Pular para o conteúdo principal

Na Espanha, prefeita retira crucifixo franquista de convento; católicos reagem

A prefeita Carmen Flores, de Aguillar (Espanha), retirou da frente do Convento das Carmelitas Descalças um crucifixo que foi levantado em 1938 em homenagem aos fascistas que morreram defendendo o Governo de Franco

Católicos de toda a Espanha reagiram ao que entendem ser uma "perseguição ao cristianismo". Argumentaram que a placa no crucifixo que fazia referências aos nazistas foi retirada por lideranças de esquerda em 1980.

Para Flores, isso não muda a origem do monumento. Ela é do PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol), partido do presidente Pedro Sánchez, que tem tomado medidas para a secularização da Espanha, com a promulgação da Lei da Memória Histórica, para banir símbolos religiosos de lugares públicos e outras medidas.

A Associação dos Advogados Cristãos vai recorrer à Justiça para que o crucifixo seja recolocado no convento. Até integrantes do PSOE reclamam da prefeita. 

Flores frequentou a Igreja Católica até aos 20 anos e desde então não tem religião. Ela afirma, contudo, que não é antirreligiosa, tanto que a sua administração tem ajudado a Igreja na recuperação de obras, inclusive de crucifixos com valor artístico, e esse não é o caso daquele que estava no convento.

Na Guerra Civil Espanhola (1936-39) os franquistas mataram cerca de 150.000 republicanos. Pelo menos 20.000 foram executados sumariamente quando houve a vitória dos fascistas.

Até hoje há cerca de 112 mil combatentes pela democracia enterrados em locais não identificados.

O presidente Sánchez está transformando o Vale dos Caídos — mausoléu do ditador que hoje é uma basílica católica — em um cemitério civil, onde não poderá haver qualquer tipo de exaltação ao líder do fascismo.

Cruz fascista foi removida
sob protesto do convento

Com informações das agências internacionais e foto de divulgação.

Aliança entre extrema direita e religião criou o cristo-fascismo, diz teólogo



Comentários

  1. A Espanha está correta, fascista tem que ser jogado em vala comum, não pode ter homenagens e enterros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que esse podemos é uma ramo do fascismo também.

      Excluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Justiça condena R.R. Soares a pagar R$ 16 mi por dívida referente ao Show da Fé

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade