Litoral de Floripa terá nome de naturalista que colaborou com Darwin

Müller ajudou na elaboração da "A Origem"

O prefeito Gean Loureiro (DEM) sancionará lei que dá o nome do naturalista alemão Johann Friedrich Theodor Müller (1822-1897) a uma área do litoral de Florianópolis (SC). Em 1852, Fritz Müller mudou-se com a família para o Brasil, trabalhando como colono em Blumenau até 1956.

Aos 19 anos, ele começou a estudar biologia na Universidade Humboldt de Berlim. A disciplina na época chamava-se "filosofia da natureza". Dedicou-se também à matemática.

Em 1849, ele se formou em medicina, mas se recusou a receber o diploma para não ter de prestar juramento sob o nome de Deus. Filho de pastor protestante, ele se declarava abertamente ateu, o que era raro naquela época.

Müller enviou suas pesquisas sobre crustáceos ao naturalista inglês Charles Darwin (1809-1882), autor do revolucionário livro "A Origem das Espécies".

Área do Estuário Müller

Ponta do Coral

O Estuário Fritz Müller abrangerá os rios Itacorumbi e do Sertão e áreas da Ponta do Goulart, Praia do Saco Grande, Ponta do Lessa, Praia da Ponta do Lessa, Ponta do Recife, Ponta do Coral, parte da Baía Norte e segue até a Praia de Fora.

A medida deverá ajudar o turismo da região, dada a importância das contribuições de Müller para os estudos de Darwin. Em março de 2022, comemora-se os 200 anos do nascimento do cientista alemão.

Em uma das cartas a Müller, o naturalista inglês escreveu: “O senhor fez um admirável serviço pela causa em que ambos acreditamos. Muitos de seus argumentos me parecem excelentes, e muitos de seus fatos, maravilhosos".

Cientista trabalhou
como colono

> Com informação da Câmara Municipal de Florianópolis e de outras fontes e foto de divulgação.

'Não acredito na Bíblia nem em Jesus Cristo', escreveu Darwin 


Nova biografia relata impressões de Darwin sobre floresta do Brasil


Comentários