Pular para o conteúdo principal

Maioria dos ateus americano acredita haver vida inteligente em outros planetas

A maioria expressiva de 85% dos ateus e agnósticos dos Estados Unidos acredita na existência de alienígenas, mas do total dos primeiros apenas 36% acham que os supostos OVIs sejam provas de que existem vida inteligente fora da Terra.

Para os "nones" [pessoas sem religião], o percentual da expectativa de haver outros seres inteligentes nos cosmos é de 80%, também significativo.

Os dados são do Pew Research Center, que mostra que quanto mais religiosa é uma pessoa menos ela acredita na possibilidade de ETs. A pesquisa foi feita no período de 14 a 24 de junho de 2021 com adultos, incluindo brancos, negros e hispanos.

No extremo oposto aos ateus estão os evangélicos brancos: apenas 40% deles acreditam em vida inteligentes fora da Terra.

Em relação ao total de americanos que consideram a religião muito importante para sua vida, 49% creem na vida inteligentes em alguns cantos do universo. Ou seja, praticamente metade.

O Pew não opina sobre quais seriam as explicações sobre o antagonismo entre crentes e descrentes, nessa questão, mas alguns observadores afirmam que a descoberta de vida extraterrestre detonaria alguns pilares do cristianismo, como o de que Deus criou os humanos a sua semelhança.

O professor de astronomia David Weintraub, da Universidade de Vanderbilt, observa que acreditar em seres extraterrestres também é uma crença, similar a do cristianismo, porque até agora não existe nenhuma evidência de que pode existir ETs, embora mais recentemente cientistas tenham descoberto planetas parecidos com a Terra.

Weintraub reconhece que se acelerou a aquisição de conhecimento sobre o universo, com novas tecnologias.

“Imaginar que dentro de 100 anos teremos estudado e pesquisado dezenas de milhares ou até milhões de planetas em torno de outras estrelas”, disse.

“Então teremos algumas evidências numéricas sólidas a favor ou contra a existência de vida extraterrestre. Mas agora não temos nada.”

Mesmo sem evidências,
ateus creem na possibilidade
da existência de ETs

> Com informação do Pew e de outras fontes.

Comentários

  1. A vida é um evento natural e a natureza raramente produz um único exemplo de um fenômeno. Em todo mundo onde haja água, minerais, calor e descargas elétricas há formação natural de aminoácidos. A probabilidade desses aminoácidos se combinarem ao acaso para formar uma molécula autoreplicante é mínima: chance da ordem de um bilhão para um. Porém esse fenômeno tem ocorrido em bilhões de bilhões de mundos, ao longo de últimos 13 bilhões de anos. Portanto é razoável especular que, assim como surgiram naturalmente aqui, organismos conscientes talvez tenham aparecido também em outros pontos do universo.

    P.S.: Uma vez que o surgimento de vida a partir de matéria inorgânica parece ser um evento estatístico, não dá para criar vida em laboratório pelo mesmo motivo que não dá para produzir em laboratório um bilhete premiado da loteria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o ser humano, um ser "inteligente", não consegue criar vida em laboratório, imagina o surgimento espontâneo/aleatório da vida. Na "ciência", é preciso ter muita fé também. kkkk

      Excluir
  2. A galáxia é imensa, e não conhecemos nem 1% dela. Como saber mesmo se há ou não vida em outro planeta se conhecemos REALMENTE apenas 2 ou 3 deles? Em uma infinidade de outros.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Constelação familiar é tóxica e pode causar danos irreparáveis, alerta psicólogo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Escritor cristão admite que evangélicos têm 'estranha atração por figuras autoritárias'