Pular para o conteúdo principal

Curandeiro João de Deus é condenado de novo por crime de abuso

O Tribunal de Justiça de Goiás condenou o curandeiro João de Deus, 79, por abusar sexualmente de uma seguidora durante atendimento espiritual em três oportunidades.

A pena assinada hoje (25) pelo juiz Renato César Dorta Pinheiro é de mais de dois anos prisão.

Como há outras condenações pelo mesmo motivo, o total de prisão que o curandeiro terá de cumprir é de 64 anos.

Há mais dez processos que ainda não foram julgados.

João de Deus nega as acusações e está recorrendo das sentenças. Ele está em prisão domiciliar em Anápolis por causa da pandemia.
 
> Com informação do Tribunal de Justiça de Goiás e de outras fontes.

Comentários

Posts mais acessados na semana

Cantora gospel incentiva uso de cloroquina: 'Eu tomei'. E morre de Covid-19

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Grã-Bretanha retém 'Arca de Noé' por não ter condições de navegar