Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Arcebispo afirma que ateísmo é fenômeno que ameaça a fé cristã

Eduardo Benes de Sales Rodrigues
Arcebispo lamentou 
que negar a Deus
deixou de ser insólito
A fé cristã está sendo ameaçada por dois fenômenos. O primeiro é a concepção de um Deus que nega a relação Dele com os humanos, e, o segundo, é ateísmo, que está disseminando a descrença. Essa é a avaliação do arcebispo Eduardo Benes de Sales Rodrigues (foto), 71, da Arquidiocese de Sorocaba (SP).

Ele publicou recentemente um artigo no jornal Cruzeiro do Sul onde se detém mais no ateísmo como fator de desestabilização da cristandade. Dom Rodrigues transcreveu trechos do Concílio Vaticano II que aborda, do ponto de vista da Igreja Católica, a causa do ateísmo.

Um dos trechos afirma que as “grandes massas afastam-se praticamente da religião”, diferentemente do que ocorria no passado, porque “negar Deus ou a religião, ou prescindir deles já não é um fato individual e insólito: hoje, com efeito, isso é muitas vezes apresentado como exigência do progresso científico ou de um novo tipo de humanismo”.

O texto do Concílio, que acaba de fazer 50 anos, continua: “Em muitas regiões, tudo isto não é apenas afirmado no meio filosófico, mas invade em larga escala a literatura, a arte, a interpretação das ciências do homem e da história e até as próprias leis civis; o que provoca a desorientação de muitos".

O arcebispo também transcreveu o trecho que atribui aos crentes parte da responsabilidade pelo avanço do ateísmo, “na medida em que, pela negligência na educação da sua fé, ou por exposições falaciosas da doutrina, ou ainda pelas deficiências da sua vida religiosa, moral e social, se pode dizer que antes esconderam do que revelaram o autêntico rosto de Deus e da religião."

O artigo do arcebispo ecoa uma recente mensagem do papa Bento 16 em que destaca o “fenômeno perigoso” do “ateísmo prático”.

Parece que, pelo tom dessas e outras manifestações, a Igreja Católica tende cada vez mais colocar a culpa nos ateus e nos próprios fiéis pela crescente rejeição à fé cristã do que em si mesma, o que diminui as expectativas de que venha a conseguir recuperar um pouco do prestígio que teve até o século passado. E sem autocrítica, não há a longo prazo salvação para Igreja.






Arcebispo afirma que 'Estado laico não é dono da sociedade’
junho de 2012

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...