Moralidade vem da natureza do homem, afirma biólogo


O biólogo holandês Frans de Wall afirmou que a moral é um valor intrínseco do homem e de outros animais de espécies superiores, como primatas, elefantes e ratos.

Ele explicou que, do ponto de vista científico, “moral” significa o impulso que esses animais têm de reconhecer seus iguais e na necessidade de se reproduzir e transmitir seus genes.

"Os humanos são ricos de tendências sociais", afirmou.


A tese de Wall é polêmica porque bate de frente com a corrente científica de que a natureza (da qual o homem faz parte) é neutra. Por esse ponto de vista, a moral é algo que  se adquire nos primeiros anos anos de vida porque ela inexiste quando se nasce.

Do lado oposto à tese de Wall estão também os religiosos, cuja pregação é de que a moral (ou seja, a ideia do certo e do errado e do bem querer ao próximo) vem de Deus.

Para os religiosos, o homem é intrinsecamente mau, já nasce pecador, e é por isso que se precisa aceitar Deus.

Em um encontro recente promovido em Vancouver (Canadá) pela Associação Americana para o Avanço da Ciência, Wall disse que pesquisas científicas recentes refutam a ideia dominante desde o século 19, e endossada pelo biólogo Thomas Henry Huxley, de que a moralidade é um advento cultural.

O biólogo afirmou que os animais superiores têm tendências naturais à sociabilidade, reciprocidade, correção e consolação. Ele exibiu um vídeo que mostra um símio se privando de uma guloseima para oferecê-la a outro símio. Em outro vídeo, um rato desistiu de um chocolate para ajudar um companheiro a escapar de uma armadilha.

Para reforçar a sua tese, ele citou o evolucionista Charles Darwin, que chegou à conclusão, entre outras, de que os animais que desenvolveram instintos sociais acabaram adquirindo “um senso moral ou uma consciência”.

Para Wall, a moral
vem da empatia
Wall (foto) trabalha na Universidade Emory, de Atlanta, no sul dos Estados Unidos. Ele é autor do livro “A Era da Empatia".

Para ele, a moral humana vem da empatia [colocar-se no lugar do outro]. Essa empatia, disse, teve origem em pequenos grupos de humanos, na pré-história, decorrente de sua simpatia em relação a seus iguais.

Disse que essa simpatia se verifica hoje entre membros de pequenas comunidades e que o esforço da civilização tem sido de estendê-la para os integrantes de uma grande comunidade, que são os habitantes do planeta.

Com informação das agências.





Comentários

  1. A Empatia resulta do reconhecimento do outro como nosso semelhante. E como tal, é uma manifestação cultural e não inata do Ser Humano. Mesmo porque, ao nascermos, não temos a noção do outro.

    Assim, a Moral nasce com a noção do outro.

    Esse Biólogo não poderia estar mais errado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Your god is dead

      Excluir
    2. Não, a empatia surge da ação de circuitos neuronais, da mesma forma que a linguagem e a capacidade de fazer cálculos. Neurônios espelhos desempenham um papel importante.

      Excluir
    3. Crente ou carente? kkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Louvado seja DEUS que nos deu os circuitos neuronais da moralidade.

      Excluir
    5. Esse biólogo está certo.

      Eu sempre teorizei algo parecido.
      Que temos uma grande dose de agressividade em nossos genes,mas que temos também uma dose de bondade neles, talvez,em função da "primeira agressividade".
      Eu só não sabia que a "moral" já era tão antiga em nossa natureza biológica.
      Achei que o sentido da "consciência" fôsse recente,ou datasse só de umas dezenas de milhares de anos.

      Uma criança precisa aprender a moralidade,mas isso só é possível,por ela ter a predisposição genética para a mesma moralidade.

      Aliás,esse biólogo não poderia ter falado a coisa mais linda que eu já escutei.
      Isso confere esperança à condição dos seres.

      Excluir
  2. GOVERNO LIBERA PRESÍDIOS PARA SEREM EVANGELIZADOS!!!
    Pastor Marcos Pereira (O Homem que sempre é chamado pela policia para apaziguar rebeliões em presídios), visita Presídio em Minas Gerais, onde o Goleiro Bruno ex. Flamengo está preso.
    Ao expulsar demônios de alguns dos presidiários, Ele simula atirar contra os espíritos, e os possessos não resistem e acabam caindo.
    Os presos são evangelizados de acordo com a cultura Deles,
    VEJAM O VIDEO:
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Le-73kd81H8
    Brasil 50% Evangélico até o ano de 2020, previsão do IBGE, mas revista veja classifica o Brasil como de longe mais pentecostal que os EUA.
    Ou seja, podemos superar os 50% em 2020, pois igreja pentecostal cresce rápido! (IBGE e a LÓGICA)

    “Enquanto Vocês vivem para nós, nos vivemos para o resultado!” Ehehehehe....

