Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 5 de junho de 2012

Ministro nega, mas minuta prevê veto a programa religioso na TV

ministro Paulo Bernardo
Bernardo faz suspense sobre
o arrendamento de horário 
O ministro Paulo Bernardo (foto), das Comunicações, negou que o governo esteja preparando um decreto que proibirá o arrendamento de horário nas emissoras de rádio e TV.

Contudo, a minuta de um decreto à qual a Folha teve acesso impede a “cessão ou arrendamento, total ou parcial, da outorga de serviços de radiofusão”.

Tal medida atinge grandes anunciantes, como a Farmácia Ultrafarma, e as igrejas neopentecostais, cuja comunicação com os fiéis ocorre principalmente por intermédio da TV.

Bernardo afirmou que uma mudança no Código Brasileiro de Telecomunicações teria de ser feita por uma lei, mas ele se esquivou de informar se o governo pretende propô-la.

A afirmação do ministro ocorreu após deputados da bancada evangélica considerarem como “absurda” a proposta de acabar com o aluguel de horário na TV.

O pastor Silas Malafaia disse que, se insistir em sua intenção, o governo conseguirá unir pela primeira vez ele, Edir Macedo e R.R. Soares. “Essa medida do governo significará um tiro no pé.”

É possível que o vazamento da íntegra do referido decreto neste ano de eleições municipais seja uma advertência da cúpula do PT aos líderes evangélicos, do tipo: “Olhem, vejam o que poderemos fazer caso vocês ataquem nossos candidatos”.

Com informação da Folha e de Lauro Jardim, de Veja.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...