Pular para o conteúdo principal

Padre recusa funeral a corpo de homem que morreu por eutanásia

padre Norbert van der Sluis
Norbert Sluis disse que apenas
seguiu a orientação da igreja
O padre holandês Norbert van der Sluis (foto), 52, de Liempde, da província North Brabant, se recusou a celebrar funeral ao corpo de um homem idoso que tinha decido morrer por eutanásia porque sofria muito de uma doença.

Sluis disse que seguiu a orientação da Igreja Católica. “[Por isso], quando se trata de eutanásia, a minha resposta tem de ser não”, afirmou ele à Rádio Holanda. Falou que a sua decisão tem o apoio dos bispos seus superiores.

Em 1980, o papa João Paulo 2 emitiu um documento oficial esclarecendo que a eutanásia e o suicídio assistido estão no mesmo nível dos assassinatos.

Mesmo assim Sluis tem recebido muitas críticas de fiéis. A indignação deles aumentou quando o padre impediu que a família do homem procurasse na paróquia outro sacerdote para encomendar o corpo.

“Por questão de consciência, não posso permitir a celebração por um colega da missa do funeral na minha igreja”, afirmou.

A imprensa holandesa informou que, no país, cerca de 3.000 pessoas morrem por ano por eutanásia. Apesar disso, o padre Sluis foi o primeiro a deixar um corpo sem funeral. Ele tem recebido apoio dos fiéis mais conservadores.

O próprio papa João Paulo 2 (1920-2005), contra a sua vontade, teria morrido de eutanásia em uma decisão do Vaticano e de seus médicos para abreviar  os sofrimentos da agonia, de acordo com uma tese polêmica defendida pela médica italiana Lina Pavanelli, especialista em tratamento intensivo de pacientes.

Ela argumenta que a informação do Vaticano de que o papa tinha morrido de insuficiência respiratória aguda não se sustenta. O caso de JP 2, diz, era mais grave, porque o mal de Parkinson já tinha afetado os músculos de sua garganta, impedindo-o de engolir qualquer coisa.

A médica escreveu um artigo com o título “A doce morte de Karol Wojtyla” explicando porque, no seu entender, a morte do papa não foi natural, mas provocada.

Com informação das agências e deste blog.

Bispo nega casamento a jovem impotente e cria polêmica na Itália.
junho de 2008

Vaticano recusa funeral ao paciente que pediu para morrer.
dezembro de 2006

Casos de fanatismo religioso.

Comentários

Anônimo disse…
Historicamente o catolicismo nega funerais em alguns casos, como suicídios (onde se enquadraria a eutanásia) ou mortes provocadas por duelos, daqueles comuns até o século XIX.
Anônimo disse…
Procurei essas e outras noticias do blog na internet, e um monte delas não aparece nas pesquisas do Google,somente aparece resultados ligados a esse blog,ou seja o dono deste blogger não coloca as fontes das noticias,ta ai a fraude, essa por ex:
'Com informação das agências e deste blog'
Quais agencias,coloque ai a fonte da noticia,Sr Paulo Lopes ninguém é burro não,é fácil inventar uma noticia e postar né.
Paulo Lopes disse…
Pesquise pelo nome do padre, Norbert van der Sluis, seu burro!
Anônimo disse…
Para o burro das 15:57, aqui vai uma notícia completa: father norbert van der sluis « In Caelo et in Terra.
Anônimo disse…
Anônimo disse…
É, tem gente que ainda não aprendeu a usar o Google.
Anônimo disse…
KKKKKKK

esse anônimo de 25/08/11 15:57 já ganhou um apelido "O burro"
Anônimo disse…
Sr Paulo Lopes em algum momento eu te chamei de burro para você vim me chamar de burro?Para um jornalista o sr é bem mal educado né,bem esperar o que de um jornalista de segunda categoria,e um ateu,exatamente o que eu falei eu repito existem posts aqui, não todos que é pura historias inventadas para atacar as religiões, o sr é tão esperto que acha que um blog bobo vai transformar os brasileiros em ateus de certo.
Anônimo disse…
O sr ainda diz que esse blog não é ateu né,porque nunca tem noticias de ateus?Ah ta certo ateus não cometem crime esqueci desse detalhe...
Douglas disse…
Não digo "burro", mas que você é bem atrevido e mal preparado, isso é. Acusar alguém de forjar notícias quando se pode facilmente provar o contrário, o que te mostrou ser altamente ineficiente na busca por evidências, é preocupante.
E não acho que o jornalista tem por objetivo pessoal "transformar" ninguém em ateu. Ateus se tornam ateus, no geral, por si próprios. Mais: acredto que muita coisa melhoraria se os brasileiros, pelo menos numa grande maioria, se tornassem ateus, mas se não se tornam, ruim para mim, pior pra eles.
Mais cuidado com seus ataques gratuitos, e experimente se identificar da próxima vez, ao menos. Dá-se mais crédito e valor a alguém que não se esconda por trás de anonimatos.
Douglas disse…
Infantilidade sua querer fazer crer que alguém aqui nega que ateus cometam crimes. Leia mais, suspeite o quanto quiser, mas "chute" menos.
Paulo Lopes disse…
Ei, anônimo das 19:13: eu coloco aqui meu nome, e-mail e rosto, me exponho. E você, um anônimo, diz que invento histórias. Repito: um anônimo!

Você não credibilidade alguma para dizer o que quer que seja. Muito menos para questionar.
Anônimo disse…
Senhor Paulo Roberto Lopes e demais leitores registrados ou anônimos etc,não sei se perceberam mas os ataques dos religiosos a este blog e aos leitores aumentaram significativamente de uns dias para cá!Porque será?
Nathan disse…
rs!

"os ataques dos religiosos a este blog e aos leitores aumentaram significativamente"

oras... a história sempre se repete! Trata-se de um fenômeno chamado Reversibilidade, ou, para usar um termo mais conhecido e "consagrado", por assim dizer, na filosofia moderna, "eterno retorno".

Veja bem, sr. católico...
Dirijo-lhe uma pergunta:
Há dois mil anos atrás, quem foram os que atacaram significativamente o Messias, rogando à autoridade romana que ele morresse no madeiro, isto é, que fosse "crucificado"?
Naquele dia, ele foi atacado verbal, corporal, e injustamente por ninguém mais, ninguém menos que os próprios RELIGIOSOS!

E o que os religiosos (não só os igrejistas cristãos, mas também qualquer militante [paranóico tresloucado] de ideologias reacionárias e/ou [pretensamente] libertárias) fazem nos dias de hoje???
ATACAM tudo (e a todos) que lhes contrariam, que não lhes sejam de "acordo"...
A diferença é que eles não "sentenciam à morte", como naquela época, mas sim ao "inferno". Quanto aos militantes idealistas (isto é, religiosos), estes recorrem à Lei, ao Estado, aos processos judiciais... e, não obstante, desejam, do fundo da alma, que os grupos que eles repudiam sejam mortos de fato...

Por isso eu considero a sociedade atual tão religiosa quanto à da antiguidade, ou da Idade Média... E isso terá consequências amplamente "fenomenais"!

Por que será??
Nathan disse…
hey! Eu li mal o seu comentário, Anônimo 19:53!
Te chamei de "católico", me perdoe!

Bem, mas a pergunta do meu comentário continua, e dirigida aos religiosos, exclusivamente!

that's it!
AlyneS2 disse…
"Senhor Paulo Roberto Lopes e demais leitores registrados ou anônimos etc,não sei se perceberam mas os ataques dos religiosos a este blog e aos leitores aumentaram significativamente de uns dias para cá!Porque será?"

NHaaa, Nhaaa eu posso tentar responder? Obrigada. Bem, deixe-me ver, na minha opinião eu acho que eles apenas se enfurecem com esse blog por ter tanta coisa cotra eles assim eles descarregam sua ira contra nós ateus. Ou eles querem nos converter como dizem alguns anônimos que falam que os ateus querem converter os religiosos. Ou simplesmente é a opinião enfurecida de cada um....ta bom, eu não consegui resumir minha resposta mas uma dessas coisas que eu citei deve ser verdade^^
Anônimo disse…
Anônimo 25/08/11 19:22 disse:
"Ah ta certo ateus não cometem crime esqueci desse detalhe..."
Anônimo 25/08/11 19:22

É Claro que Ateus "também" cometem crimes, mas é lógico que não são todos.

Vamos supor que metade dos Ateus cometessem crimes (e isso é muito) sendo os Ateus apenas 2% da população, então Ateus criminosos não passariam de 1% da população.

E os outros 99% dos criminosos?!
Quem seriam?
Fernando disse…
Porque as pessoas não usam o pouco de tempo de vida que lhes resta para glorificar á Deus. Talvez isto não terá repercussão na mídia, mas com certeza terá nos céus.------------------------------------------------------------------------------"Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Mateus 11:25"
Anônimo disse…
Pois é Cristão! porque você não vai fazer isso e para de perder seu tempo vindo aqui falar merda e encher o saco!
Fernando disse…
Porque as pessoas não usam o pouco de tempo de vida que lhes resta para glorificar á Deus. Talvez isto não terá repercussão na mídia, mas com certeza terá nos céus.------------------------------------------------------------------------------"Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Mateus 11:25" (2)
Anônimo disse…
Ora que isso Cristão. Nós agradecemos sua preocupação conosco, mas na boa. Não queremos ir pro céu com você
J.M. disse…
Será que esse senhor Cristão-Fernando vai iniciar uma nova série de postagens de spams aqui no blog?
Anônimo disse…
Mais um enguiço do Cristão-papagaio?
AlyneS2 disse…
Bom foi o tempo que achamos que o Cristão ia embora^^
Anônimo disse…
A igreja que condena a eutanasia...é serviçal do fascismo....
http://www.youtube.com/watch?v=mJgj-XTGVaU
Anônimo disse…
Não morreu como cristão por que deveria ser enterrado como um?
Anônimo disse…
Anônimo, reveja seus cálculos. Embora eu concorde que a minoria dos criminosos é de ateus, há um erro na sua conta. Ateus criminosos são 1% da população ou 1% dos criminosos?
Mesmo 1% da população poderia ser 100% de criminosos, não acha?
Anônimo disse…
São só os cristãos que merecem ser enterrados?

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Escola Estadual Igreja Evangélica muda de nome e deixa de afrontar o Estado laico

Evangélico, chefão do tráfico no Rio manda fechar igrejas católicas

Ministro do STF critica a frase ‘Deus seja louvado’ do real

Marco Aurélio lembrou  que somente no  império  a religião era obrigatória  O ministro Marco Aurélio (foto), 65, do STF (Supremo Tribunal Federal), disse que não consegue conceber “que nas notas de moedas do real nós tenhamos ‘Deus seja louvado’”, porque isso fere a laicidade do Estado. Em uma entrevista ao UOL, lembrou que na argumentação de seu voto favorável à descriminalização do aborto de fetos anencéfalos, em abril, ressaltou que o Brasil não está mais no império, “quando a religião católica era obrigatória e o imperador era obrigado a observá-la”. “ Como outro exemplo de incompatibilidade com o Estado laico ele citou o crucifixo do plenário do STF. “Devíamos ter só o brasão da República.” Aurélio elogiou a decisão do Tribunal de Justiça gaúcho pela retirada do crucifixo de todas as suas dependências, o que demonstra, segundo ele, que o Rio Grande do Sul é um Estado que “está sempre à frente em questões políticas”. Celso de Mello, outro ministro do Supremo, já

