Ateus precisam reagir ao avanço do conservadorismo religioso

por Lívio de Andrade Luna da Silva

Ateístas precisam agir
em defesa da laicidade
Temos hoje no Brasil cinco partidos declaradamente religiosos — PHS (católico), PSC (católico e evangélico), PSDC (católico), PTC (evangélico) e PRB (evangélico/Igreja Universal) — e uma gama de partidos de centro e direita sob a influência da religião. Observamos a cada eleição o crescimento do voto conservador, reflexo direto de dois fenômenos: a expansão do movimento evangélico e a reação dos católicos a ela. 

Na eleição de 2010 no Rio de Janeiro — o segundo Estado mais evangélico do Brasil — foram eleitos oito deputados federais e doze estaduais religiosos, logo quase vinte por cento das bancadas foram eleitos com votos declaradamente conservadores, afora a reeleição do bispo Marcelo Crivella (PRB) para o Senado.

Em 2006 o voto conservador foi determinante para a derrota da candidata ao Senado pelo Rio, Jandira Feghali (PC do B), então líder nas pesquisas. Quando essa declarou-se favorável à legalização do aborto a Cúria ordenou que os padres durante as missas pedissem votos para o outro candidato.

E o que o voto religioso tem a ver com a gente? Direta ou indiretamente, tudo. O avanço do conservadorismo religioso levam laicistas, ateístas e teístas à reflexão política e à organização estratégica, que não passam por partidos políticos, mas pela necessidade de participação em fóruns de debate públicos que definam e estabeleçam quais bandeiras serão defendidas e quais serão combatidas.

Urge que organizemos nossa luta em prol de um objetivo comum: o fim de todo tipo de interferência religiosa no Estado e na aplicação das políticas públicas

Não podemos permitir que a descrença e o descontentamento com os mandatários nos deixem fora das decisões políticas. É preciso que entendamos que a política partidária não é a única forma de se militar politicamente, mas o voto consciente ainda é o único caminho de transformação da nossa realidade, no caso aqui, a única forma de frear o avanço conservador sobre as liberdades individuais e o direito de autodeterminação.

A mobilização religiosa é apaixonada e conta com mão de obra gratuita, pois se utiliza da boa fé dos incautos para dar visibilidade às suas demandas. Cabe-nos, então, contra-atacar. E isso é simples, porém trabalhoso. Precisamos fazer com que nossas vozes tenham ressonância na sociedade. E para isso temos que colocar nossa cara à tapa e apresentar de forma organizada o que pensamos. Nunca nos esquecendo de que é nossa obrigação reagir ao sequestro promovido pelas religiões às instituições estatais, aos meios de comunicação e ao erário público.

Organizemo-nos já. Para nos organizarmos sempre!





O autor é bacharel em relações internacionais, militante político (PSB-RJ), rubro-negro e ateu.

Criação do Partido Nacional Ateu divide céticos dos Estados Unidos
janeiro de 2012

Ateísmo


Comentários

  1. Eu já sugeri a postura FUNDAMENTAL de todos os oprimidos pela questão religiosa nesse país.
    VOTAR JUNTO e CONTRA evangélicos e fundamentalistas em geral.
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=297372613683574&set=a.194550137299156.50144.100002325144285&type=3&theater

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns!
      E daí?

      Excluir
    2. E quando alguém diz não votar em ateu, gay ou coisa parecida, os ateístas e gayzistas coitadinhos choram: "Preconceito, discriminação!"

      Contra cristão, ok.

      Excluir
    3. /\
      Olha só gente, o anônimo da ditadura.(ele voltou uhul, finalmente eu vou rir de alguma coisa)
      Achei que trolls comuns não suportassem a luz solar, mas você é um Olog-hai certo?

      Excluir
    4. AAAHHH Ignorantezinho cristão.... o que todos querem é que os políticos não misturem RELIGIÃO com POLÍTICA. Eles podem ser tudo evangélicos, macumbeiros, budistas, etc, o que importa é que ELES NÃO MISTUREM IDEAIS RELIGIOSOS COM IDEAIS POLÍTICOS QUE VÃO SERVIR DE BASE PARA TODA A SOCIEDADE. Entendeu, cristão?

      Excluir
    5. E há eleitores (maioria) que não querem que se misture crenças ateístas e preferências gayzistas com política, nem que as vontades de tais grupelhos sejam impostas a toda a sociedade.

      Sei que vocês não gostam. Mas é assim a democracia (que vocês odeiam).

      Excluir
  2. Concordo totalmente com tudo o que foi escrito. Estou cansado de molecada ignorante na Internet se passando por "ateu bonzinho" e criticando a militância ateísta. Temos que usar camisetas (literalmente), sair do armário, brigar, discutir, usar a Internet prodigamente e não só a Internet, mas temos que agir no Mundo Real, no mundo fora da Net. Passeatas do Orgulho Gay forçaram as mudanças que hoje estão ocorrendo. No começo eles foram vistos com ódio e se dizia que isso iria prejudicar a imagem deles e piorar a posição dos homossexuais na sociedade. Foi o oposto que ocorreu. Precisamos ainda das Paradas do Orgulho Ateu. Existe esse estúpida "marcha por jesus" e coisas do tipo. Nós Ateus temos que nos unir e sair em bloco às ruas. Temos que incomodar e mostrar que nosso voto pesa e o que os religiosos fizerem no congresso nós vamos anotar e criar dossiers com os nomes deles para que NÃO recebam nossos votos. Temos que agir com agressividade e sem inibições. Eu me espelho no exemplo da militância pelos direitos LGBT e no sucesso que conseguiram e que ainda vão conseguir. Devemos aprender com eles.
    Minha página no Facebook: http://www.facebook.com/HalGowvess?ref=tn_tnmn
    Meu Twitter: https://twitter.com/#!/SammyFelix12

    Hal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a gente devia se preocupar com a igualdade e benefícios das pessoas, independente de crenças e parar com esta guerrinha ideológica. Ateus não precisam de direitos, precisam é ser respeitados e tolerados. Aliás, acho este adjetivo muito ridículo, pois ninguém precisa de um adjetivo para dizer que não acredita em astrologia ou fantasmas...

      Excluir
    2. Lucas, já teve seus 15 segundos de infâmia, agora vai dormir moleque. Você não tem noção de nada nem da relevância social e do papel dos DEScrentes na sociedade e do perigo representado pelos religiosos na política contra nossas liberdades, portanto se não tem nada a acrescentar e quer bancar o "sabido" que é a favor dos Ateus se omitirem e ficarem em silêncio, nem participe de um fórum ou uma discussão num Blog. Está se contradizendo. Só não mando você tomar num certo lugar porque seria covardia fazer isso anonimamente. Faço isso pessoalmente se você quiser. Quando nós Ateus militantes conseguirmos as conquistas que precisamos (sim, somos desrespeitados e temos causas em comum com todas as causas de minorias oprimidas como por exemplo, os LGBT), aproveite e desfrute do que NÓS conseguimos enquanto você ficou se masturbando na em cima de seu teclado sujo.

      Excluir
    3. Veja que "argumento" inteligente e profundo: "Aliás, acho este adjetivo muito ridículo, pois ninguém precisa de um adjetivo para dizer que não acredita em astrologia ou fantasmas..."

      Bom, Ateu também é substantivo e mais importante: não existe Bancada Astrológica tentando obrigar o ensino de Astrologia ao lado de Astronomia nas escolas, nem Bancada Fantasmagórica tentando ensinar como realizar sessões espíritas em escolas depois das aulas de biologia ou física e nem aderentes da Astrologia ou crentes em fantasmas perseguem homossexuais, bloqueiam leis em favor dos direitos deles, não lutam contra a legalização do aborto por motivos doutrinários nem contra manter o país e o estado laicos. Você, Lucas, mostra que é um puta de um ignorante. E para mim: pseudo-ateu detected.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Temos que defender o estado laico.

      Excluir
    2. Assino embaixo.[3]

      Excluir
    3. Quem assina em cima de quem assinou em baixo, vai na frente.

      Excluir
  4. Inclusive, nos sites secularistas, onde a maioria é de ateus. Não sei o que está acontecendo. Deixei de frequentar um site de uma ong secularista por uns meses e eis que percebo uma invasão de pastores fazendo propaganda de suas instituições, passando-se por bonzinhos... Eles têm todo o direito de se expressar, mas esquecem que estão postados num site constituidos pela maioria atéia e agnóstica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, apenas se isole! Assim Você estará contribuindo muito para um mundo laico.

      Você é especial, não é? Prá que dialogar com religiosos? Afinal, ele pensam diferente de você!

      Excluir
    2. Acho que vocês não entenderam.

      O site da tal ONG humanista, gay e secularista (se é a que estou pensando) gosta de postar matérias em que sujeitinhos fantasiados de "cristãos" ataquem o cristianismo...

      Faz parte do jogo sujo deles, habitual.

      Excluir
  5. Existe alguma bancada pró-esatdo laico???? Porque sei que existem políticos no congresso que já se declaram ateus. Mas não temos representatividade massiva como a dos religiosos. Se é no congresso que os religiosos maquinam suas insanidades também é cabível que lá estejamos também representados para combatê-las. Por que até agora só a constituição não deu jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é q infelizmente não há laico no nosso país. Veja a seguinte forma de pensar, respectivamente laico e religioso (na minha opinião, é claro).

      Laico - Somos um povo de diferentes credos e cores. O q temos q fazer é uma sociedade melhor, melhorando partes essenciais como educação (com aulas de constituição), transporte, infra-estrutura, segurança pública, diminuição da burocracia, diminuição de impostos, incentivo à inovação, à microempresas, incentivo à cultura, aos esportes e muitos outros.

      Religioso - Só há melhora no país, se aceitar Jesus/fazer parte da minha congregação. E aproveita p/ citar algo da bíblia p/ achar q está sendo influente.

      Notaram a diferença?

      Excluir
    2. É isso mesmo, yami. Não me lembro de já ter visto político da bancada evangélica fazer projeto que toque em nenhum desses pontos que você citou. Eles não trabalham pra população, trabalham pra causa deles, pro grupo deles. O chefe deles deveria ser o povo, mas eles consideram que o patrão deles está no céu.

      Excluir
    3. E no entanto, ele crescem!

      Excluir
    4. Parasitas crescem quando encontram um bom hospedeiro.

      Valdo

      Excluir
  6. Ta na hora mesmo de um partido de motivação secularista/humanista... mais do que na hora. Infelizmente, tenho certeza que irão se corromper também, pois estariam fazendo parte do mar de lama que é a politica brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, vamos ficar quietinhos. Prá que fazer alguma coisa, se vai azedar depois?

      Excluir
    2. Anônimo26 de maio de 2012 18:38

      Calma nêga, aprenda a interpretar textos.

      Excluir
    3. Prá que aprender?
      Nós somos ateus.
      Já sabemos tudo!

      Excluir
    4. O que é tudo?

      Excluir
  7. Discordo da opinião do Lívio quando ele diz que a influência dos religiosos está em partidos de direita e centro. Infelizmente, a influência religiosa atinge os partidos de esquerda também.

    Plínio de Arruda Sampaio, membro do PSOL, disse na sua campanha eleitoral de 2010 que era contra o aborto pois sua religião - catolicismo romano - é contra tal medida "desumana".

    A ex-senadora Heloísa Helena (também do PSOL) afirmou certa vez que o aborto não pode ser classificado como um dos principais temas de saúde pública e que era contra - ah, ela é cristã roxa.

    E o que dizer da Marina Silva, assumidamente socialista e cristã, e que defendeu o direito das escolas adventistas de ensinarem o criacionismo? Ela também posicionou-se contra as pesquisas com células-tronco embrionárias, é contra a descriminalização do aborto e é contra o casamento gay.

    Ah, vale lembrar do projeto do deputado federal Miguel Correa (do PT) que, através do projeto 1780/2011, queria ensinar islamismo nas escolas públicas brasileiras.

    Há muitos outros casos por aí. Citei só alguns para que não caiamos naquela história de que a esquerda defende valores laicos pois isso é mentira. A religião tomou conta geral!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentario perfeito! Eu percebi que mesmo nos blogs progressistas que eu frequento, sempre que o tema do aborto aparece, as esquerda religiosa esta sempre disposta a esquecer a laicidade do estado ou o fato que aborto é questão de saúde pública, e apelar para a religiao para se posicionar contra a legalização. Inclusive usando os mesmos argumentos da direita fundamentalista, geralmente um apelo à emoção.

      Excluir
    2. Washington Ferreira, me desculpe, mas quanto ao Plínio você está falando besteira. Ele foi o único a defender o aborto na campanha eleitoral de 2010 e da sua opinião sobre isso também nesse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=V6b-CHg2OjI
      Abraço.

      Excluir
    3. Anônimo (por que o Paulo ainda permite comentários anônimos?), veja o que o Plínio disse: "Como cristão, meu posicionamento pessoal diante do problema do aborto é ditado pelos valores da minha fé". Fonte: http://psol50.org.br/blog/2010/08/16/o-problema-do-aborto-na-opiniao-de-plinio/

      Depois ele fica num lenga-lenga para tentar conciliar seu catolicismo com a questão pró-escolha. Tentou agradar cristãos e "progressistas": ficou em cima do muro. Diz que é favorável ao aborto mas que, pessoalmente, é contra; jamais recomendaria a uma mulher a fazê-lo. Que o Estado deve investir em educação sexual para evitar o aborto. Que o aborto poderá ser usado contra mulheres humildes numa tentativa de eliminar a população pobre. Aliás, a forma como ele propõe a descriminalização do aborto é algo tão burocrático que qualquer mulher desistiria no meio do caminho. Essa é uma entre as outras pérolas do dito catolicismo esquerdista. Aliás, leia os comentários dos psolistas católicos e você se impressionará!

      Excluir
    4. direito ao homicidio28 de maio de 2012 11:47

      Se a defesa da vida humana é sempre "motivada por religião", como alguns aí acreditam, então a atitude laica mais coerente é a ateuzada lutar pela descriminalização do homicídio de uma vez.

      Nada de meios termos! Estado laico já, e direito ao homicídio integral, em qualquer fase da vida!

      Excluir
    5. As pessoas precisam entender que esta tentativa de empacotar todas as questões num balaio "progressista" não passa de tentativa da esquerda tradicional de correr atrás das posições fragmentárias ligadas ao espírito pós-moderno. Posições estas que a própria esquerda outrora desprezava como secundárias frente a um projeto macro-político totalizante. A essência dessas posições é a emergência de identidades antes submersas no âmbito privado mas que agora acionam o espaço público através da polítca particularista.

      Eu entendo que cabe sempre a negociação mas nunca a submissão a um projeto único, pois isto gera sempre a perda da autonomia de grupos e a subjugação destes a um projeto maior, que invariavelmente joga com os interesses de todos privilegiando sempre os movimentos de maior força.

      Também não gosto de pacotinhos fechados. Sou agn´stico e contra a legalização do aborto e isto nada tem a ver com convicções religiosas, obviamente.

      Excluir
  8. "Não podemos permitir que a descrença e o descontentamento com os mandatários nos deixem fora das decisões políticas."

    Os ateus praticam a descrença em deuses. Mas acabam exercitando a descrença em tudo mais: na política, na educação, na segurança e até em si mesmos.

    O Secularistas pregam a separação entre estado e religião. E acabam por cair no exagero de discriminar os religiosos, insultando sua inteligência, suas escolhas e seu modo de vida.

    As Massas optam pela Religião porque se sentem melhor tratadas por pastores pidões do que por intelectuais elitistas incapazes de expressar com clareza sua visão de mundo.

    Não resta outra opção a ateus e secularistas a não ser ficarem escondidos dentro de suas carapaças resmungando, fazendo acusações e sentindo o impacto de cada sucesso dos religiosos conservadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Os ateus praticam a descrença em deuses. Mas acabam exercitando a descrença em tudo mais: na política, na educação, na segurança e até em si mesmos."

      - Não é preciso ser ateu p/ perder a crença e respeito em relação aos políticos.

      "O Secularistas pregam a separação entre estado e religião. E acabam por cair no exagero de discriminar os religiosos, insultando sua inteligência, suas escolhas e seu modo de vida.
      As Massas optam pela Religião porque se sentem melhor tratadas por pastores pidões do que por intelectuais elitistas incapazes de expressar com clareza sua visão de mundo."

      - Respondendo tudo junto, a palavra não é insultar, mas criticar. Pq não houve NENHUMA MOBILIZAÇÃO contra o aumento salarial dos políticos, mas houve contra os gays e o aborto???
      As massas optam pela religião porque se sentem dependentes e conformadas (ilusão criada na acomodação, aceitação, ignorância pela falta de conhecimento, mudanças da população, deslumbramentos e outros motivos). Nosso povo é como um "impávido colosso eternamente deitado em berço esplêndido", guiado por pessoas que tem boa retórica mas pouco ou nenhum conteúdo que possa evoluir um país que, em pleno século XXI, está sempre "andando em passos de formiga e sem vontade".
      A nossa opção? Óbvio que é mostrar ações e nossa voz. Como o (cristão) Martin Luther King dizia: "Não me importo com o grito dos maus, mas o silêncio dos bons". Se você se encaixa no conceito de "bom", porque fica quieto???

      Excluir
    2. O problema não é acreditar em Deus, pertencer a uma religião e estar na Política. O problema é confundir o sagrado como o terreno. Questões religiosas devem permanecer nos grupos religiosos. A Política é para resolver questões do mundo, questões terrenas.

      Não vejo problema algum em se ter um partido ateu. Mas, a crítica feita aos religiosos se estendem a nós. Na política, nós devemos cuidar das questões mundanas que acreditamos ser importantes. Para nós o mais importante é a manutenção do Estado laico e o esvaziamento das questões religiosas do espaço político.

      Excluir
    3. Então, gritem mais alto!
      Utilizem-se de ritmo, poesia e harmonia.
      Façam com que a melodia seja inesquecível!
      Juntem as partes de modo que uma facilite a existência da outra.
      Surpreendam por sua criatividade e seu potencial para alcançar tudo!
      Surpreendam por uma capacidade de transformar em ouro tudo que tocarem!
      Surpreendam por uma tal capacidade de injetar beleza em todas as situações, por tornarem cada indivíduo melhor!
      Sejam a luz que gostariam de ver brilhar no Universo!
      Tragam o futuro aos olhos de todos! Façam com que ouçam suas palavras em todos os cantos do mundo: nas pedras, nas catástrofes do espaço sideral, nos ruídos embaixo e acima da terra!
      Explorem os limites da Lógica e da Retórica! Façam com que a Ciência core de vergonha diante de sua objetividade. Que a Matemática se esforce para imitar sua precisão e acertividade!

      Mas, parem de reclamar!
      Por favor!
      Por favor!
      Por favor!

      Excluir
    4. Parar de reclamar?

      Quem não reclama está satisfeito e nós não estamos.

      Excluir
    5. Ah, entendi!
      Só sabem fazer isto!

      Excluir
    6. Para o Anônimo:

      Parem de se alienar!
      Parem de se conformar!

      Outra, ficou meio estranho. Pelo q disse "Então, gritem mais alto!", não seria reclamar, protestar???
      Se hipocrisia matasse.....¬¬

      Excluir
    7. Ah, entendi!
      Só sabem fazer isto!
      Incrível!

      Excluir
    8. Gritar mais alto = reclamar!
      Incrível!

      Excluir
    9. yami karasu

      Anônimos que escrevem algo que presta a gente interage.

      Anônimos cujo único divertimento da vida é trolar na Internet a gente sente pena.

      Excluir
    10. Eu só queria entender!
      Agora entendo!
      Vocês tem QI suficiente para interagir, mas não o suficiente gerar idéias úteis para o mundo. Isso explica sua frequência constante nesse blog: o desejo incontrolável de interagir, determinado por sua faixa de inteligência.

      Excluir
    11. Primeiramente, reclamar é o msmo de reivindicar e pelo q eu saiba, não precisa ser ateu p/ fazer isso.

      O Anõnimo Humorista usa o "Argumento do Clubinho", onde meu "grupo" é o melhor e o do outro tem q mostrar serviço p/ ajudar o mundo, mostrando a falta de conhecimento de ambas as partes (seja nações, credos (ou não-credos), cores e outros).

      Excluir
  9. "A mobilização religiosa é apaixonada e conta com mão de obra gratuita, pois se utiliza da boa fé dos incautos para dar visibilidade às suas demandas. Cabe-nos, então, contra-atacar".
    _Lamentável, típico de alguém que usa a generalização para justificar todas as tolices e insanidades que a mente humana é capaz de forjar.
    -É uma demência, pensar que cristão é sinônimo de incauto ou inculto! -É hilário! Não sei o motivo pelo qual se sentem tão ameaçados, se assim não fosse, não estariam maquinando formas de contra-atacar! Aquele que quer contra-atacar, é porque sente incômodo e..., o incômodo assim como outros fatores, é um sentimento; quem vive pelo sentimento, é vulnerável, fraco, débil!
    -Pessoas que vivem em ruínas, destruídas..., por conta disso, espalham toda a podridão que se encontra em seu interior, pois: uma laranja podre, é capaz de contaminar cem laranjas saudáveis; uma laranja saudável, não é capaz de recuperar cem laranjas podres!
    _No entanto, é preciso desbancar "um mar de filosofias" que norteia a existência de muitos!
    -As pessoas, na sua maioria, se adequam a outras que lhe digam exatamente aquilo que querem ouvir e, não o que precisam, a fim de tentar salvar suas almas; a menos que não a considerem algo concreto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema, pequena Lagartixa, é que esses partidos irão basear suas políticas em suas religiões, em suas visões egoístas de deus, discriminado, como muito bem fazem, a pequena parcela da população que é contrária aos seus ideais, exemplo o Irã. Por isso deve-se organizar um contra-ataque e, ao menos tentar, parar tal avanço de lideranças religiosas.

      Excluir
    2. "-É hilário! Não sei o motivo pelo qual se sentem tão ameaçados, se assim não fosse, não estariam maquinando formas de contra-atacar! Aquele que quer contra-atacar, é porque sente incômodo e...,"

      É obvio que nos sentimos incomodados. Estamos vendo
      a tal da bancada evangélica ganhando poder e querendo impor seus dogmas ridículos, suas verdades absolutas e ideias retrógradas, enquanto crentes fanáticos os aplaudem despejam preconceito e intolerancia contra ateus, gays etc.


      "o incômodo assim como outros fatores, é um sentimento; quem vive pelo sentimento, é vulnerável, fraco, débil!"

      Essa frase é um tremendo tiro no pé. Vocês crentes fanáticos vivem de sentimento, sentindo coisas e entidades que não existem. Sua vida revolve em torno de um sentimento de que existe um deus!


      "-Pessoas que vivem em ruínas, destruídas..., por conta disso, espalham toda a podridão que se encontra em seu interior, pois: uma laranja podre, é capaz de contaminar cem laranjas saudáveis; uma laranja saudável, não é capaz de recuperar cem laranjas podres!"

      Isso existe em qualquer grupo social, inclusive em grande quantidade, na sua igreja corporativista.


      "_No entanto, é preciso desbancar "um mar de filosofias" que norteia a existência de muitos!"

      E a sua filosofia é a única certa, né? Tipico discurso fanático.


      "-As pessoas, na sua maioria, se adequam a outras que lhe digam exatamente aquilo que querem ouvir e, não o que precisam, a fim de tentar salvar suas almas; a menos que não a considerem algo concreto."

      Pelo jeito você andou seguindo meu conselho e se olhando no espelho... =)

      Excluir
    3. _Não é preciso defender-se tanto!
      _Não sei se conseguiu entender, mas... minha postagem foi relativa ao texto de entrada, logo: não foi endereçado a nenhum participante!
      _Ouça: não estou aqui para aceitar provocações, sentir-me ofendida ou coisas do gênero; apenas procuro me ater ao texto inicial.
      _Seus conceitos a meu respeito, não me interessam!
      _Existe um imenso leque de atitudes em todos os grupos, sim! _É impressionante a forma pela qual deturpam as coisas: ao que me consta, falo acerca de atitudes e sentimentos e, em momento algum em nenhum de meus comentários, citei a palavra "igreja" ou "liderança religiosa". O que percebo, é um constante desvio de foco para outras ramificações, como as acima! _Lamento por isso, também.

      Excluir
    4. "O que percebo, é um constante desvio de foco para outras ramificações"

      Você tem senso de humor... ou é mórbidamente hipócrita.

      Excluir
    5. _Nem tanto ao mar, nem tanto à terra... desavisado-insolente-alienado.

      Excluir
    6. Lagartixa,

      Vc não acha que já está na hora de mudar os "xingamentos"? Vc usou tanto essas palavras que elas já perderam o significado e a graça.

      Troca o dvd, minha filha.

      Excluir
    7. Essa salamandra deve ter a idade mental de uma criança de 9 anos.

      Excluir
    8. Se nossa amiguinha soubesse interpretar textos ela saberia que a questão é dividir o público do privado, pois quando esses caras são eleitos, eles governam para todos...crentes ou não.

      Já passou da hora da dona lagartixa soltar o rabinho e sair de fininho.

      Excluir
    9. Como dividir o público do privado, uma vez que o público é reunião de vários privados?

      Excluir
  10. o rapaz deixa claro que ele é de esquerda, Marxista puro, quer dizer é a favor do estado como Senhor, quer diminuir nao só a influencia religiosa mas o direito de culto, de adoraçao, de ir e vir do cidadao religioso.
    todo elitista é preconceituoso, eles odeiam pobres e musica sertaneja, os elitistas acham que o comunismo é a melhor forma de governo , mesmo sabendo que nao deu certo na URSS, e que escravisa milhares de pessoas na C.DO Norte e em Cuba, mas eles querem estabelecer essa dourina, porque o sonho deles é dominar as massas, é mandar prender , matar , estuprar quem for contra a doutrina deles, enfim o secularismo leva o homem a perder sentimentos, o amor, como mesmo diz o filosofo alemao Nietsche, em seu livro o anticristo que o amor é o pior dos sentimentos que um ser humano pode ter,enfim, os secularistas nunca fizeram nada pela sociedade brasileira, e querem atrapalhar quem faz.
    me mostre uma instituiçao mantida por secularistas pra tirar moradores de rua, ou recuperar drogados ou ajudar crianças abandonadas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. >Izaque Bastos:

      >>"todo elitista é preconceituoso, eles odeiam pobres e musica sertaneja..."

      -Hahahahahahahahahahahhahahahahahaha... caraca! Obrigado por essa frase, me caguei de rir!

      Excluir
    2. Essa frase foi engraçada mesmo!
      Mas, as demais frases foram muito bem colocadas.

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkkk

      Esse izaque é uma comédia...

      Excluir
    4. "me mostre uma instituiçao mantida por secularistas pra tirar moradores de rua, ou recuperar drogados ou ajudar crianças abandonadas?"

      Que tal uma mantida por um ATEU?

      http://www.gatesfoundation.org/about/Pages/foundation-fact-sheet.aspx

      trouxa

      Excluir
    5. Izaque, com todo respeito, você faz uma generalização absurda. Não me leve a mal, mas você parece enxergar o mundo em preto e branco (esquerda vs. direita; religiosos vs. não-teístas).

      Eu encaro esse lance de esquerda e direita como alguém que vê a realidade somente com um olho; prefiro ser livre, não filiar-me a partidos, agir de uma forma mais independente e enxergar o mundo com meus dois olhos! **rs**

      Desejo que todos os regimes totalitários caiam (sejam de direita, esquerda, civis, militares, religiosos, etc).

      Se eu vivesse numa sociedade onde os crentes fossem perseguidos, discriminados e impedidos de realizar seus cultos pode ter certeza que eu estaria do lado deles (mesmo sendo agnóstico ateísta).

      Como sabemos, isso não ocorre (felizmente). Não quero entrar no mérito das religiões de se posicionarem contrárias ou favoráveis ao casamento homossexual, aos métodos contraceptivos e outros assuntos. Elas devem ter liberdade para administrar suas crenças e dogmas. Mas o que vejo é religiosos tentando impor seus valores aos outros e tentando de uma forma equivocada usar o Estado laico para tirar proveito e prestígio e impor seus valores e crenças.

      Isso que você citou sobre a ex-URSS, Coreia do Norte e outros países foi um capítulo horrível da história mundial. Mas isso não tem nada a ver com laicismo ou secularismo. Trata-se de uma doutrina estatal estúpida que eu jamais defenderia e seguiria (e acredito que a quase totalidade dos leitores do blog pensa dessa forma também). Para você ter uma ideia, eu tenho uma admiração muito grande por homens religiosos como Martin Luther King, Francisco de Assis e Mahatma Gandhi e uma ojeriza enorme pelos ateus Josef Stalin e Mao Tse-tung.

      Você encontrará ateístas e agnósticos que são pessoas maravilhosas (conheço muitos). E também encontrará ateus que são seres aviltantes, mesquinhos e egoístas; afinal, somos humanos. O mesmo vale para os religiosos.

      Por isso, peço a você que não acuse alguém de stalinista, marxista puro, elitista e provável perseguidor de religiosos pois isso não condiz com a postagem do Lívio (que foi bem escrita por sinal - eu só discordei de uma breve parte no início do texto, mas isso é normal **rs**).

      Abraços e um bom domingo a você e aos demais leitores do blog.

      Excluir
    6. Revolução já!26 de maio de 2012 23:58

      Tenho duas dúvidas:

      1 - Porque está escrito a mensagem "trollagem serão deletados" logo abaixo da caixa em que escreve-se mensagem, entretanto o Izaque trolla da forma que bem quer nesse site?

      2 - Porque o pessoal daqui ainda perde tempo respondendo, sabendo que ele não dá a mínima, apenas causar confusão?

      Excluir
    7. 1 - Porque "da ibope" ao blog.
      2 - Porque é divertido.

      Excluir
    8. O que é trollagem?

      Excluir
    9. O que é blog?

      Excluir
    10. blog é a abreviatura de weblog.
      http://www.wordreference.com/definition/blog

      Excluir
    11. Trollagem é o que um troll faz.
      O que é um troll?
      a partir da gíria da internet, designa uma pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas.
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Troll_%28internet%29

      Excluir
    12. Querido, Izaque.
      Você é roteirista??? uau!!!

      Excluir
  11. "Eu quero é botar meu bloco na rua/gingar, botar pra gemer...", me lembrei desta música enquanto lia um comentário pedindo a militância dos ateus ao invés de um atitude moderada. Mas depois do comentário do Will Papp em outro post em relação aos néo-ateus, numa pergunta minha, já tenho minha opinião formada sobre isso. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  12. Enquanto o movimento ateu não for capaz de entender os fenômenos sociais que vêm proporcionando este avanço religioso na política, não será capaz de recuperar espaço. Outra pergunta que os ateus, antes de tudo os céticos, precisam se fazer e sob seus objetivos.

    A defesa firme do estado laico deveria ser um deles. Mas deve-se ter um mente que o discurso raivoso contra qualquer posicionamento religioso, contra qualquer tipo de religião, contra qualquer tipo de crença não vai levar a nada e muito menos encontrar apoio de qualquer político, mesmo os mais liberais.

    O discurso raivoso a que me refiro pode se ver em alguns comentários aqui e aqueles que não compartilham ou - são no mínimo moderados - dessa forma de discurso, são desqualificados.

    Como vamos defender ideais democráticos e humanistas se nosso discurso é de ataque a fé das pessoas?

    Podemos fazer os crentes pensar apontando suas incoerências, mas com o respeito necessário a convivência. Certamente este é o ponto contraditório que impede um movimento mais organizado, aqueles com discurso moderado e os radicais. Quem está certo?


    É preciso buscar uma convergência entre grupos que pensam semelhante e não se pode prescindir do diálogo com outras minorias religiosas que também se sintam fora da representação democrática.

    ResponderExcluir
  13. Concordo com boa parte do texto de Lívio de Andrade Luna da Silva, contudo, devo apontar alguns problemas.

    Primeiro, ele aponta que religiosos estariam ligados apenas a partidos de centro e de direita, o que não é verdade. O PT, que é reconhecidamente um partido de esquerda, teve religiosos envolvidos em sua fundação. Alguns desses religiosos (como a Marina Silva) saíram do PT, mas boa parte continua lá.

    Assim, deixemos visões políticas (direita/centro/esquerda) e falemos claramente: estamos assistindo uma tentativa de golpe, advinda principalmente de igrejas evangélicas, contra o laicismo de nosso Estado.

    Em outras palavras: não importa se você é partidário ou simpatizante de PCdoB, DEM, PT ou PSDB, o que precisamos é lutar para que nosso Estado Laico não seja apenas mantido (e respeitado), mas também seja fortalecido.

    Precisamos de movimentos apartidários, que cobrem pelo fortalecimento de nosso laicismo, como as Marchas pelo Estado Laico, que veem ocorrendo pelo Brasil como um todo. A próxima será, salvo algum engano de minha parte, no dia 15 de setembro. Vejamos se as pessoas aparecem em peso.

    Sobre nós ateus... Ih, aí é complicado. Como já diz uma frase famosa, citada até mesmo por Dawkins, "juntar ateus é como arrebanhar gatos". Nós temos visões políticas diferentes (como exemplo, eu, ao contrário do autor do texto original, que é de esquerda, sou de centro), filosofias de vida diferentes, opiniões diferentes sobre uma porção de coisas... Então fica complicado.

    Alguns ateus combatem ideias. Outros, combatem às religiões. Já outros acham errado combater religiões, enquanto que outros acham errado combater até mesmo a ideias! Eu já tive a ilusão de que o movimento ateu brasileiro pudesse se unir, mas hoje vejo que isto é impossível. Há muita questão de ego envolvida, além de tudo isso que já disse.

    Por isso mesmo é que um "partido ateu" jamais funcionaria. Um partido laicista, idem. Exatamente por termos laicistas ateus, outros de diversas religiões, outros de esquerda, outros de direita... Fica inviável.

    É por isto que, em minha opinião, se for para nos unir, que façamos de forma apartidária e arreligiosa. Só assim conseguiremos avançar neste tema.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Mário. Mas penso que não devemos descartar as ferramentas políticas atuais e isso é possível de forma apartidária; prestando atenção nas pessoas sérias e se temos algo em comum para defender. Mas claro, sem ilusões obviamente.

      Excluir
  14. Will Papp, com certeza ajudou. ;) Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  15. infelizmente, o que estraga o congresso não são cristãos nem ateus, mas sim, OS POLÍTICOS PROFISSIONAIS, esses sim teriam que acabar e se isso acontecesse a vida seria muito melhor.
    ett. os comentários assim como o texto estão embuídos de muito rancor, não sei se é por ódio verdadeiro, e isso faz mal à saúde ou se é por falta de educação, bem que vocês poderiam subir um pouco o nível.

    ResponderExcluir
  16. A coisa começou com os religiosos: acreditando e divulgando mitos e lendas antigas. Houve reação com o outro grupo divergindo e, sem outra opção na época, declarando-se discrente.A divisão dos seres humanos, alimentada pelo ódio, provocou guerras religiosas.A queda do Império Romano, no ano 476, teve origem na raiva dos judeus,que foram expulsos da Palestina pelo poderoso império, por isso arquitetaram o plano de destruí-lo, embora não tivessem força militar que pudesse confrontar o perigoso inimigo, que, tinha, nessa altura, grande número de bárbaros germânicos engajados em suas legiões.A propaganda que pretendia aliciar a sociedade romana não surgiu efeito, mas os germânicos se sublevaram, derrubaram o império e, mais tarde, sobre os escombros do outrora poderoso império, fundaram o Sacro Império Romano Germânico, que teve Otto I como seu primeiro imperador. Vejam como funciona a roda da História: No ano 313,Constantino decretou que a religião cristã seria a oficial do Império Romano.Ao criarem o novo império, os germânicos não abriram mão das palavras "sacro" e "romano".
    Então, a partir daí, a igreja cristã continuaria a exercer o seu poder religioso, mas o poder político ficou com os germânicos. Era o ovo da serpente que deu origem ao Tribunal da Inquisição que torturou e matou milhares de pessoas, acusadas de heresia. Mais tarde, o germânico Adolfo Hitler, torturou e matou milhares de judeus que eram perseguidos desde a queda do Império Romano, acusados, por uma interpretação literal dos germânicos, de terem assassinado Jesus Cristo.
    Felizmente, como senhor da razão, o tempo mostrará a ateus e religiosos, últimos participantes da lendária intervenção germânia,que a nossa cultura, que vem daquela época, está em vias de extinção. Brevemente,a Ciência substituirá a Religião e mostrará ao ser humano a realidade que sempre esteve ao seu alcance, mas ele a ignorava. O homem do futuro saberá que seus antepassados criaram as noções de passado, presente e futuro.O Universo é energia pura. Nós somos uma fração da Mente Suprema. Só existe um tempo: o presente, e nele estamos o tempo todo.
    A Física Quântica abrirá as portas da sabedoria para o ser humano. Velhice, tristeza, dor e doença, são os últimos resíduos do lixo que nos acompanha há milênios.
    Waldeleu Brito
    Niterói-RJ

    ResponderExcluir
  17. Primeiro gostaria de dizer que não sou ateu e que apesar de não ter nenhuma religião, possuo bastante religiosidade.
    No entanto me incomoda muito o rumo que o país está tomando. Estamos caminho para corruptocracia evangélica.
    A influência dos evangélicos é maior que a sua proporção na população brasileira, isto se deve a vários fatores, entre eles, a falta de interesse pela política, por parte da população em geral.
    Os ateus (céticos, agnósticos e secularistas) que quiserem mudar a situação, terão de lutar em várias frentes.
    Acredito que primeiro deveriam estabelecer prioridades, ao invés de dar tiros a esmo. Ter uma maior participação política vai além de uma candidatura. Os secularistas poderiam se engajar em movimentos políticos, pelo fim da corrupção, por uma educação melhor, por um sistema de saúde eficiente e mais acessível a população...
    Acredito também que a divulgação da ciência e o estímulo ao raciocínio lógico.

    Valdo

    ResponderExcluir
  18. Sou ateu, mas não compactuo com um dircurso onde o foco principal é impedir a liberdade de expressão e a liberdade religiosa, porque vocês ao invés de fundar um partido ateu, não fundam o partido da liberdade plena, acho mais interessante.

    ResponderExcluir
  19. A maioria desses religiosos já são ateus mas ainda não sabem disso. Principalmente entre os evangelicos.

    ResponderExcluir
  20. Independente da religião, eu nunca vi na historia um único caso em que "religiosidade imposta" desse certo, indiretamente começaram as perseguições não só aos Ateus, mas tambem a qualquer um que não cultue o Deus Cristão isto na minha opinião esta deixando a paz do estado laico seriamente comprometida

    ResponderExcluir
  21. Engraçado como certos ateus atualmente gostam de tentar lutar contra os cristãos numa forma de "vingança" pela época das Trevas. As pessoas se sentem incomodadas com coisas tão bobas; "vestir a camisa" "sair do armário"... finalmente um ateu que não se fez de coitado. Mas, enfim, ainda sim acho essa disputa de ideologia estúpida, se é que se podem chamar isso de ideologia, já que a disputa mais parece uma briguinha de crianças para saber quem tem o maior brinquedo. Acredito que invés de ficarmos brigando por religião, deixando essa discussão em prioridade, devíamos dar as mãos, sem esse nojinho existente, e lutar pelas pessoas que invés de brigarem por religião, brigam por um pedaço de pão, por água. Aí sim, quando no mundo todos tivessem uma casa, saneamento básico e ensino superior poderíamos muito bem sentar e debater a religião e ateísmo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário