Pular para o conteúdo principal

Evangélico, prefeito de Manaus livra igrejas de pagar multa por culto barulhento

Acusadas com frequência de incomodar a vizinhança com louvações barulhentas, as igrejas evangélicas, principalmente as pentecostais, acabam de obter em Manaus (AM) o privilégio de desrespeitarem a tranquilidade da cidade.

Sorrateiramente, o prefeito David Almeida (Avante), que é evangélico, alterou uma lei excluindo as igrejas da infração de cometer poluição sonora, mas sem as mencionar.

Almeida elaborou um projeto de lei — aprovado no dia 8 pela Câmara em regime de urgência — suprimindo da lei 1.817 de 23 de dezembro de 2013 as igrejas do grupo de estabelecimentos que causam perturbação do sossego público, pela natureza de suas atividades, como bares, restaurantes e casas de show. Elas estavam classificadas com “médio potencial de impacto” de poluição sonora.

As igrejas tiveram, ainda, outro benefício, este de ordem monetária. A partir de agora elas não precisam obter licenciamento ambiental, deixando de pagar taxa de R$ 10.429,51, além de causar danos ao meio ambiente impunemente.

O jornal Valor observa que o prefeito discursa como pastor, citando Deus e a Bíblia com frequência, chegando a fazer louvor.

A decisão do prefeito Almeida, endossada pela Câmara Municipal, de favorecer as igrejas agride flagrantemente o Estado laico, e a expectativa é que o Ministério Público de Amazonas recorra contra essa inconstitucionalidade.
Prefeito Almeida
defende os interesses
das igrejas

> Com informação do site Amazonas Atual e foto do Instagram.


Ministro do STF, Luís Barroso afirma que existe no Brasil um ‘cristianismo do mal’

Comentários

  1. Passando a boiada, como sempre. Aliás, esses tempos bolsonaristas se limitam ao mesmo campo semântico: imunidade de "rebanho", passar a "boiada". Parece que ao invés de Deus acima de todos, o que o genocida está fazendo é colocar um chifre acima de todos, não é mesmo, "gado" bolsonarista?

    ResponderExcluir
  2. Em Sorocaba - SP as igrejas evangélicas também perturbam livremente, os cultos são com caixas de som.
    O prefeito é da Igreja Mundial, aquela do pastor que vende feijões mágicos.

    ResponderExcluir
  3. Prefeiteco adventista dos 7 dias mamando no dinheiro do povo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Pesquisa confirma que o cristianismo está se desintegrando nos Estados Unidos

Presidente de Angola rejeita pressão de Mourão em defesa de interesses da Universal

Bolsonaro deixa hospital acompanhado pelo charlatão curandeiro Valdemiro Santiago