Pular para o conteúdo principal

TJ-RS condena Iurd por ter coagido bipolar a pagar dízimo

A 9ª Câmara Cível do TJ (Tribunal de Justiça) do Rio Grande do Sul condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a pagar à ex-fiel Silvia Massulo Wolkweis indenização por danos morais de R$ 20 mil por ter coagido-a a doar 10% de tudo que tinha em uma época em que sofria de Transtorno Afetivo Bipolar. A igreja informou que vai recorrer.

A decisão reformou a sentença de 2010 da Justiça de Esteio (cidade da Grande Porto Alegre), que tinha negado a indenização.

Nos autos do processo, Silvia afirmou que deu à igreja um patrimônio estimado em R$ 292 mil. Informou que penhorou bens, incluindo joias, para poder pagar os 10% cobrados pelos pastores. Hoje, disse, ela está na miséria.

A ex-fiel argumentou que fez as doações por estar com o seu senso crítico prejudicado por causa do transtorno de humor, como é classificado esse tipo de comportamento.

Falou que, como contrapartida, os pastores ofereceram recompensas divinas e a solução de uma crise conjugal. Não houve nenhum milagre e o seu casamento naufragou de vez.

Em sua defesa, a Universal alegou não haver provas das doações, mas o TJ recusou esse argumento porque as declarações do Imposto de Renda de Silvia registram a perda de patrimônio. O valor total das doações foi calculado pelo próprio Tribunal.

A igreja também argumentou que não obriga ninguém a pagar o dízimo, até porque a Constituição garante a todos a liberdade de crença.

A desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira, relatora do caso, disse, na sentença, que a liberdade de culto não significa que “atos praticados pela igreja estejam isentos do controle da Justiça”. Lembrou que existem “outras garantias jurídico-constitucionais” que também precisam ser respeitadas.

O desembargadores Túlio Martins e Leonel Pires Ohlweiler acompanharam o voto da relatora pela condenação.

Para Ohlweiler, a igreja abusou da liberdade de crença, porque impôs à fiel uma condição de fé quando ela estava comprovadamente fragilizada pela doença psiquiátrica.

Comentários

Anônimo disse…
TRANSTORNO BIPOLAR é um grave e complicado quadro de disturbio mental ....
Mas creio eu que toooodos os individuos que frequentam seitas crentes como a IURD por exemplo , e 110% das outras tambem sofrem de algum transtorno mental , sem falar o maior e mais visivel deles :

´´A BURRICE EXTREMA´´

Como fazer um crente enxergar que a função do pastor crente é aplicar 171 biblico-religioso nos fiéis para tirar de forma brutal o dinheirinho suado do Fiel trouxa !!!!
Anônimo disse…
Nem Jesus Salva

Ao modificar a sentença da primeira instância, a Des.ª Iris H. M. Nogueira está criando uma jurisprudência para esses casos de roubo abençoado pelas igrejas evangélicas.
Se todos os freqüentadores dos cultos do money, portadores de distúrbios, procurarem a justiça terrena, com base na sentença que deverá ser confirmada nos tribunais superiores, o cofre sem fundo da IURD será esvaziado em tempo “Record”.
O big boss, bispo televisivo, após fornecer procuração e tomar uma bela rasteira do seu parceiro, o Bispo Panceiro, terá que acionar o Banco Renner para socorrer a mãe de todas as tormentas: a própria IURD.
Para não provocar mais falências no mercado financeiro, a Dona Dilma, cumprimentada pelo Grande Irmão durante a sua posse, dará “aquela mãozinha”, usando, inclusive, a nossa sofrida contribuição através dos ultrajantes impostos para impedir a falência de Edir, o Grande Impostor.
Voando no seu jatão e orando no Templo de Salomão, o Macedão ainda vai mandar um “bananão” para todos os comentaristas, blogueiros e outras pobres vítimas que, indiretamente, pagam as rapinagens da galera dos pastores universais cujos tentáculos não perdoam nem os doentes psiquiátricos.
Nem Jesus nos salvará desses vampiros...
Bella Dourado disse…
Acredito nos milagres; na fé dos frequentadores,na ação de Jesus, na manifestação de graça.

Sou totalmente contra os métodos de extorção desteas igrejas da moda.

Conheço crente que abandonou um tratamento por acreditar em "toalhinha ungida" , resultado o problema ta um problmão.

As pessoas tem que ter conciências que os milagrs são obras fa fé, (Se for da vontade de Deus que eles aconteçam); que mandinga nas religiões afros; maços de vela no catolicismo; envelopes de votos $ no protestantismo é tudo a mesma coisa: Tentativa de comprar Deus. Deus não se vende.

Que sirva de alerta para que as pessoas estudem a bíblia, comparem seus textos e percebam, que médicos, advogados, juízes e outros tantos tem seus talentos segundo a vontade de DEUS!

Por hora paz a todos e que Deus tenha misericórdia; antes que algum "caudilho" entre de chicote tomado pelo exemplo de Jesus dentro dos templos profanados.
Anônimo disse…
gozado né, quando eles se ferram vão buscar a justiça dos homens, pq não cobram da justiça divina heim???????
Anônimo disse…
Chuta essa, santa!

Os pastores da IURD não precisam da assessoria do Banco Renner para realizar a simplória contabilidade que resulta em lucros fantásticos para a cúpula da igreja.
Roubaram 292 mil reais da evangélica amalucada para devolver apenas 20 mil reais por ordem da justiça.
Usando esta aritmética simples, qualquer falastrão, com a bíblia na mão, fica rico em pouco tempo, obtendo um lucro de 272 mil reais em cada “pernada” que ele aplicar no irmão da sua igreja com a ajuda dos juízes e dos desembargadores atarefados com a busca do sucesso na carreira profissional.
Porque não foi determinada a devolução de todo o capital surrupiado pela IURD devidamente corrigido para a autora da ação judicial de perdas e danos morais?
Será que a igreja que anuncia, orgulhosamente, ex-drogado, ex-assassino, ex-viado, ex-pinguço, ex-aidético e ressuscita defunto irá apregoar a incômoda recuperação da ex-doida varrida, a Dona Silvia Massulo Wolkweis que está correndo atrás do seu prejuízo?

Chupem essa manga, irmãos!
Anônimo disse…
MISSIONARIA DO DEMO

Meus tempos zun-zun, acompanhei muito bebum. Nessa época (maravilhosa!) não havia essa PATA DO DEMO, a IURD e Don Macedão, Filho-do-Cão.
Missionária era coisa séria, crentes, geralmente americanas, senhoras vestidas com decência, não essas peruas, essas galinhas com óculos escuros de griffe, espertas prostitutas cultuais que vivem do charlatanismo barato, do fanatismo explorado pelo materialismo mais grosseiro e vulgar.
A missionária do DEmo, sobrevivendo às custas do 171, que é a máfia do dízimo, que sustenta zilhões de vagabundos no mundo inteiro, inclusive ela; defende o protestantismo correto, o evangélico correto, o crente correto. O que essa safada não revela, é que TUDO É A MESMA COISA, capitalismo puro e selvagem. Nenhuma destas sinagogas de satanás é representante de Deus, nem de Jesus nenhum na terra. Nem ela. Se o Vaticano, fundamentado sobre as sete colinas de Roma, que foi fundada oito séculos antes de Cristo, é UMA MENTIRA; esta missionária de Lúcifer vem nos convencer que a verdade está com ela. E HÁ MILAGRES, E HÁ CURAS, mas não com as toalhinhas ungidas, da seita contrária, inimiga da dela, obviamente. Porque na seita dela, as orações são assépticas, DIRIGIDAS AO NADA, E NÃO PASSAM DAS PAREDES DO TETO. Não chegam a Deus nenhum, porque as ondas do rádio e da televisão não deixam. Ora, missionária do Demo, maço de vela é comprar Deus? Pois tome um banho de descarrego, macumbeira de araque!
Anônimo disse…
Quando eles vão depor nos muitos inquéritos que respondem? Eu quero ver o macedão se defendendo.
Anônimo disse…
Aqui na minha cidade a Assembleia de Deus recebe dízimo de aposentados por distúrbios mentais(3 casos que eu sei mais um que já morreu)e não tem nada a fazer, os responsáveis legais de essas pessoas são da igreja e não vem nada de mais em aposentado/a por distúrbios mentais dar dízimo
VOZ DO BRASIL disse…
A solução é aplicar a lei que hoje rege na Alemanha e em muitos países europeus:

O otário (digo: fiel) deposita seu dízimo numa conta do governo em nome de sua igreja.
O governo registra a doação e repassa para a respectiva igreja, descontando o imposto devido, é claro... Assim o Estado tem pleno controle de tudo o que as igrejas recebem e ainda tributa esses lucros do comercio da fé.

Só que aqui no Brasil, maior pais corrupto do mundo, não é assim.
A bandalheira das igrejas deitam e rolam sobre a economia, sobre a mídia, sobre o estado e sobre as leis, com suas bancadas políticas eleitas nos seus respectivos currais eleitorais.

Resta agora tentar impedir que esses inescrupulosos empresários da fé não tomem o poder de vez e transforme nosso Brasil numa teocracia fundamentalista com domínio total sobre nossa economia, nossas tradições, nossa fé, nossa ciência, nossas artes e nossa política, para criminalizar aqueles que são contra seus princípios medievais ou que não comunguem com seus dogmas.

Um grande perigo para a sociedade em transformá-la numa ditadura com as ferramentas das complacências democráticas.
Anônimo disse…
Prezado Amigo Paulo Lopes, peço que modifique um pequeno trecho do seu texto, onde informa "transtorno afetivo bipolar" como doença. É classificado, segundo o DSM-IV e pelo CID-10, transtorno de humor e não doença. Se puder substituir uma expressão pela outra, seria muito instrutivo para os outros leitores. Veja o artigo na wikipedia
Paulo Lopes disse…
Mudei o texto. Abs.
Anônimo disse…
No final de 2012 teve um video do Pastor Waldomiro sobre os fiéis doarem 10% sobre o salário que elas gostariam de ganhar. Pergunto: Ao final de 2013 se a pessoa não estiver ganhando o tal salário ela pode entrar na Justiça contra a igreja do Waldomiro?
VOZ DO BRASIL disse…
Cara Missionária.

Apesar de eu ser Ateu, concordo plenamente com a senhora. A fé é uma manifestação de foro íntimo das pessoas, portanto não deve-se atrelar á materialidade do dinheiro, nem vice-versa.

O Estado por ser laico já garante a liberdade de culto, mas isso não quer dizer que o estado deva permitir a comercialização do produto da fé.

Por ser a fé, algo "divino e sagrado" entre os crentes, deveria ser por eles mesmos mais respeitado no campo do seu conceito de "sagrado".

Os atuais sacerdotes, notadamente os neo pentecostais e os que pregam a duvidosa "teologia" da prosperidade não passam de mercadores de discursos infames isentos de impostos. - Estes merecem o peso da lei do Estado.

Posts + acessados hoje

Igreja do 'santo' Maradona tem altar, cultos e mandamentos

Para não pagar imposto, TJs alegam que máquina de passar roupa é essencial à religião

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade