marginais mas pra ver como sempre existe uma limitação para tolerância, e nem tudo se enquadra naquilo que é disposto no texto da Constituição. E A PROPÓSITO, este texto Art3º da Constutuição não é uma norma, tão pouco uma regra ou lei.
o NOME DISSO é "Princípios Fundamentais"... PRINCÍPIOS ENTENDE? Os mesmo que estão desrepitando na Instuição, Instituição que nao interferi em "NORMAS da sociedade" .
A INSTUTUIÇÃO NAO INFRINGIU NENHUMA LEI.
Izaque Bastos disse…
engraçado como os defensores dos homossexuais se exaltam e cometem o mesmo erro que acusam os outros, o de preconceito religioso.enfim, a escola é particular,e a menina nao é pobre, foi estudar lá sabendo da regras, se nao sabia deveria ter lido, minha irma estudou no instituto presbiteriano, e lá existem regras claras que sao ditas no primeiro dia de aula o que pode e nao pode fazer.
mas nossa sociedade esta tao acostumada a libertinagem, que muitos nao aceitam regras ou quaquer outro tipo de disciplina, a nota disse que ela era reincidente, isso significa que ela teve uma chance de rever seu ato de indisciplina, ela ja havia sido advertida, nao seguiu as regras, entao tem que ser expulso mesmo.mas os detentores da libertinagem nao qeur aceitar disciplinas por considerar que fere esse ou aquele principio.na policia militar é assim, se vc é pego bebendo fardado, vc vai preso e ate expulso da corporaçao, e aí, é errado? sao normas, disciplina é bom em todo lugar.
Ritchelli disse…
Parece estar bem ciente, já que levou a público o caso. e Está tentando extorquir dinheiro da Instituição.
Anônimo disse…
Se você diz que ela foi expulsa por ser homossexual, isso é puro e simples crime de discriminação. Não há regra de instituição particular em território nacional que possa se sobrepor à constituição. Fim de papo.
Ritchelli disse…
Sábias Palavras:
Libertinagem.
Se você não segue a regra, mesmo estando ciente dela e é expulso...Aí então você é descriminado.
Famosa lei do coitadinho.
Bem Lembrado as Instituições presbiterianas, famosas por sua qualidade educacional e sua postura.
Se religiões terão que tolarar o que vai contra seus princípios , aí então elas estão sendo descriminadas, BEM DITO, "engraçado como os defensores dos homossexuais se exaltam e cometem o mesmo erro que acusam os outros, o de preconceito religioso"...
Religiosos terão que tolerar adereços sociais porque os coitados não podem escolher outra escola.
CADA UM NA SUA... A escola não sai apedrejando gays na rua,não está infringindo direitos deles como ir e vir, e tudo mais...só eles nao precisam entrar em seus portões.
Ritchelli disse…
Colega Izaque Bastos disse bem:

Sábias Palavras:
Libertinagem.
Se você não segue a regra, mesmo estando ciente dela e é expulso...Aí então você é descriminado.
Famosa lei do coitadinho.
Bem Lembrado as Instituições presbiterianas, famosas por sua qualidade educacional e sua postura.
Se religiões terão que tolarar o que vai contra seus princípios , aí então elas estão sendo descriminadas, BEM DITO, "engraçado como os defensores dos homossexuais se exaltam e cometem o mesmo erro que acusam os outros, o de preconceito religioso"...
Religiosos terão que tolerar adereços sociais porque os coitados não podem escolher outra escola.
CADA UM NA SUA... A escola não sai apedrejando gays na rua,não está infringindo direitos deles como ir e vir, e tudo mais...só eles nao precisam entrar em seus portões.
WillPapp disse…
É muito feio escrever só com maiúsculas. Dá a impressão que se está gritando.
Anônimo disse…
Não, necessariamente.
Anônimo disse…
Se você diz que ela foi expulsa por ser homossexual, isso é puro e simples crime de discriminação. Não há regra de instituição particular em território nacional que possa se sobrepor à constituição. Fim de papo.
Anônimo disse…
"Outra coisa, a tradição é o início do princípio que rege uma sociedade, antes da haverem leis por escrito, bandidos eram punidos, antes de haverem normas haviam princípios... A Instituição não é obrigado a tolerar adereços sociais."

De novo com suas comparações esdrúxulas. Ser homossexual não é "adereço social". Não é como pertencer a uma "tribo".
Anônimo disse…
"Outra coisa, a tradição é o início do princípio que rege uma sociedade, antes da haverem leis por escrito, bandidos eram punidos, antes de haverem normas haviam princípios... A Instituição não é obrigado a tolerar adereços sociais."

Interpretation fail. O Analista man tentou invalidar a lei usando o apelo a tradição. Explicando de outra forma: não é só porque uma coisa é tradicional (é antiga, foi usada no passado, tem uma origem X, etc.) que ela está correta. Temos leis hoje em dia que tornam o uso da tradição desnecessária.
Ritchelli disse…
é o que então?

Me coloca uma comprovação científica RECONHECIDA pelas suas "leis" do que eles são.
Existem variadas teorias, que se nasce assim, que se torna assim, genética, pscologia, influência...
Muitas TEORIAS.
Mas daí é a sua visão.
Até que isto seja reconhecido é um adereço social.
Ritchelli disse…
Espancador de Pastores?

Sinto um ar de "preconceito religioso".
Anônimo disse…
Fail duplo. Você obviamente não sabe o que é uma teoria, pois confunde teoria com hipótese. Fique sabendo que gravidade é uma teoria (é uma lei também, mas uma coisa não exclui a outra).
Ritchelli disse…
não sei,
Mas é o que mais parece entende?
Anônimo disse…
"Vai chegar o dia (anotem!...) que a homossexualidade vai ser considerada compulsória e obrigatória..."

HAHAHAH! Só pode estar de brincadeira...
Fabiano disse…
O que é ter "bom caráter" e (pior), o que são "valores familiares"? Quem define isso?
Anônimo disse…
Mesmo que não se saiba tudo sobre a origem da homossexualidade, é consenso científico que homossexualidade não é um "adereço social". Não é uma chave na nuca que liga/desliga. Tanto que é considerado charlatanismo (e até crime em muitos países) tentar vender "curas" para a homossexualidade.
Anônimo disse…
"não pessoas que querem viver em uma vida de derrota, de fracasso e de pecado."

Lá vem os cristãos com este discursinho irritante de que gay é doente, corrupto, bandido...
Anônimo disse…
"os NEGROS que me desculpem"

Esta eu queria ver.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Este comentário foi removido pelo autor.
Eugênio disse…
Agora então em minúsculas: A questão vai além desta análise simplista que você propõe e ela só pode ser entendida em um contexto metafísico que você não pode ou não quer admitir: Deus não nos criou homosexuais e lhe digo mais, há quem queira não vivenciar a homosexualidade e o Criador tem mudado suas tendencias herdadas ou cultivadas e hoje se sentem corfontáveis em sua nova condição de hetero sexuais...mas para entender e aceitar isso é preciso se permitir conhecer o Criador em essencia mas isso?...não,...isso ninguém quer ..."religião é prá ignorantes"...você diria, mas eu digo: esta verdade só se compreende no contexto da religião e religião é acima de tudo experimental... por isso Jesus disse: têm ouvidos para ouvir mas não ouvem porque se fizeram sábios aos seus próprios olhos... A questão é que você não ouviu e detesta o que não ouviu...você não vivenciou a fé e detesta a fé que não vivenciou.. você não quis conhecer e detesta o que não conhece, tem preconceito contra o que não sabe... Mas mesmo sem que você entenda eu lhe digo: o homosexualismo nunca foi propósito do Criador para o homem... a homossexualidade existe no contexto de alienação do homem em relação à existencia de Deus,
Anônimo disse…
Não, não entendo. O jeito como a mãe reage a escola não quer dizer que filha não foi alvo de crime de discriminação. São pessoas diferentes.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Engraçado que a igreja não assume que a menia foi expulsa por ser homosexual (porque isto é preconceito) mas foi exatamente isto que aconteceu, usou esta do "ah, foi porque ela transou,né!" e sair pela tangente.

Hipocritas.
Eugênio disse…
Lá vem outro preconceituoso que não se permitiu conhecer o cristianismo e fala do que não sabe, não leu, não vivenciou e não viveu...
Paulo Lopes disse…
O blog deleta comentários escritos só com letras maiúsculas. Pela etiqueta a internet, isso equivale a gritar.
Eugênio disse…
Depende do que vem a ser a sua ciência e a sua boa moral. Seu preconceito contra o que você (pelo jeito) não conhece, é pior do que a homofobia da instituição que você acusa sem conhecer absolutamente nada!!!...
eu amoooooooooooo o ensino adventista meus filhos estudam lá e só vão sair formados. Regras devem ser respeitadas e ensino aos meus filhos também. O mundo já está tão conturbado e as pessoas ainda dificultam mais,com determinadas atitudes. Como qualquer adolescente essa moça já aprontou bastante dentro do colégio e foi entendida,e os pais dela durante 4 anos confiaram no colégio para deixar sua filha morar e estudar, pq agora diante dos fatos estão denegrindo a imagem do colégio? Afinal ela já sabia das regras e assim mesmo não respeitou. Educação não deve ser delegada somente à escola, os pais devem estar a frente da educação de seus filhos, e me parece que a mãe tão distante acabou perdendo o controle da situação.
Anônimo disse…
Putz... vai estudar. Primeiro que ciência não trabalha com "provas", mas com evidências. Então, provar isso ou provar aquilo é bobagem. E sobre a confusão que você fez:

http://en.wikipedia.org/wiki/Scientific_law
Anônimo disse…
"Na ata da reunião da comissão consta que a causa da expulsão das duas alunas foi “postura homossexual reincidente”.

Weslei Zukowski , diretor da escola, negou ter havido homofobia"

AHAMMMM....
Anônimo disse…
Eugênio, eu sou ateu, mas concordo com os seus dizeres.

Qualquer pessoa que matricula seus filhos em uma instituição religiosa deve aceitar a disciplina daquela instituição.

Agora, eu também sou contrário que determinadas pessoas que seguem uma religião tente impor para a sociedade a sua religião.

Aqui mesmo nesse sitio tem uma matéria em que uma menina ganhou na justiça o direito de não fazer a prova em um dia de sábado porque era da igreja adventista. Se isso não é privilégio e imposição religiosa, eu não sei mas o que é.
Anônimo disse…
Na cabeça destes crentes, homosexualismo é algo "ruim", não é errado odiar "coisa ruim", então "não existe" preconceito.

ê, amor cristão.
Anônimo disse…
"Assim como, muitos aspectos da psicologia mostram que Homossexuais em grande maoria saem de famílias problemáticas ou que tiveram experiência de abuso, desvio educacional e influências.
Isso não é um fator Genótipo e sim fenótipo."

Isso é o velho argumento de que homossexuais são na verdade os pedófilos que foram abusados quando criança e está mais do que superado. E a psicologia não mostra nada disso.
Eugênio disse…
Que me desculpe o sr Paulo Lopes a ignorância de um pricipiante... não sabia de tal regra... Nunca foi minha intenção gritar... mesmo porque acho que o teor de minhas intervenções não sugerem gritaria...
me desculpe mais uma vez...
Anônimo disse…
Primeiro prove que seu deus que o deus é o verdadeiro, depois prove que os deuses das outras religiões são falsos , ai nós poderemos conversar sobre o “criador”
Maycon disse…
Caro Eugênio, para sua informação a maioria dos ateus que frequentam o blog do nosso prezado Paulo. Já foram religiosos talvez até mais conservador que você. Se falamos o que falamos, vc pode considerar. Falamos com propriedade. Não se chega ao ateísmo de um dia para o outro. Pois assim como existem pessoas que se intitulam cristãs sem saber o que está escrito em Jo 3:16. Assim existem ateus sem conhecimento suficiente para debater fé com um religioso. Se bem que vc mesmo é sabedor que ter fé não significa estar certo ou mesmo ser ter ética muito menos moral. Use o seu bom-senso apenas e enxergue a crença como ela realmente é. É o primeiro passo.
Maycon disse…
Com certeza...lá é lugar de filhos de pessoas bitoladas credores na existência do unicórnio rosa invisível. Será que alguém poderia fazer uma pesquisa de satisfação somente dos alunos. Para saber o que os mesmo acham das regras dessa escola? Acho q iriam se surpreender com o resultado.
Anônimo disse…
"Assim como, muitos aspectos da psicologia mostram que Homossexuais em grande maoria saem de famílias problemáticas ou que tiveram experiência de abuso, desvio educacional e influências."

Bitch please, psicologia é pseudociência, quer falar sobre o cérebro humano? Eu lhe apresento a neurociência.

Isso não é um fator Genótipo e sim fenótipo.

A criança é tão esperta que além de confundir teoria cientifica com hipótese, não sabe que o fenótipo se origina do genótipo com interação do ambiente, nota zero em biologia pra você.

http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Genetica/leismendel4.php
Maycon disse…
Acho que o brasil sendo um "país laico" e regulamentador da educação. Deveria separar educação de proselitismo religioso. Mas a bagunça já começa na própria política né....palhaçada...com a laicidade...
Anônimo disse…
"Me coloca uma comprovação científica RECONHECIDA pelas suas "leis" do que eles são.
Existem variadas teorias, que se nasce assim, que se torna assim, genética, pscologia, influência...
Muitas TEORIAS.
Mas daí é a sua visão."


Não, meu caro. Não é só minha visão. Aqui vai um monte de links pra você:

http://cameronrefutado.ligahumanista.org/2011/06/homossexualidade-e-normal-e-ponto-final.html

"Até que isto seja reconhecido é um adereço social."

/Facepalm
Anônimo disse…
""Até que isto seja reconhecido é um adereço social."

Er... não é assim que o mundo funciona. Não se ignora o conhecimento (mesmo que incompleto) que se tem da realidade e se reverte à opção mais ignorante.
Analista Man disse…
Igor, objetivo é algo que pode ou não ser alcançado, dependendo dos obstáculos encontrados no meio do caminho.
Rodapé disse…
O texto do leitor pode ser promovido a post. Comentário escrito só com letras maiúsculas e trollagem serão deletados.
Anônimo disse…
Analista man, leitor profissional de provérbio chinês de biscoito da sorte.
Analista Man disse…
Igor, o que acontece se os objetivos não forem alcançados?
Anônimo disse…
"NÃO ESCOLHE SER GAY, MAS PODE ESCOLHER NÃO SER..."

Pérola!
Anônimo disse…
E o cristianismo tem lá algum conhecimento de causa pra falar sobre homossexualidade? Só se for sobre Davi e Jônatas.
Anônimo disse…
Está mais para "provocação religiosa"... :))

Att.,

Espancador de Pastores
Anônimo disse…
"eu amoooooooooooo o ensino adventista"

Mesmo eles ensnando criacionismo? o.0

Att.,

Espancador de Pastores
Mujica disse…
A homossexualidade pode ser camuflada...
A afrodescendência não...
Anônimo disse…
Ah, ah, ah: a escola expulsa sumariamente duas alunas, de lhes dar a oportunidade de uma segunda chance, e depois emite nota dizendo que o seu propósito não é.... reprimir. Ah, ah, ah.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Ritchelli disse…
EU LI AS CARTAS DA MÃE A ESCOLA.
ELA ESTÁ CIENTE.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Ritchelli disse…
ta reprimida por que quer... é tão reprimida que ficou chatiada em sair dali.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
"Posso mandar vários LINK's de estudos da neurociência que dizem ao contrário."

Manda então. Eu mandei os meus.
Ritchelli disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Analista Man disse…
O que não causa dor é bom.
Anônimo disse…
Ritchelli, o seu discurso nem mesmo bate com a justificativa da instituição. Ela mesma disse que não é uma questão de homofobia (apesar da gente saber que é, porque está lá no memo "reincidência de postura homossexual"). Se ela acreditasse nessa posição de ter o direito de fazê-lo, como você defende, ela assumiria isso.
Maycon disse…
Sim Izaque Bastos, deve haver em algum lugar do contrato da escola, uma regra que proíba homossexuais estudarem nessa escola. Porque lá o que dita as regras é a lei de deus. E segundo este ser imaginário é pecado ser homossexual passivo de ir para o inferno. É uma influência má e pode levar outros a praticarem pq o pessoal gosta de seguir maus exemplos né???? E mais gente pode acabar indo para o inferno, que troste....mimimi
Analista Man disse…
O Pastor que morreu mordido por uma cobra, tentou vivenciar as palavras de Jesus: Estes sinais acompanharão os que crerem...
Anônimo disse…
"Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lá."

Cuidado! Discurso é diferente de ação, assim como preconceito é diferente de discriminação. Crimes de discriminação são crimes de discriminação até nos EUA, ao contrário de discurso de ódio, que lá é mais ou menos permitido.
Anônimo disse…
As normas do Estado Laico devem ser aplicadas dentro da Igreja?
Maycon disse…
Amigo, é só ir pastorear em outro campo pq tem muito mais ateus do que pessoa em cima do muro. Se formos dá pitaco em um blog cristão eu nem imagino do que podem chamar a gente por lá. Pense nisso.
Ritchelli disse…
Não quero te provar meu bem,
pois como disse, não penso exatamente desta forma.
Mas você sabe que existem pesquisas que dizem o contrário, e existem doutoures cristãos na aerea da ciência cheio de argumentos também, não sou cristã mas venho de uma familia cristã e eles são tão teimosos e cheios de argumentos quanto você. E dai te pergunto aonde vai parar a discussão? em nada.
Não seria mais fácil ela não ter concordado, e não ter assinado o termo, e procurar outra escola ao invés que criar isto?
Se fosse comigo, eu nem mesmo iria até lá.
Assim como meu amigo Homossexual diz: Sei minha condição apenas não procuro sarna para me cossar.
Anônimo disse…
Pergunta: os seus amigos GAYS continuam sendo amigos seus quando você fala pra eles que acha que eles são assim por "adereço social"?

Só por curiosidade...
Anônimo disse…
"Mas você sabe que existem pesquisas que dizem o contrário"

Na verdade,não. Desconheço pesquisas sérias em publicação científica de qualidade que dizem o contrário. Adoraria encontrar, mas nunca vi.
Anônimo disse…
Charlatões cristãos que dizem ter a "cura" para a homossexualidade, eu já vi vários.
Maycon disse…
O problema é que os pais obrigam as crianças.
Ritchelli disse…
A proposito, tive 2 amigas lésbicas no tempo de colégio Adventista e elas se formaram lá com todos sabendo o que eram,1 outra menina foi expulsa quando foi pega transando com outra no quarto.
TRANSAR na escola não é certo nem para GAYS nem para HETEROS, o comportamento homossexuais deve ter sido o que? Beijo na boca? Abraçoes calientes? Isso a escola não permite pra ninguém.
Pow talvez a colocação da escola tenha sido errada, mas a menina não é livre de culpa
Anônimo disse…
"Não seria mais fácil ela não ter concordado, e não ter assinado o termo, e procurar outra escola ao invés que criar isto?"

Assinado o termo que sequer FALA que é "proibido ser homossexual" na escola, mas não o faz, né? :D
Ritchelli disse…
A escola não proíbe GAYS de estudaram...
Ela só pede que o comportamento seja adequado.
O diretor foi claro dizendo que houve contato físicoo... Isto ela poderia ter evitado
Anônimo disse…
"TRANSAR na escola não é certo nem para GAYS nem para HETEROS"

Você está movendo a trave. Não era essa a questão antes, e também não é agora. :)
Anônimo disse…
Deixe-me lembrar qual era o seu argumento: de que é OK discriminar se estiver no estatuto da escola.
Anônimo disse…
Você acredita que demonstrações de afeto (e cadê a qualificação exata do que aconteceu?) heterossexual sejam punidas com expulsão da escola?
Anônimo disse…
Pelo que você defende, não. Já que a escola tem o direito de discriminar...
Anônimo disse…
As regras são necessárias para a boa convivência humana, quando um homem estupra uma mulher ele infringe a regra do respeito ao outro, da mesma forma, se na escola existe tais regras e de certo mãe e filha estavam cientes disso, então que não frequentasse a escola. Se ela sabia e agora pede indenização me parece meio suspeito. Não sou adventista, mas penso que a partir do momento que se faz comentários intolerantes a respeito de tal religião, quem os faz é bem mais preconceituoso e ignorante, pois age como quem ele tanto critica.
Ritchelli disse…
Não chamei você de nada.
To de boa! :D
E não sou cristã
eu gosto de troca de idéias, não curte religião, venho de uma familia extremamente exagerada extremamente cegos pela religião. Mas defendo alguns pontinhos da liberdade da Instuição só isso.
Anônimo disse…
"Pow talvez a colocação da escola tenha sido errada, mas a menina não é livre de culpa"

A menina já tem a dificílima questão de lidar com nossa sociedade preconceituosa, além de muitas crianças terem conflitos internos sobre sexualidade nessa idade (não sabem se é um sentimento passageiro, se ela deve tentar conter isso...) e você vem dizer que a culpa é dela? Lindo isso.
Ritchelli disse…
A questão é:
O comportamento homossuxual dela foi ter uma contato físico com a coleguinha.
A escola não precisa tolerar isso, não tolera nem para os Heteros, eles são contra Homossesualismo ? Sim eles são. Mas não são homofóbicos porque como disse, amigas minhas estudaram e tudo mais, MAS elas nao Escrachavam com o princípio da Igreja. Ficavam na sua, sem se aproveitar do fato que dormiam com meninas e dar em cima delas... é questão de postura ...
Anônimo disse…
Posso mandar vários LINK's de estudos da neurociência que dizem ao contrário.

Então faça o favor e nós ilumine e nós forneça os link's.
Anônimo disse…
Deus pode não ser uma teoria ciêntifica.

Deus não esta na área de ciências, teorias cientificas nem alegam que ele existe muito menos que ele não existe.
Anônimo disse…
E a escola SABIA que elas eram homossexuais?
Anônimo disse…
"O diretor foi claro dizendo que houve contato físicoo... Isto ela poderia ter evitado"

Na verdade, não foi. Ele nem disse o que aconteceu exatamente. E não está certo também que aconteceu, porque ela negou. Pode ter sido discriminação da escola também, que aliás, segundo você, está em seu direito de fazê-lo.
Ritchelli disse…
Sim a escola sabia, a escola fez um pedido antes para que ela evitasse manifestações de contato físico ...como é solictado a qualquer outro aluno. e por este mesmo contato foi que ela foi expulsa.
Anônimo disse…
Olha, se você escrever assim aqui, você vai ser bloqueada. Mas você falou antes que "parece", o que contradiz o que você disse agora. Devo supor que você leu as cartas depois disso, então? Tem os links?
Anônimo disse…
Os judeus deveriam ter ido embora da alemanha na segunda guerra, afinal eles conheciam as normas nazistas, agora vem reclamar que foram assassinados, me parece meio suspeito.
Anônimo disse…
"Arianne disse que é mentira porque ela não teve com a namorada qualquer contato físico dentro da escola. Zukowski afirmou ao Fantástico de ontem (3) que as provas da escola estão baseadas no relato de colegas das duas expulsas."
Anônimo disse…
O que houve foi uma expulsão por discriminação? Gente, como crentes evoluem... Há um tempo atrás quem não seguisse a lei de Deus era condenado a pena de morte. Seria bom a volta da tortura e pena de morte em instituições privadas, afinal instituição privada não precisa respeitar a Constituição...
Anônimo disse…
Volto a perguntar: você acha que a escola expulsaria um aluno heterossexual que teve contatos físicos com uma aluna com base em relatos de colegas?
Ritchelli disse…
Há... Desisto!
já paguei de homofóbica e fanática religiosa...

SENHOR...Desisto!
Ritchelli disse…
"Volto a perguntar: você acha que a escola expulsaria um aluno heterossexual que teve contatos físicos com uma aluna com base em relatos de colegas?"

Sim eu sou HETERO e eu fui expulsa com base em relatos de colegas. Meus amigos heteros foram expulsos com base em relatos de colegas. Viu? não é o fato de ela ser GAY ...
Anônimo disse…
A criminosa moral dessa escola permite até violação da correspondência alheia. Andaram fuçando as cartas das alunas, pois contato físico elas não tiveram por lá.
Ritchelli disse…
escrevo em Caps porque estou no trabalho, as vezes a fica o caps ativado sorry!!!
_A partir do momento em que existe, um contrato assinado, que dê conta de todas as regras e atitudes e eu o assino, subentende-se que estou de acordo, então..., francamente!
_Agora resta esperar que esta mãe, tão indignada, saiba ler os demais documentos que for assinar e, não assine algo que não concorda; a menos que queira se promover mesmo que seja, utilizando um meio tão repulsivo quanto este:

"Ela informou que decidiu recorrer à Justiça para evitar que outras pessoas sejam vítimas das torturas da escola, as quais são “dignas da Idade Média, da época da Inquisição”".
Ana Paula disse…
Ela não está reprimida, pois ela assume sua orientação sexual; Ela está TRAUMATIZADA com tanto preconceito, e sua mãe foi procurar seus direitos, e com razão (bem diferente de brasileiros como vc, que deixa tudo pra lá). Infelizmente, difícil será ela provar que não teve contato físico com outra pessoa, pois ela é apenas uma adolescente, em contra vista da escola, que afirma que ela teve. Não entendo por que o estado é laico e as escolas não são no ensino.
Anônimo disse…
E discriminar homosexuais agora é regra? obrigado religião, achou um jeito de transformar segregação em mera burocracia.
Ana Paula disse…
"..por isso Jesus disse: têm ouvidos para ouvir mas não ouvem porque se fizeram sábios aos seus próprios olhos..."

Ótimo, esta frase é perfeitas para os crentolas fanáticos, como o Senhor. Só ouvem do 'pastô', só leem a bíblia judaico cristã e só falam da mesma. Pronto, já são sáaabios! O resto é tudo uma mentira do demo, tapem seus ouvidos!!!!! Para os fanáticos não existem possibilidades, e sim certezas.

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância." Platão
Ana Paula disse…
O Eugênio tem tanta certeza, tanta certeza do que diz, que eu tenho cada vez mais receio de ter um revival da idade média em pleno séc. 21. Tenho muita pena de gente assim, e ao mesmo tempo, medo!
Anônimo disse…
Sei, acredito... Deve ser por que você não lutou por seus direitos, como a Ariane fez. Aliás, isso explica muita coisa da sua postura aqui. E ela está de parabéns por ter mantido firme a posição dela.
Anônimo disse…
Acho que você devia ter entrado na justiça também, Ritchelli.
Ana Paula disse…
Engraçado que lá nos seus textos era pelo fato de ela ser gay....inclusive comparando gays com pedófilos.
Anônimo disse…
Acorda e para de ser ignorante...a garota n respeitou as regras...do mesmo modo que outros casais heteros e adivinha...eles tbm foram expulsos...cade o pre conceio nisso?
Anônimo disse…
Se vc não é cristã, vc só pode ser muçulmana....é só dar uma lida nas suas "gloriosas" opiniões.
Anônimo disse…
Se a aluga n tivesse desrespeitado as normas da escola...a Instituição teria prazer em mante-la como aluna...
Deus ama o pecador, mais abonima o pecado...
Nós respeitamos o fato de ela ser homosexual mas n somos obrigados a apoiar as suas atiudes...
Anônimo disse…
Adventismo é uma praga, tenho uma empregada adventista, tudo pra ela é contrário à Lei do Sábado, o mundo vive sob uma conspiração para a obediência ao Domingo. Já peguei ela várias vezes fazendo comentários no youtube (pior, que usando o meu canal, com senha e tudo) em posts tipo "igreja católica esconde", "padre chama evangélicos de otários" e outros do gênero. Depois meu marido descobriu que ela recebe dinheiro pra fazer seeding, coisa de gente desocupada. Engraçado, furtar o tempo e o dinheiro dos patrões, pelo visto, pra ela não é pecado. Tenho um colega de faculdade que é homofóbico ao extremo, coisa que até entre pessoas não homossexuais (não somos, nem eu nem meu marido, mas nada contra) já chega a levantar suspeitas. Quando o questionamos a respeito, ele disse que era por causa da formação adventista, ele é ex-aluno. E pra completar o desfecho, um amigo gay nosso nos segredou, que ele dorme na casa de um desafeto atual e ex-parceiro do dono da boate que o mesmo frequenta. A gerente da Livraria católica mais conhecida da nossa cidade, uma moça meio psicótica e que tinha uma aparência de quem não se aceitava, além de de-ses-pe-ra-da porque não se casava; pirou, depois de demitida, teve um surto megalomaníaco, montou uma livraria caríssima que não conseguiu sustentar; depois, tornou-se adventista do sétimo dia. Enlouqueceu de vez, a coitada. Pra ela, toddynho é contaminação, contêm elementos(hormônios) para transformar todas as crianças do mundo em futuros homossexuais. Tal como a minha empregada me quis convencer que coca-cola e café são droga, que adventistas não adoecem, essas bobagens. Adventismo sim, que é , e pior , lícita, e comprada.
Ana Paula disse…
Ah mas isso depende muitíssimo, caro Isaque. Se o fato for verdadeiro (de que expulsaram apenas por ela ser o que é), nenhuma escola desse país tem razão, afinal, a escola deve ser a LDB (lei de Diretrizes e Bases da Educação) e, portanto, a Constituição Brasileira.

Affe, tem alguém aqui dando uma gafe nas respostas, dizendo que ser homoxessual é adereço...cúmulo da sandice.
Ana Paula disse…
Perfeito, anônimo! Lá deve ser como a ditadura nazista, fascista etc.
João Alfredo disse…
É, tem gente aqui nos comentários que é contra a religião, mas pretende ser Deus.
Houve homofobia? A matéria diz que a jovem que foi expulsa em 2010(!) acusa o colégio interno de homofobia. Acusação é uma coisa; fato, outra. Porém, os comentaristas já tratam a versão como fato. Outro detalhe: uma regra da escola, que é particular e confessional (frise-se), parece que foi infringida: namoro com sexo. Se fosse entre heterossexuais, o resultado teria sido o mesmo.
Curioso: acusam o colégio e a igreja que o mantém de preconceito, mas dezenas de oniscientes comentaristas que aqui se manifestaram estão agindo da mesma forma.
João Alfredo disse…
É, tem gente aqui nos comentários que é contra a religião, mas pretende ser Deus.
Houve homofobia? A matéria diz que a jovem que foi expulsa em 2010(!) acusa o colégio interno de homofobia. Acusação é uma coisa; fato, outra. Porém, os comentaristas já tratam a versão como fato. Outro detalhe: uma regra da escola, que é particular e confessional (frise-se), parece que foi infringida: namoro com sexo. Se fosse entre heterossexuais, o resultado teria sido o mesmo.
Curioso: acusam o colégio e a igreja que o mantém de preconceito, mas dezenas de oniscientes comentaristas que aqui se manifestaram estão agindo da mesma forma.
Ana Paula disse…
São pobre coitados!
Anônimo disse…
O ICAB simplesmente cumpriu uma determinação que estava prevista em contrato assinado pelos pais no momento da matrícula.
O colégio é um internato, se as regras não forem rígidas, vira bagunça! Imagine vários jovens, com os hormonios borbulhando, morando no mesmo local?? Ou se controla com regras rígidas ou logo aparecem jovens grávidas. E a culpa será de quem? Da escola que não cuidou dos seus alunos?
Fabiano disse…
Ritchelli4 de junho de 2012 14:01

Minha filha estuda em escola laica e tem tudo isso. E daí? Criacionismo continua a ser uma mentira.
Mujica disse…
O senso comum ficou muito comum, Vejam...!

Podem usar boné e óculos escuros em qualquer lugar.
- Para dormir e achar que ninguém vai notar.

Podem usar a calça caindo, mostrando a cueca.
- Afinal é moda, a cueca é de grife, e o cofrinho é... Eca...!

Podem expor o corpo ostensivamente tatuado, ou cheio de argolas.
- Revelando como é uma autopichação, e onde prender as rédeas.

Podem ouvir música em alto volume, os outros que façam o mesmo.
- Os que não gostarem que se retirem afinal gosto é gosto.

Podem curtir um amasso gostoso no corredor.
- Não importa o que vão pensar, basta que olhem para outro lado.

Podem falar alto ao celular, afinal o assunto é de interesse de todos.
- Principalmente se o assunto for a última transa no motel CQsabe...!

Podem gritar a vontade, pois é treino para as cordas vocais.
- O professor aguardará até que percebam que ele quer dar a aula.

O fuminho e a pedrinha são para vivenciar novas realidades.
- Isto também faz parte do processo educativo.

Podem se armar, afinal alguém pode ter tido a mesma idéia.
- Afinal todos têm o direito de se defender, e de ficar calado.

Parece existir preconceito nas ações de controle...

Quando na verdade são apenas regras de convivência...
Anônimo disse…
Concordo. Quem acha que gay é "adereço social" é religioso.
Anônimo disse…
>>"_A partir do momento em que existe, um contrato assinado, que dê conta de todas as regras e atitudes e eu o assino, subentende-se que estou de acordo, então..., francamente! "[Salamandra Gouvêa]

-Dessa vez eu concordo com a lagartixa, pois elas estão cientes das normas do colégio, de que o colégio, apesar de discordar de certas normas apresentadas, possui suas normas e que devem ser cumpridas. Caso não gostassem das normas que o colégio apresentou, que mudassem ela de colégio. Todos nós sabemos o quão fanáticos são esses vis adventistas.
Anônimo disse…
Cade a prova que ela transou, sr. onisciente? as cartas? mando carta ate para a minha amada vó e nem por isto transei com ela.
_Olá!!! Continua deselegante como sempre! Percebo que: para certas pessoas, é muito difícil ater-se ao nome das outras, se é que me entende!
_Tudo bem, vou respeitar suas limitações.
Anônimo disse…
Que norma? a de não ser lesbica?
Anônimo disse…
Henrique Tibúrcio, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Goiás, também disse que as regras da escola adventista não estão acima da Constituição. Além disso, afirmou, é preciso “entender também que, independente da orientação sexual das pessoas, elas merecem um tratamento idêntico ao que as outras recebem”.
Anônimo disse…
[Ironia On]Perdão por eu ser abléptico e você ser sapientíssima.[Ironia Off] De fato sua inteligência ultrapassa a barreira do homem, não? Pois fala como se assim fosse. Talvez você tenha um pouco de dificuldade em interpretação de textos, pois talvez desconheça quando alguém usa o escárnio. E sobre respeitar as limitações, idem.
Anônimo disse…
Falou a crentelha.
Anônimo disse…
“Se no regimento da escola está escrito que é possível haver expulsão, então esse regimento está contra a Constituição”.

Lidem com isto, homofobicos.
_Ok, super...super...!!!
_É hilário, o modo como não consegue formar uma frase que tenha sentido, sem valer-se da palavra: idem!
_Tudo bem, respeito suas limitações!
Ritchelli disse…
Leiam o processo, qualquer pessoa tem acesso a isso, lá constam que as coleguinhas de quarto da Ariane tiverem que presenciar atos sexuais dela com uma outra menina. Também consta que Ariane não tinha interesse nas aulas, notas baixas, desrespeito aos professores e etc... Também constam os e-mail's da mãe decepcionada com a postura da filha e todo o carinho e atenção que a escola teve com ela, e o agradecimento da mãe os coordenadores. Constam confissões de contato fisico e tudo mais.
Não comparei gays com pedófilos, só o que pra você parece ruim como pedofilia pra muitas mulheres casadas com pedófilos é preconceito considera-los maus, é ponto de vista. Agora todo mundo sabe que a GLOBO manipula muitas informações e se vocês lerem o PROCESSO por inteiro verão que existem outros fatores no comportamento da Ariane.Quanto a mim? Lutar por direitos de que? Cometi erros, me comportei mal. Mas você está dando parabéns pra uma menina que tem posturas condenáveis e não por ser GAY, mas o comportamento decepcionou inclusive sua própria mãe. Vocês estão exaltando uma menina que está destorcendo fatos para beneficiar-se, tentando destruir uma Instituição a qual vocês nem mesmo conhecem. Parabéns aqueles que não leram os relatos do PROCESSO e apenas assitiram o fantástico e sua própria versão (como vimos no caso da XUXA).
Michelle disse…
Eugênio

Se ser gay é uma escolha, ser heterossexual tb é. Ou será que vc nunca ouviu falar daqueles tratamentos de cura e reversão da homossexualidade onde as pessoas vão - seja por livre e espontânea vontade ou por "livre e espontânea" obrigação - para deixar o "comportamento homossexual" de lado e adotar o "comportamento hétero"?
Ritchelli disse…
Sua filha precisa assitir coleguinhas tendo atos sexuais no próprio quarto?
Porque consta no processo, que as coleguinhas de quarto da Ariane viram isso de camarote.
Sendo Hetero ou não, é chato.
Anônimo disse…
Melhor ser assim do que ter a sua capacidade ilimitada de falar asneiras.
pensador disse…
condenam a escola de homofóbica,e preconceituosa usam Termos grosseiros,tenho certeza que muitos de vocês se pudessem dariam um corretivo em algumas pessoas por não asseitarem o homossexualismo,mas não se dão conta que estão sendo tão ou mais preconceituosos que os acusados de preconceito,felizmente vivemos ainda numa democracia ,ninguém pode forçar ninguém a nada,eu sou cristão dentro do meu quadrado e o homo que fique no seu quadrado e vamos viver em paz.
_Um suposto "erro", não justifica outro; nem ao menos, encobre a infindável capacidade de ser constantemente, cego e iletrado!
Anônimo disse…
Respeitar a constituição é preconceito? não, é lei! lide com isto, sr homofobico.
Anônimo disse…
Uma homofobica deve entender muito bem de cegueira e limitações.
_Não julgue os outros por si: é imbecilidade!
Anônimo disse…
Regras criminosas num contrato? O MEC deveria cancelar a licença de "ensino" desta porcaria!!!
Anônimo disse…
Agora "julgar" é ruim? leia seus comentarios e venha falar em "julgar"