Estudante expulsa acusa escola adventista de homofobia

Arianne disse ter pedido outra com chance, mas a escola negou com atualização Arianne Pacheco Rodrigues (foto), 19, está acusando o Instituto Adventista Brasil Central — uma escola interna em Planalmira (GO) — de tê-la expulsada em novembro de 2010 por motivo homofóbico. Marilda Pacheco, a mãe da estudante, está processando a escola com o pedido de indenização de R$ 50 mil por danos morais. A primeira audiência na Justiça ocorreu na semana passada. A jovem contou que a punição foi decidida por uma comissão disciplinar que analisou a troca de cartas entre ela e outra garota, sua namorada na época. Na ata da reunião da comissão consta que a causa da expulsão das duas alunas foi “postura homossexual reincidente”. O pastor  Weslei Zukowski (na foto abaixo), diretor da escola, negou ter havido homofobia e disse que a expulsão ocorreu em consequência de “intimidade sexual” (contato físico), o que, disse, é expressamente proibido pelo regulamento do estabelecimento. Consel

Arcebispo afirma que vida dos descrentes não tem sentido

Para Battisti, o sentido da vida está no sobrenatural  O arcebispo Anuar Battisti (foto), 59, de Maringá (PR), escreveu um artigo onde aborda um tema recorrente por parte de religiosos, o de que não há sentido na vida dos descrentes em Deus. “Este ambiente de descrença, misturado com ateísmo, leva a pessoa a viver no deserto da vida sem gosto, sem rumo, vagando em busca de um sentido”, escreveu dom Battisti no artigo publicado no Diário.com. “A ausência de Deus cria na alma humana um vazio de sentidos que leva ao desespero, à negação de tudo o que diz respeito ao sobrenatural”, acrescentou. A americana Paula Kirby, consultora de organizações seculares, escreveu recentemente no Washington Post que quem precisa de Deus para que a sua vida tenha um significado é porque a sua família e amigos, em tese, não têm nenhum valor. O que, obviamente, é um absurdo. Ninguém precisa de Deus, por exemplo, para amar seus filhos. Kirby argumentou que é o cristianismo que tenta tirar todo

Intel deixa de ajudar escoteiros que discriminam gays e ateus

Milagrento Valdemiro Santiago radicaliza na exploração da fé

Médico acusado de abuso passa seu primeiro aniversário na prisão

Roger Abdelmassih (reprodução acima), médico acusado de violentar pelo menos 56 pacientes, completou hoje (3) 66 anos de idade na cela 101 do pavilhão 2 da Penitenciária de Tremembé (SP). Foi o seu primeiro aniversário no cárcere. Filho de libaneses, ele nasceu em 1943 em São João da Boa Vista, cidade paulista hoje com 84 mil habitantes que fica a 223 km da capital. Até ser preso preventivamente no dia 17 de agosto, o especialista em reprodução humana assistida tinha prestígio entre os ricos e famosos, como Roberto Carlos, Hebe Camargo, Pelé e Gugu, que compareciam a eventos promovidos por ele. Neste sábado, a companhia de Abdelmassih não é tão rica nem famosa e, agora como o próprio médico, não passaria em um teste de popularidade. Ele convive em sua cela com um acusado de tráfico de drogas, um ex-delegado, um ex-agente da Polícia Federal e um ex-investigador da Polícia Civil. Em 15 metros quadrados, os quatros dispõem de três beliches, um vaso sanitário, uma pia, um ch

PSC radicaliza ao dar apoio a Feliciano, afirma Wyllys

por Ivan Richard da Agência Brasil Deputado disse que resposta também será a radicalização O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), na foto, criticou a decisão do PSC de manter o pastor Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorais da Câmara. Para Wyllys, o acirramento dos ânimos por parte do PSC pode provocar ainda mais confusão nas sessões da comissão. Feliciano é acusado por de ter feito afirmações homofóbicas, como a de que a "Aids é câncer gay", e racistas. “Não falo em nome do movimento [LGBT], mas, se um lado radicaliza, o outro tende a radicalizar. Se o PSC radicaliza e não ouve a voz dos movimentos socais, das redes sociais, o pedido para que esse homem saia da presidência, se a tendência é radicalizar e não dar ouvidos, é lógico que o movimento radicalize do outro. Isso não é bom para a Câmara, para o Legislativo, para o PSC, nem para o país”, disse Wyllys. Wyllys afirmou que as lideranças do PSC estão “confundindo” as criticas ao