Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

terça-feira, 3 de julho de 2012

Justiça condena pastor e seguidor por intolerância religiosa

Afonso Lobato e Tupirani Lores
Lobato e pastor Lores dizem ser portadores da 'verdade

Lobato depredou um centro  de
umbanda para desafiar o diabo
A juíza Ana Luiza Mayon Nogueira, da 20ª Vara Criminal da Capital (Rio), condenou o pastor Tupirani da Hora Lores (à direita na foto), da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo, e o seu seguidor Afonso Henrique Alves Lobato (foto) por intolerância religiosa.

Em blogs, os dois pregavam que os fiéis das demais religiões são “seguidores do diabo” e “adoradores do demônio”.

A juíza escreveu na sentença que o pastor, em seu interrogatório, confirmou que, “como discípulo de Jesus Cristo, deve acusar todos os outros conceitos em geral que são contrários ao Evangelho de Jesus Cristo”.

Ele disse também que todos os pais de santo são homossexuais e que “o homossexualismo é possessão demoníaca”. Para o pastor, a pessoa possuída pelo demônio “não merece confiança”.

Em junho de 2008, Lobato e outros três evangélicos depredaram um templo umbandista para "desafiar o diabo", em resposta a uma ameaça feita pelos seus seguidores, conforme ele contou em um vídeo que postou na época no Youtube [ver trecho abaixo].

Em junho de 2009, Lores e Lobato foram presos, mas obtiveram do Tribunal de Justiça sentença para responder em liberdade o processo criminal por intolerância religiosa.

Os dois receberam da juíza Nogueira penas restritivas de direito. Lores terá de prestar serviço a comunidade e fazer a doação de dez salários mínimos a uma instituição. E Lobato também terá de prestar serviço à comunidade.

Discurso da intolerância 

video

Com informação de O Dia.

Vídeo flagra um TJs pregando repúdio entre pais e filhos.
maio de 2012

Intolerância religiosa no Brasil.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...