Ministro Lewandowski nega pedido de prisão domiciliar ao ex-médico Abdelmassih

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, negou um pedido para que Roger Abdelmassih cumpra sua pena de 173 anos de cadeia em casa. O ex-médico está em um hospital penitenciário.

Desde agosto de 2020, quando sua prisão domiciliar foi revogada a pedido do Ministério Público, a advogada Larissa, mulher de Abdelmassih, tenta obter a prisão domiciliar. O casal mora na Zona Sul da cidade de São Paulo.

Larissa argumenta que Roger precisa de atendimento médico especial porque tem sérios problemas de saúde. e que precisa de atendimento especial.

O ex-médico encontra-se no hospital penitenciário por determinação do próprio Lewandowski em agosto de 2020.

No despacho de agora, o ministro anunciou que mantém a sua decisão.

Abdelmassih foi condenado sob a acusação de ter violentado suas pacientes.

> Com informação do STF e de outras fontes.

Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte