Pular para o conteúdo principal

Bispo de Los Angeles renuncia após admitir ser pai de dois filhos

da BBC Brasil

Zavala é defensor dos
direitos dos imigrantes
O Vaticano informou que Bento 16 aceitou a renúncia de Gabino Zavala (foto), 60, um bispo auxiliar de Los Angeles (EUA) que assumiu ser pai de dois adolescentes. Os filhos do bispo vivem em outro Estado com sua mãe.

O arcebispo de Los Angeles, José Gomez, escreveu sobre o caso em uma carta aos fiéis na qual afirma que a arquidiocese está oferecendo "cuidado espiritual" à família e ajudando nos custos da universidade dos adolescentes.

Gomez disse que a notícia é "triste e difícil". Afirmou que o bispo Zavala está vivendo no isolamento e não participa de atividades ministeriais desde a renúncia.  Zavala, que nasceu no México, fez campanhas contra a pena de morte e em defesa dos direitos de imigrantes.

A nota faz referências à lei canônica que permite que bispos renunciem antes da idade normal para a aposentadoria se estiverem doentes ou incapazes de exercerem seus deveres por alguma razão. O Vaticano não disse textualmente a razão para a renúncia do bispo.

O papa não deu sinais de que está disposto a flexibilizar as regras da Igreja Católica sobre o celibato dos padres, que existe desde o século 11. Em março de 2010, ele descreveu o celibato como "um sinal de devocção e de comprometimento total com o Senhor e com seus assuntos, uma expressão da entrega de si mesmo a Deus e ao próximo".

Sacerdotes católicos não tem permissão para se casarem, mas padres anglicanos casados que se convertem ao catolicismo estão isentos da norma. Dois dias atrás, Bento 16 nomeou um padre americano casado para chefiar a primeira estrutura americana para anglicanos que se convertem à religião católica.

Papa inibe debate sobre celibato, mas aceita padres anglicanos casados.
janeiro de 2011

Comentários

Izaque Bastos disse…
acho uma tortura a pessoa nao ter uma mulher, nao poder se casar, para uma igreja que prega o casamento seus oficiais nao poderem casar é estranho, os apostolos casaram, eles dizem que foi Sao Pedro que fundou a igreja catolica, ele era casado, e concerteza, nao tem nda explicito nos escritos dele que os bispos ou oficiais da igreja nao poderiam se casar.
acredito que isso esteja mais ligado ao patrimonio da igreja, acredito que deveria ser da escolha pessoal casar ou nao casar, eu nao sou casado, nem sei se vou casar, mas isso é uma escolha minha, nao pq igreja inpoe, a biblia nao condena o casamento, muito pelo contrario, ele estimula o casamento, acho que a sé, deveria rever essa doutrina.
Izaque Bastos disse…
*impõe.
leia-se ela estimula.
Izaque Bastos disse…
acho uma tortura a pessoa nao ter uma mulher, nao poder se casar, para uma igreja que prega o casamento seus oficiais nao poderem casar é estranho, os apostolos casaram, eles dizem que foi Sao Pedro que fundou a igreja catolica, ele era casado, e concerteza, nao tem nda explicito nos escritos dele que os bispos ou oficiais da igreja nao poderiam se casar.
acredito que isso esteja mais ligado ao patrimonio da igreja, acredito que deveria ser da escolha pessoal casar ou nao casar, eu nao sou casado, nem sei se vou casar, mas isso é uma escolha minha, nao pq igreja inpoe, a biblia nao condena o casamento, muito pelo contrario, ele estimula o casamento, acho que a sé, deveria rever essa doutrina.
Anônimo disse…
Kakaka agora estou entendendo o motivo de tanto ódio e revolta, é solidão de mulher , ouvir um jovem com saúde e aparentemente normal dizer isto não soa nada bem nada bem mesmo.
Anônimo disse…
Não vai casar, vai ser um crente punheteiro ou putanheiro?
Anônimo disse…
Sarah diz:
Como a ICAR pode proibir o casamento de seus sacerdotes? Não é infinitamente mais saudável um sacerdote casado, com família, do que os casos terríveis de pedofilia que temos visto?

@Izaque: a ICAR proibiu o casamento de sacerdotes por diversas vezes; também retirou a proibição por diversas vezes. Leia um pouco mais sobre isso nesse link (texto muito completo, por sinal!):

http://www.desafiodasseitas.org.br/bn-celibato.htm
Anônimo disse…
Enquanto isso, padres pedófilos não renunciam...
Anônimo disse…
"eles dizem que foi Sao Pedro que fundou a igreja catolica, ele era casado, e concerteza, nao tem nda explicito nos escritos dele que os bispos ou oficiais da igreja nao poderiam se casar."