    Assinado: Orkut 2ª Legião/Facebook: Tanque da Torre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. veja no video acima, como moralisa o homem.kkkk

      Excluir
  3. O medo da morte e a necessidade de sobreviver é onde mora a moral. O que pode variar de povos e tribos e séculos.

    ResponderExcluir
  4. Isso reforça o fato de a moral não veio de deus. Deus não existe.

    ResponderExcluir
  5. Quer coisa mais natural que os índios?, se nasce gêmeos, albinos, com o pezinho tortinho, faltando o mindinho é enterrado vivo na hora.

    Mas as pessoas tendem a esquecerem da história .

    Como uma seita minoritária nascida na pequena Galileia se espalhou pelo grande império romano?

    Resposta:
    A caridade, que atraiu principalmente as mulheres que naquela época já sofriam infanticídios e eram consideradas coisas, graças a boa nova do cristianismo o casamento monogâmico e obrigações do marido, permitiu que a mulher fosse a grande beneficiada bem como a família.

    A caridade num ambiente miserável e cheio de epidemias, permitiu uma sobrevida muito maior do que em outras comunidades e isto atraiu seguidores ao ponto de transformar na religião oficial de Rma.

    Este cara não sabe de nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Como uma seita minoritária nascida na pequena Galileia se espalhou pelo grande império romano?"

      Talvez, porque ela foi instituída como religião oficial do vasto império romano e, na seqüência, esse mesmo império repeliu, proibiu, impediu que as outras religiões existentes, no imperio, sobrevivessem.

      O Cristianismo, que tem muita da sua filosofia advinda das religiões orientais, em especial, o Budismo, tem, sem dúvida, os seus pontos fortes.

      Se o Cristianismo "pegou" sejam gratos a Buda.

      Excluir
  6. Não é esta questão que ele esta discutindo ,uma pessoa pode ter uma moral devido ao lugar que nasceu e foi criado segundo seus costumes , mais pra viver em outra sociedade e com outros costumes ele vai ter que adequar sua moral segundo o ambiente em que ele esta vivendo pra ele sobreviver e ser aceito na sociedade ,Eu acho que você não entendeu e deu uma bela de uma bola fora do assunto . Você citou o exemplo dos índios que relata bem o que eu quero dizer o que é moral pra uns não é moral para outros. Ele também citou sobre a empatia que também é um fator verdadeiro e como ele disse que existe até entre os animais.

    Você disse que ele não sabe de nada ,mais parece que ele sabe muito bem do que ele esta dizendo. acho que tua mente religiosa que misturou as bola. E não conseguiu entender nada do que ele disse . Parece que se um ateu falar que respiramos oxigênio ,vocês vão negar só porque é um ateu que esta dizendo . Vocês criaram um bloqueio de negação quando um ateu diz qualquer coisa ,pra vocês tudo que um ateu fala só pode ser mentira ,porque estão lutando contra deus .Credo que gente mais perdedora e infeliz vão morrer fedendo e adorando seus deuses de papel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra você a moral é o que ?O biólogo disse que é uma coisa intrinseca do homem, e pra você é o que? Aonde que o biólogo errou pra você no estudo dele?

      Excluir
    2. Para ele, a moral humana vem da empatia [colocar-se no lugar do outro]. Essa empatia, disse, teve origem em pequenos grupos de humanos, na pré-história [sic]

      Ou seja de uma certa forma ele esta certo, esta empatia é normal nas tribos e clans.

      Disse que essa simpatia se verifica hoje entre membros de pequenas comunidades e que o esforço da civilização tem sido de estendê-la para os integrantes de uma grande comunidade, que são os habitantes do planeta.[sic]

      Falar isto agora é fácil, quem foram os moralistas empáticos do passado?






      Em parte sim

      Excluir
    3. De que passado sobre o que você esta falando?

      Excluir
    4. E pra você moral é o que? Como que se da a moral no ser humano?

      Excluir
    5. Se dá através de um conjunto de fatores incluindo religiosos o qual me parece haver uma execração e desconstrução nas últimas décadas.

      Excluir
    6. Mais a moral muda ela na verdade acaba sendo cega porque varia muito, quer dizer que o biólogo esta certo é uma coisa intrinseca do homem . Não estamos discutindo qual seja a melhor ou pior moral ,mais sim o que é moral , e nisto o biólogo esta certo.

      Excluir
    7. Você deve estar falando sobre teus conceito de moral ,estou fora velho nem vou mais discutir sobre isto.

      Excluir
    8. "Se dá através de um conjunto de fatores incluindo religiosos"

      O que não quer dizer que seja necessariamente uma boa influencia e muito menos que dependa de religião. Dado que deus e a religião são conceitos inventados por homens, pautados em dogmas, premissas e leis supostamente universais, é muito mais honesto dizer que a religião serviu como um tapa buracos durante a evolução moral da humanidade (que é bem mais dependente de fatores naturais e históricos, inclusive a evolução cientifica).

      Excluir
  7. Muitas pessoas do meio científico reclamam quando filósofos se põem a discutir algum assunto científico. Não importa se eles são ou não preparados para discutir algum tópico específico, eles não são cientistas e ponto final. Embora a crítica seja em partes compreensível, ela não é uma via de mão única: também serve para cientistas que tentam se meter em áreas que não é sua especialidade.

    Não cometerei a arrogância de supor que os não-filósofos não podem ter capacidade de falar sobre filosofia com propriedade. Tanto pode como é algo bastante frequente. O problema é quando se tenta falar cientificamente de algo que não faz parte do campo das ciências.

    Francis de Wall diz que, do ponto de vista científico, a moral é uma forma de impulso que certos animais tem de reconhecer seus semelhantes. Como assim “do ponto de vista científico”? Qual ciência disse isso? A biologia não foi, porque ela trata dos seres vivos. E outra coisa: por que os mamíferos teriam um valor intrínseco que, por exemplo, as aves não teriam? Sério que esse senhor quer que acreditemos que isso é ciência? Isso é filosofia, mas de uma péssima qualidade.

    Uma coisa que a maioria dos filósofos concordam é que só tem sentido falar em ações morais voluntárias. Isso significa dizer que fazer o bem sem a intenção de fazê-lo não pode ser considerado uma conduta moral. É por isso que fazer caridade em troca de um lugar no céu não é uma ação moral, pois não foi feita com intenção de ajudar o próximo, mas em benefício próprio. Em outras palavras, uma ação moral é conscientemente altruísta.

    Com base nessas premissas, se eu implantasse no cérebro de alguém um chip que pudesse me dar total controle sobre as ações de uma pessoa, e com usasse essa pessoa para realizar boas ações, teria sentido dizer que tal pessoa realizou uma ação moral? Claro que não! Ela não fez isso porque quis, mas porque foi controlada por mim. O mesmo pode ser dito de outros mamíferos, mas em vez de um chip, o que existe são os instintos. Eles guiam os animais em todas as suas ações, nada do que fazem é consciente, portanto, não faz sentido falar em moral fora da esfera da relação entre seres humanos.

    Se existe um problema grave em leigos tentarem explicar ciências, também existe um erro grave em cientistas acharem que a ciência pode dar conta de todos os problemas. Se por muito tempo a ética foi classificada pelos cientistas de inspiração neo-positivista como pseudo-problemas, parece que agora o cientificismo exacerbado parece querer tomar conta de tudo, inclusive da pobre e mal falada filosofia moral.

    ResponderExcluir
  8. Nosce te ipsumFeb 28, 2012 07:21 PM


    eu aprendi a ser gentil por causa da igreja e por isso sou muitoooo ético e moral grande filho de deus, ah vá que moral a tua igreja ensino? a pedofilia ou a inquisição?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como ele é templário, eu diria que Inquisição.

      Se ele fosse padre, já sabe...

      Excluir
  9. Ainda não existe uma explicação única para a questão da 'moral'.

    Alguns dizem que o ser humano é intrinsecamente mau/bom ou que ele é uma tabula rasa que é moldada pela sociedade...

    Eu acredito que as 3 possibilidades estão corretas.

    Assim como existem pessoas que tem a bondade e a generosidade como algo natural nelas, não importa em que meio se encontrem elas serão incorruptíveis e se manterão direitas mesmo em um ambiente que não favoreça esse comportamento ou em compania de pessoas que são ruins;
    Também existem aqueles que são perversos por natureza, que mesmo sendo criados por pessoas boas e tendo bons exemplos etc, são ruins, mentem e tiram vantagem dos outros sem ter outros motivos além da ganância, egoismo, vaidade e pura maldade mesmo... são os tipos de pessoas que gostam de ver os outros sofrerem ou os conhecidos 'espertos' que querem tirar vantagem em tudo mesmo as custas dos outros;
    E por ultimo existem também aqueles que só são o que são por influência do meio onde vivem e das pessoas com as quais se associam, dependendo do convivio ou da comunidade onde se encontram serão pessoas boas ou más, 'maria vai com as outras' e 'a ocasião faz o ladrão' define bem esse grupo. É o tipo de gente que só fuma porque os amigos fumam ou que só fazem serviço comunitário porque o grupo onde ela está inserida faz. Não são pessoas ruins per se mas facilmente corruptíveis e influenciaveis que precisam de algo externo exercendo exemplos para nortearem suas ações. E eu vejo que a maioria das pessoas se encontram nesse grupo.

    Antes de alguém pedir as minhas referências para o que eu disse, que fique bem claro que essas são minhas opniões pessoais, eu não embasei elas em nenhum tipo de estudo formal e organizado tampouco em preceitos religiosos ou qualquer tipo de 'wishful thinking' ou seres e planos imaginários, apenas nas minhas observações, leituras e experiências de vida.

    Isaac

    ResponderExcluir
  10. "Ao joga pão para as galinhas, a tendencia é que uma delas pegue o pão é sai correndo e as outras corram atraz dela- se você olha de outros angulos entendera como egoismo, mas é uma tendência natural da sobrevivencia"

    Esse comportamento pode se visto em crianças até mesmo em adultos essas são marcas primitivas humanas ou melhor naturais.

    O Mal ou o Bem é apenas uma interpretação das ações humanas, mas também naturais de outras espécies.

    O que é o mal se não algo que causa prejuizo, os valores religioso estão certo até um certo ponto, mas quando esse valor extrapola as condições naturais se tornam dogmas.

    A apredemos que dividimos temos maior chances de sobrevivencia esse fato pode se percebido em outros animais.

    ResponderExcluir
  11. Melhor definir o que é moral antes de discutir suas origens, pq parece que o pessoal não ta pensando exatamente na mesma coisa..

    ResponderExcluir
  12. Acho q a visão de moralidade pode ter a questão de convivência. Um bom exemplo é o Super-Macho (composto pelos cromossomos XYY), um tipo de homem mais violento q o normal, mas se conviver num ambiente mais brando, ele pode se tornar calmo tbm. Da msma forma a compaixão ser derivada pelo fato de sermos sociáveis.

    ResponderExcluir
  13. Cara... se eu não fazer algum mal eu me prejudico

    ResponderExcluir
  14. Sou Agnóstica!

    Quando encontrei seu blog, Paulo Lopes, pensei: "é isso!" "Esse cara fez aquilo que eu pensava há anos!" "O Mundo vai mudar a partir daqui!"

    Criei a personagem "Senhora Crente" como uma forma de verificar se há, hoje, um grupo de ateus e agnósticos capazes de fazer frente à onda igrejista que enfrentamos. Também, era meu interesse saber se poderíamos virar o jogo, deixarmos de ser menoria!

    Infelizmente, o que vi no seu blog, Paulo Lopes, foram pessoas com pouca habilidade para lidar com os instrumentos que poderiam servir como motores para um mundo verdadeiramente laico, secular: Lógica, Ciência, Ética, Direito... Alguns até se valem do banditismo, elaborando comentários agressivos e criminosos, atribuindo-os a outras personagens.

    Os auto proclamados ateus desse blog parecem ser, na sua maioria, adolescentes com instrução incompleta. O restante talvez seja composto por adultos aferrados a uma rebeldia improdutiva. Isso me causa grande preocupação!

    A contar pelas habilidades não demonstradas pela atual geração de ateus e agnósticos, e seu site tem uma boa amostra, neste Século ainda não veremos um Brasil com menos influência da Religião. Continuaremos a consumir livros e idéias estrangeiras.

    Em parte eu concordo com Botton! Deveríamos estabelecer um corpo doutrinário que permitisse ao maior número possível de pessoas ver a beleza e a coerência de um mundo secular! E blogs como o seu, Paulo Lopes, são a escola que podem nos levar a isso, mesmo que leve dois mil anos.

    Senhora Crente se despede e volto a "postar" como Anônima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  15. A moral não é um conjunto de leis ou de princípios. É um sentimento - o sentimento de compaixão pelo sofrimento dos outros.( Uma pessoa verdadeiramente prudente age sempre moralmente...)

    ResponderExcluir
  16. Não posso dizer por outras religiões, mas o Catolicismo nunca disse que o homem é intrinsecamente mal. O homem, ao contrário, é intrinsecamente bom, contudo após o pecado original o homem foi corrompido parcialmente, por isso, mesmo com o pecado o homem pode escolher fazer o bem, e mesmo todos nós possuindo a moral dentro de nós, pelo pecado de nossos pais, que é transmitido a nós por propagação e não por imitação, nós muitas vezes podemos optamos pelo mal, e quando isso se torna um hábito, que chamamos de vício, esquecemos mais ainda nossa essência, que no fundo é boa.

    Nossa Senhora do Bom Sucesso, rogai por nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que o esforço da civilização tem sido de estendê-la para os integrantes de uma grande comunidade, que são os habitantes do planeta.

      Ele só não disso o que faz o Homem buscar estendê-la.;

      Excluir

Postar um comentário