Mendes critica o que entende ser 'faniquito' antirreligioso no STF

Mendes disse que as entidades religiões
estão sendo colocadas no banco dos réus
Na argumentação de seu voto favorável ao fim da criminalização do aborto de fetos anencéfalos, o ministro Gilmar Mendes (foto), do STF (Supremo Tribunal Federal), criticou hoje (12) os ‘faniquitos’ antirreligiosos que, segundo ele, têm ocorrido naquela corte.

Foi uma resposta de Mendes ao ministro Marco Aurélio Mello (relator do processo sobre os fetos anencéfalos), que, ao se manifestar ontem contra a criminalização, disse que o Estado laico tem de se prevalecer, não permitindo que suas decisões sejam influenciadas por "dogmas de fé".

Mello rechaçou, assim, as pressões de entidades religiosas pela manutenção da criminalização das mulheres que recorrem ao aborto de fetos sem cérebro.

Hoje, Mendes defendeu o direito à manifestação de entidades religiosas como a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros) em questões como essa, porque elas, argumentou, são movidas pelas “razões públicas”, e não só pelas religiosas.

O ministro argumentou que o “a pluralidade de visões” é benéfica àquela Corte constitucional e que, por isso, essas entidades não podem ser “colocadas no banco dos réus”.

Mendes demonstrou preocupação com a recente decisão do Conselho de Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul pela retirada dos crucifixos de suas instâncias.

Afirmou que, se mantida a lógica desse TJ, talvez um dia sejam abolidos os feriados religiosos, como o Natal, e até haja a demolição do Cristo Redentor.

Quando Mendes criticou os “faniquitos” antirreligiosos, Mello não se encontrava no plenário do STF. Em sua defesa do Estado laico, Mello argumentou que é esse princípio constitucional que garante no âmbito privado a liberdade de crenças e a da descrença.

Dogmas de fé não podem influenciar decisões de Estado, afirma Mello.
abril de 2012

Religião no Estado laico.

Comentários

  1. Gostaria de saber o que o Ministro Mendes acha desse faniquito aqui, então:

    http://oglobo.globo.com/pais/evangelicos-querem-mudar-lei-para-fechar-brechas-ao-aborto-4629395

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Gilmar Dantas nem juiz é. Ele tem douto saber, uma das brechas para entrara no STF. Sabe-se lá como conseguiu isso.

      Além do mais, "desde a concepção" significa quando a criança nasce. Se não for assim, deverá haver um juiz toda rapidinha, festinha, suruba, doggy (sexo no meio da rua -- coisa de paulista)...

      Excluir
    2. O problema de Gilmar Mendes é o seu "faniquito" de dar habeas corpus" p/ corruptos......

      Excluir
  2. O nome da tática argumentativa dele é o seguinte:

    Falácia do declive escorregadio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preocupante que um ministro do STF use de falácias como esta.
      O ministro Marco Aurélio Mello deixou muito claro que o mérito do julgamento era exclusivamente a descriminalização do aborto em caso de comprovada anencefalia, nada mais.
      A abolição dos feriados religiosos já seria outro julgamento. A demolição do Cristo redentor, um terceiro julgamento. Todos independentes entre si.

      Excluir
    2. Considero a afirmacao do Gilmar Mendes muito apropriada diante do dito "faniquito" do ministro Mello, que tentou ligar a proibicao do aborto simplesmente como uma "crenca religiosa" o que é isso sim, falacia pura. O aborto de anencefalos tem objecoes cientificas, juridicas, eticas, cientificas mas o "conluio laicista" muito "racional" nao quer levantar esse tipo de discussão...

      Excluir
  3. Não entendi ele quer o que, uma teocracia? Se numa nação como o brasil em pleno século XXI fechar os olhos para a questão do aborto e simplesmente desprezível. Antes legalizar e dar uma assistência a essas mulheres do que fechar os olhos por birra religiosa e fingir que isto não existe que aborto é lenda urbana.

    ResponderExcluir
  4. O ministro Gilmar Mendes está certo.

    As entidades e pessoas religiosas podem e devem SIM se manifestar em todos os assuntos públicos. Democracia e liberdade de expressão, ainda que alguns não gostem e esperneiem.

    O resto é, realmente, faniquito anti-religioso do picaretão Marco Aurélio Mello e de outros, que acham que religiosos devem ser amordaçados. Coisa que agora é moda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse comentário foi tão estúpido que chega a ser extremamente difícil dar uma resposta decente...
      Como de costume, fanáticos religiosos que não conseguem engolir a separação entre estado e religião querendo instaurar uma teocracia.

      Excluir
    2. Sabe, crentelho. Tem horas que vocês até conseguem arrancar umas boas risadas. Especialmente quando tenta explicar o seu conceito de 'liberdade de expressão'.

      Excluir
    3. Pra ateus, gays, abortistas & cia, "separação entre Estado e religião" significa impedir que pessoas religiosas se manifestem publicamente, mesmo quando seus argumentos não são estritamente religiosos.

      E, pra ateus, gays, abortistas & cia, "liberdade de expressão" é o direito de SÓ eles falarem o que quiserem, mas impedindo os religiosos e quem mais discorde da homo-abortista-ateuzada de se manifestarem publicamente.

      Excluir
    4. Ninguém está impedindo ninguém de dizer nada. Está impedindo de afetar a vida dos outros através da aprovação/veto de leis que não dizem respeito à esfera religiosa.
      Se o sujeito não é cristão, por exemplo (e tem muitos não-cristãos nesse país), é um absurdo que uma lei baseada nos dogmas cristãos afete a vida desse sujeito.
      Tenha a religião que quiser, mas você, e principalmente, o estado, não pode obrigar mais ninguém a seguí-la também. Simples, não?

      Excluir
    5. É crentelho...

      A casa de vocês está caindo.

      O cristianismo está deixando de ser levado a sério dentro da esfera pública.

      Em menos tempo que vocês imaginam vocês serão reduzidos em poder, influência e número e serã colocados no seu devido lugar.

      Desaparecer não vão, porque sempre vão haver comédias do seu naipe acreditando cegamente em folclore judaico e ávidos por serem manipulados por pastores para se livrarem do "fardo" de terem que pensar por si próprios e assumir suas culpas sem jogar nas costas do tinhoso.

      Att.,

      Espancador de Pastores

      Excluir
    6. Eu concordo em parte com o anonimo, se eh q ele quis dizer o que entendi. Realmente, as entidades e pessoas religiosas podem e devem se manifestar em todos os assuntos publicos. O que nao pode eh q servidores publicos usem sua crenca (os seus dogmas de fe) como justificativa no exercicio de sua profissao. As decisoes dos 3 poderes devem levar em conta que o estado eh laico, portanto, as leis devem ser equidistantes de todas as formas de crenca ou descrenca. Que, convenhamos, eh algo que eh ignorado dia apos dia no nosso pais por grande parte dos governantes.
      So nao concordo que o ministro Mello tenha sido antirreligioso. Pelo trecho da reportagem ele foi laicissimo, isso sim! Falta ver o discurso na integra, para saber se a critica de Mendes tem fundamento, pois parece nao ter.

      Excluir
    7. Pessoal, eu entendo o anônimo (só em ser anonimo já mostra sua índole). Ela está defendendo sua turma, que são todos anencéfalos.
      Eu adoro os comentários do anencéfalos (crentes). São as maiores piadas da semana.

      Excluir
    8. Liberdade de expressão por liberdade de expressão eu prefiro a do "picaretão". Pelo menos neste caso...

      Excluir
    9. Anônimo Apr 12, 2012 02:38 PM,

      Você escreveu: "Para...(fulanos)..."separação entre Estado e religião" significa impedir que pessoas religiosas se manifestem publicamente, mesmo quando seus argumentos não são estritamente religiosos."

      Pode ser, concordo em parte.

      Mas, se os seus argumentos não são "estritamente" religiosos estão amplamente contamindados por motivações religiosas, que não dizem respeito a todos os cidadãos, alguns dos quais não concordam com suas crenças e não estão dispostos a se submeterem às idiosincrasias de uma parcela da sociedade que ainda não é maioria e que, se deus quiser (essa é apenas uma figura de linguagem), nunca será!

      Excluir
    10. E qual argumento, pró ou contra qualquer coisa, não está "contaminado" em algum grau por alguma ideologia, seja ela uma religião ou um ativismo gay, feminista, ateísta, esquerdista, o que for?

      Mas, engraçado, todos esses últimos podem argumentar, deitar e rolar baseados em suas ideologias, crenças, interesses e preferências. Só os que têm alguma religião convencional é que têm de se calar, em respeito ao deus "Estado laico" dos espertinhos.

      Excluir
    11. Cadê o botão pra dar "jóinha" no comentário do D(ex)crente?

      Muito bom!

      Excluir
    12. A verdade, crnetelho anencéfalo, é que no fundo você tá com medinho. Homossexuais estão ganhando mais direitos, o aborto está sendo descriminalizado aos poucos, os cruxifixos estão sendo retirados das repartições públicas, os políticos evanjegues que querem controlar nosso país estão perdendo o poder deles. O país está se tornando laico na prática agora, e a religião idiota de vocês está sendo colocado no seu devido lugar. Você, que quer continuar na Idade das Trevas, não aceita isso, e pra se sentir melhor vem em blogs alheios com seus delírios e manias de perseguição.

      Para de dá faniquito.

      Excluir
    13. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    14. AnônimoApr 12, 2012 06:23 PM:

      >>"Só os que têm alguma religião convencional é que têm de se calar"

      Exato! Política e religião não devem se misturar, pois quando combinadas formam um composto poderoso e destrutivo, sendo capaz de destruir a liberdade alheia ou, em casos extremos, até a vida. Um belíssimo exemplo é o Irã.

      Portanto, quando tratarmos de assuntos políticos o seu lado religioso deve permanecer omisso [deve se calar], e quem deve opinar é o seu lado político e julgar aquilo que beneficia a todos [ao menos era para ser], ou seja, deve possuir uma posição neutra.

      A menos, é claro, que você goste de ferir a liberdade alheia, tornando toda uma nação submissa a um poder religioso maior.

      Excluir
    15. AnônimoApr 12, 2012 06:23 PM:

      >>"Só os que têm alguma religião convencional é que têm de se calar"

      Exato! Política e religião não devem se misturar, pois quando combinadas formam um composto perigoso, sendo capaz de destruir a liberdade alheia ou, em casos extremos, a própria vida. Um belíssimo exemplo é o Irã.

      Portanto, quando tratarmos de assuntos políticos o seu lado religioso deve permanecer omisso [deve se calar], e quem deve se manifestar é o seu lado político, opinando e julgando aquilo que será melhor para todos [ao menos em teoria sim], ou seja, você deve permanecer neutro.

      A menos, é claro, que você goste de ferir a liberdade alheia, tornando toda uma nação submissa a um poder religioso maior.

      Excluir
    16. Uuuh!
      Luana, arrazou amiga!
      Adoooooro!

      Excluir
    17. Anônimo (Apr 12, 2012 06:23 PM)

      Sua resposta subestima nossa inteligência (a minha e a sua!).

      Você escreveu:

      "E qual argumento, pró ou contra qualquer coisa, não está "contaminado" em algum grau por alguma ideologia, seja ela uma religião ou um ativismo gay, feminista, ateísta, esquerdista, o que for?"

      e

      "Mas, engraçado, todos esses últimos podem argumentar, deitar e rolar baseados em suas ideologias, crenças, interesses e preferências. Só os que têm alguma religião convencional é que têm de se calar, em respeito ao deus "Estado laico" dos espertinhos."

      Não queremos que ninguém se cale. Só não queremos que nos imponham obrigações ou vedações que não nos dizem respeito!

      Não queremos obrigá-lo a abortar.

      Mas, por favor, respeitem as opções individuais das pessoas que não compartilham das mesmas opiniões que as suas.

      Excluir
    18. Cuidado, Luan.

      É cedo para comemorar e até para dizer que a bancada evangélica está perdendo força. Infelizmente eu não estou seguro de que isso esteja. realmente acontecendo.

      Este episódio é apenas um lance da partida, importante e favorável às liberdades civis, mas não significa nem de longe sossego aos liberais frente aos fundamentalistas religiosos.

      Deus queira (força de expressão) que eu esteja enganado, mas acho que ainda teremos que ter muitos faniquitos antes de termos a absoluta certeza de que os religiosos mal-intencionados e os anencéfalos que os apoiam se desarmarão em favor da saudável pluralidade de pensamento.

      Excluir
    19. Estado laico, pero no mucho14 de abril de 2012 04:52

      Esses CRENTES aqui podem falar à vontade, e o STF e o Estado podem e devem lhes dar ouvidos e basear suas decisões em suas CRENÇAS:

      Os que ACREDITAM que matar bebês é um direito, os que ACREDITAM que o homossexualismo é um legítimo gerador de direitos e privilégios, etc.

      Já outros tipos crentes não podem ter sua opinião levada em conta, pois... hahaha... o "Estado é laico" e "crenças não podem influenciar decisões de Estado".

      Excluir
  5. Pra ateus, gays, abortistas & cia, "separação entre Estado e religião" significa impedir que pessoas religiosas se manifestem publicamente, mesmo quando seus argumentos não são estritamente religiosos.

    E, pra ateus, gays, abortistas & cia, "liberdade de expressão" é o direito de SÓ eles falarem o que quiserem, mas impedindo os religiosos e quem mais discorde da homo-abortista-ateuzada de se manifestarem publicamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, diga mais sobre a religião como defensora visceral da liberdade...

      Excluir
    2. Vamos refinar suas colocações:

      "ateus, gays, abortistas & cia" = pessoas sensatas e não manipuladas por dogmas ultrapassados.

      Pessoas sensatas não se preocupam em (sic) "impedir que pessoas religiosas se manifestem publicamente".

      Se preocupam sim que pessoas religiosas não preguem os ódios, preconceitos e idéias atrasadas de maneira que possam prejudicar as demais pessoas.

      Em outras palavras, são pessoas preocupadas primariamente na contenção de abusos escorados em dogmas ultrapassados e primitivos.

      Att.,

      Espancador de Pastores

      Excluir
    3. "Pessoas sensatas se preocupam sim que pessoas religiosas não preguem os ódios, preconceitos e idéias atrasadas de maneira que possam prejudicar as demais pessoas."

      Eis as sábias palavras de um defensor da tolerância e do amor e da paz, que não gosta de ódio...

      E que assina como "Espancador de Pastores".

      Excluir
    4. "E que assina como "Espancador de Pastores"."

      Ad hominem...

      Excluir
  6. "Afirmou que, se mantida a lógica desse TJ, talvez um dia sejam abolidos os feriados religiosos, como o Natal, e até haja a demolição do Cristo Redentor"

    Indo na direção contrária do senhor Mendes, a da aceitação irrestrita da religião, do pôr-do-sol da sexta feira até o fim da noite de domingo, será proibido trabalhar e realizar atividades laicas, primeiro pelo adventismo do sétimo dia e em seguida pelo catolicismo.

    Esse foi um sensacionalismo tremendo do Gilmar Mendes, que vai acabar virando argumento pras lideranças mobilizarem os cristãos sem senso critico feito gado.

    Não tenho medo de cristão, mas sim de quem não sabe pensar por si mesmo e compra a opinião de gente que apenas parece ter autoridade.

    ResponderExcluir
  7. "Pessoas senssatas... se preocupam sim que pessoas religiosas não preguem os ódios, preconceitos e idéias atrasadas de maneira que possam prejudicar as demais pessoas."

    Eis as sábias palavras de um defensor da tolerância e do amor e da paz, que não gosta de ódio, e que assina como "Espancador de Pastores"...

    ResponderExcluir
  8. Não fique com medinho, é crentelho.

    Eu assino "Espancador de Pastores" só para ver esse tipo de reação de vocês, que são mais fanáticos pelos pastores do que pelo seu próprio deus.

    Me divirto por vocês ficarem dodóis com isso.

    A bem da verdade sou uma pessoa de paz.

    Na pior das hipóteses, apenas um sádico que se diverte com os xiliques, pitis e faniquitos evangélicos.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  9. "Afirmou que, se mantida a lógica desse TJ, talvez um dia sejam abolidos os feriados religiosos, como o Natal, e até haja a demolição do Cristo Redentor"

    Indo na direção contrária à lógica do Mendes, a da aceitação irrestrita da religião cristã, do pôr-do-sol da sexta até o fim da noite de domingo será proibido trabalhar ou exercer atividades laicas, primeiro pelo adventismo do sétimo dia e depois pelo catolicismo.

    Esse sensacionalismo mediócre do Mendes vai acabar virando argumento na boca de líderes fundamentalistas pra manobrar aqueles cristão sem senso crítico, quem compram opinião de gente que apenas parece ter autoridade.

    Tenho mais receio dessas pessoas sem senso crítico do que do cristianismo em geral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Se isso nos serve de consolo, devo afirmar que, como leigo na seara jurídica mas como cidadão razoavelmente atento, nunca considerei o Sr. Mendes o mais admirável dos ministros do STF.

      Excluir
  10. O que o Mendes quer é resguardar seu poder político.

    Afinal, a maior parte da população brasileira é religiosa, e influenciada em maior ou menor grau pelos dogmas de suas religiões, dependendo do grau de fundamentalismo/fanatismo.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  11. Não gosto do Mello, admito...preconceito, ele é primo do Fernandinho, mas ele foi claro, objetivo, já Mendes parece que 'jogou prá torcida'.

    Charles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É . Mas foi ele quem liberou o maluf da jaula com o mais perfeito dos argumentos jurídicos: coitadinho, ele estava sofrendo tanto...

      Excluir
  12. Estamos vencendo , jesus esta perdendo

    ResponderExcluir
  13. "Afirmou que, se mantida a lógica desse TJ, talvez um dia sejam abolidos os feriados religiosos, como o Natal, e até haja a demolição do Cristo Redentor."

    Ainda estão resistentes, mas parece que já está caindo a ficha...

    ResponderExcluir
  14. Mais um pronunciamento boquirroto do seu meritíssimo Gilmar Mendes.

    ResponderExcluir
  15. Porrada é sempre no mesmo lugar.

    ResponderExcluir
  16. Qual a justificativa para manutenção do Natal e de outros feriados religiosos, dias santos de guarda, incluindo domingos abraçados pelas CLT? Tradição? Preguiça de mudar? medo de perder a folga?Ele defende a manutenção apenas por tradição( já se falou aqui sobre tradições que mudaram e eram quase unanidades com aval da bíblia, escravidão é exemplo clássico e didático). Defende ele outros feriados religiosos de outras religiões e seitas? Por que só as ligadas à ICAR?

    Aff, já estou até vendo, RA vai fazer um post com esse mimimi do Mendes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, faz tempo que Páscoa e Natal não tem conotação religiosa.

      Aliás, se você pesquisar bem, vai descobrir que ambas as datas tem origem pagã.

      Excluir
    2. vai se tratar.

      Excluir
    3. Anham...o Natal vem do Mitraismo e a Páscoa de um antigo rito viking em homenagem a deusa da fertilidade.....

      Excluir
  17. www.fimdostempos.net12 de abril de 2012 23:14

    PROFECIA CUMPRIDA: 11/04/12 – INÍCIO DOS TERREMOTOS GLOBAIS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não era asteróides maluco??? vocês tinham que ser presos por ficar alarmando o povo com mentira e ainda mais um povo humilde.

      Excluir
    2. Cumprida onde? Ta precisando de ajuda psiquiátrica urgente.

      Excluir
    3. Você bateu na trave, profeta charlatão. Os terremotos que atingiram a Indonésia e o México foram no dia 12. Só da Sumaria foi dia 11.

      Surtado...

      Excluir
    4. Sem falar que os terremotos não foram tão graves.

      Excluir
    5. vai se tratar.

      Excluir
    6. www.fimdostempos.net13 de abril de 2012 09:10

      Aos que estavam pensando que seria asteróide. Não era não. Pedras rolando, eram as placas tectônicas que deslizam no subsolo terrestre. De agora em diante elas irão rolar sem rumo, como diz a mensagem.

      Quem cantou vitória antes do tempo, dizendo que a profecia iria falhar, meus pêsames. A profecia se cumpriu, mesmo porque não existe alguém que prove que eram asteróides, pois a profecia nunca disse isso. Assim como na época do Anticristo, Deus deu um coice nos incrédulos.

      Excluir
    7. Terremotos acontecem todos os dias.

      Excluir
    8. Oi Paulo de Tarso... Gostaria de perguntar o que voce estava fazendo na estrada para Damasco aonde supostamente ia perseguir pessoas, haja visto que as regras de jurisdiçao naqeula época do imperio romano eram bem definidas em sendo assim o Sr não estaria cometendo um ato oficial, mas um crime punido com a morte na época, e que hoje conhecemos como abuso de poder.

      Excluir
    9. Vc tirou do site o contador para a queda do asteróide e agora mudou a profecia pra terremotos? Sendo que terremotos acima de 5 graus acontecem praticamente todo dia...
      Isso não é profetismo, é um pedido de ajuda psiquiátrica.

      Excluir
    10. www.fimdostempos.net13 de abril de 2012 13:52

      Profecia está cumprida, quem dizia que iria ser asteróide era o Arnaldo. A mensagem não tem nada de asteróide. A Profecia está cumprida a risca e comprovada com fatos. Os que queriam que a profecia não se cumprisse pra que nosso site quebrasse a cara, o meu lamento ou vão chorar na cama que é lugar quente.

      Eu já suspeitava que não seria asteróide, pois desde quando asteróide rola? Que eu saiba ele cai do Céu, sim? Mas como o Arnaldo já tinha espalhado que era asteróide, eu deixei, se não fosse, no dia a gente iria descobrir mesmo do que se tratava, dai nem esquentei a cabeça.

      Excluir
    11. Vai se tratar doente, terremotos acontecem TODOS os dias. É a mesma coisa de dizer que papai noel existe pq o céu vai nascer amanhã.

      A propósito, enfie o seu anticristo naquele local :D

      Excluir
  18. Essa pergunta pode parecer desnecessária pros colegas ateus, mas é que, mesmo sabendo implicitamente a resposta, eu quero saber de um modo explícito: Cristãos, vocês querem que o Brasil seja um Estado Laico, onde, com sua neutralidade, respeitaria TODAS as crenças, incluindo o cristianismo, ou preferem uma Teocracia, onde todos teriam que viver de acordo com seus dogmas e valores? Respondam com sinceridade. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diga-me apenas um dogma de um ateu..., ops não tem.

      Como disse Obama, a política é a arte do convencimento, e é impossível se discutir dogmas, é a arte do impossível. Por isso precisamos usar uma linguagem acessível a todas as religiões e as pessoas que não tem religião. E essa linguagem é a razão. Assista a esse vídeo abaixo e entendera.
      http://www.youtube.com/watch?v=xqpe4fXsRqw

      Pessoas religiosas usam a razão a maior parte do tempo, o problema que algumas quando batem com um dogma, elas preferem apoiar sua igreja.

      E claro querem impor sua visão baseada na sua religião a TODOS.
      É simples e justo, se sua religião proíbe casamento gay, não case com um gay.

      Se ela proíbe o aborto de fetos sem cérebros, simplesmente não faça isso.

      Mas não, alguns querem obrigar a TODAS as pessoas a seguirem seus dogmas, e mandarem para cadeia quem o descumprir.

      Note os dois lados, um quer dar a liberdade de escolha o outro quer obrigar ou proibir baseado na sua visão de mundo? Quem está errado Winston Smith?

      O mais hilário é que vocês usam o argumento do "livre arbítrio" para justificar que seu deus fica coçando em seu trono de orgulho e arrogância, enquanto milhões morrem, sofrem e imploram por sua ajuda perante seus olhos, e ele poderia facilmente resolver isso apenas estalando os dedos, ele não é onipotente? Mas na verdade, vocês querem tirar o livre arbítrio que supostamente seu deus deu, para imporem seus dogmas religiosos a todos. Será que esses seguem a deus, ou querem ser deuses?
      Rodrigo*

      Excluir
    2. Rodrigo muito bem o que você disse é por isso que muitas vezes dizemos que religiosos são desonestos intelectuais, pode se dizer que como sempre eles tem dois pesos e duas medidas. Porque eles se preocupam tanto com homossexuais se eles acredita em livre arbítrio e porque esses condenado ao inferno se acha mais merecedores da graça divina do deus impiodoso deles do que os homossexuais? Esses paladinos da boa moral se tivessem consciência religiosa de verdade segundo o cristianismo não faria este papelão que para pessoas com um pouco mais de inteligência e razão é um verdadeiro circo dos horrores.

      Excluir
    3. Boa Rodrigo, pena que tu pegou o Obama como exemplo, prega uma coisa e faz outra. Pergunte-o porque ele colocou no seu governo Timothy Geithner e porque ele não baixou um decreto proibindo os banqueiros a fazer lobby e a financiar politicos nos EUA? Te respondo, porque nas ultimas eleiçoes (que custaram 20bi) ele "doaram" mais de USD5bi a ambos os partidos. Voce acha mesmo que os banqueiros fizeram isso pelo bem da democracia? Vamos lá, pense, não custa nada!
      Resume, todo mundo quer impor a sua opinião ou serve a opinião ou interesse de alguem, os religiosos são apenas um desses grupos. Essa "brincadeirinha" de banqueiros e politicos por lá que não tem nada de religioso, aumentou a divida publica americana em USD12tri (5tri na bolha da internet e outros 7tri na bolha imobiliaria). Será que foi o Deus dos religiosos que influenciaram o Clinton, Bush e Obama, a manter essa gente por lá? Por que a "razão" deles não afastou esses abutres da Casa Branca?
      E por favor, esse argumento de que o mundo vive na miséria é por culpa do Deus dos religiosos é ridicula.
      Se ele é onipotente ou não, sinceramente não sei. Mas se eu fosse Ele/Ela, assistiria de camarote o circo pegar fogo, dizimaria 99,9% da humanidade e faria tudo de novo,mas sem LIVRE ARBITRIO,porque como o tal do livre-arbitrio vimos no que deu! Temos cada classe de ser humano neste mundinho meia-boca que Deus me livre.
      Em algumas ocasiões acho que Ele/Ela deve estar fazendo exagamente isso, deve ter se arrependido de nos ter dado o livre arbitrio (veja a merda que fizemos com o mundo!), e dando um tempo para que ativemos de uma vez por todas o botão "auto-destruição" e morramos todos! Afinal, somos insignificantes num Universo tão imenso!
      Me diga, por que Ele/Ela se importaria com um tipo de gente que atribui tudo o que é belo no mundo ao puro azar, ao mero acaso, ao caos? Que nos impoe (olha ela ai denovo) que viemos do macaco (sim, do negro na Africa ao sueco de olhos azuis... Todas essas modificaçoes em menos de 100mil anos, por que não?) provoca guerras em nome dele, por causa de dinheiro, terras, petroleo, poder, etc? Eu não vejo nenhum motivo, voce ve?
      Ah, mas temos muitas pessoas inteligentes no mundo! Temos mesmo? Porque eles estão automatizando tudo? Porque eles estão robotizando a humanidade cada vez mais? Por que somos cada vez mais substituidos por maquinas? Por que eles não salvam o mundo? Ja sei, porque talvez eles sejam realmente inteligentes e decidiram que o mundo deve ser habitado por seres mais inteligentes, como as maquinas e robos, porque nós realmente somos seres deploráveis, em pensar que só nos EUA se abatem 6bilhoes de animais somente para "alimentar" sua população. Quer um ser mais destrutivo do que o tal do humano? Por que Deus se importaria com um ser que se multiplica indiscriminadamente, explora os outros animais e consome desenfreadamente os recursos naturais do mundo?
      Se Ele/Ela realmente nos deu o livre-arbitrio, deve estar profundamente arrependido (a), porque a cagada que fizemos com a nossa liberdade, fede ao longe, hein?

      Excluir
  19. Rodrigo, deve ter havido um mal entendido um mal-entendido, eu sou ateu, e concordo com o que você disse, só queria saber qual era a opinião dos colegas cristãos sobre a pergunta que eu fiz, aliás eles não deram as caras ainda, estranho... Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mal Winston, já estava com sono e não percebi. Realmente pensei que vc estava fazendo essa pergunta aos ateus, devido a primeira parte do seu texto.
      Não percebi o detalhe "Cristãos". Isso muda o foco para que grupo vc faz a pergunta.

      De qualquer forma ignore a mensagem, não foi para vc, mas já fica respondido. Pode apostar que alguns já fizeram um tipo de pergunta parecida com a sua, mas aos ateus, agnósticos, deístas e etc.
      Rodrigo*

      Excluir
  20. Esse ministro acha pouco o tanto que os religiosos intervêm nessas questões de direito individual?

    ResponderExcluir
  21. "Seu comentário estará visível depois de ser aprovado."

    Caramba! O blog do Paulopes está sendo moderado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele sempre foi, acontece que em notícias polêmicas ele deixa mais moderado pra evitar que comentários extremamente ofensivos e retardados sejam publicados.

      Excluir
  22. voces viram que a princesa do Japão deu uma coletiva de imprensa falando que o mundo vai acabar esse ano

    http://www.youtube.com/watch?v=TvX81Z38rN4&feature=related

    Acho que devíamos nos mudar daqui antes que seja tarde....rsrsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://minhamestria.blogspot.com.br/2012/03/20-de-maio-de-2012.html#main13 de abril de 2012 13:23

      Nota MM: No dia 20 de maio teremos o seguinte alinhamento: as Plêiades (onde está localizado o sol central Alcyone), o sol, a lua, a Terra e o Centro da Galáxia. Este evento é marcado pelo eclipse anular do sol.

      Este alinhamento é citado no vídeo abaixo como o grande alinhamento cósmico, que alguns erroneamente esperam para o dia 21 de dezembro de 2012:

      http://www.youtube.com/embed/ubwlxiVNSrA?rel=0

      Excluir
    2. Meu vídeo preferido sobre Alcione é este http://www.youtube.com/watch?v=4AEUzoNWaDQ Em que ela canta "Non me quite pass"... linda essa musica, se o mundo acabar ao som de Alcione não será tão ruim assim...

      Excluir
  23. Falácias usadas pelo Ministro Mendes:
    - falácia do declive escorregadio
    - falácia Ad Terrorem

    "Será que recusar a possibilidade da presença de cruzes e outros símbolos congêneres nos tribunais significa, necessariamente, rechaçar a constitucionalidade da existência de feriados religiosos como o Natal ou a Páscoa, ou ainda negar a legitimidade da ação do Estado quando, por exemplo, gasta recursos públicos na conservação do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, ou de igrejas barrocas, em Ouro Preto? A resposta é evidentemente negativa.

    A laicidade do Estado não é um comando definitivo, mas um mandamento constitucional prima facie. Trata-se de um típico princípio constitucional, de acordo com a famosa definição de Robert Alexy: um mandado de otimização, que deve ser cumprido na medida das possibilidades fáticas e jurídicas do caso concreto, e que pode eventualmente ceder em hipóteses específicas, diante de uma ponderação com algum outro princípio constitucional contraposto, realizada de forma cuidadosa, de acordo com as máximas do princípio da proporcionalidade."

    [Daniel Sarmento - Professor de Direito Constitucional da UERJ. Mestre e Doutor em Direito Constitucional pela UERJ. Visiting Scholar da Yale Law School]

    ResponderExcluir
  24. Olá,
    Nossa, quanta agressividade, branco ou pretisse, hipocresia, discriminação e até uma pontinha de ódio vejo por aqui.

    1- A alguns comentários de ateus e nao religiosos, respeitem os que pensam e acreditam em Deus, Allah e outras religioes. No fim das contas, todo mundo acredita em alguma coisa. Alguns no amor e até na ciencia, sendo que boa parte desta, está baseada em teorias (vide o significado de "teorias") ou coisas que nem sequer pode-se provar cientificamente. Como por exemplo a matemática, a existencia e até a própria ciência. Mas nem por isso faço chacota dessa gente.
    2- Acabem de uma vez com esse mito de que religioso/crente = tapado! Voces acham mesmo que a PUC forma tapados?

    Ainda que apoie a decisão judicial, paremos de uma vez de tentar acreditar que vivemos numa Estado Laico, isso é história pra boi dormir, o que eu almejo é um Estado proximo ao laicismo em que vontades religiosas não afete a vida das minorias. Nao quero nem espero estar vivo para presenciar um Estado 100% laico.
    Porque ao contrário de muitos aqui, não sou hipocrita, adoro Ouro Preto, o Cristo Redentor, a Catedral da Sé e muitos outros monumentos religiosos, e como não, seus feriados maravilhosos!E não quero que um babaca de turno conteste a existencia deles juridicamente, porque tecnicamente falando, o idiota poderia ganhar!
    Ainda que apoie a decisão do STF (nesta questao especifica), gostaria de ver os ateus e laicistas puristas defenderem com o mesmo afinco uma eventual abolição dos monumentos e feriados relacionados a cultos religiosos mencionados acima! Aposto que nenhum de voces brigam com o chefe pra nao receber aquele extra ou para nao ganhar aquela folga num feriado religioso! Viva a hipocresia!

    ResponderExcluir
  25. Rosa Correia da Silva Bacelar a virgem deFatima.

    ResponderExcluir

Postar um comentário