Vítima acusa Ratzinger de não ter punido padre pedófilo

por Alessandro Alviani, Vatican Insider

Fesselmann foi abusado por  um
padre da diocese do futuro papa
Wilfried Fesselmann (foto), 43, uma das vítimas de abuso sexual, protocolou na Corte de Haia um recurso contra o papa. Em 1979, quando tinha 11 anos sofreu abusos por parte do padre Hullermann, que um ano depois foi transferido da diocese de Essen para a arquidiocese de Munique – dirigida então por Joseph Ratzinger e futuro papa Bento 16 – para se submeter a uma terapia psiquiátrica, sem puni-lo e muito menos denunciá-lo às autoridades policiais. Pouco depois, Hullmermann abusou de outras crianças. Foi suspenso apenas no ano passado quando o caso de Fesselmann veio à tona.

Por que denunciou o papa?

Porque é o chefe da Igreja mundial e tem a responsabilidade pelo que fazem os padres. O problema diz respeito ao fato de que os padres acusados de abusos são transferidos de uma diocese para outra. As vítimas do padre Hullermann são pelos menos 17. Inclusive o seu sucessor que começou a trabalhar em Essen como ele, abusou de algumas crianças e foi transferido para Münster. A estratégia é sempre a mesma. As dioceses respondem: “Foi a primeira vítima, nunca vimos nada parecido”. E, enquanto isso, os padres pedófilos mudam de cidade. Queremos dar um fim a esta estratégia.

O que espera de Bento 16?

Que se desculpe. Tem que tomar uma posição sobre esse tema e admitir que foram cometidos muitos horrores. Além disso, tem que afastar os sacerdotes pedófilos que continuam em atividade. Na ata da denúncia que apresentamos em Haia aparece os nomes de pelo menos 300 sacerdotes pedófilos na Alemanha, alguns dos quais continuam desenvolvendo suas funções religiosas. O papa tem que expulsá-los e revelar os seus nomes. Ficaria muito feliz se o papa decidisse encontrar-se comigo em Berlim durante sua visita na próxima semana, uma vez que está envolvildo pessoalmente em meu caso porque acolheu Hullermann em Munique. Escrevi a diferentes instituições, como a Conferência Episcopal Alemã e para o Vaticano, mas não obtive nenhuma resposta. Irei a Berlim para participar dos protestos contra sua vinda.

O que diria caso se encontrasse com ele?

Perguntaria o porque de sua conduta, porque deixou aquilo acontecer. Se houvesse parado de alguma forma Hullermann em 1979 outras crianças não teriam sido vítimas.

Apresentou o recurso nesse momento porque estamos próximos da visita do papa à Alemanha?

Não, se trata de um processo longo e complexo, estávamos recolhendo os documentos desde março.

Deseja alcançar outros objetivos mediante esse recurso?

Estamos enojados pela forma com estão gestionando a questão das indenizações. Na Alemanha esses delitos já prescreveram. As vítimas, entretanto, necessitam de 20 ou 25 anos para falar sobre o que aconteceu. Eu demorei mais de 25 anos. Além disso, em média, as vítimas alemãs têm recibido 5 mil euros. O padre Hullermann continua vivendo em Munique como se nada estivésse acontecido e recebendo de sua arquidiocese. Não é possível que ele ganhe 5.300 euros por mês, enquando as vítimas recebem num único pagamento 5 mil euros. É muito pouco.

O que você faz hoje em dia?

Faz 10 anos diagnosticaram que sofro ataques de pânico relacionado aos abusos. Desde então não posso trabalhar.

O que acontece agora com a denúncia?

A Corte terá que revisar todo o material: 3 CD e muitas caixas com documentos. Levarão pelo menos três semanas.





Vítimas de pedofilia denunciam papa por crimes contra a humanidade
setembro de 2011

Casos de padre pedófilo.

Comentários

  1. Moleque de 11 anos tem que ser arisco. Tem que ter um certo repertório de palavrões e achar que é homem. Esses, dificilmente, se deixam abusar.

    Não estou justificando os atos dos agressores. Mas, pais cristãos podem estar condicionando seus filhos a sofrerem abusos sexuais e bullings.

    Se a criança aprende coisas como: nunca questionar a autoridade e dar a outra face ao ser agredida, ela certamente sofrerá abusos.

    Seria muito bom se o ensino religioso, realmente, instruísse as pessoas para a vida; as tornasse fortes, imunes ao engano e aptas a produzir boas idéias.

    O que vemos, entretanto, é que o ensino religioso tolhe iniciativas, mata personalidades, bestifica o indivíduo.

    ResponderExcluir
  2. Estamos falando de abusos que ocorreram há 30, 40, 50 anos atras.

    As crianças eram educadas de outra forma. Eram educadas a obedecer e não questionar os mais velhos.

    Esses abusos só vieram a tona agora, mas isso tem ocorrido ha séculos. A maioria ou esta velho demais para fazer qq coisa (pela vergonha de se expor) ou já morreram.
    Esses abusos se tornaram uma parte da própria igreja há muito tempo.
    Todos, repito, todos os padres, bispos e papas tem conhecimento disso.
    Nenhum deles presta, seja por cometer ou acobertar esses crimes.

    ResponderExcluir
  3. Fico imaginando alguem que recebeu a ostia da mão de um desses padres. Mão esta que acabará de masturbar algum menino.

    Tenho nojo deles.

    Ponho a mão em fezes, mas não em um desses "homens de deus".

    ResponderExcluir
  4. NUNCA UM CATÓLICO conseguiu responder minha pergunta ?

    ´´Porque a Icar que se diz a representante de Deus na terra , que prega a castidade , a moral , os bons costumes , o amor ao proximo etc , está envolvida até o pescoço em escandalos sexuais , financeiros , abuso sexual e pedofilia...´´ ???

    DEUS não consegue intervir ? e salvar uma criançinha indefesa de ser penetrado por um padre filho da puta ????

    ResponderExcluir
  5. Esses caras da ICAR são tarados demais aff!!!

    ResponderExcluir
  6. Legião,qualquer menino ou menina independente da personalidade é vulnerável e pode ser vítimas de abusos sexuais de quaisquer tipos por parte de adultos inescrupulosos e de caráter duvidoso.

    ResponderExcluir
  7. A mentalidade desses caras até que não é difícil de entender...

    Eles pensam que crianças de 11, 12, 13 anos já não são mais "tão crianças", que já pensam em sexo, já namoram e blá-blá-blá. Eles só esquecem que essa é a idade da ingenuidade. Cuequinhas e calcinhas de plantão dessa idade dão ouvidos a qualquer merda de "eu te amo" "eu tô apaixonado por você", "você é importante pra mim", aí eles pensam que também tão gostando, que querem ter relação com ele e acabam caindo na lábia desses safados muito fácil, aí quando vão ver, já foram abusados há muito tempo. Sedução é a maior arma deles. Temos que proteger essas crianças desses tarados, sabem como? Não levem mais eles pra igreja, cacete!

    ResponderExcluir
  8. Qualquer criança é vulnerável, mas uma criança bem educada e informada tende a denunciar mais.
    Agora qual educação pode surgir imersa em uma crença que inclui: Um pai que mataria um filho por ser uma ordem de Deus e outro pai que é punido com a morte de seu primogênito. Estou a citar Abraão e o rei do Egito.

    ResponderExcluir
  9. “Legião,qualquer menino ou menina independente da personalidade é vulnerável e pode ser vítimas de abusos sexuais de quaisquer tipos por parte de adultos inescrupulosos e de caráter duvidoso.”

    Não estou negando isto, Anônimo das 11:49.

    Só acho que podemos diminuir a suscetibilidade de nossas crianças, aos abusos, preparando-as melhor.

    Não temos como dar-lhes músculos mais fortes, mas podemos ensinar-lhes a rejeitar aquilo que lhes trará vergonha no futuro.

    Assim, temos que:

    a) Estimulá-las a pensar sobre o que querem ser no futuro;
    b) Estimulá-las a pensar em respeito próprio,assinalando que, apesar de serem crianças, ninguém (mesmo se autoridade for) deve desrespeitá-las;
    c) Reagir como puder, ao serem desrespeitadas;
    d) Ensinar-lhes que a droga dá um barato e depois cobra caro; inclusive mostrar-lhes fracassados que foram vencidos pelas drogas;
    e) Ensinar-lhes saídas, tipo: Se te oferecerem bebida, droga ou cigarro e disserem que, se não usar, você não é homem, responda: - Eu sou homem o bastante para escolher o que eu quero.

    ResponderExcluir
  10. Luan,de fato já não são mais crianças,mas são menores apesar de adolescentes ou pré-adolescentes.Portanto,vulneráveis!

    ResponderExcluir
  11. Eu quero dizer que essa maior susceptibilidade da criança reside na sua maior fragilidade física e na sua imaturidade psicológica.Isso,por si só,já coloca a criança na situação de potencial vítima de sedução da parte dos abusadores e pedófilos.

    ResponderExcluir
  12. Foi o que eu disse. Por mim, a idade de consentimento aumentaria pra 16 anos, mas 14 anos tá bom.

    Agora tem esse grupinho de de-putados lá do EUA que querem liberar essa perversão. Vocês acham que isso vai longe?

    ResponderExcluir
  13. Nada de novo se pode esperar de um nazista travestido de papa, só falta a guarda suíça ser trocada pela SS e na entrada da basílica de S. Pedro trocarem a cruz por uma suástica, aí tá feito!

    ResponderExcluir
  14. anonimo rj, os catolicos se defendem dizendo que, isto faz muito tempo,sim na alemanha pq, em alagoas e em s,paulo foi a tres anos atraz;acho que, a imprensa deveria divulgar mais estes casos para nao cair no esquecimento,ou sera que tem medo da poderosa icar,fica o meu alerta,a paz do senhor jesus.25/10/11

    ResponderExcluir

Postar um comentário