Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Petição de apoio a Malafaia era lobby homofóbico, diz Avaaz

O site avaliou que a campanha feria
os princípios de sua comunidade
O site Avaaz excluiu a petição de apoio à manutenção do registro de psicólogo do pastor Silas Malafaia porque feria seus princípios, já que se tratava de "lobby para práticas homofóbicas".

A informação é de Pedro Abramovay, diretor de campanhas no Brasil do site. “Ele [Malafaia] pode abrir essa petição onde quiser, mas não no Avaaz”, disse Abramovay à Folha de S.Paulo.

Malafaia confirmou que vai processar o site e Abramovay por “assédio moral”. "[Abramovay] terá de provar que sou homofóbico”, disse o pastor. “Vou lascar esse cara.”

Ele afirmou que, como psicólogo, nunca atendeu a homossexuais, mas, como pastor, “a fila (de gays) é grande”.

A petição foi criada pelo evangélico Ricardo Rocha, do Rio Grande do Sul, em contraposição a outra pela cassação do registro de psicólogo de Malafaia sob o argumento de que ele é homofóbico.

O que deixou o pastor mais enfurecido foi a exclusão ter ocorrido quando a petição em seu apoio ter obtido 65.000 adesões, superando a outra em 10.000 subscrições.

Malafaia acusou o Avaaz de estar a serviço dos ativistas gays e de ter afrontado a democracia. Ele abriu em seu site, o Verdade Gospel, a petição deletada pelo Avaaz. Até este momento, ela obteve 143.840 adesões, e o objetivo é conseguir outras 200.000.

A campanha pela cassação do registro estava com 71.820, com a proposta de chegar a 100.000.

A Folha informou que, em processo que tramita em sigilo, o Conselho Regional de Psicologia do Rio examina a possibilidade de cassar o registro profissional de Malafaia.

Petição pela cassação do registro    Petição pela manutenção do registro





Com informação da Folha.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...