Pular para o conteúdo principal

Sobrinho afirma que atirador tinha um orientador espiritual

Na foto do MSN, o atirador está de barba 
Um sobrinho de Wellington Menezes de Oliveira (foto), 23, o atirador do Realengo, afirmou que o seu tio tinha um orientador espiritual sobre o qual fazia referência em e-mails.

“Os e-mails que ele me mandava eram muito grandes. Muitas das vezes eu não lia tudo, mas lembro de alguns em que falava que tinha um cara [o orientador]”, disse o sobrinho ao Jornal Nacional.

O sobrinho, cujo nome é mantido em sigilo, prestou ontem à noite depoimento à delegada Elen Sardenberg, titular da Delegacia de Combates aos Crimes de Informática do Rio, a quem entregou os e-mails para que a polícia verifique “quem era esse cara que dava conselhos para ele”.

Pelos manuscritos e publicações (incluindo a Bíblia) encontrados na casa do atirador, ele sofria de uma demência religiosa que se nutria do cristianismo da Testemunhas de Jeová e do islamismo extremado, com fixação pelo terrorismo. 

Em um manuscrito, afirmou estar fora do “grupo” [islâmico]. “Mas faço todos os dias a minha oração do meio dia, que é a do reconhecimento a Deus, e as outras cinco que são da dedicação a Deus e umas quatro horas do dia passo lendo o Alcorão. Não tenho o livro, porque ficou com o grupo, mas partes que eu copiei para mim. E o resto do tempo eu fico meditando o lido e, algumas vezes, meditando no 11 de setembro".

Nos papéis apreendidos em sua casa, cita dois nomes, Abdul e Phillip.

Oliveira era uma espécie de “cristão islâmico”. Aparentemente, conseguia conciliar Jesus com Maomé.  Ele estudava o Alcorão, mas em sua carta de suicida fez referência à vinda de Cristo.  

Frequentou um templo da TJs, de acordo com manuscrito dele e com um ex-fiel dessa religião, e, depois, uma mesquita do centro do Rio, segundo o sobrinho.

Sami Isbelle, diretor da Sociedade Beneficente Muçulmana, disse que o nome de Oliveira não consta de seus arquivos. “Ele nunca visitou nem frequentou esta mesquita do Rio.”

Antônio Marcos Oliveira, superintendente do Circuito Rio de Janeiro-07 da Testemunhas de Jeová, reconheceu que o atirador tinha frequentado um templo da religião, mas até o início da adolescência dele. Na versão do ex-fiel, o atirador foi expulso da TJs em 2008 ou início de 2009, quando estava com 20 anos, por discordar do dirigente na época do templo.

A polícia obteve da Justiça a quebra de sigilo eletrônico de Oliveira para investigar quem seria orientador espiritual e outros contatos e se algum deles tem ligação com o terrorismo islâmico.

Na foto de seu perfil do MSN, o atirador está de barba comprida e usa o nome de “Wellington Treze”. Esse número seria uma referência a uma organização terrorista. Constam como seus contatos no comunicador pelo menos seis pessoas. Ele teria cortado a barba dois dias antes de invadir a Escola Municipal Tasso da Silveira e matar 12 estudantes e ferir mais de dez.

Consultor sobre o Alcorão


Com informação do Jornal Nacional e do arquivo deste blog.

por Arnaldo Jabor em abril de 2011

Comentários

  1. A PRINCIPAL CAUSA DESSE ATENTADO foi :

    ´´esquizofrenia´´ herdada por Wellington geneticamente da mãe....mas ? foi a RELIGIÃO com suas ideias absurdas e irracionais que o fez cometer esses atos de barbarie....

    Uns ai dizem que a religião prega o AMOR ? a PAZ ?

    QUE PAPO MAIS FURAAAAAADO ? todos os maiores crimes da humanidade teve motivos religiosos:

    Atentados terroristas , nazismo, genocidio dos nativos nas 3 americas , cruzadas , atentados na Irlanda...

    Os crentes tem odio da icar , os muçulmanos tem odio de todo mundo é uma putaria só...


    Pode investigar que a AL QUAEDA tá por trás...

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo onde foi que vc leu que esquizofrenia é herdada genteticamente?Isso nunca foi provado!!!Por favor,vamos estudar um pouco antes de falar bobagens.

    ResponderExcluir
  3. DOENÇAS MENTAIS graves ou não , sempre tem fatores geneticos ligados ...

    O fato da mãe biologica de Wellington ser esquizofrenica , influenciou biologicamente na condição dele...

    ou se haja que ele ´´surtou´´ do nada ???

    ResponderExcluir
  4. Chacinas como estas acontecem desde o começo dos tempos. Todos nós, seres humanos, temos crueldade e um pouco de loucura dentro de nós, infelizmente. Aliás, só espero que saia uma coisa boa disso tudo: que lancem um mod de GTA no qual você pode invadir uma escola e matar montão de crianças e professores. Sempre quis fazer isso na vida real como muitas pessoas também(porque todos nós temos um lado negro dentro de nós), mas não faço isso no mundo real porque não quero destruir minha vida indo pra cadeia. Mas queria fazer isso num mundo de faz-de-conta para desestressar! Com certeza muita gente também!

    Eu sou adepto do Eagoisdedausfecatiaceilditdo!

    ResponderExcluir
  5. Amigo NUNCA foi provado que a origens das esquzofrenias de vários graus ou outras doenças da esfera mental têm origem genética!!!!Veja bem,NUNCA foi comprovado!!!!!As muitíssimas patologias da esfera mental,inclusive depressões,síndrome do pânico ou transtorno bipolar ou ainda psicopatias sociocomportamentais ou condutopatias sociopáticas são MULTIFATORIAIS!!!

    ResponderExcluir
  6. Sim,existem pessoas que transtornam do nada.Vc nada entende de psiquiatria.Seu comentário demonstra isso.

    ResponderExcluir
  7. Conheço um rapaz que adoeceu de esquizofrenia e não tem nenhum parente com a doença.NENHUM um único parente!!!!!Sem dúvida ,é multifatorial e extremamente complexo para achar que uma simples abordagem genética explicaria a doença tanto é que várias pesquisas foram feitas para estabelecer um elo genético ou hereditário com patologias mentais e TODAS FALHARAM!!!

    ResponderExcluir
  8. O que as pessoas estão precisando é d Jeus Cristo!.

    ResponderExcluir
  9. Será que assistia aquele lixo de programa do fanático do Malafaia?

    ResponderExcluir
  10. A principal causa desse atentado foi o FANATISMO RELIGIOSO.

    ResponderExcluir
  11. Cadê Jesus Cristo?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Projeto de lei de deputado-pastor permite uso dos recursos do FGTS para construir templos

São Carlos recorre ao Estado laico para restringir atividades religiosas no combate ao coronavírus