Juiz rejeita pedido de indenização de cliente de banco com base na Bíblia

Juiz de Cascavel julgou de
acordo com Eclesiastes
O juiz Rosaldo Elias Pacagnan, de Cascavel, no Paraná, citou um trecho da Bíblica, em Eclesiastes, para rejeitar o pedido de indenização de um cliente do Bradesco que não se conformou com uma espera de 30 minutos na fila para ser atendido. Uma lei estadual determina que a demora não pode ultrapassar os 20 minutos.

Na sentença, Pacagnan escreveu: “Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de colher o que se plantou. E há tempo de ficar na fila. Conforme-se com isso".

Pacagnan pertence à Igreja Batista Central, de cuja EBD (Escola Bíblica Dominical) é professor.

Ele reconheceu que o cliente do banco perdeu tempo na fila e foi submetido ao estresse por não poder fazer “as necessidades básicas”. Mas, acrescentou, o homem não pode viver em uma redoma de vidro para protegê-lo.

Quando parecia que tinha esgotado suas referências heterodoxas, o juiz afirmou que a única pessoa que vive em uma redoma é o Astronauta, um personagem de quadrinhos do Maurício de Sousa.

O advogado do cliente vai recorrer da sentença.

Com informação das agências.

Juiz do Piaui ignora Estado laico e mantém santos em repartições.
agosto de 2011

Comentários

  1. Mas não é possível. A que ponto chegamos. O problema nem está em citar a bíblia. Na formulação do raciocínio o juiz pode utilizar-se de referências bíblicas, o quanto quiser. Mas basear a sua decisão, uma decisão judicial, em elementos que não sejam os constantes das Leis que regem essa nação é, simplesmente, uma falta de respeito.

    Não há como não se indignar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, com esta exceção:
      "Na formulação do raciocínio o juiz pode utilizar-se de referências bíblicas, o quanto quiser."
      -Creio que nem na formulação do raciocínio ele pode utilizar a bíblia, pois as leis descritas na bíblia são bem diferentes das nossas leis, seu raciocino deve possuir, somente, base legal, deve-se raciocinar usando apenas as leis apresentadas pelo governo.

      Excluir
    2. Eu quis dizer que ele pode usar a bíblia ou outro livro apenas como "ilustração" mas deve se ater às Leis para tomar a decisão dele.

      Excluir
    3. Pior, eu posso matar os meus filhos por desobediência e dizer q segui a lei (em Provérbios) q serei absolvido. ¬¬

      Excluir
    4. Mas se o juíz citasse um trecho de O Senhor dos Anéis para exemplificar seu raciocínio, seria imediatamente afastado do cargo com alegação de insanidade ou algo do gênero. Por que a Bíblia pode?
      Isso não é desculpa, juízes devem usar a lei para embasar seus argumentos e decisões.

      Excluir
    5. Bobagem.

      Como ilustração, o juiz pode em sua sentença citar o que quiser, seja a Bíblia, o Senhor dos Anéis, Nietszche, Santo Agostinho, Gilberto Gil, Shakespeare, Machado de Assis, Michel Teló ou Tati Quebra-Barraco.

      Só mesmo a ateuzada ignorante e raivosa (que nunca deve ter lido uma sentença de juiz na vida) pra ver problemão no fato do cara citar a poética e famosa passagem do Eclesiastes.

      Excluir
    6. E a lei que é bom ele não cita, né? Porque a lei está do lado do sujeito que reclamou. O juíz simplesmente recusou o pedido dele "porque sim", e não deu um bom motivo para isso.

      Excluir
    7. WillPapp concordo totalmente com você. Não há o que acrescentar.

      Excluir
  2. Bestas desta estirpe estão comandando os tribunais em todo o Brasil. Me lembrei de um Juiz, acho que em Sete Lagoas, cidade de Minas Gerais, o qual manifestou seu preconceito contra mulheres em pleno tribunal e criticou a Lei Maria da Penha. Tem também o Pargendler, que despediu um estagiário do STJ na fila do caixa automático de um banco.

    ResponderExcluir
  3. Mas é a situação perfeita para fazermos um teste a "toalhinha"!

    ResponderExcluir
  4. Juiz maluco. Nao pq citou a biblia, pq poderia citar até don quixote - mas nao como base da sentenca, mas como ilustrativo - mas é maluco pq foi contra a lei que determina ate 20 min na fila.

    ResponderExcluir
  5. Não é nem só a questão de ter citado a Bíblia, mas de ter colocado-a acima da lei. Se a lei diz tal coisa, é tal coisa e pronto, Bíblia nenhuma pode sobrepujar a lei - algo que um juiz deveria conhecer e proteger.
    Esse juíz devia ser afastado imediatamente, pois obviamente não tem capacidade de julgar nada.

    ResponderExcluir
  6. Esse juiz leva jeito de ser fanático religioso.

    ResponderExcluir
  7. Sou Agnóstica!

    Quando encontrei seu blog, Paulo Lopes, pensei: "é isso!" "Esse cara fez aquilo que eu pensava há anos!" "O Mundo vai mudar a partir daqui!"

    Criei a personagem "Senhora Crente" como uma forma de verificar se há, hoje, um grupo de ateus e agnósticos capazes de fazer frente à onda igrejista que enfrentamos. Também, era meu interesse saber se poderíamos virar o jogo, deixarmos de ser menoria!

    Infelizmente, o que vi no seu blog, Paulo Lopes, foram pessoas com pouca habilidade para lidar com os instrumentos que poderiam servir como motores para um mundo verdadeiramente laico, secular: Lógica, Ciência, Ética, Direito... Alguns até se valem do banditismo, elaborando comentários agressivos e criminosos, atribuindo-os a outras personagens.

    Os auto proclamados ateus desse blog parecem ser, na sua maioria, adolescentes com instrução incompleta. O restante talvez seja composto por adultos aferrados a uma rebeldia improdutiva. Isso me causa grande preocupação!

    A contar pelas habilidades não demonstradas pela atual geração de ateus e agnósticos, e seu site tem uma boa amostra, neste Século ainda não veremos um Brasil com menos influência da Religião. Continuaremos a consumir livros e idéias estrangeiras.

    Em parte eu concordo com Botton! Deveríamos estabelecer um corpo doutrinário que permitisse ao maior número possível de pessoas ver a beleza e a coerência de um mundo secular! E blogs como o seu, Paulo Lopes, são a escola que podem nos levar a isso, mesmo que leve dois mil anos.

    Senhora Crente se despede e volto a "postar" como Anônima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pessoas com pouca habilidade...? Ora, para ser ateu basta duvidar, dizer que não existe e esperar que aconteça alguma coisa que prove o contrário.

      Excluir
    2. Uma troll que se passa por fanática, querendo da lição de moral em alguém. É cada perturbada que aparece.

      Acha mesmo que alguém ia ter o trabalho de elaborar uma resposta "Lógica, Ciência, Ética, Direito..." a uma fanática?

      Vergonha na cara de sujar a imagem de teístas vc não tem né? Lamentável existir agnósticas que nem vc. Faça um favor à humanidade e use o cérebro.
      Vc tem probleminha.

      Excluir
    3. Eu vi algo bem diferente aqui. Vi pessoas que sabem do que estão falando e de muita instrução defendendo o secularismo. Vi muito crente com o discurso vazio, homofobico e deturpado também.

      Excluir
    4. Senhora Crente - Anônimo

      Eu também sou agnóstico. E também sou ateu. Isso não é incrível?

      Sou agnóstico em relação à hipótese Deus. Não sei se ALGUM Deus existe. Pode ser que exista ou pode ser que não exista. Eu não sei.

      Mas, e é aí que nos diferenciamos, Senhora Crente, sou ateu em relação aos Deuses conhecidos, Deuses que possuem características e biografias constantes de livros sagrados e que são espalhados aos 4 cantos do mundo por fiéis vigorosos e, muitas vezes, teimosos. Por haver contradições eu escolho não acreditar nesses Deuse.

      Viu só? É possível ser agnóstico e ateu. Mas sabe o que eu percebo? Percebo que, para alguns, o agnosticismo é um lugar confortável e seguro. É como agradar a gregos e troianos. O agnóstico está tão perto dos teístas quanto dos ateístas. É como estar em cima do muro.

      Eu sei o que significa o agnosticismo. E, sei, também, que o agnosticismo é usado como um meio para agradar ou não desagradar ambos os lados do debate. É honesto dizer “não sei”. Mas esses agnósticos dizem que não sabem e não dizem em que acreditam ou desacreditam. Usar o agnosticismo dessa maneira é coisa de covarde, assim, como, esconder-se atrás de perfis fakes.

      Quem vai a luta pode se machucar. É o que acontece com os ateus que, também, através desse blog tentam passar ao mundo, não os princípios do ateísmo, pois, ateísmo é só descrença, mas, sim, o modo racional de ver o mundo. E o que fazem os agnósticos? Os teístas lutam para transmitir aquilo que acreditam ser a verdade. Os ateístas fazem à mesma coisa. Os agnósticos ficam entre essas duas posições como uma pedra que só atrapalha o caminho. Mais uma vez digo que isso que vejo não é agnosticismo. Isso é covardia.

      E, ainda, eles têm a pachorra de abrir a boca para falar sobre “preparo” e desdenhar sobre os serviços prestados por esse blog e sobre os que aqui participam. É lamentável.

      Excluir
    5. Rindo baldes com a atitude pretensiosa da "Senhora Crente" (tsc, tsc...).. O que ela queria? Que todos colocassem o beicinho pra fora e começasse a balançar a cabeça para cima e para baixo? Eu ri.

      Excluir
    6. O senhora crente, pare de ler PNL, isso ta fazendo mal pra sua cabeca

      Excluir
  8. Completamente errado.

    A Biblia nao esta acima das leis do Brasil. A Constituicao é o ordenamento juridico maximo, sendo seguida logo depois por toda a legislacao pertinente.

    Se tivessemos que usar a Biblia para tudo, a vida social do Brasil seria um caos absoluto, em estado de barbarie e primitivismo, com muito sangue sendo derramado.

    O juiz precisa de licoes sobre o Estado Laico.

    ResponderExcluir
  9. Estudante Bíblico Constitucional1 de março de 2012 09:33

    Números 11
    10 Moisés ouviu gente de todas as famílias se queixando, cada uma à entrada de sua tenda. Então acendeu-se a ira do Senhor, e isso pareceu mal a Moisés.
    11 E ele perguntou ao Senhor: Por que trouxeste este mal sobre o teu servo? Foi por não te agradares de mim, que colocaste sobre os meus ombros a responsabilidade de todo esse povo?
    12 Por acaso fui eu quem o concebeu? Fui eu quem o deu à luz? Por que me pedes para carregá-lo nos braços, como uma ama carrega um recém-nascido, para levá-lo à terra que prometeste sob juramento aos seus antepassados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moisés demonstrou que até ele, um servo fiel, ficou zangado com Deus Javé.

      Excluir
  10. Senhores, ele não está citando uma lei bíblica, mas um pensamento de Salomão a respeito do ciclo da vida...o juiz pode até ter tido uma atitude heterodoxa, mas vamos e venhamos...entupir o judiciário que já é tão deficiente e assoberbado de coisa séria pra julgar somente para reclamar de que ficou 10 minutos a mais na fila...vai reclamar pro bispo mas não toma o tempo de quem precisa ver seus problemas reais resolvidos...qual foi o prejuízo que o sujeito teve? ficou aborrecido apenas...isso é a mais pura evidência de uma cultura terceiro mundista que não perde uma chance de querer levar vantagem em tudo...tava apenas esperando ganhar uns trocados de indenização....é a banalização da lei, da justiça, do judiciário e da seriedade de alguns advogados que também não têm nada mais interessante pra fazer....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda aquele que se sentir lesado pode e deve procurar a Justiça. O fato do judiciário estar abarrotado não é desculpa para que as pessoas deixem de impetrar ações "menores". O Judiciário "que se vire".

      Rejeitar o pedido de indenização é algo que pode acontecer. O que se pede é que essa negativa seja acompanhada da devida fundamentação Legal. Só, isso.

      Excluir
    2. Cultura de terceiro mundo me parece aquela que aceita a demora, pois até onde sei de direito alienígena, está bem a frente, impondo sanções adequadas, não essa vergonha que é o Brasil, em que o judiciário demora para julgar alegando excesso de trabalho, se isso fosse realmente verdade, mas sabemos que a magistratura tem 2 férias por ano! Isso precisa acabar, o povo sobre abusos e o judiciário alega excesso de trabalho sempre.

      Excluir
  11. Só faltava essa agora! Imagine um juiz com esta linha de pensamento decidindo um caso de homofobia. É capaz de mandar a vítima para a cadeia. A que ponto chegou nosso país…

    Infelizmente, democracia sem educação básica dá nisso. Uma massa popular que acredita em mitos sobrenaturais elege seus representantes que pensam igual e pronto. Viramos uma nação teocrática disfarçada de estado laico. E o que nós, ateus, agnósticos, e afins podemos fazer? Postar conteúdos agressivamente chocantes nas redes sociais? Ridicularizar os pobres crentes que acreditam na bíblia literalmente? Sinceramente, acho que isso é não leva a nada, só gera mais ódio e preconceito contra nós.

    Realmente, a pergunta continua sem resposta, na minha opinião. Como nós podemos lutar contra esta maré de ignorância, desprezo pelo conhecimento em favor de dogmas e crendices e esta mania de perseguição dos religiosos no Brasil? Sinceramente, eu não sei a resposta, mas se alguém souber, por favor me avise. Eu quero fazer parte da solução.

    ResponderExcluir
  12. Ta mas e o estado laico, porque ele não cita o alcorão?

    ResponderExcluir
  13. Detalhe interessante sobre esse juiz:

    Dr. Rosaldo Elias Pacagnan é juiz da 3ª vara Civil de Cascavel. Congrega na Igreja Batista Central onde é professor de EBD e líder de jovens.

    http://www.comunidadeevangelica.org.br/news.php?news=178

    ResponderExcluir
  14. Acho que agora eles vão usar um trecho da bíblia para explicar cada coisa que acontece contra eles...exatamente como o cristão fazia! ou faz! ele ainda frequenta o site?
    É um absurdo no final de tudo, usar a bíblia acima da lei? Posso citar alguns trechos dos meus mangas favoritos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria possível os raios gama, transformar uma pessoa no incrível Hulk?

      Excluir
    2. O cristão foi expulso daqui ganhou até uma matéria. Mais parece que ele voltou com o nickname de irmão e continua do mesmo jeito papagaiando a bíblia sem nenhuma opinião própria.

      Excluir
    3. Foi expulso? O.O
      Yuupiii, finalmente o Paulopes se revoltou?!
      Não sei como ele conseguia aguentar a teimosia do Cristão...a propósito você sabe qual é a matéria? Fiquei curiosa para ver. Se souber me fala o titulo da matéria, vou tentar encontrar^^

      Excluir
    4. Tá aqui, Alyne:

      http://www.paulopes.com.br/2012/02/pela-primeira-vez-este-blog-expulsa-um.html

      Mas não se anime tanto, porque esse velho sem identidade própria que não foi educado pela mãe não teve hombridade em ficar longe daqui e adotou outro nickname, intitulado "Irmão", tão clichê quanto sua antiga máscara, mas é tão incompetente que não consegue nem esconder isso.

      Velho arrogante...

      Excluir
    5. Obrigada Luan^^
      Li tudinho e fiquei feliz com essa noticia. Mas era para o Paulo já tê-lo expulsado há muito tempo. Ele conseguia disfarçar o preconceito dele com esses trechos bíblico><

      Excluir
  15. Mas se existe a lei que pune o banco por demora no atendimento, não há justificatifa favorável a banco nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como seria essa punição? Se o cliente fosse pagar para ser atendido, a punição seria não pagar, assim quem demora pra atender, demora pra receber o pagamento.

      Excluir
    2. Mas, por que ocorre a demora? Pode ser que um outro cliente tenha muitas contas acumuladas para pagar, ficando mais tempo sendo atendido, enquanto os outros que possuem apenas 1 conta ficam esperando.

      Excluir
  16. Esse juiz é uma pessoa prudente já que a lei dos homens é injusta e a de deus é justa esse juiz merece um premio , ter deus nas leis é muito importante para guiar a moral cristã do todo cidadão brasileiro em geral todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fanatismo ou trollismo é foda. PQP!

      Excluir
    2. A lei do deus do pastor-troll é tão justa que condena crianças ao sofrimento pelo simples fato de terem nascido; e mesmo que elas se batizem e sejam perdoadas do pecado horrível de terem nascido, se o pai ou avô fez alguma coisa horrível, tipo trabalhar no sábado, a criança é responsabilizada junto.

      Excluir
  17. O estado só será laico como queremos tanto, quando as pessoas que trabalham por um "país melhor" seguirem as leis da Constituíção. Deixando de lado as leis do deus deles, pelo menos durante o trabalho.
    Eles fazem totalmente ao contrário: tudo quanto é lei, agora esse juíz, se baseia nas "leis" de um livro imbecil.
    Me desculpa gente, mas eu fico indignada com a ignorância, a que ponto estamos e a que ponto iremos chegar?

    Muita paz,

    ResponderExcluir
  18. Tudo isso acontecesse porque a lei que a falam não é a lei da gravidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo isso acontece porque a lei que falam não é a lei da gravidade.

      Excluir
  19. Engraçado é que, se nós, "fudidos", desobedecemos uma lei, devemos pagar e ainda ouvir liçãozinha de moral, mas quando é um "cachorro grande", a lei é relativa... País de porcos.

    ResponderExcluir
  20. Passei hoje por aqui pra ver se já tinha pingado a tal matéria. Eu a li pela manhã, no portal BOL, onde os comentários, até a hora que parei de ler e comentar, já avançava além de 80. Comentários muito bons, tanto no detalhe religioso como nos aspectos jurídicos da lei em apreciação. Coisa rara por lá não ter um tema tão 'polêmico' infestado de 'ais jesus, viva a bíblia'.

    Há esperanças pelo jeito, há pessoas que usam a cabeça para além de separar as orelhas...Fiquei animada até pra comentar.

    Se existe a lei ela deve ser acionada, já que existe até um jargão jurídico que diz "que a Justiça não agasalha a quem dorme". Não são miudezas, o advogado fez o certo e se o sistema está atolado de demandas talvez os juizes devesem tabalhar mais, quem sabem enxugando textos de sentenças com profusão de citações. Deixar o rococó jurídico pra saraus literários. Hoje em dia, bastaria, se for mesmo necessário, indicar no texto onde ler a citação e puxar na net, sem tanto espaço nos processos tomados por copiar/colar. Muitas vezes pra mostrar erudição pra lá de suspeita.

    Mas se tem juiz aceitando carta de médium pra livrar a cara do réu, usar o livrinho de maldades é o de menos...

    ResponderExcluir
  21. Imagina uma sentença para bullying:

    Com base nas histórias em quadrinhos:
    "A Mônica sempre foi chamada de dentuça, baixinha e gorducha e não morreu. Conforme-se."

    Com base na bíblia:
    "Você não é profeta careca e não pode contar com duas ursas para despedaçar quem lhe ofende com chacotas. Conforme-se."

    ResponderExcluir
  22. Estudante Bíblico Constitucional2 de março de 2012 13:25

    O cliente pode voltar até o juiz e citar o exemplo de Jó que quase perdeu a paciência com Deus de tanto esperar a solução para seus problemas.

    ResponderExcluir
  23. KKKKKKKKK ESSE JUÍZ TEM QUE SER INTERNADO!!!! Vamos colocar ELE na fila quase 1 hora esperando atendimento que ELE muda de ídeia rapidinho e ele mesmo pede indenização ao banco...

    ResponderExcluir
  24. Nossa... que pouca vergonha... ele, como juíz teria que fazer valer a lei que está no papel e não passagens bíblicas... deve estar caducando...

    ResponderExcluir
  25. Inacreditável! Uns bons e frios dias de retiro nas plagas extra-terrinha, e ao voltar me deparo com uma mixórdia destas! Por que não citou da mesma fonte escriturística a condenação ao pecado de usura, esta sanguessuga parasitária que é a fonte da riqueza dos bancos?(Levitico 25,37"Não tomarás dinheiro com usura";Deuteronomio 23,19"Não emprestarás com juros nem dinheiro nem comida, nem qualquer outra coisa que se possa tomar com juros").
    É revoltante a sanha descarada e cínica, com que os protestantes desta ultima safra de adeptos do neopentecostalismo da prosperidade (ou será neocapitalismo?); caem em cima da pobre gente honesta e trabalhadora brasileira, para locupletarem-se de suas já minguadas reservas financeiras. Não sei quem são os mais rapaces vampiros do sangue de nossa pobre gente; se os salafrários e agiotas do capital ou os estelionatários e calhordas da fé! Agora ainda mais letais que os piores bandidos, porque acobertados pela Bíblia e pela Lei! Estamos literalmente entregues ao diabo, porque eles se gabam a todo instante..."Se Deus é por nós, quem será contra nós"? Pastores! Não há raça de víboras pior sobre a face da terra. Por eles imagino o que deviam ser na Idade Média os Padres...E o pior é constatar que já nos tornamos um país miseravelmente evangélico, - e não um país luterano, ou anglicano, como aqueles do primeiro mundo, onde o Estado é laico e as igrejas ditas reformadas são compostas por ministros religiosos profissionais-, com área de atuação e remuneração delimitadas e controladas. Não! Somos catequizados violentamente, hipnotizados diuturnamente, assediados moralmente, agredidos sonoramente, estuprados mentalmente; por um bando de delinquentes de quinta categoria, que sequer conhecem a lingua portuguesa, quanto mais a gramática e a história da Bíblia, ou de qualquer outra fonte literária da fé! Deviam estar todos na cadeia, porque são todos charlatães, mistificadores, curandeiros, mímicos, sugestionadores, hipnotizadores...Que diferença há em se ouvir um pastor na televisão e os antigos vendedores de panacéia em praça pública, os caixeiros-viajantes pregadores do elixir que miraculoso, que curava do câncer à calvície? Sinceramente aqueles eram menos nocivos e talvez nem tão perigosos, acompanhados inseparavelmente de um ofídio acomodado numa mala; conhecidos como "homem da cobra"... Já estes vendilhões da ilusão celeste, verdadeiras serpentes e venenosíssimos escorpiões; produzem males maiores e mais perduráveis que as intoxicações das mezinhas de outrora. Após roubarem a fé das pessoas e a última esperança de dignidade que ainda lhes resta; que seria a mobilização para uma efetiva solidariedade social entre os cidadãos...Matam-lhes o senso ético, assassinam-lhes o alento último do crivo razoável, e sepultam-lhes vivas na alienação, lobotomizadas e anencéfalas, reduzidas a meros zumbis mentecaptos; a passarem fome e até venderem as panelas...Para que esses facínoras possam gozar de imunidade diplomática, viajar para o exterior de aviões megamilionários, e desfrutarem seus bons filet-mignons com seus uisques e carros importados. E o Governo lhes apoia, pois precisa dos seus apoios espúrios no parlamento, além dos currais eleitorais bem mais produtivos que os do café e do cacau. Cadê o Ministério Público? Cadê nossa consciência cívica? Será o fim de tudo?

    ResponderExcluir
  26. Existem leis similares em todo o país acerca do limite de tempo nas filas de bancos. E são bem claras. Mas, misteriosamente, nenhum juiz dá ganho de causa aos promoventes. Será que tem gorjetinha na história?

    ResponderExcluir

Postar um comentário