EUA autorizam tribo a matar águias para fins religiosos

Ave é o símbolo dos Estados Unidos
O governo dos Estados Unidos emitiu no dia 9 uma autorização para que uma tribo possa matar até fevereiro de 2013 para fins religiosos dois exemplares da águia-de-cabeça-branca (foto), a Haliaeetus leucocephalu, que é o símbolo do país. 

Em 2007, o governo tirou essa ave – também conhecida por águia-careca, águia-americana ou pigargo-americano – da lista dos animais em extinção, mas ela continua sob a proteção federal. Naquele ano, havia em todo o país 9.789 casais.

A Northern Arapatho Tribe, do Estado de Wyoming, apresentou ao governo o pedido de sacrifício das águias em 2008. A autorização só saiu agora porque, de início, as autoridades resistiram às  alegações dos índios.

Matt Hogan, diretor regional do Departamento de Pesca e Animais Selvagens, disse que os índios argumentaram que o ritual não pode ser realizado com outra ave.

Robert Holden, vice-diretor do Congresso Nacional dos Índios Americanos, explicou que a águia-de-cabeça-branca “voa mais alto do que qualquer outra criatura, perto do criador” e, por isso, “vê muitas coisas”.

Em 2011, a tribo recorreu à Justiça contra o governo reivindicando os seus direitos de crença. A Justiça ainda não deu uma sentença para o caso, mas a autorização para o sacrifício já seria uma consequência da mobilização dos índios no judiciário.

Embora a morte de duas aves não representa uma ameaça à espécie, ambientalistas temem que a exceção estimule outras tribos a caçar a águia, colocando-a de novo em risco de extinção.





Com informação da CNN, entre outros sites.

Muçulmano diz que abate religioso ‘prima pelo bem-estar’ do animal
novembro de 2011

Abate religioso.

Comentários

  1. Para se manter a laicidade do Estado é necessário agir dessa maneira: permite-se que as crenças religiosas sejam manifestadas, mas, mantem-se atento para que essas manifestações não prejudiquem a realidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só para esclarecer.

      A águia-de-cabeça-branca não é o animal que “voa mais alto do que qualquer outra criatura, perto do criador” e, por isso, “vê muitas coisas”, como alega Robert Holden, vice-diretor do Congresso Nacional dos Índios Americanos.

      Só este FATO já invalidaria toda as justificativas para o tal ritual religioso dos índios, visto que o mesmo é realizado, entre outras coisas, sob a falsa premissa de que a águia seria a criatura que voa mais alto que qualquer outra, conferindo a ela poderes sobrenaturais.

      A ave que detém o título de "voar mais alto" é um abutre encontrado nas planícies e nos desertos do continente africano, numa vasta área delimitada por países como Eritréia, Sudão, Tanzânia e Guiné. Ele atende pelo nome científico de Gyps rueppellii e já foi visto voando a incríveis 11.278 metros.

      É claro que os índios de 100 anos atrás não teriam como saber disso, nem mesmo os cientistas da época sabiam, mas os índios de hoje sabem que seu "ritual de matar águias" simplesmente não tem sentido.

      Manter tradições que fazem um povo que foi grandamente oprimido se orgulhar de seu ancestrais é uma coisa, insistir em realizar rituais de matança de animais que inspiram muito mais sendo vistos com suas grandes asas abertas no céu é burrice, muita burrice.

      Excluir
    2. na região deles né amigo....os civilizados matam animais todo dia nas suas refeições, para capricho da sua gula, vacas aves porcos, entre muitos outros.......eles pelo menos quando matam um animal para fim ritualistico, é pedido a devida autorização ao mundo espiritual, e finalizado com muita gratidão....diferente deeses porcos que sentam a mesa da churrascaria e nem agradecem o sofrimento do animal para saciarem seus desejos

      Excluir
    3. Pelo menos as pessoas que matam para comer numa churrascaria, matam com uma finalidade real e prática. Esses índios matam com uma finalidade sobrenatural, ou seja, nenhuma.

      Excluir
  2. Os deuses e suas obsessões por sangue e sacrifícios vai entender esses deuses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente...sanguinários!

      Excluir
  3. Chamem o Allllll Gore que só falta dizer que o aquecimento do planeta é culpa das nossas galinhas pretas dos despachos e farras do boi( não gosto de ambos, acho atraso de vida). Quero ver ser ecologicamente correto lá, com matança de aves raras.

    ResponderExcluir
  4. E quem é satanista e precisa sacrificar virgens pra rituais, como faz? Pega autorização com o governo também? Quem comete crime para rituais de magia negra não vai ter que responder criminalmente, pq estava manifestando suas crenças religiosas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AnônimoMar 16, 2012 08:39 PM:
      Meus parabéns, pela sua grotesca falácia.

      "E quem é satanista e precisa sacrificar virgens pra rituais, como faz?"
      -Satanistas não fazem sacrificios de virgem. Satanismo é apenas uma filosofia de vida.
      Anton Lavey [fundador original da Igreja Satânica], não acredita nem em Deus ou no Diabo, portanto nem seus seguidores. Deus e o Diabo [Na visão de Lavey] são fragmentos das emoções, entre extremos, Deus representa o máximo da bondade humana e o Diabo o máximo da maldade humana. O que acontece é que as religiões [Cristãs mais especificamente] exteriorizam essas emoções, chamando tais emoções de deuses.
      Um pessoa agride outra, seu sentimento usado foi o ódio, porém ela é protestante [exemplo], ela dirá que não foi seu sentimento de ódio, mas algo o controlou, o Diabo, eis um belo exemplo de exteriorização do sentimento.
      Quanto a palavra Satã, esta vem do hebraico significando adversário, Lavey usa esta palavra em seu sentido literal [e não no sentido Teísta usado pelas igrejas], jungando-se adversário da igreja Cristã.
      Lavey, e seus seguidores, seria um tipo de ateu militante, baseando sua visão no individualismo.

      Eis os pensamentos dos satanistas [chamados de as nove declarações:
      1. satanás representa a licenciosidade , em vez da abstinência e auto-controle.
      2. satanás representa a existência vital, em vez de sonhos espirituais ilusórios.
      3. satanás representa a sabedoria incontaminada, em vez de auto-engano hipócrita.
      4. satanás representa bondade aos que a merecem, em vez de amor desperdiçado com ingratos.
      5. satanás representa a vingança, e não o oferecimento da outra face.
      6. satanás representa responsabilidade para como os responsáveis, em vez de preocupação pelos vampiros psíquicos.
      7. satanás vê o homem exatamente como um simples animal, às vezes melhor, todavia mais freqüentemente pior do que os que andam sobre quatro patas, e devido ao seu "desenvolvimento espiritual e intelectual divino", tem-se tornado o mais feroz de todos os animais.
      8. satanás representa todos os assim chamados pecados, visto que todos eles conduzem à satisfação física, mental e emocional.
      9. satanás tem sido o melhor amigo que a igreja já teve, visto que ele a tem mantido ativa durante todos esse anos.

      Satanista gostam também de blasfemar, eis uns pensamentos de Lavey [particularmente gosto dessas frases]:

      "Enfio meu dedo indicador no sangue aguado do teu impotente e louco redentor, e escrevo sobre sua testa rasgada de espinhos: O VERDADEIRO príncipe do mal, o rei de todos os escravos"

      "Olho firme no olho vidrado de seu medroso Jeová e puxo-o pela barba; ergo um largo machado e parto em duas sua caveira comida de vermes". (Anton Szandor LaVey, A Bíblia satânica, Avon Books, Nova York, N. Y., 1969, p. 30)

      "Não existe nenhum céu brilhante glória, e nenhum inferno onde os pecadores assam... nenhum redentor vive!".( Anton Szandor LaVey, A Bíblia Satânica, Avon Books, Nova York, N. Y., 1969, p. 33)

      "Os cães loucos são destruídos , e eles necessitam de ajuda muito mais do que os seres humanos que espumam pela boca durante o seu comportamento irracional... portanto , você tem todo o direito de (simbolicamente) destruí-los, e se a sua maldição provoca o aniquilamento real deles, regozije-se por ter sido usado com instrumento para livrar o mundo de uma peste".(Anton Szandor LaVey, A Bíblia Satânica, Avon Books, Nova York, N.Y., 1969, p. 33)

      No mais, é isso! Espero que tenha aprendido um pouco sobre o Satanismo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Clap clap clap bela defesa do chifrudo

      Excluir
    3. Religioso eu tenho certeza que sofre de retardos mentais ,foram lesados de verdade ,esses escravos do deus do deserto nunca vão enxergar a luz e vão viver nas trevas loucas da divindade do seu deus. Eu não posso acreditar que quem acredita em satanás bem e mal seja uma pessoa normal, vocês contamina a humanidade.

      Excluir
    4. "Clap clap clap bela defesa do chifrudo"
      -Não estou defendendo o chifrudo, pois creio que esta entidade não existe, apenas demonstrei a visão filosófica dos satanistas, que não possui, absolutamente, nenhuma conexão como o Satã [divindade] da Igreja Cristã.

      Abraços.

      Excluir
    5. "Os vapores infernais elevam-se e enchem o cérebro, Até que eu enlouqueça e meu coração sejatotalmente mudado. Vê esta espada? O príncipe das trevas Vendeu-a para mim."Estas linhasganham significado quando se sabe que nos rituais de iniciação superior dos cultos satânicos évendido ao candidato uma espada encantada que assegura o sucesso. Ele paga por ela,assinando, com o sangue tirado dos pulsos, um pacto segundo o qual sua alma pertencerá aSatanás após a morte. Karl Marx

      Sociedade Vril - Castelo de Wewelsburg

      Heinrich Himmler foi o personagem de maior influência ocultista dentro do Terceiro Reich. Ele comandava a SS com base em suas convicções políticas mas, antes de tudo, com base em suas concepções ocultistas.
      Himmler foi membro ativo da Sociedade Vril e se dedicava integralmente ao satanismo, fazendo disso uma religião. Realizava casamentos, rituais místicos negativos tântricos, iniciações, evocações e sacrifícios. A cerimônia de casamento de uma prima de Eva Brown, esposa de Hitler, foi realizada por Himmler.
      A SS, sob seu comando, além de representar uma força de batalha, formada pela nata dos soldados alemães, se tornou uma capítulo da Sociedade Vril, com iniciações e todas as outras atividades que envolviam a doutrina.
      Sua obsessão pelo ocultismo era tal, que mandou modificar um castelo, o de Wewelsburg, utilizando mão de obra escrava de prisioneiros de guerra, para que se tornasse um templo de adoração das forças negativas.
      O prisioneiro de guerra, Sr. Leopold Engleitner, com seus 102 anos, nos relata bem fatos sobre a época difícil, na qual seu trabalho escravo foi utilizado para a construção desse templo do mal.
      A mais importante parte mística desse castelo era a torre norte, que abrigava um grande salão arredondado, cercado por inúmeras colunas de alto porte e, em cujo centro, estava desenhado o símbolo descendente pagão do 'Sol Negro', representando a própria Sociedade Vril, onde eram realizadas missas negras

      http://www.youtube.com/watch?v=t7ZxA4niVsA

      Existe muita contra informação dizendo que o mal ou o diabo não é tão feio como pintam.

      Excluir
    6. Sim Templário há dois tipos de Satanistas, os Satanistas de LaVey e os Satanistas teístas [como supracitado pelo senhor], porém a versão satanista considerada oficial [no mundo] é a filosofia de LaVey.
      Quanto aos Satanistas teístas, são seres esquizofrênicos, que se sentem atraídos pelo ódio, praticando maldades apenas para alimentar suas vontades de verem outras pessoas sofrerem, exteriorizando e adorando essa emoção, chamada Satã.
      Os Satanistas de LaVey não irão sair por aí matando os outros [não se preocupe], eles apenas possuem uma visão contrária à sua, visão, esta, ateísta.

      Abraços.

      Excluir
    7. Bapho

      Entendi, tem o satanismo de esquerda e o de direita né?.

      Marx sendo ateu e materialista e anticristo é satanista.

      Bapho sendo ateu materialista e anticristo é satanista (vá lá meia bomba de Lavey.)

      Onde esta a diferença? te digo, na estrategia

      Excluir
    8. Templário:

      "Entendi, tem o satanismo de esquerda e o de direita né?."
      -Não, não há satanistas de esquerda ou direita, satanistas de LaVey são uma coisa, e satanistas teístas são outra.

      "Marx sendo ateu e materialista e anticristo é satanista."
      -Falácia, não use a falácia do apelo à consequência [caso ele fosse ateu e anticristo, talvez ele não fosse satanista], Marx não era anticristo [em sua visão política, ele erradica todas as religiões], portanto não era satanista.

      "Bapho sendo ateu materialista e anticristo é satanista (vá lá meia bomba de Lavey.)"
      -Basicamente, sim. Satanista [LaVey] é ateu, anticristo [anticristo no sentido de repudiar todas as igrejas cristãs] e individualista, então podemos dizer que sim.

      "Onde esta a diferença?"
      -Eu te digo:
      Satanistas [LaVey] não acreditam em Deus e no Diabo.
      Satanistas [Teístas] acreditam em Deus e no Diabo.

      Abraços.

      Excluir
    9. Ei, Baphomet, sarcasmo ligou. Te mandou lembranças e um beijinho.

      Excluir
  5. Não serve um pardalzinho? Se bem que o tal outro lá o deus judaico quis o próprio filho. Acho que ele não vai querer o pardalzinho não, esses deuses são frescos demais. Pô meu aceita um pardalzinho.

    ResponderExcluir
  6. Tentarei criar a seita das virgens incautas. Cujo ritual sera o defloramento. Ai e so pedir autorização para ser estrupador.

    ResponderExcluir
  7. Sou da igreja adoradora dos tatus e pacas, espero obter autorização junto ao governo para sacrificar mensalmente e participar do ritual sagrado de comer a carne de nossos deuses ensopada ou frita; acompanhada do pão líquido trazido aos mortais pela deusa Ambev.

    ResponderExcluir
  8. Quanto mais o tempo passa,mais aumenta a estupidez humana.

    ResponderExcluir
  9. Índios pedindo autorização dos "Caras Pálidas" para exercitar suas crenças!
    Um Estado Laico é algo que atenta contra as tradições dos povos mais antigos da Terra. Submete-os, primeiramente, pela força das armas, depois introduz neles espiões e fomenta o surgimento de traidores.
    O Estado Laico é uma maquinação postiça, apoiada em princípios falsos e com objetivos indefinidos, que escondem más intenções: converter todos os grupamentos humanos do Planeta em consumidores daquilo que as grandes indústrias produzem. A Grande Indústria da Arte, da Moda, da Ciência, do Crime, da Guerra e outras não se desenvolveríam se não arrajassem maneiras de derrubar as barreiras culturais das diferentes comunidades humanas.
    O Verdadeiro Poder, ou seja, aquilo que permite às pessoas satisfazerem suas necessidades e suas conveniências é o Poder Econômico. E o Estado Laico é a interface desse Poder, submetendo as tradições a um esgotamento cultural até que todos reconheçam que precisam de autorização dos magistrados (Guardiões do Poder Econômico) para exercitar suas identidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome disso é sistema econômico, estado laico é outra coisa. Segundo a sua lógica, o melhor seria um estado teocrático?

      Excluir
    2. Pra ela(e) deveriamos estar vivendo em cabanas sendo guiados por um lunatico que recebe instruções de um deus. Quer dizer uma teocracia mesmo.

      Excluir
  10. Você esta enganada(o) porque pelo jeito que você falou o estado não poderia interferir em sacrifícios humanos e apedrejamento se esses fosse costume de tribos indígenas.

    ResponderExcluir
  11. O animal está ameaçado de extinção, e ainda assim tem lunático que quer matar uma ave bela como essa por causa de uma religião estúpida?!

    Realmente, já fomos mais inteligentes!

    ResponderExcluir
  12. É a defesa do governo Obama e as minorias oprimidas. Manda este selvagens plantar um pouco de batatas

    ResponderExcluir
  13. Religião imbecil esta dai

    ResponderExcluir
  14. Por que as águias? Por que não os próprios filhos? Seria um sacrifício tão mais válido e bonito e que com certeza agradaria muito mais a Deus. (sim, estou sendo irônica).

    ResponderExcluir

Postar um comentário