Jean Wyllys acusa Malafaia de semear ódio na TV

Jean Wyllys
Deputado Wyllys criticou  a
"estupidez fundamentalista"
O deputado e militante gay Jean Wyllys (Psol-RJ), na foto, disse que a entrevista que Silas Malafaia concedeu a Marília Gabriela mostrou que o pastor é um “semeador de ódio”, “um falso profeta”.

Na entrevista levada ao ar no domingo, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo refirmou que é contra a união de pessoas do mesmo sexo porque dois homens ou duas mulheres não conseguem “criar uma criança perfeita”.

O pastor disse que, mesmo assim, não odeia os homossexuais porque a Bíblia condena o pecado, e não os pecados. Afirmou que, assim, “ama” os gays tanto quanto os bandidos.

Wyllys afirmou que não pode ignorar as mentiras do falso profeta porque o pastor tem acesso a veículos de comunicação de massa, como a TV.

“Se esse vendilhão do templo homofóbico e semeador de ódio não tivesse horário na tevê aberta nem falasse à grande mídia, eu poderia ignorá-lo”, disse. O problema é que, segundo o deputado, “muita gente com preconceitos arraigados e presa a dogmas religiosos vira terra fértil para as mentiras e o ódio que esse endilhão semeia.”

No seu perfil no Facebook, o deputado pediu para que as pessoas “não se calem diante da estupidez fundamentalista e do cinismo dos exploradores comerciais da fé”.





Com informação das agências.

Bíblia diz que pastor tem de ganhar bem, afirma Malafaia
fevereiro de 2013

Silas Malafaia