Buscador Yahoo já pode exibir Universal como 'Casa da Moeda'

O TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo derrubou a decisão que impedia o Yahoo Brasil de exibir referências à Igreja Universal do Reino de Deus no resultado da busca pela expressão “Casa da Moeda”. Cabe recurso.

Em 2006, a igreja recorreu à Justiça por se sentir ofendida com essa conexão. Além da proibição, a primeira instância determinou que o site pagasse multa de R$ 500 para cada dia de descumprimento da sentença.

Agora, o TJ-SP revogou essa decisão por entender que o site não pode assumir responsabilidade pelo conteúdo da internet, cujo rastreamento é feito automaticamente pelo seu buscador, sem nenhuma intervenção ou manipulação.

Esse também foi o entendimento do STJ (Superior Tribunal de Justiça) no processo em que Xuxa tenta obrigar o Google a não trazer o nome dela na busca por pedofilia.

Essa associação ocorre porque no filme “Amor, Estranho Amor”, de 1982, Xuxa interpreta uma prostituta pedófila e também porque recentemente a apresentadora deu uma entrevista ao Fantástico revelando ter sofrido abuso sexual em sua adolescência.

O STJ derrubou o veto do TRF-RJ com o argumento de que todos têm o direito à informação. O Google, em sua defesa, informou ser impossível alterar o algoritmo do seu buscador.

A tentativa de impedir associações indesejadas na internet acaba alimentando ainda mais os buscadores com esse tipo de conexão.

Com informação do UOL.
Justiça proíbe Google de associar Xuxa à pedofilia.
outubro de 2010

Comentários

  1. Sobre o google ( informou ser impossível alterar o algoritmo do seu buscador.), é mentira, pois o google pode sim impedir certas coisas nas buscas, eu me lembro que antigamente a 5 anos ou mais, atras, era possivel encontrar manuais de fabricação de bombas e granadas, no google, hoje fazendo a mesma pesquisa nao é mais possível encontrar esse conteúdo, o google nao deixa aparecer esse tipo de conteudo de acordo com certas pesquisa, entao, é possivel sim se o google quiser, retirar o nome da xuxa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por que ele iria querer? Ele só busca as informações, não é o Google que as cria.
      Besteira é tentar censurar esse tipo de informação.
      Se ela reclamar de alguém acusando-a de pedofilia, por exemplo, é uma coisa. Isso é calúnia, ela está certa em se defender contra falsas acusações.
      Mas ela não pode achar que vai poder apagar da história o fato de ter feito um filme... Que é o que ela queria. Sumir com a existência do dito filme e calar qualquer um que o mencionasse.
      Isso é estúpido em muitos níveis, mas principalmente, é um tiro pela culatra, porque só serve para trazer o assunto à tona. Merda quanto mais mexe, mais fede.

      Já a Universal... Bem, eles são tão patéticos que deviam ficar felizes em não aparecer coisas piores na pesquisa.

      Excluir
    2. A resposta do Google sobre ser impossível alterar o algoritmo de busca realmente foi uma desculpa esfarrapada, porque o algoritmo vem sendo incrementado com o tempo. Mas ainda assim, a empresa não tem responsabilidade sobre o conteúdo. Os provedores é que devem policiar isso.

      Excluir
    3. Pois eu já sei como fazer bombas caseiras e coquetéis molotov só procurando no google.

      Excluir
  2. A questão não é ser impossível alterar o algoritmo de busca. A questão é a impraticabilidade de alterar um algoritmo de busca para que ele deixe de mostrar ou mostre apenas o que queira cada pessoa que se sentir prejudicada.
    É mais fácil o Google tirar o site do ar e pronto.
    Essa coisa de culpar o mecanismo de busca pela associação que o senso comum, o acúmulo de opiniões pessoais publicadas na internet, faz é o tipo de coisa preferida de pessoas com passados nebulosos e/ou práticas não muito bem vistas pelas pessoas.

    ResponderExcluir
  3. Ô empresinha sem vergonha essa IURD!

    ResponderExcluir
  4. Isso vai mudar o mundo! Esses ateus tá bom de procurarem uma lavagem de roupa, só vivem de fofocas, esses pastores estão pouco se lixando para as opiniões dos ateus, quanto mais o evangelho é perseguido, mais ele cresce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cresce as custas de ignorantes como vc

      Excluir

Postar um comentário