Vídeo mostra o controvertido ritual judaico de circuncisão



O vídeo abaixo mostra o controvertido ritual judaico da circuncisão praticado por ultraortodoxos. Trata-se do metzitzah b'peh ou MBP.

Ao sugar a circuncisão,
rabino pode passar
herpes ao bebê
Controvertido porque, além da brutalidade contra alguém indefeso, o ritual põe em risco a saúde do bebê, porque o rabino suga (com a boca) o sangue da ferida do pênis, havendo casos de transmissão do vírus da herpes.

A doença pode matar o bebê ou deixá-lo com sequelas no cérebro.

O ritual é promovido principalmente por seguidores das seitas hassídicas.

Segundo eles, é uma cerimônia que confirma a aliança do povo escolhido com Deus.

Em seu livro “Deus não é Grande – como a religião envenena tudo”, Cristopher Hitchens (1948-2011) criticou o metzitzah b'peh pela "sua natureza anti-higiênica ou suas associações (sexuais) perturbadoras”.



Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Ultraortodoxos insistem em sugar circuncisão de bebês


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog