Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Na Assembleia de Goiás, leitura da Bíblia se torna obrigatória

Daniel Messas, deputado de Goiás
Deputado Messac, autor do projeto, já
teve contas rejeitadas pela Justiça 
A leitura da Bíblia passou a ser obrigatória na Assembleia Legislativa de Goiás. O projeto de resolução que implantou a medida entrou em vigor na quinta-feira (3). Ele determina que a leitura será feita a cada sessão ordinária por um deputado, a quem caberá selecionar um trecho da Bíblia.

A primeira leitura foi feita pelo autor do projeto, o deputado evangélico Daniel Messac (foto), do PSDB. Ele disse que decidiu elaborar o projeto para garantir na Assembleia “um ambiente de princípios” e de harmonia entre os deputados.

Messac, que é membro da Assembleia de Deus, leu Salmos 1, que, entre outras coisas, diz: “Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!”

No seu entendimento, a mudança no regimento interno da Assembleia não fere a laicidade do Estado porque o seu projeto não faz referência a qualquer religião, embora a Bíblia seja o livro sagrado dos cristãos. "Temos que considerar que o nosso Estado não é ateu”, disse.

Apesar da pregação de Messas por “princípios” e contra os “ímpios” e “pecadores”, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Goiás rejeitou as contas de sua campanha eleitoral de 2006 por conter irregularidades, conforme o processo 1283/2006. O deputado recorreu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que manteve a sentença (agravo de instrumento 8571/2007).





Com informação da Assembleia Legislativa de Goiás e da Transparência Brasil

Vereadores de Ibiúna aprovam lei que obriga leitura da Bíblia
junho de 2010

Religião no Estado laico.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...