Izaque, a Igreja Católica nunca disse que Pedro fundadou a Igreja Católica.

A Igreja Católica foi fundada por Jesus Cristo sobre Pedro. Desafio você a me mostrar onde está escrito que a Igreja Católica disse que Pedro a fundou.

A passagem em que Cristo cura a sogra de Pedro (de onde a maioria dos protestantes tenta insinuar que Pedro vivia com sua esposa), não mostra que a esposa de Pedro estava presente. Afinal por que somente a sogra de Pedro serviu Jesus e os Apostolos? A esposa de Pedro tinha algum privilégio de não servir ninguém?

JA PAROU PARA PENSAR QUE PEDRO PODERIA SER VIÚVO?

Era muito comum na época, entre os judeus, a família dá mulher (se as condições financeiras fossem ruim) morar com o marido. Na casa de Pedro não seria diferente.

Me mostre outro apostolo que menciona a sua esposa. Qualquer um: Paulo (que era claramente celibatário), Marcos, Matheus, Felipe,... nenhum deles menciona esposa nenhuma.

A coisa se complica mais ainda em relação a esposas entre os sacerdotes, porque nenhum daqueles que ficaram conhecidos como PAIS DA IGREJA, mencionam esposas. Tudo indica que os Pais da Igreja eram também celibatários.
Anônimo disse…
Além do mais Izaque:

E os casos de pastores (que são casados) que abusam menores ou tem casos com outras mulheres (esses existem casos aos montes também como pastores pedófilos)?
Anônimo disse…
TUTI MALUQUI
Odeio admitir, mas concordo com quase tudo que o Izaque colocou.

A coisa mais estúpida e mequetrefe que a igreja já inventou, depois do sexo só depois do casamento, foi que seus sacerdotes não poderem se casar e ter uma família. Não é ela que diz que família é uma benção, que casamento é a vontade de deus e blá-blá-blá? Não consigo entender o fundamento disso.

Espero que muitos sigam o exemplo desse bispo, ao invés de procurar outros meios, criminosos diga-se de passagem, para satisfazer seus desejos na clandestinidade.

A única coisa que não concordo com o Izaque é que é "uma tortura a pessoa não ter uma mulher". Algumas pessoas acham o contrário... rsrsrs
Anônimo disse…
"Não é ela que diz que família é uma benção, que casamento é a vontade de deus e blá-blá-blá? Não consigo entender o fundamento disso."

Luan, o Próprio Cristo diz que "Todo aquele que deixar por amor de meu nome a casa, ou os irmãos, ou as irmãs, ou o pai ou a mãe, ou a mulher, ou os filhos, ou as fazendas, receberá cento por um e possuirá a vida eterna" (Mt 19, 29).

Dedicando-se a Igreja de Deus, ganha muito também. Se não a maior das Graças de Deus.

A vocação é para quem tem, não para QUEM ACHA QUE TEM.

Provavelmente esse bispo é da ala modernista da Igreja Católica. Por isso essa falsidade de só agora ele revelar que tinha filhos.

"Espero que muitos sigam o exemplo desse bispo, ao invés de procurar outros meios, criminosos diga-se de passagem, para satisfazer seus desejos na clandestinidade."

Também espero isso Luan. Assim os verdadeiros sacerdotes irão ter mais tempo para se dedicarem a Igreja, que muitos bispos modernistas como esse Gabino Zavala não deixam e tentam combater os verdadeiros sacerdotes que querem seguir fielmente a Deus... e não ao mundo.

Não fique surpreso se daqui a algum tempo esse bispo modernista Gabino Zavala aparecer defendendo o "casamento homossexual".

"A única coisa que não concordo com o Izaque é que é "uma tortura a pessoa não ter uma mulher". Algumas pessoas acham o contrário... rsrsrs"

Izaque que é o cara que diz "eu nao sou casado, nem sei se vou casar, mas isso é uma escolha minha,..."

Esse rapaz é bem estranho.
Unknown disse…
Anônimo (05/01/12 12:39)

>> "Me mostre outro apostolo que menciona a sua esposa. Qualquer um: Paulo (que era claramente celibatário), Marcos, Matheus, Felipe,... nenhum deles menciona esposa nenhuma."

Em nenhum lugar diz que celibato é obrigatório para os apóstolos (embora Paulo sugira que seja melhor manter-se solteiro).

Agora, o interessante é o nome de um apóstolo em Rom 16:7, Júnias, nome masculino. Acontece que os manuscritos mais antigos trazem o nome Júnia, um nome feminino - que, nas cópias medievais dos manuscritos, foi modificado para a variante masculina Júnias. Além disso, alguns historiadores apontam que o nome Júnias não existia na antiguidade!!!

Portanto, a igreja cristã primitiva tinha apóstolas. O papa que se morda se achar que esta é uma verdade inconveniente para ele.
Anônimo disse…
"Em nenhum lugar diz que celibato é obrigatório para os apóstolos (embora Paulo sugira que seja melhor manter-se solteiro)."

Então por que não se menciona também na bíblia as esposas dos outros apostolos Gustavo Henrique Milaré?

"Agora, o interessante é o nome de um apóstolo em Rom 16:7, Júnias, nome masculino. Acontece que os manuscritos mais antigos trazem o nome Júnia, um nome feminino - que, nas cópias medievais dos manuscritos,..."

Você deve ser uma pessoa muito importante para ter informações de manuscritos antigos!
Anônimo disse…
Coloco aqui de novvo o versículo que coloquei para o senhor Izaque.

"Todo aquele que deixar por amor de meu nome a casa, ou os irmãos, ou as irmãs, ou o pai ou a mãe, OU A MULHER, ou os filhos, ou as fazendas, receberá cento por um e possuirá a vida eterna" (Mt 19, 29).


Por que Cristo não falou "DEIXAR O MARIDO"?
"Então por que não se menciona também na bíblia as esposas dos outros apostolos Gustavo Henrique Milaré?"

- Porque a bíblia é misógina, deveria saber disso.

"Você deve ser uma pessoa muito importante para ter informações de manuscritos antigos!"

- Existe uma coisa muito legal, sabe, chamada INTERNET, e uma ferramenta mágica chamada GOOGLE. Qualquer um pode ter acesso a essas informações. Você não tem porque não te convém!
Izaque Bastos disse…
anonimo 1;00, vá ler a biblia, 1 cor 9 diz o que?
Izaque Bastos disse…
sou estranho pq posso nao querer casar?
uai, vc mesmo diz que Paulo nao foi casadO?
apesar da biblia nao afirmar isso, pois no cap 9 de 1 cor ele da entender que tinha esposa?
e vc diz que pedro poderia ser viuvo?no mesmo cpa 9 o apostolo Paulo fala que ele levava a esposa dele nas viajens.
Izaque Bastos disse…
so lembrando vc anonimo, o nome de Pedro era Cefas, ok? e outra a apassagem de Mateus que fala que Jesus aponta que "sobre essa pedra edificarei minha igreja", ele referia a ele mesmo, e nao a Pedro, pois pedro era cefas.
Izaque Bastos disse…
anonimo 1;00, vá ler a biblia, 1 cor 9 diz o que?
Acontece que "Cefas" (em aramaico "Kepar", em hebraico "Kepha") significava "rocha". Cafarnaum = Kfar Nahum, rochedo de Naum. E o nome de Pedro não era "Cefas", mas Simão (Atos, 15:14).

O nome "Pedro" só passou a existir em latim por causa do Evangelho. Antes não existia "Petrus", mas apenas "petra" (pedra). Mesmo "Petrus" se originou do grego "petros" (pois pedra em grego era masculino, enquanto era feminino em latim) que é tradução de "Kepha".

Jesus deu a Simão o apelido de "rocha" justamente para enfatizar seu papel apostólico. Ou seja, Simão foi transformado em rocha.

Infelizmente para os protestantes, o Evangelho é claríssimo quanto à precedência do catolicismo como única religião diretamente descendente de Jesus.
Anônimo disse…
Eu estranho pq posso nao
querer casar?

Bota estranho nisto, que homem que não quer uma mulher? Só pode estar doente.
Anônimo disse…
Izaque, em relação a Pedro, o ateu José Geraldo Gouvêa já explicou para você.

Acrescento só uma coisa para mostrar que a Igreja Católica não inventou que Pedro foi o primeiro Papa.

A própria Bíblia que você diz seguir vai mostra que Pedro falou na cara dos apostolos que ele foi escolhido pelo prórpio Deus para liderar a sua Igreja aqui na terra.

Já leu Atos dos Apóstolos Cap. 15?

Vou resumir esse capítulo para você.

Repare que Paulo e Barnabé estava tendo uma grande discussão com judeus que se converteram ao cristianismo, mas ainda queriam manter as leis judaizantes.

Interessante que Paulo e Barnabé não sabem como resolver o problema, então ambos vão resolve-lo com os apóstolos. Ai mostra como Paulo, ao contrário que falam muitos protestantes, não era independente dos outros apóstolos.

Chegando a Jerusalém, continuam a discussão com os judaizantes. Pedro mostra para todos quem ele é no versículo 7:

"Ao fim de uma grande discussão, Pedro levantou-se e lhes disse: "Irmãos, vós sabeis que já há muito tempo Deus ME ESCOLHEU DENTRE VÓS, PARA QUE DA MINHA BOCA OS PAGÃOS OUVISSEM A PALAVRA DO EVANGELHO E CRESSEM." (At 15, 7)

Se quiser continuar lendo , fique a vontade Izaque.

Interessante Izaque que Pedro não fala para os apóstolos: "Deus escolheu todos nós, para que saissem de nossas bocas..."

Pedro falou no singular. Falou apenas dele para
"PARA QUE DA MINHA BOCA OS PAGÃOS OUVISSEM A PALAVRA DO EVANGELHO E CRESSEM."

Lembrando que todos os apóstolos estavam presentes.

E ai como fica?

Que versículos você vai isolar para tentar desmentir o que a prórpia bíblia te desmente.
Unknown disse…
>> "Então por que não se menciona também na bíblia as esposas dos outros apostolos Gustavo Henrique Milaré?"

E por que elas seriam mencionadas? A esposa de Pedro também não é mencionada, nem para falar que ela estava viva, nem para dizer que ela morreu. Se não fosse pelo relato mencionando a sogra de Pedro, jamais saberíamos que Pedro era (ou fora) casado.

>> "Você deve ser uma pessoa muito importante para ter informações de manuscritos antigos!"

Obrigado pelo elogio :D

Fico surpreso você achar que seja tão difícil assim encontrar informações sobre os manuscritos. Eu vi essa informação numa aula do historiador do Novo Testamento Dale B. Martin.

Nesta aula, ele explica que Paulo dava uma certa liberdade às mulheres (ou quase) - elas podiam falar nas igrejas e podiam inclusive liderá-las, entre outras coisas. Entretanto, com o machismo (maldito!) da sociedade, os escribas fizeram alterações em seus textos para defender que as mulheres deveriam ser consideradas como inferiores.

1 Coríntios 14:34-36 foi uma adição posterior, os manuscritos mais antigos não apresentam esses versículos, outros manuscritos apresentam estes versículos em outra posição, sugerindo que eles haviam sido inicialmente adicionados como uma nota à margem do texto que foi colocada em posições diferentes do texto quando o manuscrito foi copiado por escribas.

Compare os versículos 1 Cor 14:34-36 com 1 Cor 11:4-13. Em 1 Cor 11:4-13, Paulo dá a entender que mulheres podem orar e profetizar, mas em 1 Cor 14:34-36, ele diz que mulheres devem ficar quietas nas igrejas. Isso significa que duas pessoas diferentes escreveram 1 Cor 14:34-36 e 1 Cor 11:4-13.

Vou transcrever um pedaço dessa aula e mais abaixo colocarei o link.

"E então você tem a situação onde em Romanos 16, vários versos de Romanos 16, Paulo na verdade referencia às mulheres como líderes de igrejas. Há partes onde Paulo está disposto a falar de mulheres como líderes de igrejas. De fato, em um dos versos de Romanos 16, Paulo referencia duas pessoas, Andronicus e Júnia e ele diz: 'Eles se distinguem entre os apóstolos.'

"'Entre os apóstolos,' parece que ele está dizendo que Andronicus e Júnia são eles mesmos apóstolos. Os apóstolos, para Paulo, não inclui apenas os doze, certo? Porque ele pensa que ele mesmo é apóstolo e ele não é um dos doze. A palavra 'apóstolo' para Paulo tem um significado mais amplo que os doze e se refere a pessoas que saem por aí pregando o evangelho. Aparentemente, Paulo está chamando duas pessoas, Andronicus e Júnia, de apóstolos em Romanos 16.

"É interessante que a palavra 'Júnia', é como a palavra é traduzida hoje em dia, mas em traduções para o inglês mais antigas, era traduzida como 'Júnias', que é um nome masculino. Houve um debate entre os estudiosos sobre como traduzi-la, ela se parece da mesma forma em grego pela forma como ela é colocada na frase.

"Quando você traduzir o texto, você vai fazê-lo um nome masculino ou feminino? As pessoas sempre pensaram que era um nome masculino. Por quê? Os estudiosos pensavam - e é claro que estes estudiosos são homens que passaram por uma tradição de centenas e centenas de anos - eles pensavam que, bem, não pode haver uma apóstola mulher, então deve ser um nome masculino. Nos anos 70 algumas estudiosas feministas apareceram e apontaram que o nome 'Júnias' era um nome masculino muito, muito, muito, muito raro, mas Júnia era um nome feminino muito comum, e argumentaram através de criticismo textual que Paulo originalmente estava se referindo a uma mulher, Júnia.

"E agora você tem a maioria dos estudiosos admitindo que é uma mulher. É o nome de uma mulher."


http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=T_m10CyD-fs#t=1056s

Tem esse texto (e vários outros pela internet) explicando os argumentos sobre Rom 16:7.

http://www.michaelsheiser.com/TheNakedBible/Junia%20S%20McCarthy.pdf
Anônimo disse…
"Fico surpreso você achar que seja tão difícil assim encontrar informações sobre os manuscritos. Eu vi essa informação numa aula do historiador do Novo Testamento Dale B. Martin."

Gustavo Henrique Milaré, se sãoevangelhos apócrifos, nenhum cristão de verdade irá levá-los a sério.

Não sei quem é Dale B. Martin. Mas sendo critão, deve ser aqueles cristãos modernistas.

"Nesta aula, ele explica que Paulo dava uma certa liberdade às mulheres (ou quase) - elas podiam falar nas igrejas e podiam inclusive liderá-las, entre outras coisas. Entretanto, com o machismo (maldito!) da sociedade, os escribas fizeram alterações em seus textos para defender que as mulheres deveriam ser consideradas como inferiores.

1 Coríntios 14:34-36 foi uma adição posterior, os manuscritos mais antigos não apresentam esses versículos, outros manuscritos apresentam estes versículos em outra posição, sugerindo que eles haviam sido inicialmente adicionados como uma nota à margem do texto que foi colocada em posições diferentes do texto quando o manuscrito foi copiado por escribas."

Como disse mais acima: Provavelmente esse senhor está tirando isso de evangelhos apocrifos.

Não é dificil dar uma pesquisada em evangelhos apocrifos e descobrir que neles se pregava isso que você e o senhor Dale B. Martin pregam.

Evangelhos apocrifos pregam liberdades para tudo; até mesmo em insinuar que Jesus Cristo e Maria Madalena tiveram uma caso.

Agora, falar que 1 Coríntios 14:34-36 foi uma adição posterior e não mostrar uma prova disso, é desonestidade historiográfica.
Unknown disse…
O que eu apresentei não tem nada a ver com evangelhos apócrifos!

Dale B. Martin não é cristão, é historiador do Novo Testamento, e eu deixei isso claro no meu comentário. Não tem nada a ver com pregação, é simplesmente uma análise histórico-crítica do texto.
Unknown disse…
O fato que 1 Coríntios 14:34-36 foi uma adição posterior não é mera invenção, é o que os manuscritos apontam.

Como eu disse, há manuscritos que não apresentam esses versículos e há manuscritos que apresentam esses versículos em outra posição no texto. A única forma de explicar isso é que eles foram adicionados posteriormente e não pertenciam ao texto original.

Eu expliquei isso no meu comentário, mas você parece que nem leu!
***Amanda*** disse…
"O solteiro cuida melhor das coisas de Deus porque não tem o coração dividido."
Simples!

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Mescla da política e religião intimida ateus no Brasil. E defendê-los e defender a razão

Deputado estadual constrói capela em gabinete. Ele pode?

Fé de pais TJs não supera direito à vida de um bebê, decide juíza

Como as memórias são armazenadas em nosso cérebro?

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Ateu manda recado a padre preconceituoso de Nova Andradina: ame o próximo

No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

Holanda pede a religiosos provas de que animal não sofre no abate

Marianne Thieme: "Liberdade religiosa termina onde começa o sofrimento de humanos ou de animais"  O Parlamento da Holanda concedeu aos líderes do judaísmo e do islamismo um ano para provar cientificamente que o abate religioso não causa sofrimento nos animais.  Em junho de 2011, a Câmara dos Deputados aprovou lei que proíbe esse tipo de abate porque é feito sem o atordoamento dos animais. A lei terá de ser votada pelo Senado, para ser confirmada ou não, o que ocorrerá após o prazo dado para a manifestação dos religiosos. A lei foi proposta pelo Partido pelos Animais, o único do gênero no mundo. Para Marianne Thieme (foto), líder do partido, “a liberdade religiosa termina onde começa o sofrimento humano ou animal”. Ela é seguidora da Igreja Adventista do 7º Dia. A proposta da nova lei uniu judeus e muçulmanos do país. Eles acusam o Parlamento de querer acabar com a liberdade de religião. Pela tradição judaica e islâmica, os animais têm de estarem conscientes no m