Popular invade encenação em Minas para salvar Jesus da crucificação

A plateia de uma encenação da Paixão de Cristo na terça-feira (19) em São João del Rei (MG) teve uma atração extra: uma pessoa invadiu o palco para discutir com o ator que interpretava o sacerdote Caifás para que Jesus não fosse crucificado. "Você vai ser excomungado", disse.

O vídeo abaixo, publicado originalmente no Youtube, é atribuído a João Paulo Guimarães.

"É o Jesus, cara!"



Comentários

  1. Anônimo4/26/2011

    Deviam criar algum meio de ensinar religião a doentes mentais. Já basta um Welington assassino do Realengo

    ResponderExcluir
  2. Anônimo4/26/2011

    "não ensinar"

    ResponderExcluir
  3. Existem inúmeras histórias do gênero. Esta, provavelmente, envolve um doente mental, mas antigamente, quando as pessoas ainda não entendiam muito bem o que era cinema, houve casos hilários de pessoas que atiraram nos soldados romanos na tela do cinema (a história ocorreu em Cataguases, MG, e quem atirou foi um conhecido fazendeiro local) ou que saíram correndo do cinema com medo dos leões nos filmes do Tarzã.

    Mas como podemos censurar este pobre louco por seu comportamento quando até hoje os atores que interpretam vilões de novela são hostilizados nas ruas?

    ResponderExcluir
  4. Religião deixa as pessoas idiotas

    ResponderExcluir
  5. Anônimo4/26/2011

    Até mesmo o ator lá saiu correndo. Vai que o louco estava armado de verdade(e estava com um pau depois).

    ResponderExcluir
  6. Anônimo4/26/2011

    Existe uma explicação simples e corriqueira para isso :


    ´´CACHAÇA BRABA´´

    ResponderExcluir
  7. Anônimo4/27/2011

    ...é o "Teatro do oprimido", do Boal...

    Wander

    ResponderExcluir
  8. O pior é que aqueles que acreditam nessa história toda, de verdade, intelectualmente não têm nenhuma diferença desse pobre "cidadão" brasileiro que, pelo menos tenta participar e intervir na mudança dos fatos, com convicção, naquilo que acredita.
    E depois ainda tem gente que diz que "o Brasil não é um país sério..." rsrs

    ResponderExcluir
  9. Pedro Lobo4/27/2011

    Parabéns, Joshka: você foi logo no Xis da questão.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo4/27/2011

    Adorei saber que se JESUS fosse crucificado no BRASIL teria alguém para tentar salvá-lo da crucificação e ainda condenar os ignorantes que o Crucificaram de verdade.Não considero louco ou doente metal.Este homem realmente achou que iriam crucificar JESUS.As ecenações da paixão de CRISTO é realmente chocante para os olhos,pois foi para época um sofrimento de dor terrível e acho que esse homem sentiu essa dor passar pelo seu corpo ,já que se trata de JESUS o Salvador dos pecados do mundo.ADOREI..NIVIA

    ResponderExcluir
  11. Anônimo4/27/2011

    Muito engraçado rsrsrs esse daí muito provavelmente era doente mental mesmo...Diferente do assassino suicida de Realengo que preconcebeu tudo o que ia fazer.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo4/28/2011

    O pior é que aqueles que acreditam nessa história toda, de verdade, intelectualmente não têm nenhuma diferença desse pobre "cidadão"

    Vc é um infeliz e o seu coração é vazio,pois se vc conhecesse de verdade a história ia saber que muitos principais da elite e do povo acreditaram nesta história e até hoje tem pessoas de vários níveis sociais que seguem a Cristo de perto ou de longe,obrigado por sua ignorância de ateu sem lá..

    ResponderExcluir
  13. Afinal, quem é o doente mental nessa história? O cara que interrompeu a encenação ou as pessoas que repetem uma encenação ilógica há 2.000 anos?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte